quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Servidores do Fórum de Santana participam de programação da Campanha "Outubro Rosa"

A coordenação da Campanha "Outubro Rosa" realizou na manhã desta segunda-feira (28/10), no Fórum de Santana, uma série de atividades voltadas para os meios e os cuidados que o serventuário deve tomar para melhorar o nível de sua saúde. 

Na abertura do evento o Juiz Eduardo Navarro (foto acima) disse que tudo o que diz respeito à prevenção da saúde dever ser tratado com seriedade. O magistrado ressaltou que a preocupação com prevenção do câncer é um tema mundial. Por isso a importância do envolvimento de todos nesta causa. 

Na ocasião, foi reforçado pela diretora do Departamento de Gestão de Pessoas, Rosilene Campos, o apoio do Tribunal de Justiça do Amapá ao movimento Outubro Rosa, que trata do alerta à prevenção do câncer de mama. 

No evento, serventuários e magistrados acompanharam a palestra da diretora comercial da revista Saúde Total, Ana Pires. Ela falou da importância dos alimentos naturais e os efeitos para a saúde. 

O grupo de voluntários Anjos da Enfermagem abrilhantou o acontecimento e contagiou com sua alegria. Houve, ainda, sorteios de livros voltados à alimentação natural. 

Para o servidor Mauro de Jesus, receber informações sobre os cuidados que se deve ter com a saúde é extremamente necessário. Ele destacou que a vida atarefada e estressante do dia a dia são, também, motivos que comprometem a saúde dos serventuários, por isso, em boa hora a ação acontece. "Queremos agradecer à Presidência do TJAP e ao Departamento de Gestão de Pessoas por essa preocupação com a qualidade de vida de seus magistrados e servidores". 

Ainda durante a programação, os serventuários do Fórum de Santana participaram de sessões de massagem facial, massagem corporal e relaxante e Iridologia, onde a avaliação da saúde é feita pela íris. 

Nesta terça-feira (29) a programação da Campanha "Outubro Rosa" prossegue em Santana com avaliações do quadro de saúde dos servidores, por meio da íris (Iridologia), e às 16h00 será realizada aula prática sobre a culinária saudável.

Titular da VIJS guarda em definitivo a toga de magistrada

A juíza Ana Lúcia de Albuquerque Bezerra (foto) se despede das atividades judicantes na Justiça do Amapá. Durante 19 anos esteve à frente da Vara da Infância e Juventude de Santana. A juíza deixa o cargo em decorrência de sua aposentadoria por tempo de serviço. 

A juíza leva as lembranças de um trabalho obstinado em defesa das crianças e dos adolescentes do município de Santana, no incessante combate ao abuso e exploração sexual desses infantes e também combatendo o uso de substâncias entorpecentes. 

Um dos trabalhos relevantes que mereceu repercussão nacional, sendo inclusive objeto de pesquisa, foi a intensa divulgação do disque denúncia (0800-285-1581), contato direto da população com o comissariado de menores instalado na própria Unidade infanto-juvenil. 

A magistrada vai à aposentadoria deixando uma estrutura para o deslocamento rápido da equipe de apoio consistentes em 04 veículos novos que são utilizados em campanhas e blitz educativas; fiscalizações diurnas e noturnas e nas atividades cotidianas da Vara. 

Em sua trajetória no Judiciário amapaense, na condição de juíza substituta, Ana Lúcia atuou nas comarcas de Ferreira Gomes, Tartarugalzinho, Mazagão e finalmente em Santana. No ano 1994, passou a exercer a titularidade da Vara Menoril. Desenvolveu ainda a função de juíza eleitoral nas 5ª zona eleitoral de Santana; Diretora do Fórum da municipalidade; Membro da Turma Recursal e Membro da Comissão de Administração do Fundo de Apoio ao Juizado da Infância e Juventude. 

Um dos grandes legados da magistrada foi a realização do sonho de interiorizar o atendimento da infância e juventude, por meio do projeto “Infância em Movimento”. Com o apoio do barco “Tribuna – A Justiça Vem a Bordo” e de parceiros como o Ministério Público, Defensoria Pública e órgãos públicos, levou atendimentos jurisdicionais, sociais e médico às comunidades ribeirinhas próximas ao município de Santana. 

Firmeza, determinação e iniciativas marcaram sua trajetória como magistrada. Por sua atuação e reconhecido trabalho, recebeu o título de Cidadã Mazaganense, concedido pela Câmara Municipal de Mazagão, e o diploma de Honra ao Mérito pelos serviços prestados no mesmo município, concedido pela Loja Maçônica Francisco Torquato. Em Santana, foi homenageada pela Câmara de Vereadores nas comemorações alusivas ao Dia da Mulher. 

Guarda definitivamente o manto que lhe propiciou, por anos, lutar e defender aqueles que estiveram sob sua tutela. “Nossa contribuição sempre foi no sentido de disseminar novas concepções, despertando, ainda que em alguns momentos com rigor, sentimentos de responsabilidade e respeito para com os semelhantes. Acredito que cumprimos nosso dever. Fica o meu abraço e agradecimento a todos que estiveram comigo nesse processo, especialmente às crianças e aos adolescentes a quem muito me dediquei”.

domingo, 27 de outubro de 2013

Ministério da Saúde encaminha cubanos para o Amapá

O Ministério da Saúde (MS) encaminhou para o Amapá 32 médicos cubanos que irão atuar na atenção primária dos municípios do estado. Os médicos chegam na tarde deste domingo, 27/10, às 16h (horário local), e fazem parte do terceiro ciclo do programa. Os profissionais devem iniciar o atendimento a partir do dia 02 de novembro. 

Os 32 profissionais serão distribuídos da seguinte forma: 20 ficarão no município de Macapá, quatro atuarão em Santana, dois serão encaminhados para Laranjal do Jari, dois irão para o município de Oiapoque, um para Mazagão e três ficarão responsáveis por atender as áreas indígenas do Estado. 

Antes de iniciarem seus trabalhos na rede estadual de saúde, os médicos passarão por um seminário de acolhimento, que os informará sobre as diretrizes que compõem o Sistema Único de Saúde (SUS), seus serviços, direitos e deveres. O curso acontecerá no período de 28 a 31/10, no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). 

No dia 1º de novembro, o governador do Estado, Camilo Capiberibe, fará a cerimônia de encerramento do curso e a apresentação dos profissionais aos prefeitos e secretários municipais de Saúde. "Nesse dia os médicos serão conduzidos aos seus municípios de atuação para ajudar no atendimento da população", diz a coordenadora do programa Mais Médicos, Maryanne Seabra. 

O Estado já conta com 38 médicos cubanos atuando nos municípios. Em setembro, seis médicos chagaram ao Amapá e estão trabalhando nos municípios de Amapá, Pracuuba, Calçoene, Tartarugalzinho, Cutias e Itaubal.

