quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Capitania dos Portos forma 29 aquaviários

A Capitania dos Portos do Amapá (CPAP) realizou, na última sexta-feira, 19/10, a cerimônia de encerramento do Curso de Formação de Aquaviários CFAQ-II/III, turma 01/2012. 

De acordo com o suboficial Sousa, coordenador dos cursos da Capitania dos Portos, em Santana, com a conclusão do curso, os formados estão habilitados para navegar nas águas amazônicas. “Essa qualificação é destinada à sociedade civil e às pessoas que já trabalham na atividade, mas que ainda não possuem habilitação para pilotar embarcações”, disse. 

No Amapá, apenas a Capitania dos Portos tem autorização para expedir o tipo de habilitação. O curso concluído na sexta feira teve duração de 14 semanas. “Nesses seis meses os alunos compareceram na Capitania, pagando apenas R$ 8 para cobrir a despesa com a carteira de habilitação feita com papel moeda”, contou. 

O curso é destinado ao ingresso na Marinha Mercante, no Grupo de Fluviários, nas categorias de Marinheiro Fluvial de Convés (MFC) ou Marinheiro Fluvial de Máquinas (MFM), para atuar no nível de equivalência 3, com o propósito de qualificar o aquaviário com as competências e habilidades exigidas para exercício das atribuições no meio fluviário.

domingo, 21 de outubro de 2012

Transatlântico aporta com 800 alemães no Amapá

O Amapá recebe nesta terça-feira, 23/10, a visita do transatlântico Amadea, com cerca de 800 passageiros da Alemanha e Caribe. A vinda ao Estado faz parte do projeto Turismo Integrado Náutico na Amazônia, onde os passageiros têm a oportunidade de conhecer a região Amazônica de forma natural, podendo adquirir artesanato local, fortalecendo assim a economia. 

Para que tudo seja realizado com perfeição, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur), em parceria com a iniciativa privada, trabalha no bem-estar e segurança dos turistas, garantindo uma maior arrecadação econômica principalmente para o artesanato local, produto mais procurado e que se fortalece a cada visita. 

Após desembarcar no porto de Santana, os passeantes visitam os principais pontos turísticos do Estado, como a Fortaleza de São José de Macapá, o Monumento Marco Zero do Equador e a Casa do Artesão, local mais prestigiado pelos turistas que aproveitam a oportunidade para conhecer e comprar os artesanatos confeccionados pelos artesãos amapaenses. 

O secretário interino de Estado do Turismo, Sandro Belo, explica que o navio vai percorrer toda a Amazônia e que estão previstas a passagem de mais transatlânticos até julho de 2013, por Macapá, rota turística internacional que atravessa a Amazônia. 

"É importante lembrar que o governo vem criando condições para que os empresários amapaenses possam investir com segurança. Hoje, nós temos empresas atuando no Estado com capital estrangeiro, que descobriram o nosso potencial por meio de uma visita em um dos transatlânticos vindos ao Amapá", diz Sandro. 

Ele relata também que ao aportar no Amapá o transatlântico gera tributos a Docas de Santana, um aumento considerado na economia nos setores de alimentação, estadia e turismo.

Policiamento comunitário garantirá mais segurança aos moradores do Ambrósio, afirma o governador

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, vistoriou nesta quinta-feira, 18/10, no município de Santana, a obra da Unidade de Policiamento Comunitário (UPC) da Polícia Militar do Estado (PM/AP), que será inaugurada no início de novembro de 2012, na área portuária da cidade. A UPC contará com 38 policiais, duas viaturas e duas motocicletas. 

O posto também atenderá a Baixada do Ambrósio, comunidade de alto índice de criminalidade. A medida visa a melhoria da defesa social e manutenção da paz na região. 

Na ocasião, o governador constatou que a reforma no posto, que é temporário, já que o Estado tem um projeto para a construção de uma UPC maior, na mesma área, está quase concluída. Além desta, Camilo Capiberibe garantiu que implementará outras unidades no Novo Horizonte, Araxá, Pedrinhas - as três em Macapá, e Garapé da Fortaleza, também no município de Santana. 

Segundo o governador, a Polícia Comunitária aproxima o policial da comunidade. Camilo Capiberibe lembrou que a prática foi iniciada no Amapá há 10 anos, mas abandonada na gestão passada. A ação foi retomada em 2011, no município de Laranjal do Jari, o que reduziu a criminalidade em 80% na cidade. 

