domingo, 31 de julho de 2016

Na Internet, presença de candidata política em evento evangélico gera polêmica

Professora Zilma é pré-candidata em Santana
Vem circulando desde ontem (31/07) pelas redes sociais, um registro fotográfico em que aparece uma candidata à Prefeitura de Santana estando presente no palco de um evento evangélico que estava sendo realizado na cidade. 

A Professora Zilma (DEM) é pré-candidata à Prefeitura do segundo maior município do Amapá e na noite deste sábado (31) esteve presente no Congresso Evangélico realizado pela Igreja da Assembleia de Deus da cidade, o que acabou chamando a atenção de diversos internautas pelo fato da professora está no palco principal do evento. 

“Pode isso?”, se perguntou um internauta pelas redes sociais, após a imagem fotográfica receber inúmeros compartilhamentos e abrir debates em meio ao período eleitoral que deverá iniciar nos próximos dias. 

A repercussão da imagem foi tanta que pela página de um internauta do município (militante político) a foto recebeu mais de 600 acessos e cerca de 70 compartilhamentos. 

O que diz a Lei
Segundo a Lei Federal 9.504/97 e de acordo com o artigo 13 da Resolução 22.718/2008, do Tribunal Superior Eleitoral, é proibida toda e qualquer propaganda eleitoral dentro de um Templo religioso, pois, de acordo com a Lei, os Templos são considerados espaços comuns e não devem ser usados como palanques eleitorais. 

No entanto, como o pleito eleitoral de 2016 somente começará no próximo dia 16 de agosto, a Lei não se aplica na prática em referência ao período, mas adianta sobre as ações indisciplinares que os candidatos podem cometer durante o pleito. 

O blog tentou contato com a assessoria da candidata em questão, mas ninguém foi localizado, assim como ninguém da entidade evangélica que não quiseram se pronunciar sobre o assunto.

Congresso Evangélico reúne mais de 30 mil pessoas em Santana

Evento reúne milhares de pessoas a cada ano
Considerado um dos eventos evangélicos mais esperados durante o calendário anual, trata-se de um Congresso que é realizado pela Igreja Evangélica Assembleia de Deus na cidade de Santana- Amapá, que a cada ano vem inovando em sua contextualização evangélica. 

Este ano, trouxe como tema “Impactando uma Geração”, realizando um congresso excepcional, que consta de três (03) eventos unificados. A programação iniciou na última segunda-feira (25/07), com encerramento para a próxima segunda-feira (1º de agosto), contendo a seminários, apresentações evangélicas (coreográficas e um coral com cerca de 1.200 vozes), além de pregações especiais com convidados de outros Estados Brasileiros. 

Entre os convidados presentes, estão: o amapaense Kzan Nery, Érick Fernando (PA), Pr. Rafael Belo (RJ) e Natália Belo (RJ) , Pr. Aldery Nelson (este vindo dos EUA). 

“A cada ano, buscamos mostrar um trabalho diferente para justamente trazer o homem para mais próximo de Deus”, explicou Robson Tavares, coordenador do evento. 

Evento “Tríplice”
Segundo Robson, a programação marcada para 2016 pela AD Santana como um fato inédito em termos de eventos paralelos. “Como todo ano realizando o Congresso de Jovens, este ano seria diferente com um evento ‘tríplice’ que agrega três eventos em apenas um”, detalhou. 

Área interna da Igreja ficou lotada ontem (30/07)
Os eventos descritos pela coordenação se referem: a Escola Bíblica de Obreiros (EBO), Escola Bíblica de Jovens (EBJ) e o Congresso Unificado da Igreja (este já sendo o Coral formado por adolescentes, jovens e senhoras). 

Desde o início da semana, o evento foi considerado um sucesso para os participantes, de acordo com a coordenação, superando as expectativas. 

“Tivemos 1.000 pessoas que se inscreveram e participaram da EBO e cerca de 800 pessoas que estiveram participando da EBJ, o que nos deixa satisfeito por mostrarmos que Cristo vem fazendo sua Obra em toda parte”, reconheceu. 

Estima-se que cerca de 30 mil pessoas já estiveram assistindo e participando do evento desde o início da programação (no dia 25 de julho). 

O encerramento do evento está marcado para esta segunda-feira (1º de agosto), continuando com a apresentação do Coral Unificado e pregações de convidados.

sábado, 30 de julho de 2016

Anglo American e Itaú disputam R$ 500 milhões sobre acidente portuário

Área do porto da Anglo desabou em março de 2013
A Itaú Seguros e a Anglo American disputam na Justiça Federal uma indenização de cerca de R$ 500 milhões para reparar as perdas que a multinacional teve com um acidente em seu porto privado na cidade de Santana (AP), em março de 2013. 

A seguradora nega que haja cobertura para prejuízos e o caso vem se estendendo pelas esferas judiciais desde junho de 2014. 

Na noite do dia 28 de março de 2013, um píer flutuante do porto da Anglo (em Santana-AP) desabou em razão de uma movimentação de terra, tragando parte do porto e de seus equipamentos para dentro do Rio Amazonas, além de fazer seis vítimas fatais (sendo que dois desses trabalhadores nunca foram localizados). 

Na época, os prejuízos com a perda de máquinas e de receitas por conta da paralisação da operação ficaram estimados em torno de R$ 670 milhões. O seguro de operações do porto vigente até então tinha valor de cobertura de R$ 360 milhões. 