Morre uma das vítimas de explosão em barco

Foi sepultado na manhã da última quinta-feira (24), o corpo do adolescente Fabiano dos Santos Machado, 17 anos, que morreu no dia anterior (23), na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Emergências de Macapá, onde ele estava internado desde o dia 18 passado. Fabiano era uma das cinco vítimas da explosão ocorrida a bordo do barco Anjo Gabriel, que estava ancorado em um porto na comunidade do Delta do Matapí, em Santana. 

A vítima teve queimaduras de 3º grau em cerca de 85% do corpo. Fabiano estava em coma induzido e respirava com a ajuda de aparelhos (ventilação mecânica). O menor recebia alimentação através de sondas. Ele teve o aparelho respiratório comprometido pelas profundas lesões causadas pelas queimaduras. Dos cinco feridos, dois receberam alta médica e outros dois seguem internados. 

O caso
O incêndio a bordo do barco Anjo Gabriel iniciou por volta de 13h. Segundo as primeiras informações, um curto-circuito no cabeamento de energia ligada de terra para o barco provocou a explosão. A embarcação estava carregada com vários tanques de combustível. 

As chamas se alastraram rapidamente atingindo o barco que estava amarrado ao lado. Explosões sucessivas foram ouvidas aumentando as chamas. Dois carros-pipa do Corpo de Bombeiros chegaram ao local para dar início ao combate às chamas. As embarcações foram soltas do trapiche. O segundo barco em chamas atingiu uma terceira embarcação que também estava carregada com combustível. 

“Foram várias explosões. As causas desse acidente ainda serão apuradas, mas pelo que já verificamos existe uma série de irregula-ridades”, disse o tenente PM Edilson do Batalhão Ambiental. 

Os feridos foram levados para o Hospital de Emergências de Macapá onde uma junta médica já aguardava para receber as vítimas.

Programa cultural reúne mais de 2 mil crianças

Cerca de duas mil pessoas participaram da ação "Eu curto ser Criança", promovida pelo Governo do Amapá no município de Santana. Sob a coordenação da Secretaria de Estado do Turismo (Setur) em parceria com secretarias de Estado da Cultura, Esporte e Lazer, Polícia Militar, Detran, Corpo de Bombeiros, Ouvidoria do Estado e Super Fácil de Santana, a programação proporcionou uma tarde de entretenimento e cultura a crianças, jovens e adultos. 

A ação ocorreu na Praça do Vilelão, Centro da cidade, e disponibilizou às crianças brincadeiras gratuitas com pula-pulas, cama elástica, sorteio de brinquedos, distribuição de lanches e muita diversão com a presença de palhaços, super-heróis, perna-de-pau e bonecos, além pinturas educativas e competições esportivas como corrida de saco, tênis de mesa, xadrez, futebol, boliche, entre outras atividades. 

A dona de casa Ruane Freitas saiu do Delta do Matapi, bairro distante do Centro, para aproveitar a oportunidade e fazer a alegria dos três filhos. "A tarde está sendo ótima, nem sempre eu tenho como levar os três para se distraírem na praça, brincar, e hoje estamos aproveitando a tarde", comentou a moradora. 

O pequeno Elinaldo Almeida, de dez anos, foi o vencedor da corrida de saco, ganhou medalha e disse estar contente com a ação. "Fui o melhor, ganhei e vou tentar a sorte em outras competições, vou aproveitar a tarde também nos brinquedos", disse o garoto. 

Quem também dançou ao som da Turma do Nescau foi a pequena estudante Taila Cardoso, de apenas cinco anos de idade. Para a mãe da menina, a dona de casa Regiovani Ferreira, que saiu do bairro Remédios I para participar da ação, a diversão foi garantida. "Quando soube dessa tarde de lazer, trouxe ela para se divertir, sabia que teria os palhaços e os brinquedos, que ela gosta bastante. O governo está de parabéns pela iniciativa", elogiou. 

Durante a ação, o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar de Santana, tenente-coronel Aeliton Mi, premiou as duas escolinhas de futebol que se destacaram em Santana, nas competições do projeto da PM, a Desportiva Parque das Laranjeiras e Nova União, além do jogador que mais se destacou durante a disputa, o artilheiro Igor. Os munícipes ainda tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho da Companhia Grahan de Danças, Orquestra Camerata Essência e o som da banda Xamego, do município de Santana.

Ação de educação sanitária é levada para Macapá e Santana

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) promove, durante esta semana, ações de educação sanitária nas embarcações que transportam passageiros e animais e que aportam nas áreas portuárias de Macapá e Santana. O objetivo da Diagro é sensibilizar a população sobre o risco do transporte de frutos hospedeiros da mosca da carambola do Amapá para outras unidades da Federação, evitando trazer prejuízos econômicos para a agricultura nacional e conscientizar produtores, criadores e todos aqueles que estejam envolvidos no setor quanto à importância da vacinação contra a febre aftosa, que iniciou no dia 15 de outubro e termina no dia 30 de novembro em todo o Amapá. 

De acordo com a programação, na manhã e tarde desta quarta-feira, 23/10, os fiscais agropecuários da Diagro estarão no Canal do Jandiá, bairro Cidade Nova. Na quinta, 24, e na sexta-feira, 25, será na área portuária do município de Santana. Além da orientação aos usuários das embarcações, os fiscais fazem a distribuição de materiais educativos como panfletos, cartazes e folhetos sobre os programas desenvolvidos pela Agência. 

Essa mobilização de educação sanitária faz parte das ações de defesa ativa que ocorrem em todo o Amapá, tendo como objetivo promover mudanças de conhecimento, atitudes e comportamento nas pessoas frente a qualquer problema sanitário. O coordenador de Defesa Agropecuária (Coda), médico veterinário da Diagro, Álvaro Renato, ressalta a importância dessas ações como ferramentas motivadoras e replicadoras de novos atores na luta contra a febre aftosa e no combate e erradicação da mosca da carambola, questões que geram grandes prejuízos econômicos, pois atingem respectivamente às áreas vegetal e animal, impedindo o setor agropecuário de expandir-se pela exportação de animais e produtos agropecuários.

Deputado Manoel Brasil alerta para falta de segurança em embarcações

Na sessão dessa quarta-feira, 23/10, o deputado Manoel Brasil (PTN) alertou sobre a falta de segurança nas embarcações que navegam nos rios do Amapá. O deputado citou como exemplo o naufrágio ocorrido com o barco Reis I que naufragou na manhã do dia 12 deste mês, após a procissão fluvial que faz parte das celebrações do Círio de Nazaré, vitimando 18 pessoas. Manoel Brasil questionou as ações da Capitania dos Portos e da Marinha no estado, comentando a ação da Capitania que impediu a atracação no porto de Santana de um navio transatlântico com turistas. 

“O desembarque tinha todo o amparo de segurança e os turistas iriam deixar divisas econômicas no estado”, frisou o deputado criticando o comandante da Capitania dos Portos. “Ele não esta tendo a responsabilidade de se preocupar com a navegação da Amazônia”. 

