terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Buscando se instalar no Amapá, Empresa já prevê a geração de 240 empregos

O prefeito de Santana Ofirney Sadala recebeu, na manhã desta terça-feira, 31/01, em seu gabinete, o empresário paulista Thiago Verçosa. A conversa girou em torno da instalação da empresa Verçosa Indústria e Comércio de Alimentos Ltda, no Distrito Industrial de Santana. 

De acordo com o prefeito, o novo empreendimento contribuirá para o crescimento do Município, pois, além de utilizar matéria prima local, abrirá várias frentes de trabalho, dando oportunidade para muitos santanenses. 

“É uma empresa que vem gerar emprego, renda e desenvolvimento em Santana e a Prefeitura vai apoiar, no que for da sua competência, essa e outras que vierem a ser instalar no município", afirmou o prefeito. 

De acordo com Thiago Verçosa, o projeto inicial está voltado para a produção de ração animal, o que será uma novidade para a empresa que, em São Paulo (SP), sempre trabalhou no ramo alimentício. 

Ele explicou que a prioridade é produzir ração para peixe, porco e frango e, posteriormente, ração pets, para cães e gatos. 

“A empresa vai gerar 240 empregos diretos e indiretos e terá uma capacidade de produção de 50 toneladas por hora", acrescentou o empresário.

Ambulantes são orientados sobre comercialização durante o Carnaval-2017

A Coordenação do Carnaval de Santana realizou a primeira reunião com os trabalhadores interessados em atuar como vendedores ambulantes durante o evento, que acontecerá no período de 24 a 28 de fevereiro, no Corredor da Folia, na Avenida Santana. 

O encontro foi realizado na Casa da Juventude na segunda-feira, 30/01, e contou também com a presença de técnicos da Agencia de Fomento do Amapá (Afap) e da Vara da Infância e Juventude. 

Uma das principais orientações passadas pelo coordenador de Cultura, Mário Brandão, foi quanto ao cadastro dos ambulantes, haja vista que só assim será possível realizar a distribuição do material de identificação, como camisa, chapéu e crachá. 

Mário Brandão também anunciou o tabelamento no preço dos produtos, valendo para todos os ambulantes, e alertou sobre a proibição da venda de qualquer bebida em garrafa de vidro. 

A proposta da prefeitura é permitir aos ambulantes comercializarem seus produtos até 5h, uma hora após o termino dos desfiles dos blocos. 

O coordenador da Vara da Infância e Juventude de Santana, Lauro Paulo da Luz, aproveitou para reforçar a proibição da venda de bebidas alcoólicas e produtos entorpecentes, como cigarros, para menores de 18 anos. 

Caso algum vendedor seja flagrado, terá seu produto recolhido e poderá ser preso ou pagar multa de um a 20 salários mínimos. 

Cadastro e crédito
O cadastro para trabalhar no Carnaval pode ser realizado na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, onde o empreendedor preencherá uma ficha e efetuará o pagamento da taxa relativa a sua atividade, sendo R$ 100 o valor para o carrinho e R$ 150 para barraca. 

Após o pagamento, o vendedor receberá um comprovante no qual poderá solicitar um empréstimo da Agência de Fomento do Amapá, no Super Fácil. O valor pode variar entre R$ 100 a R$ 2 mil, que poderão ser pagos em até trinta dias após o evento.

Na Ilha de Santana, suspeitos presos estavam em poder de arma de fabricação caseira e várias munições

Na manhã de desta terça-feira, 31/01, agentes do 4º Batalhão da Polícia Militar de Santana, que atuam no patrulhamento rural no distrito da Ilha de Santana, tomaram frente de uma situação que estava acontecendo, mais precisamente no Ramal conhecido como “Raimundo Roque”, de onde se ouviu o estampido de um tiro de arma de fogo. 

Ao chegarem no local de onde teria sido disparado o possível tiro, a equipe distrital avistou um indivíduo em atitude suspeita, entrando rapidamente em uma residência. 