Acidente resultou em danos materiais e seis mortes
A Anglo acredita que o pedido de indenização é bem fundamentado e informa que tem a intenção de tomar todas as ações necessárias para fazer valer seus direitos. Na liminar, a Anglo informou que a equipe técnica contratada concluiu que “ocorrera fenômeno geotécnico raríssimo, absolutamente imprevisto e imprevisível”. 

Em sua tese de defesa, a Itaú Seguros alega que “há ausência de cobertura técnica para o evento reclamado”, onde também alegou a existência de duas pilhas de minérios com mais de 120 toneladas na parte baixa do porto que teriam gerado uma sobrecarga no solo, causando assim o acidente. A seguradora bancária também listou três razões apontadas de maneira externa no contrato de seguro: 

1º) A não observância pela empresa de normas técnicas da ABNT;
2º) Agravamento do risco sem o devido aviso à seguradora, como extrapolar a capacidade de armazenamento de minério no porto, e
3º) Que a apólice exclui coberturas para perdas decorrentes de deslizamento, movimentação e acomodação do solo. 

Essas justificativas foram anexadas pela Itaú Seguros numa Ação Declaratória que a seguradora move pela Justiça do Rio de Janeiro desde junho de 2014, para obter declaração do judiciário de “inexistência de obrigação de pagar a indenização”, segundo o processo eletrônico no site do Tribunal de Justiça do Rio. 

Porto funcionou por mais de 50 anos. Foto de 1965
O Porto em questão
O Porto de Santana foi construído na década de 1950 pela mineradora ICOMI e adquirido pela Anglo American em 2008, junto com outros ativos da empresa MMX, do empresário Eike Batista. Em 2013, a Anglo se desfez do porto, vendendo-a para a suíça Zamin Ferrous. 

Essas negociações de venda já vinham se tratando desde 2012, mas o negócio só foi selado um ano depois e anunciado em novembro de 2013. Segundo a Zamin Ferrous, as questões relacionadas com o acidente no porto não afetaram as negociações e envolvem apenas a Anglo American. 

Porém, a empresa suíça abandonou o projeto de recuperação logístico e institucional no Amapá no início de 2015, estando hoje o Porto de Santana e a ferrovia sob a concessão pública do Estado. 

Andamento Processual
Mas segundo informações recentemente divulgadas na imprensa nacional, essa “briga judicial” entre a mineradora e a seguradora bancária – que já arrasta há mais de três anos – deverá seguir novos rumos nos próximos dias. 

Em 1993, um acidente semelhante no mesmo porto
De acordo com a Anglo American, foi descoberto que em 1993 houve um acidente geológico semelhante no mesmo porto, o que poderá ser utilizado como “embasamento jurídico”, para demonstrar que o problema está na qualidade do solo. 

Para fomentar essa tese, o advogado Ernesto Tzirulnik, contratado pela Anglo American, já vem providenciando a elaboração de um extenso documentário (produzido em formato de vídeo), que deverá ser anexado aos autos do processo, com direito a imagens aéreas, dados técnicos, artes e planilhas gráficas, além de depoimentos e comentários de especialistas sobre a referida alegação jurídica. 

Vale ressaltar que na época do sinistro, a Anglo havia preparado um relatório circunstanciado sobre o acidente, que chegou a ser acompanhado pela seguradora, mas que, segundo o parecer técnico de terceiros, estaria “com laudos e registros técnicos insuficientes”. 

Por enquanto, a Anglo não quis repassar mais detalhes, além dessas novas informações agora inclusas no processo. O blog entrou em contato com a Itaú Seguros através de seus representantes no Estado do Amapá, mas ninguém quis comentar o assunto.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Mulher tem pescoço cortado por cerol e leva 30 pontos

Motocicleta conduzida pela vítima do "cerol"
Uma mulher, de 28 anos de idade, foi gravemente atingida no pescoço por uma linha de pipa (também conhecida popularmente como “rabiola”) com cerol. O fato ocorreu no início da noite desta quinta-feira (28/07), no bairro Remédios I. 

Segundo informações divulgadas pelo 4º Batalhão da Polícia Militar do município de Santana, a vítima vinha transitando em uma motocicleta na Rua Cláudio Lúcio Monteiro, nas proximidades do Fórum da cidade, quando algumas crianças se encontravam nas imediações soltando pipas nas vias (ruas). 

De forma despercebida, a vítima teria sido surpreendida pela linha da pipa (que estava consumida pelo cerol), vindo a atingir instantaneamente seu pescoço, fazendo um corte profundo. 

Ainda de acordo com a PM de Santana, foi acionada uma equipe do Corpo de Bombeiros, que providenciou o socorro imediato à vítima, que foi levada ao Pronto-Socorro de Santana, onde precisou passar por um procedimento cirúrgico, que resultou em 30 pontos em seu pescoço. 

Fiscalização
Desde junho de 2013, existe uma Lei Municipal em Santana, de autoria do vereador Anderson Almeida (PR), que restringe o uso de cerol na prática de empinar pipas ou papagaios nos logradouros do município de Santana, cabendo fiscalização por parte do sistema de segurança pública municipal e multa àqueles que desrespeitarem a nova lei municipal. 

Este é o 1º caso registrado em 2016 na cidade, segundo o Policiamento Escolar, que vem intensificando uma campanha de fiscalização, que busca combater o uso de cerol em linhas de pipas durante o perídio das férias de julho. Semanalmente, o Policiamento Escolar vem realizando a apreensão de diversos rolos de linhas com cerol no município.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Pela 1ª vez, Silos do Porto de Santana recebem grãos de soja produzidos no Amapá

Porto de Santana foi adaptado para receber a soja
O Amapá deu mais um importante passo para o início do processo de exportação de grãos produzidos em solo amapaense. Na manhã desta quarta-feira, 27/07, aconteceu o transbordo de 500 toneladas de soja para a unidade armazenadora localizada na Companhia Docas de Santana. A expectativa é de que até setembro ocorra a segunda etapa do processo, que é a exportação do produto para os mercados europeu e asiático. 