Para o deputado, a navegação da Amazônia deve estar na pauta de discussões dos parlamentares e governadores dos estados da região Norte. “Não podemos deixar que se repita a tragédia da década de 80, quando o barco ribeirinho Novo Amapá naufragou na foz do rio Cajari, em Monte Dourado (PA), levando para as águas mais de seiscentas pessoas”, destacou o parlamentar que vive a experiência de ter sobrevivido a um naufrágio em janeiro de 2002, quando o barco Cidade de Óbidos I bateu em uma balsa no rio Jari e teve o casco rasgado, indo a pique, matando sete pessoas, entre elas a esposa do deputado, a jornalista Simone Teran. 

“As nossas rodovias da Amazônia são os rios, não podemos mais permitir que aconteçam outros acidentes no Amapá”, frisou o deputado, parabenizando o senador Randolfe Rodrigues (Psol), que vai tratar do assunto segurança naval em audiência pública no Senado.

Frap abre linhas de financiamento para pescadores

Mais um atrativo do Governo do Estado movimentou a Agência de Pesca do Amapá (Pescap) nesta segunda- feira, 21/10. Os presidentes das colônias de pescadores começam a receber informações e assinar o termo de compromisso para adesão das linhas de crédito dos bancos, através do Fundo de Desenvolvimento Rural do Amapá (Frap). 

A finalidade do Frap é inserir o maior número possível de pescadores para que o Amapá possa continuar desenvolvendo o atendimento técnico e comercial às zonas pesqueiras. 

Segundo o técnico da Associação da Colônia de Pesca de Santana, Aderson Leite, o financiamento de barcos representa um compromisso firmado, anualmente, pela Agência de Fomento do Amapá (Afap) e outros bancos para abertura de programas especiais aos pescadores regularmente cadastrados por meio da Pescap. 

"Não só os barcos que precisamos adquirir, mas realizar preventivamente cursos de capacitação para os pescadores, que, ao adquirirem barcos, tenham mais informações sobre situações náuticas e de combate ao fogo e outros sinistros com o Corpo de Bombeiros e a Capitania dos Portos de Santana", ressaltou. 

O financiamento de programas estaduais e federais permite aos pescadores obterem por meio das associações das zonas pesqueiras do Estado, entre outros aspectos, insumos (alevinos, ração e calcários) e até barcos de pequeno e médio portes para desenvolver a piscicultura comercial.

Polícia Civil apura parte criminal de explosão em barcos

A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar a explosão de três embarcações na localidade de Matapi Mirim, no município de Santana, ocorrida nesta sexta-feira, 18/10, por volta das 13hs. Equipes do Batalhão Ambiental, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Técnico-Científica do Amapá estiveram no local cada um executando ações de suas competências. 

A polícia já sabe que existe uma quadrilha praticando crimes de furto e roubo de combustível que vem de Belém (PA) para ser vendido em Macapá nos postos autorizados. De acordo com a polícia, a quadrilha ataca balsas ou caminhão-tanque e depois vende o produto. 

"Já prendemos um homem, há dois anos, quando ele foi denunciado e flagrado fazendo transação ilegal de produto inflamável nessa região . Agora todos os indícios apontam para ele novamente", esclareceu o tenente Edmilson Matos, do Batalhão Ambiental. 

O Batalhão Ambiental foi acionado pelo Centro Integrado de Operações e Defesa Social (Ciods) para essa ocorrência, dando conta de que alguns barcos estavam pegando fogo. A denúncia foi comprovada. Em um lugar foram encontrados dezenas de carotes metálicos e de plástico contendo gasolina, óleo diesel e etanol com aproximadamente 20 mil litros intactos. 

Três embarcações foram destruídas totalmente, assim como cerca de cinco mil litros de produto inflamável. Cinco pessoas que estavam nos barcos foram arremessadas com a explosão e tiveram queimaduras por todo o corpo. Estão internadas no Centro de Tratamento para Queimados (CTQ) no Hospital de Emergência, em Macapá. São elas: Marivaldo Lopes da Costa, Cleberton Silva Lima, Diego Pantoja Almeida, Harlon Oliveira dos Santos e Ivaldo Paulo da Silva. 

Militares do Batalhão Ambiental apreenderam uma lancha de pequeno porte, bombas injetoras, 21 tanques de plástico com capacidade para mil litros cada e gerador de energia. 

As investigações serão feitas pela 1ª Delegacia de Santana, que aguarda os laudos periciais da Politec e do Corpo de Bombeiros.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Duas das cinco vítimas de incêndio correm risco de morte

É grave o estado clínico de Fabiano dos Santos Machado, 17 anos, e Ivaldo Paulo da Silva, de 27, que são duas das cinco vítimas da explosão de um barco atracado em um porto na foz do rio Matapi, em Santana. A explosão ocorreu por volta das 13h30 de sexta-feira, 18, deixando três embarcações completamente destruídas. 

As duas vítimas estão em coma induzido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Emergência de Macapá. Elas respiram com a ajuda de aparelhos. De acordo com o cirurgião plástico Augusto Púpio, coordenador do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), esses pacientes so-freram queimaduras de terceiro grau em cerca de 85% do corpo. 

Outros dois pacientes já receberam alta médica. Um terceiro está internado no CTQ com queimaduras em 15% do corpo. A Capitania dos Portos emitiu nota informando que preliminarmente a explosão no primeiro barco teria ocorrido durante o abastecimento. Foi instaurado Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação no intuito de apurar as causas do incêndio, com prazo de conclusão em 90 dias. 

A polícia vai investigar, também, a descoberta de um depósito clandestino de combustível que foi localizado durante o trabalho das equipes de socorro. No local estavam armazenados mais de 20 mil litros de óleo diesel e gasolina.

Batalhão Ambiental remove 8 mil litros de combustível

O comandante do Batalhão Ambiental, tenente-coronel Silva, comandou na manhã de sábado, 19/10, a remoção de mais de 8 mil litros de combustível que estava estocado de forma clandestina em um porto na foz do rio Matapí, em Santana, onde ocorreu uma explosão na tarde de sexta-feira, 18, que deixou cinco pessoas feridas e destruiu três embarcações. 

“Todo o material apreendido será levado para o pátio do Batalhão. Já identificamos que o dono desse produto é conhecido como Paulo Enedino que está foragido. Ele já esteve preso por desvio de combustível e outras práticas ilícitas. Ele é reincidente nessa prática”, afirmou o comandante. 

Ainda de acordo com o tenente-coronel, o combustível, que supostamente era desviado de balsas que passam próximo ao local, era levado de Santana para o município de Anajás (PA) onde era vendido livremente em postos de combustíveis ligados ao esquema. 

“Tudo será devidamente apurado pela polícia judiciária a partir de agora”, concluiu o comandante do Batalhão Ambiental.

Fogo e seis feridos no Matapi

Seis pessoas ficaram gravemente feridas durante uma explosão ocorrida no interior do barco-motor Anjo Gabriel, que estava aportado em um trapiche na foz do rio Matapi, em Santana. O porto é acessado pela estrada do Delta do Matapi. O acesso é difícil até ao local do acidente. 

O incêndio a bordo iniciou por volta das 13hs. Segundo as primeiras informações, um curto-circuito no cabeamento de energia de energia ligada de terra para o barco provocou a explosão. A embarcação estava carregada com vários tanques de combustível. 