De imediato, os policiais foram atrás e conseguiram abordar Marcos Freitas de Passos, de 20 anos, dentro da residência, onde também havia mais duas pessoas, que eram Eduardo Freitas de Passos, 21 anos e Matheus Freitas de Passos, 18 anos. 

Após efetuar uma inspeção no interior da residência, foram encontrados três (03) armas de fogo de fabricação caseira e munições de arma de fogo. Perguntado para eles a quem pertencia os objetos ilícitos, nenhum dos abordados soube informar a procedência do material. 

Diante dos fatos a equipe da PM deu voz de prisão aos três indivíduos, por posse ilegal de arma de fogo de fabricação caseira e munições de arma de fogo e os conduziu até 1ª Delegacia de Polícia de Santana para serem tomadas as providências cabíveis. 

DRPI/4ºBPM

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Empenho Federal de R$ 400 mil garantidos para a Saúde da Mulher santanense

Janete Capiberibe conversa com Ofirney Sadala
A afirmação foi repassada no último sábado (28/01), pela deputada federal Janete Capiberibe, durante entrevista a um programa televisivo, transmitido apenas para o município de Santana. 

“Conseguimos firmar no orçamento desse ano um saldo de R$ 400 mil para ser exclusivamente utilizado no Centro de Referência de Saúde da Mulher em Santana”, explicou a deputada, que ainda citou que tais recursos estão incluídos com outras emendas protocoladas pelo senador João Capiberibe, vinculados ao Sistema Público de Saúde. “Estamos buscando todos os caminhos para garantir uma boa saúde aos santanenses”. 

A deputada também falou sobre a atuação profissional do novo prefeito de Santana, Ofirney Sadala, que estará diante de diversos obstáculos a serem tomados em prol da população da segunda maior cidade do Amapá. 

“O povo de Santana está confiante na sua capacidade como bom administrar e eu também torço para que todos os recursos federais enviados para em sua gestão serão bem aplicados”, declarou a deputada, deixando seu apoio político para o município.

domingo, 29 de janeiro de 2017

“Chopp da Benção, coxinha da vitória e suco da graça”

Com menos de 30 anos de idade, Bettoven Silva de Assis, teve uma curiosa ideia de abrir seu próprio negócio, meses após vim morar no município de Santana. 

“Ainda morei uns sete a oito meses em Macapá e depois escolhi vim pra cá pra Santana, por parecer mais sossegado”, justificou Bettoven, natural de Fortaleza (CE). 

Chefe de uma numerosa família composta de 07 pessoas – cinco filhos – sua obrigação era demonstrar o exemplo de líder organizado e determinado. “Procuro mostrar todos os dias pra eles que sou um bom homem, um grande trabalhador”, disse. 

Residente no bairro Fonte Nova (distante mais de 3km do centro comercial da cidade), Bettoven sai da sua residência ainda cedo, por volta das 07hs da manhã, carregando na garupa de sua humilde bicicleta uma caixa de isopor, além de inúmeros salgados preparados pelo próprio autônomo, que hoje se tornou um personagem comercial conhecido nas principais vias do comércio santanense, através de seu carisma que utiliza por onde passa. 

Sou muito seguro e confiante nas coisas que faço, isso ajuda as pessoas que querem vencer na vida”, pontuou. 

Bettoven já é conhecido por sua frase comercial
Criatividade
Como se costuma dizer no ditado que “a propaganda é a alma do negócio”, Bettoven levou mesmo essa frase adiante dos desafios enfrentados diariamente, criando um slogan publicitário para o seu negócio, que constitui com clareza o produto alimentício que esta vendendo com a certeza de que sua qualidade é “Divinamente gostoso”. 

Com isso, surgiria a popular frase: “Chopp da benção, coxinha da vitória e suco da graça”

“Foi Deus que me deu essa capacidade de escolher uma forma de divulgar esse meu negócio, e com ele garanto o sustento da minha família”, reconheceu. 