A soja ficará armazenada em silos, espaços onde os grãos ficam estocados a umidade de no máximo 14%, seguindo o padrão internacional até serem comercializados. A unidade gerenciada pela empresa Cianport, possui três silos com capacidade de 18 mil toneladas cada, totalizando 54 mil toneladas. No local poderão ser armazenados o milho e a soja por até um ano. 

“Esse produto fica armazenado até atingir a quantidade do lote para exportação que é de 45 a 50 mil toneladas. Recebemos o produto limpo e mantemos na umidade adequada”, explicou o gerente da unidade, Gilberto Coelho. 

Exportação da soja deve começar em Setembro
Por meio do Porto de Santana, o Amapá pode comercializar os grãos produzidos diretamente para outros países. 

De acordo com o presidente da Companhia Docas de Santana, Eider Pena, este é um momento histórico para o Amapá. 

“O Amapá deixa de ser um Estado apenas consumidor e passa a ser produtor e exportador. É a realização de um sonho. São 15 anos de trabalho para chegarmos até aqui”, relatou. 

Eider Pena destaca ainda o empenho do Governo do Estado para a produção de grãos no Amapá. 

“O governo teve um papel fundamental no processo, com o incentivo ao transporte de calcário para beneficiamento do campo e a regularização fundiária, bem como o investimento em rodovias”, afirmou. 

Construção dos Silos seguiu normas federais
A estimativa de colheita de soja para este ano é de 50 mil toneladas, quantia que abastece um navio cargueiro. A primeira carga deverá ser transportada em setembro, momento esperado pelos produtores. 

“Não adianta produzir sem ter para onde armazenar e posteriormente vender, então, esse momento é um avanço para o nosso setor e estamos muito contentes e seguros para continuar investindo no Amapá”, disse o integrante da Associação de Produtores de Soja no Amapá (Aprosoja), Carlos Kaaczam. 

A Unidade armazenadora é gerenciada pela empresa Cianport, que ainda pretende instalar no Amapá uma esmagadora para produção biocombustível, de ração e óleo comestível, contribuindo então para a produção de alimentos de origem Animal no Amapá, o que possibilitará que o Estado comece a investir na avicultura e piscicultura. 

Geração de empregos
A produção e escoamento de grãos aumenta a geração de empregos no Estado. Quanto mais grãos produzidos, mais pessoas são necessárias para a realização do transbordo do produto. 

Além da contratação de empresas terceirizadas como as que trabalham com caçambas utilizadas no transporte do produto. 

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Prestando serviços há 20 anos em Santana, Centro Luiz Monza se destaca pelo assistencialismo local

Centro completa 20 anos de serviços em Santana
Foi na manhã daquele dia 27 de julho de 1996 que a pequena e modesta cidade de Santana (com pouco mais de 70 mil habitantes) ganharia uma inédita unidade de saúde, voltada para as classes menos favorecidas da nossa sociedade: estava sendo entregue o 1º plano de módulos do Centro Pediátrico Padre Luiz Monza. 

Erguido na Avenida 07 de Setembro (no bairro Fonte Nova), o Centro surgiu de uma ideia da Associação “A Nossa Família”, um entidade filantrópica formada por um grupo de voluntários italianos, fixada em Santana desde 1994. 

Percebendo que a segunda maior cidade do Amapá experimentava um crescimento populacional descontrolado, devido à chegada contínua de pessoas que deixavam as áreas de rios navegáveis, o chamado "interior", à procura de trabalho, saúde e escolas na cidade, fazia com que, em paralelo, também aparecessem diversos problemas sociais que levavam algumas dessas pessoas – em maioria, a classe feminina – a ficar desprovidas de uma atenção mais considerável. 

Grávidas carentes são atendidas pelo Centro
E assim vendo essa precariedade que se formava dentro da comunidade mais carente do município que a Associação propôs de melhorar a saúde, a assistência social e a psicologia educacional das crianças de diversos bairros santanenses – em excepcional do bairro Fonte Nova, onde iniciaria o referido projeto – que seria construído o Centro Pediátrico “Padre Luiz Monza”. 

Atendimentos
Dirigida desde junho de 2015 pela italiana Marisa Bonollo, o Centro vem se mantendo de uma ajuda financeira limitada, coordenada pela própria Associação “A Nossa Família”, que recebe constantes doações de materiais e dinheiros. 

O Centro já é uma Referência Estadual
“Vivemos de uma ajuda bem extrema, que não conta com o Governo (Estadual), apenas de alguns profissionais cedidos pelo município que sempre se mostrou interessado com essa causa social”, esclareceu a diretora do Centro Marisa Bonollo, que chegou a residir mais de 14 anos no Equador, prestando serviços voluntários com pessoas deficientes, e atualmente vive a experiência inédita de lhe dar com um serviço mais cauteloso, ligado à formação da saúde humana e pediátrica. 

“O Centro recebe dezenas de grávidas com vulnerabilidade social, onde fazem um cadastro de avaliação e depois passam por uma entrevista pelo assistente social, antes mesmo de começar o processo de tratamento de pré-natal”, explicou Marisa. 