As chamas se alastraram rapidamente atingindo o barco que estava amarrado ao lado. Explosões sucessivas foram ouvidas aumentando as chamas. Dois carros-pipa do Corpo de Bombeiros chegaram ao local para dar início ao combate às chamas. As embarcações foram soltas do trapiche. O segundo barco em chamas atingiu uma terceira embarcação que também estava carregada com combustível. 

“Foram várias explosões. As causas desse acidente ainda serão apuradas, mas pelo que já verificamos existe uma série de irregularidades”, disse o tenente PM Edilson do Batalhão Ambiental. 

Os feridos foram levados para o Hospital de Emergências de Macapá onde uma junta médica já aguardava para receber as vítimas. “Temos dois casos em que as pessoas tiveram cerca de 85% da superfície corporal atingida pelas chamas provocando queimaduras de terceiro grau. Essas vítimas foram entubadas e respiram com a ajuda de aparelhos. O quadro clínico é gravíssimo. As próximas 72 horas serão decisivas”, disse o cirurgião plástico Augusto Púpio, diretor do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital de Emergências. 

Durante o combate às chamas no local sinistrado foram descobertos dois grandes depósitos clandestinos de estocagem de óleo diesel. Existe uma forte suspeita da polícia que o óleo estocado no local possa ser de procedência ilícita. “Existem denúncias de desvio de óleo diesel de balsas nessa região. Não sabemos ainda se o material que foi encontrado aqui é procedente desses fatos, mas tudo será apurado”, disse o tenente.

Polícia começa a ouvir sobreviventes e testemunhas

A delegada Josélia Barbosa, que preside o inquérito do acidente fluvial com o barco "Reis I", esteve nessa terça-feira, 15/10, no Igarapé da Fortaleza, para onde a embarcação foi levada. De acordo com ela, a polícia iniciou um minucioso trabalho de investigação a fim de coletar dados que possam esclarecer os motivos que provocaram o tombamento do barco. 

"Já ouvimos algumas pessoas envolvidas na tragédia e vamos tomar depoimentos de muitos outros sobre o que eles presenciaram a bordo. Essas informações vão nos subsidiar para sabermos o que aconteceu nesse acidente, que vitimou 18 pessoas entre crianças e adultos", ressaltou a delegada. 

O trabalho de investigação policial contará com os resultados dos laudos de perícia executada pela Polícia Técnico-Cientifica do Amapá (Politec), das informações da Capitania dos Portos, como a vistoria na saída no Porto do Grego em Santana, listagem de pessoas e dos tripulantes. Vem obter o contrato de locação entre sindicato e o proprietário do barco, filmagens no momento da saída e principalmente os depoimentos. 

A operação para içar o Reis I e conduzi-lo ao Igarapé da Fortaleza ocorreu na noite de segunda-feira, 14, ocasião em que os militares tiveram êxito em rebocá-lo para local propício à perícia.

Governo e parlamento discutem ZPE

O governador Camilo Capiberibe considerou interessante a ideia apresentada pelo deputado Manoel Brasil, de se criar a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) ao lado do Porto de Santana, e solicitou aos técnicos da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) que sejam feitos os estudos para verificar a possibilidade de executar o projeto. 

Para o parlamentar, a ZPE, vinculada ao porto, será muito mais atrativa aos empresários, a exemplo do que ocorreu com a Zona de Processamento de Exportação de Pecém, no Ceará, que foi inaugurada em agosto deste ano no complexo portuário, na Grande Fortaleza. 

"A ZPE é uma das saídas para gerar empregos no Estado do Amapá e a construção dela, ao lado do porto, é uma forma de atrair mais investidores e promover o desenvolvimento", justificou o deputado Brasil. 

Agora, o governador determinou que o secretário da Seicom, José Reinaldo, faça os estudos dos impactos sociais e financeiros, uma vez que, para a criação da ZPE, seria necessário desapropriar quase todos os moradores do bairro Novo Horizonte. 

"O governo tem como objetivo a construção da ZPE no Porto do Céu, mas essa proposta do deputado viabiliza a nossa Zona de Processamento de Exportação, porque atrairá mais investidores. Contudo, vamos avaliar essa questão em conjunto com o prefeito e, principalmente, o povo de Santana", sublinhou Camilo. 

O secretário José Reinaldo (foto, direita), que participou do encontro do deputado Brasil com o governador, disse que, em novembro do ano passado, o Governo do Amapá entregou o projeto de implantação da ZPE no Estado ao secretário-executivo do Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CNZPE), do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (Mdic), Gustavo, Sabóia Fontenele.

MPF instaura inquérito para apurar acidente

Procedimento extrajudicial aberto pelo Ministério Público Federal no Amapá (MPF) vai apurar as causas do naufrágio do barco “Reis I”. O acidente ocorreu no último sábado, 12, após a procissão fluvial pelo Círio de Nazaré, no Rio Amazonas. A Capitania dos Portos do Amapá deve prestar esclarecimentos. 

A 3ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF, que trata dos direitos do consumidor, quer saber se a embarcação estava com número de passageiros acima da capacidade. As condições de uso do barco e a regularidade da documentação junto à Capitania dos Portos também são interesse do Ministério Federal. 

A instituição requisitou ao órgão informações sobre os procedimentos adotados antes da saída do barco da área portuária de Santana, a cerca de 20 km da capital, Macapá. A Capitania dos Portos deve apresentar documentos do proprietário e da embarcação, informar detalhes sobre a capacidade máxima permitida de pessoas no barco e fornecer relação nominal de passageiros e tripulantes. 

Responsabilidades – Após o recebimento e análise das informações, o MPF vai adotar medidas para eventual responsabilização civil, penal e administrativa.

Sobreviventes descrevem momento do naufrágio

Sobreviventes da tragédia marítima ocorrida no rio Amazonas, na manhã de sábado, 12/10, que deixou mais de 15 mortos, Mário Lopes e Marcos Nunes - este último perdeu um filho de 8 anos no naufrágio – relataram ontem o que viveram naquela manhã fatídica à bordo do B/M Reis I que retornava para o porto de Santana depois de ter participado da romaria fluvial com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré. 

“Ainda não caiu a ficha direito. O que tenho são imagens fragmentadas, como recortes de um filme. Meu filho brincava com outras crianças quando a embarcação virou rapidamente. Não tive tempo de agarrá-lo”, disse emocionado o pai que estava amparado por familiares durante velório do corpo do pequeno Vitor Gregório que completaria 9 anos em novembro. 

“Eu lembro que estava no primeiro andar do barco conversando com uns amigos. Depois eu resolvi subir para o segundo pavimento. Ao pisar no andar superior só senti a embarcação virar rapidamente. Quando dei por mim já estava embaixo do barco. Lutei para sair debaixo dele, e num momento me faltou o ar. Pensei que ia morrer naquele lugar”, declarou ainda emocionado. 