Para Bettoven, mesmo diante da crise que atravessa o país, não existem motivos que impedem a pessoa de buscar ideia e maneiras de ganhar dinheiro. 

“Aprendi que a crise não pega todos, apenas o preguiçoso. A pessoa inteligente consegue driblar a crise. Eu não sou desses que fica em casa esperando que o emprego venha me buscar, vou pra rua mostrar o que eu posso fazer e vendo meus lanches com toda tranquilidade”, enfatizou Bettoven, que chega a passar o dia inteiro percorrendo as ruas e avenidas de Santana, vendendo seus lanches aos gritos de sua famosa frase comercial.

sábado, 28 de janeiro de 2017

Carnaval de Santana será bancado pela iniciativa privada, garante prefeito Sadala

Sadala apresentou projeto de Carnaval de Santana
O prefeito Ofirney Sadala apresentou na quarta-feira, 25/01, o projeto do Carnaval de Santana, que vai acontecer de 24 a 28 de fevereiro, e que promete ser o maior do Amapá. 

Além de garantir a festa no Corredor da Folia, a Prefeitura fechou parcerias para que os custos do evento sejam bancados pelos empresários da cidade. Assim, a Prefeitura entra com a estrutura, o empresariado com os recursos e a economia de Santana só tem a ganhar. 

O projeto apresentado conta com forte esquema de segurança, inclusive com detectores de metais sendo disponibilizados ao longo da avenida. Haverá, ainda, na lista de novidades para o carnaval deste ano, a presença de intérpretes de francês, espanhol e inglês, para auxiliar os turistas; arquibancadas cobertas e apoio financeiro, através da Agência de Fomento do Amapá (Afap), aos empreendedores do evento. 

Além disso, o Corredor da Folia deverá contar com espaço para Central do Carnaval, boates, áreas vips, cervejaria, espaço da imprensa, camarotes, arquibancadas cobertas, banheiros e espaços para empreendedores.

Definido: Lixo urbano de Santana será depositado em Macapá

A Prefeitura Municipal de Santana, através da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop), está finalizando o convênio que vai possibilitar o depósito de todo o lixo domiciliar coletado na cidade no aterro controlado, localizado no km 14, da BR-210, no Município de Macapá. 

Esse assunto já foi tratado, no início do mês, pelo prefeito Ofirney Sadala com o prefeito de Macapá, Clécio Luís, como a solução mais viável para atender a uma determinação do Ministério da Saúde e, por fim, acabar com a lixeira pública de Santana, localizada na entrada da cidade. 

Procedimento
A Prefeitura santanense já trabalha com coleta de informações sobre o antigo contrato que existia com empresa responsável pelo aterro. Há informações de pendências de pagamento do contrato firmado em 2014, mas que isso não deve ser empecilho para fechamento de um novo acordo.

A previsão é que a Prefeitura de Santana gaste de R$ 80 a R$ 90 mil por mês no depósito do lixo em Macapá, com a fiscalização da movimentação dos carros coletores sendo feita por fiscais da empresa e da PMS. Os recursos serão provenientes do convênio do lixo, firmado entre o município de Santana e o Governo do Amapá. 

Ascom/Prefeitura de Santana

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Policlínica Alberto Lima melhora atendimento e ofertará cirurgia de catarata

Policlinica Alberto Lima, localizada no bairro Daniel
A Prefeitura de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, informa a melhoria nos serviços na Policlínica Alberto Lima, no bairro Daniel, com o retorno de alguns atendimentos. 

Entre as novidades estão a oferta de cirurgia de cataratas e de outros procedimentos nos olhos, além da mudança no horário de marcação de consultas. 

Segundo Antônia Cardoso, diretora da Policlínica Alberto Lima, quando assumiu a direção o local encontrava-se em situação precária, com problemas de limpeza e de infraestrutura, tanto fora quanto dentro do prédio, além da deficiência no quadro de pessoal por falta de pagamento. 