O governador lembrou que a segurança pública do Amapá, na época do governo de João Alberto Capiberibe, já foi uma referência nacional. Inclusive, ganhou prêmios internacionais por conta da Polícia Comunitária. 

Visita à Baixada do Ambrósio
O governador também visitou a Baixada do Ambrósio, local conhecido pela alta incidência de crimes em Santana. Ele aproveitou para conversar com os cidadãos que residem no local e explicar a eles sobre a UPC, que fará o policiamento da área e será inaugurada brevemente. 

Durante o diálogo com os moradores da Baixada do Ambrósio, o governador escutou reivindicações e identificou duas demandas como maiores anseios dos moradores do local: segurança e água. Camilo Capiberibe garantiu a eles que a UPC diminuirá muito os crimes na área e anunciou que em dezembro de 2012, o governo do Estado, por meio da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), inaugurará uma obra que aumentará o abastecimento em Santana de 40% para 85%. 

A visita foi acompanhada pelo o titular da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública, Marcos Roberto Marques, comandante da PM, coronel Pedro Paulo Resende, deputado estadual Agnaldo Balieiro, vereador de Santana, José Roberto Pantoja, além de técnicos do governo. 

Política para habitação
Ainda na Baixada do Ambrósio, o governador explicou aos moradores que pretende buscar recursos, junto ao governo federal, para construir habitações destinadas a famílias que residem em áreas de ressaca, como é o caso deles. Camilo Capiberibe enfatizou que a prática já será executada em Macapá, com a conclusão do Conjunto Macapaba.

Mais de 500 famílias invadem área no Delta do Matapi

Centenas de famílias invadiram na última segunda-feira (15/10) uma área localizada no Delta do Matapi, no município de Santana. A decepção com o prefeito Antônio Nogueira em não ter viabilizado um projeto habitacional foi a principal versão dos invasores para deflagrar a ocupação de uma vasta área caracterizada por uma série de contrastes físicos. 

Entre os ocupantes está a autônoma Socorro Melo, mãe de quatro filhos e avó de cinco netos. “Eu não aguento mais pagar aluguel. O dinheiro que a gente consegue trabalhando é só para isso, pois o valor é um absurdo. A única forma de tentar sair dessa situação foi também invadir essa área juntamente com outras famílias que estão passando por situação semelhante”, frisou. 

A área já havia sido alvo de outras tentativas de invasão, mas que foram frustradas pelo próprio prefeito da cidade ao entrar na Justiça com processo de reintegração de posse. Desta vez, o número de invasores é maior do que a primeira tentativa, que registrou 500 famílias. Naquela ocasião, todas foram expulsas pela Polícia Militar após a prefeitura ganhar ação na Justiça. 

Os invasores disseram estar cansados de esperar uma iniciativa do prefeito em trabalhar uma política habitacional para o município. Também foram motivados a tomar a área depois que souberam da intenção do prefeito em construir no local uma bacia de decantação. “Nesse momento o que estamos precisando é de casas”, afirmou o pedreiro Luis Fonseca. 

A única bacia de decantação do Estado encontra-se na capital, mais precisamente no bairro das Pedrinhas. A estrutura da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) recebe dejetos de várias áreas da cidade. Como a fossa séptica não é coberta, tornando-se um lago de decantação a céu aberto, um mau odor é liberado. Tal situação acaba poluindo o ambiente e contribuindo para o surgimento de doenças. As famílias moradoras ao redor são as mais prejudicadas.

Gestores municipais criam comissão para iniciar transição de governo em Santana

Há quase duas semanas após o término das eleições no município de Santana, o atual prefeito Antonio Nogueira (PT) e o prefeito eleito Robson Rocha (PTB) estiveram reunidos para dar início ao processo de transição de governo. Esta é primeira vez em 25 anos de história do município, que uma atual administração e o novo gestor se encontram para tratar assuntos referentes à mudança de governo. 

Participaram ainda da reunião, a vice-prefeita eleita Rosalina Matos, o presidente estadual do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Eduardo Seabra, secretários Municipais de Administração, Josenildo Abrantes e de Gestão e Planejamento, Diniz Sena. Esse foi o primeiro encontro oficial entre os gestores, com a finalidade de orientar sobre as ações e definir medidas que serão adotadas durante o processo de transição. 

Para dar encaminhamento às atividades do processo de transição, um Projeto de Lei foi elaborado e será encaminhado à Câmara de Vereadores do Município para que seja aprovada a criação de uma Comissão de Transição. O prefeito eleito Robson Rocha atribuiu ao representane do PTB estadual, Eduardo Seabra, a presidência da equipe, que será formada por técnicos do prefeito eleito e servidores da Prefeitura de Santana. 