Mário Lopes revelou que o barco não bateu em um banco de areia, como especulado. “Tinha uma balsa passando ao lado. Não sei se foi a onda provocada por essa balsa que balançou nossa embarcação que foi a pique. Haviam muitas pessoas na parte superior, e, ao que parece, não havia lastro. Isso pode ter sido decisivo para a tragédia”, declarou.

Números comprovam superlotação de barco

O coronel de fragatas Carlos neves disse que o B/M Reis I passou por uma vistoria no Porto do Grego, em Santana, antes de ser liberada para a viagem. Segundo ele, haviam 40 passageiros e 3 tripulantes à bordo, conforme contagem manual feita por homens da Capitania dos Portos. “Quando a embarcação desatracou de Santana era esse o número”, afirmou. 

Porém, não houve fiscalização da Capitania no retorno das embarcações. O Sindicato dos Servidores Federais Civis do Amapá (Sindsep-AP), responsável pelo aluguel da embarcação, apresentou uma relação com os nomes de 64 passageiros entre sobreviventes, desaparecidos e mortos, o que confirma a superlotação. 

O comandante apenas reafirmou o que havia dito antes. “Tudo será apurado por meio de inquérito”, concluiu. O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Rosário, negou que ine-xistisse a presença de bombeiros no local do acidente. 

“Dentro da própria embarcação havia dois bombeiros. Uma voadeira que seguia atrás do barco sinistrado tinha seis homens que ajudaram no resgate dos passageiros no exato momento do naufrágio”, assegurou. Coronel Rosário disse que requereu um helicóptero do Governo do Pará para ajudar nas buscas dos desaparecidos.

Embarcação naufraga e deixa pelo menos 12 mortos

Foto da embarcação "Reis I" que naufragou no Amapá.
Imagem tirada horas antes do ocorrido.
Uma embarcação, denominada "Reis I", que acompanhava a procissão conhecida como Círio Fluvial, que conduz a imagem de Nossa Senhora de Nazaré pelas águas do Rio Amazonas, naufragou, neste sábado (12/10), na orla de Macapá nas proximidades do Igarapé de Pedrinhas. Doze pessoas que estavam no barco Reis Primeiros morreram após o naufrágio, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Segundo informações do Carlos Rodrigo Neves de Oliveira, comandante da Capitania do Portos de Macapá, a embarcação conduzia 40 passageiros. O comandante do barco foi encontrado morto preso no maquinário da embarcação. 

O acidente ocorreu quando a embarcação retornava de Macapá para Santana após o fim da procissão. De acordo com a Capitania dos Portos, o órgão vai abrir um inquérito para investigar as causas do acidente. O laudo técnico, que vai mostrar as prováveis causas do acidente, deve ficar pronto em 90 dias. "O tempo estava bom. É uma embarcação nova, de 2010, que foi vistoriada recentemente. Nós fizemos a fiscalização na saída de Santana e não havia nenhuma irregularidade. Contamos 40 passageiros, que é a capacidade da embarcação. Eles tinham colete salva-vidas. Foi um infortuno", afirma Carlos Rodrigo. Apesar de o comandante descartar a possibilidade de superlotação do barco, bombeiros estimaram no local do acidente que 60 pessoas estavam a bordo. 

Como o acidente aconteceu enquanto a embarcação retornava a Santana junto com outros barcos que participaram do evento, a Capitania dos Portos vai tentar ouvir as testemunhas das outras embarcações e também os sobreviventes. "Ele (o barco) passou por uma região rasa. Não faço ideia o que pode ter acontecido. Temos que ouvir as testemunhas para saber o que realmente aconteceu. Pode ter sido um problema de navegação", explica. 

O comandante revelou que os primeiros passageiros a serem retirados da água receberam ajuda das pessoas das outras embarcações. "Como haviam muitos barcos ao redor, as pessoas que caíram na água foram socorridas pelos passageiros de outras embarcações", conta o comandante. 

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, divulgou nota em que lamenta o acidente e se solidariza com as famílias das vítimas. Ele decretou luto oficial de três dias no estado. 

A procissão O Círio Fluvival de Macapá começou por volta das 7h30 conduzindo a imagem de Nossa Senhora de Nazaré do município de Santana até Macapá. O percurso foi realizado em cerca de 2h30.

Amapaense Patric brilha no Japão

O atacante Patric, nascido e criado em Santana, está fazendo sucesso no futebol japonês. Contratado em julho de 2013 pelo Ventforet Kofu, clube da cidade de Kofu, capital da província de Yamanashi, Patric já havia passado anteriormente pelo Kawasaki Frontale, também no Japão, e agora se firma como um dos artilheiros do Kofu, com sete gols na temporada 2013. 

Toda esta história começou nos campos de Macapá, defendendo a camisa do Trem Desportivo Clube. Com o clube, seu primeiro contrato profissional no futebol, Patric foi campeão amapaense de 2007 e disputou a Taça São Paulo de Juniores. Ele ainda viria a faturar mais um título estadual no Amapá em 2009, desta vez pelo São José. 

Antes de chegar ao Japão, Patric obteve destaque no Vasco da Gama (RJ), Mixto (MT), Vila Nova (GO) e Atlético (GO), times onde marcou muitos gols. O atacante passou ainda por Santa Cruz (PE), Salgueiro (PE), Democrata (MG) e Americano (RJ). 

Evolução
O Ventforet registrou um grande salto de qualidade com a chegada de Patric, em julho. A evolução na J-League ajudou o time de Kofu a deixar para trás a zona do rebaixamento, da qual já abriu cinco pontos, e os gols e assistências de Patric têm sido fundamentais para esta melhoria. 

Antes da chegada de Patric, o Kofu havia conquistado 14 pontos em 17 jogos, um aproveitamento de 27%. Em 11 jogos com Patric em campo, o Kofu faturou 16 pontos e aumentou seu aproveitamento para 58%, valor aproximado ao dos times que estão nas primeiras colocações na tabela de classificação da J-League. 

Outro exemplo que mostra a importância da contratação de Patric pelo time de Kofu é o retrospecto de vitórias sobre times mais bem colocados na tabela de classificação. Nos onze jogos com Patric em campo, o Kofu venceu o Sanfrecce Hiroshima (1º), o Cerezo Osaka (5º) e o Kashima Antlers (4º). Nos mesmos 11 jogos, Patric marcou quatro gols (contra Kashima Antlers, Jubilo Iwata, Shonnan Bellmare e Shimizu S-Pulse) e deu uma assistência (contra o Cerezo Osaka). 

Patric chegou ao Ventforet Kofu depois de uma curta temporada no Kawasaki Frontale, dos também brasileiros Jéci e Renatinho. No time de Kawasaki, Patric marcou três gols em oito jogos.

Violência doméstica representa 16% das ocorrências em Santana

A violência doméstica familiar continua liderando o ranking de ocorrências no município de Santana, já chega a 273 o número de casos registrados. Dados divulgados pela Central de Operações do 4º Batalhão da Polícia Militar revelam no período de janeiro a setembro deste ano, 16% dos registros envolvem esse tipo de violência. 