Após uma força-tarefa envolvendo profissionais da Policlínica com seus familiares e comunidade, o local passou por pequenos reparos, além de serviços de capina e na parte elétrica. Antes, um médico chegou a financiar lâmpadas para melhorar os atendimentos, relatou a diretora. 

O secretário de Saúde, Alberto Negrão, disse que entre as novidades estão a mudança no horário da marcação das consultas, que eram realizadas pela manhã e a comunidade acabava chegando pela madrugada para garantir as vagas. Várias pessoas já teriam sido assaltadas no local. Agora o horário inicia às 13h. 

O autônomo Eduardo Araújo aprovou a mudança. “Gostei sim, não precisamos madrugar agora para pegar uma vaga. Era muito perigoso", informou. 

A Policlínica Alberto Lima dispõe de pediatra, cardiologista, urologista, oftalmologista, ortopedista, odontologista e agora conta também com o atendimento de uma neuropediatra, o que faz com que os santanenses não precisem mais se deslocar até Macapá, para receber este atendimento. 

O prefeito Ofirney Sadala disse que a prioridade é o bem estar da população, por isso que a equipe da PMS está se esforçando para melhorar os serviços em todas as áreas, principalmente na saúde. 

“Continuamos arrumando a casa e vamos avançando com melhorias no atendimento no serviço público. Para melhorar ainda mais o atendimento na Policlínica Alberto Lima, estaremos implantando novos serviços, como a oferta de cirurgia de catarata e atendimento com uma médica neuropediatra”, anunciou o prefeito. 

Ascom/Prefeitura de Santana

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Em parceria com o Executivo, CREA-AP fiscalizará obras e profissionais que atuam em Santana

A Prefeitura Municipal de Santana deverá assinar um Termo de Cooperação Técnica (TC) com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amapá (CREA-AP), visando uma parceria no trabalho de fiscalização das obras do município. 

Na manhã desta quarta-feira (25/01), o prefeito Ofirney Sadala recebeu a diretoria e engenheiros do órgão em seu gabinete de trabalho, no Palácio Roselina Matos, sendo que, além do TC, a diretoria tratou da fiscalização do exercício das profissões e dívidas da PMS junto ao órgão. 

O CREA é uma autarquia dotada de personalidade jurídica de direito público, constituindo-se de serviço público federal e com jurisdição nos limites do Estado do Amapá. A função básica do CREA é realizar a fiscalização do exercício das profissões que lhes foram atribuídas por lei específica. 

“O que queremos com esta visita institucional é manter um relacionamento amigável com a PMS”, disse o diretor do CREA-AP, Laércio Aires. 

Ele disse, ainda, que este foi um momento histórico, pois em cinco anos que está à frente do órgão é a primeira vez que senta com a PMS para falar sobre as dívidas. Mas, adiantou que não se trata de nenhum “bicho de sete cabeças”, podendo ser solucionada, dependendo do interesse da prefeitura. 

O prefeito Ofirney Sadala recebeu a documentação, despachou na mesma hora para uma análise mais técnica e garantiu um parecer em duas semanas. 

Ascom/Prefeitura de Santana

Após 15 anos, sobrevivente do “Cidade de Óbidos I” relata possível imprudência humana na viagem: “Muita desatenção!”

Barco colidiu com uma balsa, vindo a naufragar no Rio Jarí
Na madrugada de 26 de janeiro de 2002 ocorria o naufrágio do barco “Cidade de Óbidos I”, na região de Jarilândia, próximo ao município de Laranjal do Jarí, matando sete (07) passageiros. 

A embarcação havia deixado o Porto de Santana na tarde do dia anterior (25), com destino à região de Laranjal do Jarí, levando cerca de 180 pessoas, entre autoridades políticas e correligionários que participariam de uma programação política naquele município, localizado ao Sul do Estado do Amapá. 

Entre os passageiros estavam autoridades políticas
Segundo relatos de sobreviventes, por volta das 5hs da manhã do dia seguinte (26), a embarcação colidiu bruscamente com a Balsa Magalhães, que estava sendo guiada pelo empurrador Florezano Neto, abrindo um buraco de quase 2m do lado esquerdo do barco “Cidade de Óbidos I”, causando o rápido afundamento da embarcação. 