Em anexo, o Centro possui diversos módulos
O Centro oferece: serviços básicos de saúde para mães e filhos, serviços especializados de infantil e neuropsiquiatria pediátrica, formação e saneamento básico para as mães do bairro (especialmente as mais jovens). 

Ainda dentro desses atendimentos pediátricos, também inclui o controle de peso, imunização, terapeuta ocupacional, palestras periódicas para as grávidas, obstetrícia, exames laboratoriais, controle nutricional, estimulação precoce, além de doação de remédios a crianças carentes de 0 a 5 anos e a adolescentes gestantes oriundas de situação de risco social. 

“Para se mostrarem bem aptas com a chegada do bebê, as grávidas também aprendem a produzir crochês, bordados, tipos de enxovais e toalhas de banho, tudo para melhor acomodar a criança”, ressalta Marisa. 

O Centro Pediátrico Padre Luiz Monza funciona de segunda-feira à sexta-feira, das 08hs da manhã às 13hs.

terça-feira, 26 de julho de 2016

“Nossa padroeira não iria ser Santa Ana”, revela devoto pioneiro

Imagem na entrada da cidade
No dia dedicado à Nossa Senhora de Santa Ana (26 de Julho), padroeira do segundo maior município do Estado do Amapá, o blog conversou com o aposentado José Raimundo Soares, conhecido como “Mundino”, com 68 anos, residente em Santana há mais de meio século, onde acompanha anualmente os eventos relacionados às festividades da padroeira local

Natural da cidade de Castanhal (PA), Mundino veio com a família para Santana no final da década de 1950, quando seu pai Raimundo Calixto Soares foi trabalhar na ICOMI na função de Auxiliar de Contabilidade. 

“Fomos morar numa vila de casas que chamavam de ‘Vila Toco’ onde hoje fica a fábrica da Amcel”, relembra o aposentado, que diz ter acompanhado os primeiros passos de construção da Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizado nas proximidades da Vila Amazonas. 

“Nessa época, o padre Ângelo (Biraghi) conduzia todas as ordens sobre a Igreja Católica nessa região e muita gente via nele como um tipo de autoridade, tanto que os primeiros eventos de Santana foram idéia dele”, pontuou. 

Mundino conta que por volta de 1962, houve um interesse popular de ser realizada uma procissão dedicada à Santa Ana, o que acabou sendo embargada pela comunidade católica da época por não haver recursos (financeiros) suficientes para o evento e haver outras discussões ligadas à questões eclesiásticas. 

“Havia diversos vilarejos espalhados nessa região, sendo que as mais populosas eram a Vila Maia e a Vila Amazonas. Como a Vila Amazonas era habitada por pessoas ligadas à diretoria da ICOMI (que constantemente patrocinada diversos eventos sociais na região), a opinião dos devotos daquela vila operária era priorizada”, disse Mundino, que continuou: “Com isso, o padre Ângelo acatava quase todos os pedidos que vinham da Vila Amazonas, e um desses pedidos foi realizar uma procissão anual dedicada somente à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que era devota dos funcionários da ICOMI”. 

Ainda de acordo com Mundino, a vontade dos moradores da Vila Amazonas iria ser válida por longo período, até que em 1968, moradores que residiam em vilarejos distintos da região começaram a sugerir que outro “Santo” fosse favorecido com tais eventos. 

“Como a cidade ia crescendo por todos os lados e os vilarejos iam se unindo, formando bairros, começaram a perceber que viria uma cidade, e a existência de uma principal via de acesso (já denominada Avenida Santana desde 1966), fez com que os devotos pedissem a realização de uma procissão dedicada somente à Santa Ana”, contou. 

Após diversas reuniões e discussões que chegaram até a causar polêmica entre os moradores da Vila Maia e da Vila Amazonas, foi possível convencer os líderes católicos sobre a realização de mais um padroeiro local. 

“Se não fosse essa persistência de verem que o futuro nome da cidade tinha haver com o nome dessa Santa, com certeza não seria Santa Ana a nossa atual padroeira”, revela. 

Após a criação oficial do município de Santana em 1987, a devoção tornou-se Lei Municipal através da Lei n.º 029 do dia 23 de abril de 1990, reconhecendo anualmente o dia 26 de Julho como feriado municipal na cidade santanense.

Com risco de explosão, populares apagam fogo em caminhonete

Incêndio começou embaixo do veículo
Lojistas e funcionários de alguns estabelecimentos comerciais situados na área comercial de Santana se assustaram quando perceberam o princípio de incêndio em um veiculo de médio porte – tipo caminhonete – apresentando sinais de intensa fumaça de dentro do capô onde fica o motor. 

O fato ocorreu na manhã desta segunda-feira (25), no cruzamento da Rua Cláudio Lúcio na Avenida Santana, em frente à Praça da Bíblia, no bairro Comercial, quando uma caminhonete, da marca Ford (modelo 1978) – carroceria de madeira –, conduzida pelo autônomo Jacó Rodrigues, encostou de maneira inesperada no canteiro da praça, sendo que seu condutor logo se evadia do veículo. 

“Já vinha sentindo aquele cheiro de queimado há alguns instantes e encostei logo o carro pra ver o eu estava acontecendo”, relatou o motorista que, após descer do veículo, percebeu que havia um pequeno vazamento de combustível pela parte inferior do veículo, demonstrando sinais de fogo, além da forte fumaça que já se espalhava de dentro do capô. 

“Parecia que tinha um fio solto que estava queimando bastante e não queria terminar”, disse o mototaxista Clebson Tavares, que foi um dos primeiros a ajudar o motorista. 