As duas gestões terão dois meses para dialogar, tomar conhecimento e estabelecer parâmetros de colaboração entre os governos. O prefeito Antonio Nogueira explica que este momento é fundamental para que a administração de 2013 conheça os projetos desenvolvidos pelo Executivo Municipal, bem como os que estão em andamento. 

O gestor ainda pediu cautela por parte dos servidores municipais. “O pagamento correto dos servidores municipais é marca do meu governo e eu espero que continue sendo do próximo prefeito. Acredito que o prefeito Robson terá esse mesmo cuidado, porque se você atrasa uma folha de pagamento, é porque existem problemas na gestão. Por isso é preciso ter habilidade para tratar com as dificuldades” disse o atual prefeito. 

Durante a reunião, o prefeito eleito Robson Rocha falou Plano Emergencial e ainda parabenizou Antonio Nogueira pela tranquilidade com que o recebeu em seu gabinete. “Volto afirmar que os palanques políticos já foram desmontados, o que cabe agora é o bem coletivo. Espero fazer uma transição serena e em conjunto como rege os princípios da administração. Aproveito para parabenizar o prefeito Nogueira pela tranquilidade com que está nos recebendo e espero que assim seja ao longo da transição” declarou Robson Rocha. 

O novo gestor esclareceu que a equipe de transição não será a mesma que deve compor a equipe de governo a partir de 2013 no município de Santana, mas estará preparada para fazer uma espécie de diagnóstico da cidade, tendo como meta elaborar o Plano Emergencial para os primeiros 100 dias de governo a frente da prefeitura. 

O prefeito Antonio Nogueira terá até o dia 31 de dezembro para fechar sua administração e garante que todas as alterações que ocorrerem neste momento, serão realizadas ainda por parte de seu governo. “É natural que inicie o balanço das ações e que mudanças sejam feitas” concluiu Nogueira. 

O prefeito adiantou que realizará uma audiência pública para prestar contas com a população sobre seus quatro anos de governo.

Vara da Infância e Juventude de Santana expede Portaria disciplinando Atos Ordinários

15/10/2012 - A Juíza da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Santana, Drª Ana Lúcia de Albuquerque Bezerra, reuniu com os serventuários que atuam na referida Vara e, em conjunto, concluíram a elaboração da Portaria n.º 39/2012-VIJS, publicada no Diário da Justiça Eletrônico n. 178, do dia 26/09/2012, que disciplina os atos ordinatórios que devem ser praticados de ofício pelos servidores daquele juízo, sob a orientação e supervisão do Chefe de Secretaria e da própria Juíza. 

A mencionada Portaria visa dar efetividade ao disposto no artigo 93, inciso XIV, da Constituição Federal e no artigo 169, § 4º, do Código de Processo Civil (CPC). Com a Emenda Constitucional nº 45/2004, foi inserido o referido inciso XIV que assim dispõe: "os servidores receberão delegação para a prática de atos de administração e atos de mero expediente sem caráter decisório", disse a Juíza Ana Lúcia. Além disso, no artigo 169, § 4º, do CPC, ficou disciplinado que: "os atos meramente ordinatórios como a juntada e a vista obrigatória, independem de despacho, devendo ser praticados de ofício pelo servidor e revistos pelo juiz quando necessário". Para a Magistrada, "a medida representa maior celeridade na tramitação processual naquela Vara, já que os processos não precisarão mais ser conclusos para despachos de mero expediente, podendo os servidores da Secretaria impulsionar mais rapidamente os feitos". 

Vale ressaltar que algumas Varas Cíveis de Macapá, Santana e outras Comarcas do Estado já possuem portarias expedidas pelos seus juízes titulares no mesmo sentido. Segundo a Juíza da Infância e Juventude de Santana, Ana Lúcia de Albuquerque Bezerra, quem ganha com a medida é o jurisdicionado da Comarca de Santana, que possui centenas com celeridade na tramitação dos feitos afetos à Infância e Juventude. Os interessados em conhecer a Portaria n. 39/2012 poderão acessá-la no site do TJAP (www.tjap.jus.br), no Diário da Justiça Eletrônico n. 178, do dia 26/09/2012.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Chega gasolina para abastecer Macapá e Santana até sábado

Desembarcou ontem (16/10) no porto de Santana um suprimento de 1,5 milhão de litros de gasolina em uma balsa da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. Segundo a estatal do petróleo, o carregamento garante o abastecimento de veículos na capital e em Santana até sábado, 20. 