De acordo com o levantamento da PM, somente no mês passado (Setembro) foram registrados 33 casos de violência doméstica com uso de força física ou ameaça. Comparado aos meses anteriores, o número vem sofrendo variações entre três ou quatro casos a cada mês. 

Em 2012, a violência doméstica ficou em segundo lugar, apenas atrás de casos que envolveram a violência no trânsito, mas de lá para cá, a diferença foi de 7% a menos. No total, a Polícia Militar atendeu 252 casos no município, no mesmo período deste ano. Seguido de ocorrências por lesão corporal e atos infracionais. 

Bairros conflituosos
A estatística também mostra as regiões com maior índice de registros policiais em Santana, o bairro Área Portuária permanece entre os que mais concentram conflitos no município. Os boletins de ocorrência fecharam o mês de setembro com 342 casos atendidos naquela região, o que representa 21,2% do total de atendimentos. 

Já os bairros Parque das Laranjeiras, Mutirão do Paraíso, Jardim de Deus I e II, Distrito Industrial, Delta do Matapi, Anauerapucu e Matapi Mirim estão entre as zonas consideradas menos conflituosas, concentram entre 2% e 4% o número de atendimentos. 

Reportagem de Andreza Sanches (Jornal do Dia)

Liberados R$ 16 milhões para APLs de Macapá e Santana

A Secretaria de Desenvolvimento Regional, do Ministério da Integração Nacional, emitiu nessa terça-feira, 08/10, nota de empenho no valor de 5 milhões de reais para o fortalecimento do Projeto de Arranjos Produtivos Locais do Pescado, Hortifrutigranjeiros, Açaí e Ecoturismo no Igarapé da Fortaleza. 

O recurso liberado é apenas parte da verba total de 16 milhões de reais, advinda de dotação extraorçamentária do governo federal, destinada ao projeto que foi minuciosamente desenvolvido por diversos setores do governo do estado, sob iniciativa e a interlocução do senador João Capiberibe (PSB-AP) junto ao Ministério da Integração Nacional. O restante do valor será repassado em 2014. 

A cooperação técnica entre o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, e o ministro Fernando Bezerra Coelho, da Integração Nacional, foi anunciada em junho deste ano e, desde então, aguardava-se a emissão do empenho para que o convênio fosse assinado, o que deve acontecer nos próximos dias. 

O APL terá grande impacto sobre as famílias agroextrativistas ribeirinhas, que sobrevivem da pesca artesanal - com o beneficiamento de sua produção e a integração aos roteiros eco turísticos da região - e os agricultores familiares assentados no Polo Hortifrutigranjeiro e Mini Polo de Fazendinha - também com o beneficiamento da produção. A gestão ficará a cargo da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR), com apoio da equipe técnica das instituições governamentais estaduais. 

Dessa forma, entre as ações propostas pelo APL estão: implantação de uma unidade de beneficiamento de camarão com capacidade de processar 5 toneladas/dia do produto, gerando empregos e agregando valor com a produção de camarão descascado congelado, camarão defumado e subprodutos como adubo e ração, que serão definidos ao longo do processo de implantação da agroindústria; capacitação em boas práticas para o manuseio do camarão desde a pesca até o repasse para beneficiamento garantindo a qualidade final do produto e implantação de um porto de embarque e desembarque de produtos agroextrativistas (camarão, peixes, frutos), cargas e passageiros, entre outras.

Programa Cidadão Digital é retomado em Santana


A partir desta quarta-feira, 09/10, na unidade do Super Fácil Santana, foram reiniciados os atendimentos do Programa Cidadão Digital, que consiste em disponibilizar acesso grátis à internet à comunidade estudantil e em geral para a realização de pesquisas e trabalhos escolares. 

Para que o retorno do serviço se tornasse realidade foi necessária a aquisição de novos equipamentos de informática, além do mobiliário a ser utilizado pelos usuários. 

O interessado em utilizar o serviço deve fazer o agendamento na própria unidade, onde terá uma hora para realizar seus trabalhos. Decorrido esse tempo, o equipamento desligará automaticamente, dando vez ao próximo usuário agendado. 

Segundo Dário Nascimento, diretor-geral do Siac, o retorno do serviço só irá beneficiar a comunidade. "Consideramos importante a reativação, tendo em vista o grande número de pessoas que ainda não estão incluídas no estudo através das mídias digitais, quer por falta de condições ou ainda de oportunidades. Com isso, o Governo do Estado busca facilitar o estudo e a pesquisa para essas pessoas", enfatizou. 

Nessa primeira semana, o atendimento funcionará de forma experimental com o objetivo de estimular a procura pelo serviço, facilitando mensurar o número de atendimento/dia.

Casa da Hospitalidade recebe doação de alimentos da Pescap

A Agência de Pesca do Amapá (Pescap), entregou à diretoria da Casa da Hospitalidade, nesta terça-feira, 08/10, em Santana, cerca de 300 quilos de leite e aproximadamente meia tonelada de peixe para atender ao educandário. 

A irmã Aretuza dos Santos Botaro, diretora da Casa da Hospitalidade, foi representada na entrega dos produtos pela irmã Cláudia, que disse ser valiosa a contribuição da Pescap à instituição essa doação que beneficia 200 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos. 

"Temos mais de 200 pessoas assistidas, 68 funcionários que trabalham em três pavilhões de atendimento e acolhimento de crianças e adultos com problemas mentais. Elas precisam do apoio e essa ação social do Governo do Amapá sempre é bem-vinda, esse peixe e o leite vão beneficiar a todos", resumiu. 

Segundo o engenheiro de pesca Erivaldo Cavalcante, o trabalho é motivo de orgulho para todos na Pescap. "Esse é um projeto que fazemos há algum tempo, em grupo, técnicos, extensionistas e o pessoal de apoio que foi trabalhar na Expofeira. É muito gratificante contribuir para o bem das crianças e adolescentes .Por isso pensamos em algo que fosse também beneficiar as pessoas que mais precisam em Santana", sublinhou. 

De acordo com Eulene Cunha, extensionista de Pesca e Aquicultura da Agência, servir as pessoas mais necessitadas é muito gratificante para a equipe que trabalhou na Expofeira, desejando um resultado favorável para as pessoas mais pobres. "Sabemos que a Casa da Hospitalidade pode ser beneficiada com o leite e o peixe por um bom período e, com isso, minimizamos os problemas das crianças e dos adultos da entidade", pontuou. 

A funcionária da Casa de Hospitalidade de Santana, Isabela Garcia, disse que ali se faz um trabalho de acolhimento à vida. "Esses alimentos darão para um bom período no educandário e com certeza pessoas com deficiência, crianças que esperam adoção e adultos com problemas neurológicos são os grandes favorecidos com essa ação do Governo do Amapá", comentou. 