Funcionários de uma loja de materiais de construção (que fica há poucos metros do ocorrido) também auxiliaram no combate ao incêndio, com uso de extintores, além de jogarem areia e água para eliminar o fogo, que já se alastrava pela parte externa do tanque e do motor do veículo. 

“Se não agíssemos rapidamente, com certeza o fogo causaria uma possível explosão dentro do veículo”, previa um dos vendedores da loja de materiais de construção. 

Diesel
No entanto, para o alívio das pessoas que estiveram presentes no local, o incidente pôde ser evitado de forma coletiva, apesar de terem sido informado de que o combustível utilizado no motor do veículo está sendo a base de óleo diesel. 

“Por ser um carro bem antigo (modelo do final da década de 1970), uso um motor à base de diesel, se não, o incêndio teria sido bem pior se fosse com gasolina”, reconhece o condutor da caminhonete, que presta serviços de frete no Canal dos Madeireiros há mais de 20 anos. 

“Agora fiquei sem meu ganha-pão, mas graças a Deus fiquei vivo”, agradece Jacó.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

De Santana (AP), um reencontro emocionante de mãe e filha em Pernambuco

Delegada se emociona ao entregar Júlia à mãe
O Aeroporto dos Guararapes, na cidade de Recife (PE) ficou pequeno para tantas pessoas que estiveram presentes, para assistir ao desembarque da pequena Júlia, de um ano de nove meses, que levada pelo próprio pai, o engenheiro Janderson Rodrigo Salgado Alencar, de 29 anos. 

O engenheiro havia ficado com a criança no final de semana do último dia 10 de julho, prometendo devolvê-la à mãe Cláudia Cavalcanti, de 42 anos, no dia seguinte, na qual a genitora residen na cidade de Olinda (PE) o que não foi cumprido, conforme acordo. 

De imediato, Cláudia comunicou às autoridades sobre o desaparecimento da criança, na qual o caso foi entregue nas mãos da delegada Gleide Ângelo, que logo iniciou uma linha de investigação, que resultou na prisão de Janderson Rodrigo, na noite do último sábado (23), que estava hospedado em um kit-net, situado na área portuária do município de Santana, distante há cerca de 20km de Macapá (AP), após levantar suspeitas durante sua estada, já que não estava acompanhado de qualquer pessoa além da criança e se manter dentro de poucas palavras durante os três dias que já estava hospedado no local. 

Pequena Júlia de volta nos braços da mãe Cláudia
Retorno à Pernambuco
Após a prisão de Janderson e recuperada a pequena Júlia, numa ação que contou com o apoio das polícias Civil dos Estado de Pernambuco e do Amapá (que estiveram acompanhando minuciosamente o recebimento da localização do engenheiro na cidade de Santana-AP), o passo seguinte seria recambiar os envolvidos para o Estado de origem. 

A delegada Gleide Ângelo (responsável pelo caso) desembarcou no Amapá na madrugada de domingo (24), onde concedeu entrevista à imprensa amapaense e acompanhou os trâmites relacionados à prisão de Janderson. 

Pai e filha desembarcaram no Aeroporto de Recife (PE) no início da tarde desta segunda-feira, sendo que a pequena Júlia foi entregue pela delegada Gleide à sua mãe Cláudia Cavalcanti, enquanto que Janderson seguiu para o Instituto Médico Legal (IML) de Recife, para efetuar exames criminais. 

Informações repassadas pela Agência Pernambuco Press

domingo, 24 de julho de 2016

De Pernambuco, Polícia Civil localiza em Santana (AP) criança levada pelo pai

Janderson levou a filha (esquerda) sem autorização materna
Foi localizada na noite deste sábado (23/07), pela Polícia Civil do Amapá, com apoio de agentes do Estado de Pernambuco, a menina Júlia Cavalcanti de Alencar, de 1 ano e 9 meses, que havia sido levada pelo pai, o engenheiro Janderson Rodrigo Salgado Alencar, de 29 anos, de seu Estado de origem (Pernambuco) desde o último dia 10 de julho. 

O engenheiro e a filha foram localizados em um kit-net localizado na área portuária do município de Santana, a 25km de Macapá (AP) por volta das 20hs desta sábado. 

Janderson não reagiu à prisão
A operação pela prisão contou com o apoio da Polícia Civil amapaense que realizou a abordagem no endereço residencial situado na área central da referida cidade. A operação, que resultou na localização da criança e prisão do genitor da mesma foi fruto de trabalho em conjunto entre as Polícias Civis de Pernambuco e do Amapá, onde esta última também contou com informações da Inteligência da PCPE. 

As delegadas da 9ª DPH da cidade de Olinda/PE, Gleide Angelo e Fabiana Leandro, que presidem as investigações, chegaram a Macapá na madrugada deste domingo (24) com o objetivo de proceder ao recambiamento do preso e trazer a criança para o Estado de Pernambuco. 

Júlia e Janderson estavam sendo procurados desde o dia 10 de julho depois que ele não devolveu a menina para a mãe como estava previsto em decisão judicial. 

Ainda não há previsão para o horário de chegada de pai e filha ao Estado de Pernambuco, pois as delegadas irão precisar de autorização judicial para viajar com a criança. 

Nota: Algumas informações foram cedidas pelo Diário de Pernambuco

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Vídeo mostra tentativa de assalto na área portuária de Santana

Dois jovens tentaram assaltar um homem identificado como policial civil, na tarde desta quinta-feira, 21/07, na Avenida Amapá, na área portuária do município de Santana. 