As informações são de nota oficial da Petrobras, segundo a qual também no sábado chegarão outras duas balsas, com o mesmo volume de 1,5 milhão de litros de gasolina, uma da BR e outra da Ipiranga, únicas distribuidoras que abastecem o mercado do Amapá. 

A providência foi tomada diretamente pela presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, a pedido do presidente do Congresso Nacional José Sarney em conversa no início da tarde de ontem. 

“As empresas manterão suas operações durante todo o próximo fim de semana até à regularização das entregas”, diz a Petrobras na nota. Adicionalmente, ainda de acordo com a estatal,” a BR estará disponibilizando à Ipiranga volumes de Etanol Anidro para serem adicionados à Gasolina A daquela empresa”. 

Acerca da crise de desabastecimento que castigou o Amapá nos últimos dez dias, a Petrobras acrescentou que o volume comercializado na rede de postos da estatal “está 80% acima das quantidades normalmente vendidas para compensar dificuldades logísticas apresentadas por outras distribuidoras”. 

De acordo com os últimos levantamentos, existem atualmente em Macapá 78 postos de combustíveis, além de nove em Santana. A média de consumo da frota de mais de cem mil veículos nas duas cidades é de quinhentos mil litros por dia.

Batalhão Ambiental fiscaliza área portuária de Santana

O período do defeso para o Tambaqui iniciou no dia 1º de outubro e segue até o dia 31 de março de 2013. Nessa temporada fica proibida a pesca, o transporte, o armazenamento e a comercialização da espécie, exceto para quem desenvolve piscicultura. 

O tambaqui é um dos peixes mais desejados pelos consumidores, especialmente em épocas festivas, a exemplo da Semana Santa, Círio de Nazaré e confraternizações de fim de ano, mas, esse período é necessário para a reprodução da espécie. 

Mesmo sendo por uma boa causa, alguns vendedores se sentem prejudicados financeiramente. "Temos uma dimunuição muito grande nas vendas. A espécie é muito procurada pelo consumidor", informou José Maria. Já o feirante Fernando Mello, disse que apesar da queda nas vendas prefere respeitar o período de proibição a ser multado. “O prejuízo para quem é multado é grande, então prefiro equilibrar as vendas para não sofrer maiores danos”, conta. 

Fiscalizações
Em alerta no período de defeso do tambaqui o Batalhão Ambiental fez na última terça-feira (09/10), uma ação na área portuária do município de Santana, para fiscalizar o embarque e desembarque do pescado. O intuito da mobilização é coibir qualquer tipo de comercialização ilegal do produto. 

Segundo o comandante do Batalhão Ambiental, tenente coronel Vanderlei Nunes, durante o trabalho de fiscalização não foi constatado a venda ilegal de tambaqui e ninguém foi notificado. “As ações continuam até o fim do defeso, estaremos atuando em vários lugares. Temos um cronograma pronto que será executado à medida que for iniciando novos defesos”, explicou. 

Nos próximos meses, acontece o defeso de novas espécies de peixe como Tamuatá, Pirarucu, Acarí, Pirapitinga, Curimatá, Mapará, Aracú, Pacú, Jatuarana, e Branquinha. O tenente coronel destaca que a multa para quem for pego pescando ou fazendo transporte comercial do peixe, varia de R$ 500 a R$ 100 mil, dependendo da gravidade do crime e quantidade de pescado apreendido conforme determina a Lei Federal 9.605.

Em Santana, baixada do Ambrósio terá policiamento comunitário ostensivo

A área portuária de Santana, adjacente à Baixada do Ambrósio, ganhará uma Unidade de Policiamento Comunitário (UPC). 

Em visita ao local no último dia 10 de outubro, o secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Marcos Roberto Marques, definiu que a base do 4º Batalhão da PM terá o reforço imediato de 38 policiais militares. “A Baixada do Ambrósio é uma área densamente povoada, com elevado grau de risco social, por isso, vamos acelerar a implantação da Unidade de Policiamento Comunitário, com o reforço de 38 policiais militares oriundos da nova turma de formandos da corporação”, disse Marcos Roberto. 