A entrega dos alimentos se deu por conta do trabalho social e esportivo que a equipe da Pescap desenvolveu com o Pesque & Troque no estande rural no período de 27 de setembro a 6 de outubro, na 50ª Expofeira Agropecuária, cuja sobra do peixe que não foi pescado e o leite - produto usado como senha para participar da pescaria - serviram de base para a execução da ação de governo à Casa de Hospitalidade em Santana.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

CTMac media conflito entre taxistas de Macapá e Santana

Devido ao impasse gerado por conta da permissão de taxistas de Santana circularem e pegarem passageiros na capital amapaense, a Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá (CTMac) propôs um acordo para que os taxistas dos dois municípios possam trabalhar em Macapá e Santana durante datas de grandes eventos.

O problema foi gerado por conta da reclamação dos taxistas de Macapá em relação aos profissionais de Santana, que estavam pegando passageiros na Expofeira, porém a legislação não permite, pois não possuem licença de tráfego expedida pela CTMac.

As reuniões entre as classes estão ocorrendo desde a última segunda-feira, 30/09. Porém, mesmo com a vontade das prefeituras de Macapá e Santana de realizarem um acordo de trabalho viável para os taxistas, alguns problemas ocorreram.

A CTMac deixa claro que os conflitos ocorridos entre taxistas aconteceram por motivação de um pequeno grupo que não atuou em nome da categoria. O Sindicato dos Taxistas de Santana afirmou que foi um ato isolado lamentável.

Desde a madrugada desta quinta-feira, 03/10, as autoridades de trânsito de Macapá e Santana, em conjunto com representantes da categoria dos dois municípios, trabalharam tranquilamente no transporte de passageiros da Expofeira, conforme acordo realizado.

O acordo
Conforme a legislação vigente e entendimento entre as classes e órgãos fiscalizadores, taxistas de Santana poderão deixar passageiros na Expofeira, mas não poderão fazer ponto no local, assim como taxistas de Macapá poderão deixar passageiros em Santana, mas voltando imediatamente para a capital, também sem fazer ponto. O luminoso deve ser tirado nos municípios em que os taxistas não tenham autorização de tráfego.

Na manhã da última terça-feira, 01, as duas classes se reuniram na CTMac para que fosse realizado um acordo para que os trabalhadores dos dois municípios possam traba-lhar em conjunto em determinados eventos realizados nas duas cidades.

Ontem (03) a Polícia Militar, representada pelo major Adilton; a diretora-presidente da CTMac, Cristina Baddini; o superintendente da Secretaria de Trânsito e Transportes de Santana (STTRans), Evanilson Rodrigues; e o presidente do Sindicato dos Taxistas de Macapá, Rizonilson Barros, reuniram-se na CTMac para discutir as medidas adotadas. O acordo será encaminhado ao Ministério Público Estadual para que seja oficializado.

“A operação realizada em conjunto com a CTMac e STTrans foi muito bem feita, garantiu a tranquilidade nas atividades realizadas pelos taxistas de Macapá e Santana durante a Expofeira nesta última madrugada”, afirmou o presidente Rizonilson Barros.

Macapá, Santana e Mazagão vão ficar as escuras no fim de semana

Mais uma vez haverá desligamento no fornecimento de energia elétrica durante o final de semana. A informação foi repassada pela Eletrobrás Eletronorte através de um comunicado emitido a imprensa local.

Pelo menos onze localidades da capital, sete do município de Santana e cinco de Mazagão ficaram cerca de quatro horas sem energia. A interrupção acontecerá no horário de 7h50min as 11h30min do próximo domingo (6).

As localidades afetadas com a falta de energia serão: Porto do Céu; Vila do Coração; Pirativa; Comunidade Mané José; Rodovia AP 20; Rodovia Macapá Jari até o Maruanum; Curralinho; Vale Verde; Ilha Redonda e Igarapé do Lago, em Macapá; Paraíso; Fonte Nova; Centro de Santana; Provedor I; Nova Brasília; Ramal do Delta e Distrito Industrial, em Santana e; MazagãoVelho; Mazagão Novo; Comunidade do Carvão; Piquiazal e Anauerapucu, em Mazagão.

De acordo com a empresa, a interrupção no fornecimento de energia elétrica é necessária para manutenção preventiva trienal na Subestação Santana.

Juiz nega problemas na revisão biométrica em Santana

O Juíz Eleitoral José Bonifácio Lima da Matta, titular da 6ª Zona Eleitoral do município de Santana, disse na última segunda-feira (01/10), que não existem problemas no atendimento biométrico da cidade. De acordo com o magistrado, as dificultes que ocorrerão foram decorrentes da queda da internet e de energia elétrica.
 
Conforme o juiz, os três postos no município estão preparados para atender a população, mas que o eleitorado santanense insiste em concentrar-se no Siac Superfácil da cidade, localizado na área portuária de Santana. José Bonifácio acredita que a causa é a proximidade do posto citado com o comércio.
 
O magistrado elucidou também que o número de senhas nos postos de atendimento não são mais limitados, o que facilita o recadastramento do eleitor de Santana. De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), o município possui 66.111 eleitores, destes, somente 50% efetuaram o recadastramento digital obrigatório. “A localização do ponto de recadastramento no Superfácil, que é na área portuária, atrai o cidadão santanense. As pessoas não procuram o posto de atendimento do Fórum de Santana, por não gostarem de comparecer em um órgão do judiciário. É um problema cultural. Mas é preciso que os eleitores venham no referido posto dentro do órgão da Justiça Eleitoral, pois é onde atendemos melhor, por conta da estrutura”, pontuou o Juíz José Bonifácio.
 
Postos na cidade
Cartório Eleitoral (localizado no prédio do Fórum da Justiça Estadual, na Rua Cláudio Lúcio Monteiro, 2100, Vila Amazonas) – de 7h30 às 15h; Super-Fácil Santana (Área Portuária) – de 7h30 às 14h30min e Centro de Apoio a Juventude (Caju), que inicia amanhã, 8, no horário de 8h às 14h. Quem não efetuar a Revisão Biométrica terá o Título de Eleitor Cancelado e não poderá obter a certidão de quitação eleitoral, tirar passaporte, fazer inscrição em universidades, tomar posse em cargo público, obter benefícios sociais do Governo Federal como Bolsa Escola, Bolsa Família, entre outros problemas.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Taxistas de Macapá e Santana entram em rota de colisão

O impasse gerado sobre o impedimento da permanência de taxis do município de Santana na área da Expofeira Agropecuária colocou taxistas dos dois maiores municípios do Estado em rota de colisão na noite desta terça-feira, 01/10. Após um novo desentendimento no Parque de Exposições da Fazendinha, um grupo de taxistas de Santana montou uma barreira na altura da ponte sobre o Igarapé da Fortaleza impedindo que taxistas de Macapá fossem levar passageiros aquele município. 

Pneus chegaram a ser incendiados no meio da pista, mas as chamas foram apagadas por homens do Corpo de Bombeiros. O clima de hostilidade fez com que alguns veículos fossem depredados durante um confronto n a cabeceira da ponte. 

Um taxista de Macapá foi detido e levado para a Central de Flagrantes de Santana. Em razão disso, um grupo com mais de 50 taxistas da capital seguiu para a delegacia santanense deixando o clima ainda mais tenso. Homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) forma acionados para controlar a crise. A situação é crítica. Ambas as partes ainda não chegaram a um acordo que sane o problema. 