O homem caminhava pela via, carregando uma mochila tipo “carga” nas costas, quando foi surpreendido por dois jovens, um deles tentou roubar a vítima, mas tiveram uma surpresa: o homem portava uma arma de fogo e chegou a efetuar vários disparos atrás de um dos suspeitos, enquanto que o outro ficou parado e foi rendido pela vítima. 

Veja no vídeo, feito de forma caseira de uma dependência domiciliar, e postado na página virtual do blogueiro Iran Fróes!

quinta-feira, 21 de julho de 2016

A perda inesperada de uma Educadora

Professora foi vítima de infarto fulminante
Faleceu na madrugada desta quinta-feira (21/07), na cidade paraense de Moju – a cerca de 60km de distancia de Belém –, a professora Maria Dinalva Sacramento, que prestava serviços no quadro da educação municipal de Santana. 

Segundo informações de familiares, Dinalva teria sofrido um infarto fulminante na casa de parentes. A educadora estava de licença-prêmio, aproveitando o recesso do período das férias para visitar os familiares no Estado vizinho. A notícia foi repassada nas primeiras horas da manhã de hoje. 

Formada no curso de Mestrado em Ciência da Educação pela Universidade de Assunção (Paraguai), estava com 47 anos, era casada há quase duas décadas com o professor Maurilo Martins. 

Atuou em diversas escolas da rede estadual, como José do Patrocínio (distrito de Fazendinha) e Everaldo da Silva Vasconcelos (bairro Paraíso), prestando atualmente serviços técnico-pedagógicos no Centro de Educação Profissional Maria Salomé (no Distrito Industrial) e na Escola Municipal Padre Fúlvio, em Santana. 

“Ela foi uma pessoa muito amiga e uma excelente profissional da educação, sempre dedicado ao que fazia, deixando um legado de muito trabalho pela educação de Santana”, assim expressou o professor Rai Rosa, colega de Dinalva na Escola Municipal Padre Fúlvio. 

O corpo da professora está sendo velado na cidade de Moju (PA), onde será sepultado, a pedido da família.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Meteorologistas prevêem fortes ventanias para 03 municípios amapaenses

A Defesa Civil Estadual está em prontidão após previsão de chuvas e ventos fortes para hoje e para os próximos dias sobre todos os municípios do Estado. 

Segundo a análise meteorológica do Núcleo de Hidrometeorologia (NHMET) do IEPA, a probabilidade de chuva mais intensa, acompanhada de rajadas de ventos, é maior entre a noite desta quarta-feira (20/07), e também para quinta-feira (21) e sexta-feira (22), à noite e pela madrugada. 

As chuvas mais intensas deverão ocorrer sobre os municípios de Santana, Mazagão e Macapá, podendo ocorrer tempestade forte, acompanhada de ventanias e trovoadas. 

Vale ressaltar que a mais recente ventania de intensa proporção foi registrada na tarde do último dia 23 de junho, calculada com ventos que chegavam a quase 80km/h, deixando um rastro de destruição, envolvendo danos materiais (telhas residenciais quebradas) e vegetação (queda de árvores em vias públicas).

terça-feira, 19 de julho de 2016

Através de Decreto Federal, é definida a nova área do Porto de Santana

O presidente da República (em exercício) Michel Temer sancionou na última segunda-feira (18), um Decreto Federal, definindo os novos limites territoriais onde está situado o Porto Organizado de Santana, no Estado do Amapá. A confirmação do Decreto foi oficialmente publicada na edição 137, do Diário Oficial da União do dia seguinte (19). 

Segundo o Decreto, a “área do Porto Organizado de Santana compreenderá todas as suas instalações portuárias e de infraestrutura, além do seu aparelhamento de navegação e de armazenagem de mercadorias”, na qual estão sob o monitoramento e responsabilidade do poder público local (município). 

Ainda pelo Decreto, todos os imóveis subordinados à gestão portuária, não poderão ser mais alienados (passado ou cedido para terceiros), assim como também não estão sujeitos às condições denominadas de “usucapião” (quando o responsável lotado na área pode se tornar seu futuro proprietário definitivo do local, em razão de está residindo no local há bastante tempo). 

Revisão da Poligonal
Porém, com a nova revisão geográfica – apresentado e discutido pelo prefeito de Santana Robson Rocha, que esteve pessoalmente com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil Maurício Quintella, no último dia 23 de junho –, a referida área (agora regulamentada pelo Governo Federal) passa a ter autonomia legal de seus posseiros, conforme garantia feita pelo ministro Quintella ao gestor santanense. 

“Essa reformulação da área geográfica do Porto Comercial de Santana favorece legalmente os moradores desses bairros que agora poderão recorrer de seus títulos de domínios, já que antes eram retidos pelo fato de estarem dentro de um limite institucional”, explicou o prefeito de Santana Robson Rocha, na época do encontro com o ministro dos Transportes. 

Com a sanção do Decreto Federal, mais de oito mil famílias, distribuídas em 05 bairros urbanos e 04 distritos suburbanos de Santana estão favorecidas com as condições de solicitarem os títulos definitivos de seus terrenos.

Nogueira é condenado a devolver mais R$ 100 mil e pagar multa de R$ 20 mil

Ex-prefeito de Santana condenado pelo TCU
Tendo como relatora a ministra Ana Arraes, o Tribunal de Contas da União (TCU)  condenou José Antônio Nogueira (PT), ex-prefeito de Santana, a recolher R$ 110 mil ao Fundo Nacional da Cultura, valor a ser atualizado monetariamente e acrescido dos juros de mora das respectivas datas até a data do pagamento. Nogueira ainda pagará multa de R$ 20 mil. 