Durante o inquérito aberto pela Marinha do Brasil – através da Capitânia dos Portos do Amapá – não havia qualquer sinalização que identificasse a presença daquela balsa no local, o que pode ter contribuído inesperadamente para o trágico episódio. 

Morreram nesse naufrágio: Karina dos Santos Couri (18), Ana Cláudia Colares, Luan Richard Guiomar dos Santos (primo de Karina dos Santos Couri), de 12 anos; Alexandre Júnior Leite de 03 anos (filho de Ana Cláudia Colares); Arquimedes Afonso (segurança na Prefeitura de Santana), Vítor Santos (empresário), e Simone Teran (jornalista e esposa do então deputado estadual Manoel Brasil). 

Triste Lembrança
Um momento em sua vida que o professor José Antônio prefere não recordar, pelo tamanho do susto que quando foi acordado aos gritos por outros passageiros. 

Passageiros tiveram que pular nas águas
Hoje funcionário do quadro público do Estado, Antônio trabalhava na época no contrato administrativo da Prefeitura de Santana e integrava a comitiva do então prefeito de Santana Rosemiro Rocha (que também sobreviveu ao naufrágio), e contou com exclusividade ao blog sobre aquela marcante viagem. 

“A saída (do Porto de Santana) foi normal, sem qualquer problema, havia um número bem equilibrado de passageiros como determina a Capitania, tanto que houve pessoas que até desistiram de querer ir na comitiva, o que mais ainda aliviou o peso na embarcação para não dizerem que foi excesso de passageiros, que isso não foi”, contou Antônio. 

Durante o trajeto convencional pelos rios até o município de Laranjal do Jarí foi pacato, segundo Antônio, que descreveu a viagem – até então – sem qualquer anomalia. 

Sete pessoas ainda morreram nesse naufrágio
“A maioria dos passageiros lgo atou suas redes e deitaram ainda cedo (acho que não era nem oito da noite), até por que a noite tava bonita”, descreveu. 

O inesperado acontece
De acordo com Antônio, a colisão entre o barco “Cidade de Óbidos I” e a balsa Florezano Neto ocorreu por volta das 5hs da manhã, porém, já haviam algumas pessoas acordadas que observavam a movimentação sobre os rios. 

“Estava dormindo quando senti uma leve sensação de ter balançado o barco e começaram a gritar, daí já não dormi mais”, detalhou Antônio, que começou a ver diversas pessoas pulando de dentro do barco para cima de uma balsa que estava “colada” com a referida embarcação. “Quando vi aquela movimentação de estarem saindo do barco, fiz o mesmo e pulei pra balsa”. 

O professor conta que somente tomou melhor conhecimento da ousadia de ter pulado para dentro de uma balsa quando viu inúmeros passageiros do barco “Cidade Óbidos I” sentados e chorando pelo susto que tomaram. 

“Tava tão desacordado no momento da batida que só fiz pular para fora do barco e levei uns 15 minutos para me recobrar do sono que estava me dominando, mas graças a Deus que tudo saiu perfeito comigo”, disse Antônio. 

O resgate teria chegado somente no início da manhã do dia 27, com a vinda de várias embarcações de Santana e até do município de Monte Dourado, que logo tomaram conhecimento do fato. 

“Cheguei em Santana por volta da meia-noite do dia 27 (para o dia 28), onde ainda tive que ir para o Hospital de Santana verificar minha pressão e somente fui liberado pelo médico no outro dia”, disse. 

Na escuridão, Barco colidiu com esta balsa
Quando questionado sobre as possíveis causas de fato levado o barco “Cidade de Óbidos I” à pique, Antônio apontam diversos motivos que não ficam apenas na falta de sinalização que poderia identificar a balsa, como também a falta de iluminação noturna, e outros fatores. 