O secretário observou que a Baixada do Ambrósio, com aproximadamente 15 mil habitantes, guarda alguma similaridade com o bairro das Malvinas, em Laranjal do Jari. “Nas Malvinas, a implantação da primeira UPC, em dezembro de 2011, reduziu os índices de criminalidade em 80% no próprio bairro, em 60% no seu entorno, e em 30% no município de Laranjal do Jari”. 

Após vistoriar a base do 4º Batalhão da PM na área portuária, o secretário Marcos Roberto Marques percorreu as pontes da Baixada do Ambrósio. Enquanto caminhava, ele conversou com moradores, proprietários de pequenos comércios e lideranças locais. Francisco Nogueira da Silva, 65 anos, que reside há 48 anos na Baixada do Ambrósio, avaliou os impactos positivos do policiamento comunitário. “Acredito que haverá uma queda nas principais ocorrências de violência, principalmente o tráfico de drogas, assassinatos e roubos”, calculou.

Hospital de Santana faz mudanças e tenta melhorar atendimento

O Hospital Estadual de Santana (HES), única unidade hospitalar de média e alta complexidade existente no município, vem adotando medidas administrativas que visam melhorar e qualificar o atendimento de saúde. 

Segundo o diretor do HES, médico Alonso Aymoré, uma das mudanças recentes adotadas foi o controle mais rigoroso na saída de medicamentos e correlatos de dentro da unidade de saúde. O diretor explicou que antes havia muito desvio e furto de medicamentos da Farmácia Hospitalar. 

Para sanar esse problema, Alonso Aymoré optou em instalar a farmácia em outro ambiente separado do local onde os medicamentos ficam estocados. “Mesmo com o controle existente, o local onde a farmácia funcionava antes facilitava o desvio de medicamentos”. “A partir de agora a saída de medicamentos está controlada e o hospital não cai mais no risco de não atender pacientes por falta de medicamentos”, explicou o médico Alonso. 

O diretor anunciou que em breve o hospital vai adotar o protocolo de atendimento chamado “Medicação 24 horas”. O procedimento consiste na separação prévia do medicamento por 24 horas na própria farmácia do hospital após prescrição médica. 

A medida permite que apenas o medicamento prescrito seja levado para o setor de enfermagem do hospital. “Mesmo que pareça racionamento de medicamentos e redução de custos, nenhum usuário deixará de receber atendimento médico por falta de medicamentos”. Alonso garantiu que o hospital está com seu estoque de medicamento regular e dispõe de aproximadamente 700 colaboradores da saúde entre efetivos, contratos administrativos e terceirizados. A maior demanda atendida na casa de saúde é na área de maternidade e emergência.

Robson Rocha inicia transição em Santana

O prefeito eleito de Santana, Robson Rocha (PTB) faz hoje (17), a partir de 9h, a primeira reunião com o prefeito do município, Antonio Nogueira, para tratar da transição. 

Esta será a primeira vez que o atual prefeito se reunirá com o prefeito eleito para tratar da transição municipal. Pelos próximos dois meses as equipes de transição do atual gestor e do prefeito eleito estarão fazendo um diagnóstico da situação do segundo maior município do Amapá. Serão criadas duas comissões para encaminhar o processo. 

O prefeito eleito Robson Rocha estará à frente da equipe que vai definir as atividades e as medidas que serão adotadas durante a transição. O prefeito Antonio Nogueira explica que este momento é fundamental para que a administração de 2013 conheça os projetos que estão em andamento e o que foi feito em Santana nos últimos oito anos. 

Nogueira diz que está fazendo um esforço para que o salário dos trabalhadores seja pago em dia e pediu cautela aos servidores municipais. Antonio Nogueira terá até o dia 31 de dezembro de 2012 para fechar sua administração.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Santana inicia regularização de área para construção do IFAP

A construção do campus do Instituto Federal do Amapá no município de Santana faz parte do Programa de Expansão da Rede Federal de Educação Profissional do Amapá, anunciado pela presidenta Dilma Rousseff em 2011, mas a falta de regularização do terreno contribuía com a morosidade para o início das obras. 

O problema parece ter chegado ao fim, na tarde do último dia 26 de setembro, o prefeito de Santana, Antonio Nogueira esteve reunido com o reitor do Ifap para entregar a documentação da área destinada à construção do Instituto. A dificuldade na regularização da área, já durava mais de um ano e o município de Santana corria o risco de perder a instalação do campus para outro município ou até mesmo para outro Estado da Federação. 