A condenação de Nogueira veio em razão da impugnação total das despesas vinculadas ao convênio 90/2006, cujo objeto era a montagem de videoteca itinerante e de miniestúdio digital de gravação, produção e edição de som e imagem no município de Santana, no âmbito do Projeto Pontos de Cultura Materializando Sonhos. Considerado revel, Antônio Nogueira teve as contas julgadas irregulares pelos ministros do TCU. 

O ex-prefeito tem prazo de 15 dias, a contar da notificação, para comprovação, perante o Tribunal, do recolhimento das dívidas imputadas, estando autorizada a cobrança judicial das dívidas, caso não atendida a notificação; parcelas mensais consecutivas, caso venha a ser solicitado pelo responsável antes do envio do processo para cobrança judicial. Em caso de parcelamento dos valores a serem devolvidos, Nogueira será alertado de que a inadimplência de qualquer parcela acarretará vencimento antecipado do saldo devedor. 

Fórum de Santana recebe imagem peregrina da Padroeira do Município

Canto, louvor, oração, agradecimentos e muita emoção marcaram os momentos que a imagem de Sant’Ana, Padroeira do Município, esteve no Fórum da Comarca santanense. Servidores e magistrados participaram da Missa celebrada pelo Padre Inácio Lastrico. 

O juiz auxiliar da Presidência, João Matos, fez questão de participar das festividades em honra a Sant’Ana, padroeira do Município, que dá o nome da cidade. 

“Quis estar presente para lembrar a bonita história da Padroeira Sant’Ana, sobretudo nas bênçãos destinadas às crianças, adolescentes e aos idosos em vulnerabilidade. Foi simples, porém uma bonita celebração”, finalizou.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Soldado do Exército morre em acidente na Duca Serra

Joel Vales morreu na hora.
Um acidente automobilístico envolvendo um carro (da marca Palio Wekkend) e uma motocicleta culminou na morte de um soldado que integrava o Exército Brasileiro. 

O fato aconteceu na manhã desta segunda-feira (18/07) na Rodovia Duca Serra, nas proximidades da subestação da Eletronorte, onde, segundo informações repassadas pelo Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), Joel Vales Galvão, de 20 anos, vinha em sua motocicleta no sentido Macapá-Santana, quando possivelmente estaria em alta velocidade, e ter tentado algumas ultrapassagens de veículos, vindo a se colidido brutalmente na traseira do Palio (carro), onde perdera o controle da direção e vindo a cair no asfalto. 

Ainda de acordo com o BPRE, durante o impacto com o carro, o capacete do motociclista teria se soltado, o que teria contribuído para a gravidade da lesão sofrida pelo condutor da moto (Joel Vales), que morreu ainda no local. 

Joel Galvão era soldado do 3º Pelotão no 34º Batalhão de Infantaria de Selva do Amapá. Diversos colegas militares estiveram no local e receberam informações de policiais militares que atenderam a ocorrência.

domingo, 17 de julho de 2016

Suspeito teria sido morto pela própria arma

Morto na madrugada deste domingo (17).
Por volta de 03:30hs da manhã deste domingo (17/07), a Central de Operações do 4º BPM (Batalhão da Polícia Militar), situada no município de Santana, recebeu uma informação de que em via pública, na Rua Juscelino Kubitscheck, esquina com a Avenida 07 de setembro, no bairro Paraíso, um indivíduo teria sido vítima de lesão corporal. 

Viaturas de serviço do Batalhão Militar foram até o local e constataram que o nacional John Vasconcelos lobato, de 37 anos, havia sido lesionado com golpes de arma branca (faca) na região do pescoço e na costa. 

De imediato foi acionado o Corpo de Bombeiros para o atendimento e a vítima foi encaminhada até o Pronto Socorro de Santana, acompanhada de familiares da mesma. Por volta das 06:30hs (ainda dessa manhã), a Central recebeu a informação do Hospital de Emergências de que John Vasconcelos Lobato, não havia resistido aos ferimentos e veio a óbito naquela Unidade de Saúde. 

Relatos repassados à imprensa – e divulgados em um site de notícias local – dizem que John teria tentado assaltar um grupo de pessoas, quando teria sido desarmado por uma das vítimas, que acabou usando sua própria arma (faca) para desferir os golpes em John. 

As equipes das viaturas realizaram várias incursões na tentativa de localizar os infratores, mas não obtiveram êxito até o final da tarde deste domingo (17). 

Informações cedidas do DRPI 4º BPM.

“Só queria que meu pai estivesse aqui”, diz amapaense, campeão mundial de Jiu-Jitsu

As palavras partiram de maneira emocionada do atleta amapaense Ronildo Nobre, um dos mais conhecidos e conceituados professores de artes marciais – e também policial militar do Estado do Amapá – durante a premiação que aconteceu na manhã deste domingo (17/07), em São Paulo. 

O evento é considerado um dos mais acirrados e concorridos campeonatos que buscam a capacidade maioria dos atletas ligados ao Jiu-Jitsu, anualmente organizado pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ). 

A edição do evento 2016 contou com a participação de mais 200 dos maiores concorrentes em Jiu-Jitsu do Brasil e do exterior, que disputaram em cinco categorias de peso. 

“É indescritível esse momento em minha vida. Só queria que meu pai estivesse aqui”, disse Ronildo Nobre, quando perguntado sobre a sua vitória, se referindo ao pai Raimundo Nobre, que faleceu em setembro de 2015, vítima de um câncer no estômago, sendo um de seus maiores incentivadores na vida profissional e pessoal

Projeto Social
O amapaense mantém um projeto social dos mais brilhantes e elogiados pela sociedade local, onde desenvolve um atividades em um clube de judô – arcado por si próprio – há mais de 10 anos, contendo mais de 700 atletas de diversas faixas etárias (adulto, infantil e pré-adolescente), na qual mais de 70% desses beneficiados, são da margem menos favorecida socialmente (carentes). 