“Houve muita desatenção por parte dos responsáveis pela balsa, que estava apenas encostada, mas também houve uma grande parcela de culpa das pessoas que estavam na cabine de comando (do barco ‘Cidade de Óbidos’), que poderiam ter ligado os motores para avisar a presença de uma embarcação próxima da beira do rio”, queixou-se Antônio. 

Para o professor, a imprudência humana continua sendo um dos maiores motivos pelo qual a navegação na Amazônia vem se deixando levar. 

“Tem muito marinheiro e comandante de navio que se confia muito no tempo de experiência que possui, e acha que isso é o suficiente. Mas é essa autoconfiança que pode causar uma tragédia incalculável, por ser acharem responsáveis demais por uma viagem que nem sempre pode sair como planejaram”, concluiu o professor.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

No 5º homicídio em Santana, homem é morto a tiros

Vítima já estaria marcada para morrer
Dessa vez o crime aconteceu na noite desta segunda-feira (23/01), na Avenida das Nações, trecho que fica na divisa entre os bairros Nova Brasília e Paraíso. 

Segundo informações do 4º Batalhão da Polícia Militar em Santana, o jovem Edgines Uirdesom da Fonseca Mamédio, de 19 anos (também conhecido como vulgo “Neguinho”), estaria em frente de sua residência, por volta das 19hs,quando dois elementos chegaram em uma motocicleta, e o carona teria descido do referido veículo, vindo a disparar pelo menos três (03) nas costas de “Neguinho”. 

Parentes da vítima informaram à polícia de que após o delito, os infratores fugiram em direção ao bairro Paraíso. A vítima chegou a ser levada ao Hospital de Emergências de Santana, mas não resistiu aos ferimentos, vindo a falecer naquela unidade de saúde. 

Informações já levantadas pelas autoridades dizem que a vítima já estava marcada para morrer, pelo fato de ter se envolvido em um homicídio ocorrido no bairro Provedor I, alguns meses atrás. 

Com mais este registro, sobe para o 5º homicídio relatado no segundo maior município do Amapá, desde o início deste ano.

Nogueira tem liminar negada para retornar ao emprego no TJAP

Nogueira continua fora do quadro do Judiciário
O Diário da Justiça Eletrônico (DJE) do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) publicou decisão do desembargador Raimundo Vales negando liminar ao servidor José Antônio Nogueira de Souza (ex-prefeito de Santana), demitido do quadro de servidores do Judiciário. O mandado de segurança foi impetrado contra ato da presidente do Tjap, desembargadora Sueli Pini. 

Antônio Nogueira foi demitido do cargo de Técnico Judiciário do quadro de pessoal permanente do Tribunal de Justiça do Amapá, por meio de portaria de julho do ano passado. 

A demissão ocorreu com base no artigo 148, inciso IV, da Lei Estadual 066/93 [improbidade administrativa], sob o argumento de que a condenação pela prática de improbidade por ele sofrida no exercício do mandato eletivo de prefeito de Santana deveria ter seus efeitos estendidos ao cargo de Técnico Judiciário. 

Seus advogados argumentaram que a pena da perda da função pública decorrente de três ações de improbidade administrativa relaciona-se estritamente à função de prefeito de Santana, não possuindo correlação com o cargo público de Técnico Judiciário, uma vez que estava dele licenciado, sustentado que por não estar exercendo o cargo de Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça não cometeu qualquer infração ou ato ímprobo no exercício das atribuições desse cargo, passível de motivar a sua demissão, razão pela qual esta seria nula sob esse fundamento. 

Nogueira pediu a concessão de medida liminar para determinar a suspensão da eficácia da portaria que o demitiu, restabelecendo a sua situação funcional com direito ao recebimento de salários, até o julgamento definitivo do mandado. Pediu, ainda, fosse reconhecido o impedimento dos desembargadores Carlos Tork, Carmo Antônio, Raimundo Vales e Stella Ramos, em razão de haverem proferido votos nos autos do PA 0001442 21.2015.8.03.0000, convocando-se juízes para compor o Pleno por ocasião do julgamento da ação mandamental, sob pena de nulidade. 