O reitor do Instituto Federal do Amapá (IFAP), professor Emanoel Alvez, recebeu com surpresa a entrega dos documentos de desapropriação da área que será doada a construção do Instituto em Santana. O reitor explicou que os terrenos a serem doados devem estar regularizados ambiental e legalmente, com vias de acesso e estrutura adequada para viabilizar o funcionamento. 

“O Projeto de Expansão prevê investimentos de R$ 7,2 milhões para construção de dois novos campus do IFAP nos município de Porto Grande e Santana, cada um com capacidade para atender cerca de 1.200 estudantes com cursos técnicos de nível médio, cursos superiores, além de Educação de Jovens e Adultos” informou o reitor. 

Segundo o prefeito do município de Santana, Antonio Nogueira, a área destinada a construção do campus corresponde a um terreno com dez hectares e está localizada próximo as instalações do campus da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), na rodovia Duca Serra. “Era uma das preocupações da administração dar agilidade a esse processo de regularização da área para iniciar as obras de construção do campus. Depois de protocolado, a expectativa é que no máximo em 90 dias, o processo de regularização da área em nome do IFAP seja concluído” acrescentou o gestor. 

Assim que o processo de regularização da área a ser doada seja concluído, o Instituto poderá dar início à licitação para contratação da empresa que ficará responsável pela obra. 

Em cinco anos de funcionamento, cerca de R$ 6 milhões passarão pelo município para manutenção do campus. Já os cursos a serem ofertados serão definidos através de audiência pública.

Lista dos Vereadores Eleitos no pleito de 2012

Após encerrar a apuração das 190 seções distribuídas em Santana, já por volta das 19hs, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AP) divulgou oficialmente o nome dos 13 novos vereadores que assumirãos seus respectivos cargos a partir de janeiro de 2013. Desse total, cinco vereadores conseguiram se reeleger para a 7ª legislatura. Os vereadores são: 

Zé Roberto (PT) – 1.983 votos
Richard Madureira (PT) – 1.787 votos
Jailson Matos (DEM) – 1.547 votos
Dr.º Fábio (PMDB) – 1.463 votos
Ronilson Barriga (DEM) – 1.221 votos
Josivaldo “Rato” (PSDB) – 1.202 votos
Anderson Almeida (PR) – 1.183 votos
Adelson Rocha (PSD) – 1.073 votos
Socorro Balieiro (PR) – 1.024 votos
Vicente Marques (PTN) – 921 votos
Ivo Giusti (PSB) – 885 votos
Claudomiro “Coló” (PPS) – 691 votos
Robson Coutinho (PSD) – 675 votos

Santana elege prefeito mais jovem do Amapá

O novo prefeito de Santana Robson Rocha (PTB) é um dos mais jovens eleitos no Amapá, enfermeiro de 35 anos, é herdeiro político do pai Rosemiro Rocha, que administrou o município de Santana por duas vezes. E irmão da deputada estadual Mira Rocha. 

A vice-prefeita de Santana é a jovem professora do Ensino Médio, Roselina Matos, 35 anos, do DEM. A coligação vitoriosa em Santana “De Mãos Dadas por Santana”, reuniu os partidos PTB e DEM. 

Para derrotar a candidata Marcivânia (PT), apoiada pelo governador do Amapá Camilo Capiberibe (PSB), Rocha conseguiu colocar no mesmo palanque lideranças como o senador Randolfe Rodrigues (PSOL) e o deputado federal Bala Rocha (PDT). 

Robson Rocha venceu com 41,78% (correspondente a 22.977 dos votos) contra 39,26% de Marcivânia Flexa (PT). Sua expressiva votação é resultado do bom mandato que fez como vereador. Corajoso e seguro, liderou uma oposição forte e responsável. Rocha enfrentou Camilo e Nogueira e garantiu a permanência da Companhia Docas como patrimônio do povo santanense. Por isso ganhou a chance de governar o município. 

O candidato Robson Rocha chegou para votar por volta das 10h45 na Escola Estadual Prof. Francisco Walcy, no bairro Nova Brasília, acompanhado pela esposa e filha. Ele foi recebido por militantes em festa. 

Dentre as ocorrências registradas em Santana houve a detenção da presidente de uma sessão que chegou com uma hora de atraso ao local de votação. Outras pessoas também foram detidas por consumo de bebida alcoólica. Todos foram liberados depois das 17 horas.

‘Novo Amapá’: Peça teatral lembra 39 anos do naufrágio com poesia e homenagens

Os 39 anos do maior naufrágio do estado serão lembrados com poesia e homenagens no espetáculo "Novo Amapá", que acontece no sá...