Funcionando em um local adaptado para atender uma grande demanda, o conhecido Clube de Judô “Ronildo Nobre” já formou inúmeros campeões que participaram de eventos nacionais e internacionais, como: Campeonatos Brasileiros, Sul-Americano e Panamericano.

sábado, 16 de julho de 2016

Mais um homicídio registrado na Área Portuária de Santana

O homicídio dessa vez foi registrado numa arena de futebol localizada nas proximidades da conhecida Baixada do Ambrósio (na Rua Cláudio Lúcio Monteiro), na área portuária do município de Santana, e teria sido cometido por arma de fogo. 

No final da tarde desta sexta-feira (15/07), o nacional Wirley Borges de Sá foi assassinado com dois tiros na região da cabeça, sendo que um atingiu o pescoço da vítima. 

Wirley chegou a ser socorrido por populares que presenciaram o ato, porém, o mesmo veio a óbito quando estava a caminho do Hospital Estadual de Santana. Até o fechamento dessa matéria, não havia informações de qualquer suspeito envolvido no crime.

Segundo Crime
De acordo com informações, este foi o 2º homicídio registrado nos limites do bairro da Área Portuária de Santana somente esta semana. 

Na última quarta-feira (13/07), Marciclei Vieira Goberg, de 31 anos, foi assassinado por arma branca (faca), por ação desferida pela própria esposa Valquíria Cortes dos Santos, de 27 anos, que foi presa horas depois pela Polícia de Santana. 

Em sua defesa, Valquíria alegou que não tinha mais qualquer tipo de relacionamento com Marciclei, que continuava persistindo com uma situação sem volta, e por se sentir constantemente ameaçada pelo companheiro, a suspeita teria desferido as facadas na vítima.

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Sujeito Homem!

O homem também é um ser multiuso!
O homo sapiens é uma espécie muito interessante mesmo, principalmente os masculinos e agora vi que são dinâmicos ao extremo realmente, porque analisando a avaliação feminina, naquelas conversas estilo “papo cabeça”, pelo que ouvi e falei também, eles precisam dominar algumas características essenciais para serem minimamente atraentes, e não são poucas, nem muito simples. 

Pois é, segundo algumas observações curiosas, o sujeito homem, pelo menos aqueles que “interessam”, precisam ter um equilíbrio semelhante ao de um malabarista, por exemplo, vejam só: 

- Precisam ser masculinos, mas sem ser machistas;
- Conquistadores, mas não do tipo predador irracional;
- Gentis, mas nunca, jamais subservientes (mulheres odeiam bajulação);
- Tem que ser másculos, sem parecerem brutos;
- Devem ser firmes, sem ser grosseiros;
- Fortes, mas não podem ser insensíveis, jamais;
- Educados, é claro, mas sem ser afeminados (Em caso de héteros claro.)
- Ser modernos, mas pagar a conta. 

Eita! É muita coisa difícil, mas parece que a maioria sabe bem como se atingir o nível perfeito, e olha que esse foi só o resumo das exigências principais de algumas mulheres modernas e bem sinceras, se parece difícil, imaginem só, que nem mencionei as observações mais discretas, as quais as damas não falam em voz alta para não chocar a sociedade (risos). 

Nossaaaaa! Quantas exigências aos homens desde de que recebem a classificação de macho... Eu nunca havia parado para pensar no quando é complicado ser um homem e desenvolver esse meio termo que as mulheres não cansam de admirar. Ah, por falar nisso, ia esquecendo que ainda tem a preferência pelos rapazes mais inteligentes, bem sucedidos, bem apresentados, cheiroso e claro, muito bem humorados, porque sorrir faz muita diferença mesmo. 

Mas tem um detalhe importante, alguns homens possuem preferências por se relacionar afetivamente com outros homens, e não deixam de se enquadrar na hierarquia masculina, além disso, é sempre bom reforçar que orientação sexual não define caráter, nem nada parecido, nem exclui a essência humana, são homens (com exceção dos que mudaram de sexo, ou de identidade social), e esses sujeitos talvez tenham exigências ainda mais elevadas, afinal, muitas vezes lida com machismo, feminismo e outros ismos igual e absolutamente desnecessários. 

Então... Quem diria... Vamos ter que reconhecer que ser sujeito homem não é tarefa fácil realmente, e precisamos admitir, tem muita graça naquelas piadas sobre manual para entender as mulheres, por isso mesmo temos que valorizar muito mais aqueles homens que fazem diferença na vida da gente. Sobre os machistas, violentos e mal educados, esses, não contam, final, estou falando de homem de verdade. 

É isso aí, Feliz Dia do Homem, vocês merecem! 


Nota: O blog pediu a opinião de uma MULHER como a pedagoga Renilce França para justamente expressar com suas palavras a sua visão externa sobre o comportamento psicológico e emocional da classe masculina, como aqui podemos ter esse privilégio de nos vermos no artigo acima.
Desde já, obrigado, Renilce França, por suas sinceras palavras sobre nós, homens!

‘Novo Amapá’: Peça teatral lembra 39 anos do naufrágio com poesia e homenagens

Os 39 anos do maior naufrágio do estado serão lembrados com poesia e homenagens no espetáculo "Novo Amapá", que acontece no sá...