Reuniões entre representantes do governo do Estado, CTMac e taxistas foram realizadas, mas restaram infrutíferas.

Amapá avança na política de segurança comunitária

A Coordenadoria de Segurança Comunitária da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp) realiza na segunda-feira, 07/10, no município de Santana, mais uma etapa do Programa "Brasil Mais Seguro" com o Curso de Promotor de Polícia Comunitária. 

Desde a abertura do programa, em 23 de setembro, já foram capacitadas 59 pessoas entre lideres comunitários e servidores da segurança pública, com cursos nas zonas Norte e Sul da capital. O "Brasil Mais Seguro" é um acordo de cooperação técnica firmado entre o Governo do Estado e o Governo Federal, por meio do Ministério da Justiça, e objetiva capacitar os profissionais da área de segurança pública, fortalecer o policiamento ostensivo e aproximar a polícia da comunidade. 

Segundo o coordenador da Coordenadoria de Segurança Comunitária da Sejusp, Rubivar Nobre, a participação da comunidade nos cursos anteriores foi fundamental para conhecer e entender o trabalho do policiamento comunitário. 

"Os cursos realizados nas zonas Norte e Zona Sul de Macapá tiveram muita participação da população, que conheceu o trabalho do policiamento comunitário. A filosofia de policiamento comunitário implantada pelo governador Camilo Capiberibe tem surtido um resultado muito positivo pela sociedade amapaense, além de gerar o interesse de participarem dessa nova fase que a segurança pública do Estado vive", destacou. 

Durante a capacitação serão ministradas aulas de Polícia e Sociedade, Mediação de Conflitos, Direitos Humanos, entre outras, para comunidade e servidores da segurança pública do município. No último dia ocorrerá visita técnica à Unidade de Policiamento Comunitária do bairro Igarapé da Fortaleza, que em breve será inaugurada, para conhecerem o procedimento de trabalho que será desenvolvido no local. 

Após a capacitação em Santana, o programa se estenderá para o bairro Perpétuo Socorro, em Macapá. 

As inscrições para o curso do Programa "Brasil Mais Seguro", em Santana, acontecerão nesta quinta-feira, 03, a partir das 8h, no Centro Comunitário do Igarapé da Fortaleza.

Deputado pede ampliação da Escola Estadual Antônio Januário Pereira

O líder do PV na Assembleia Legislativa, deputado Zezé Nunes, encaminhou documento para apreciação dos seus pares a respeito da Escola Estadual Antônio Januário Pereira. O documento requer ao governo estadual, através da Secretaria de Estado da Infra-estrutura (Seinf), a aquisição do terreno atrás daquele educandário, no município de Santana, com o propósito de ampliá-lo. 

De acordo com os moradores da comunidade, o terreno já tem parte utilizada pela escola. Atualmente o espaço está à venda e os moradores esperam que o governo compre o referido imóvel ou possa negociá-lo para que todos sejam beneficiados, principalmente a classe estudantil. 

Para os estudantes, a aquisição do imóvel é de suma importância para a comunidade, pois além da escola continuar no mesmo local, os eles poderão ganhar a tão esperada quadra poliesportiva e a construção de novas salas de aulas e outros espaços. 

O deputado Zezé Nunes pede ao governo do estado que a situação seja analisada, para que futuramente a Escola Antônio anuário Pereira seja ampliada.

Brasil cobra explicações sobre a ZPE do Amapá

O deputado Manoel Brasil (PEN) teve aprovado requerimento apresentado em regime de urgência na sessão plenária dessa segunda-feira, 30/09, cobrando informações do secretário estadual de indústria e comércio, José Reinaldo Alves Picanço, sobre o processo de instalação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Amapá. 

“Não podemos ficar na contramão do desenvolvimento. No Brasil já existem 23 ZPEs e 136 no mundo, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), gerando mais de 70 milhões de empregos. O Amapá é uma unidade ainda dependente da União. Nós precisamos tirar o estado desse marasmo econômico. A ZPE é uma forma de darmos mais emprego à população; temos o município de Santana com uma logística formidável às margens do rio Amazonas e o porto fluvial. Temos que pensar na implantação da ZPE, haja vista que no Acre já funciona desde 2010 e já estão exportando para os países asiáticos”, defendeu o deputado. 

Brasil ainda frisou que o estado do Amapá não pode se acanhar com as informações adquiridas no Panamá e deixar o tempo correr. Para o deputado, a ZPE é necessária e importante para o desenvolvimento do estado. 

Em aparte, o deputado Eider Pena (PSD) destacou que o Amapá é o único país a ter uma ZPE dentro de uma Zona de Livre Comércio (ZLC), e frisou que o Executivo Estadual vem falhando na execução da ZPE. 

Eider explicou a finalidade das zonas de processamento de exportação que são distritos industriais incentivados, onde as empresas neles instaladas trabalham com suspensão de impostos, liberdade cambial e procedimentos administrativos simplificados de compra e venda de mercadorias, com a condição de destinarem ao menos 80% de sua produção para o mercado externo. 

O foco do modelo é a exportação já que pela legislação vigente apenas uma pequena fração da produção pode ser direcionada ao mercado interno.

CTMac intervém em crise entre taxistas

A Companhia de Trânsito e Transportes de Macapá (CTMac) recebeu na manhã desta segunda-feira, 30/09, o presidente do Sindicato dos Taxistas do Amapá, Rizonilson Barros, que levou várias questões referentes ao trabalho irregular de taxistas do município de Santana na Expofeira. 

De acordo com a Lei nº 364/90, taxistas que não são regulamentados em Macapá não podem atuar no município, que possui seu próprio serviço. Somente podem trabalhar os taxistas que possuem licença de tráfego expedida pela CTMac. O problema é que taxistas de Santana trabalham irregularmente na Expofeira, o que é proibido. 

Em relação ao transporte em táxi dentro de Macapá e Santana, o permitido é que os veículos de um município quando levam passageiros até a outra cidade, podem atuar apenas para deixar passageiros, e não fazer corridas na cidade vizinha. 

Como não houve a possibilidade dos veículos de Santana estarem com ponto dentro da Expofeira, a Secretaria de Trânsito e Transportes de Santana (STTrans), sob a alegação de que trabalhadores de Macapá estão taxiando no município santanense, estão apreendendo os veículos. 

“Os taxistas foram apenas deixar passageiros. Porém, no retorno, mesmo sozinhos, sem passageiros, tiveram seus veículos apreendidos. Na sexta-feira foram apreendidos 2 veículos, no sábado 1 e no domingo mais 3. Apreensões de forma arbitrária e ilegal”, afirmou Rizonilson Barros. 

Diante da situação, a CTMac afirmou que deverá intensificar a fiscalização do transporte irregular de passageiros na capital.

‘Novo Amapá’: Peça teatral lembra 39 anos do naufrágio com poesia e homenagens

Os 39 anos do maior naufrágio do estado serão lembrados com poesia e homenagens no espetáculo "Novo Amapá", que acontece no sá...