Pediu, por fim, como forma alternativa, lhe fosse concedida segurança para anular o ato de demissão do cargo de Técnico Judiciário, reconhecendo seu direito a uma pena mais branda, em homenagem aos princípios da razoabilidade, proporcionalidade, da dosimetria da pena, da dignidade da pessoa humana e da não correlação entre o cargo público e o mandato eletivo. 

Notificada, a Desembargadora Sueli Pini defendeu a manutenção da penalidade, pois, além de suficientemente fundamentada, mostrou-se adequada e proporcional, considerando o descaso de Nogueira com os preceitos legais e princípios básicos da administração pública. 

De acordo com Raimundo Vales, em sede de mandado de segurança, a medida liminar somente pode ser deferida, quando o impetrante demonstra relevantes fundamentos e, além disso, a possibilidade de, no curso da tramitação do feito, a medida se tornar inócua, se ao final for deferida, “o que não vejo configurado no caso em exame”. 

Vales destacou que “o pedido liminar não tem como ser deferido, pois caso concedida a suspensão postulada pelo impetrante, a consequência seria o seu retorno ao quadro funcional do Tribunal de Justiça com a correspondente remuneração, contrariando o termos da lei do mandado de segurança, que veda expressamente o deferimento de liminar que tenha por objeto a “a concessão de aumento ou extensão de vantagens ou pagamento de qualquer natureza”. 

Por Paulo Silva (Da Editoria de Cidades, do Jornal Diário do Amapá)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

De Santana, jovem jogador deixa equipe do Chipre e assina com time da Romênia

Endrick formalizando contrato com novo clube
O mercado do futebol brasileiro vive um momento de mudança e de constantes transferências em times espalhados pelo país. Essa movimentação parece ter chegado em terras amapaenses. 

Tudo porque o jogador de futebol santanense Endrick Parafita acaba se assinar contrato com o time da Romênia. O atleta estava no futebol do Chipre, na equipe da Aez Zakaki, e agora irá defender as cores do Botosani, time da primeira divisão romena. 

O jovem talento de Santana, município portuário a cerca de 17km de Macapá (AP), já vestiu a camisa do Bahia onde fez parte das categoria de base do clube por cinco anos. 

Antes de se transferir para o time baiano, Endrick Santos ou Parafita, hoje com 21 anos, chegou a atuar em time locais como: Santana Esporte Clube, Ypiranga e São José. 

“Estou muito feliz aqui e sinto que estou num caminho certo. Será um novo desafio, mas espero poder corresponder às expectativas do clube e fazer o meu trabalho”, disse. 

Endrick revelou que rescindiu contrato com o time baiano e passou seus direitos empresariais para o Apolon. Em pré-temporada na Turquia, o jogador afirmou que só pensa em fazer uma boa temporada. 

“Nesse momento só penso em fazer uma boa temporada e buscar o meu espaço. Só penso em me firmar no time. Sei que será muito difícil, mas espero que tudo dê certo”, concluiu. 

Reportagem de Jonhwene Silva

Praxedes, um ídolo que deixará saudades!

Jogador Antônio Praxedes
Recebi esta manhã a notícia da morte de um gênio que atravessava os campos de futebol com a maestria de um mago, contornando de maneira rasteira e respeitosa seus adversários, até que atingisse seu principal, que era o gol. 

Assim posso descrever um pouco de um homem que entre nós – os mortais – foi batizado com o nome de Antônio Praxedes de Mendonça, conhecido pela alcunha esportiva de Praxedes, denominado desta forma quando ainda ingressou nos campos do futebol amapaense no início da década de 1960, época em que o nosso futebol tucuju vivia o auge do sucesso. 

Vestiu pela primeira vez a camisa de clube para a honra do Santana Esporte Clube em 1962, e com ela ergueu pelo menos três taças do então cobiçado Campeonato Amapaense de Futebol, escrevendo também o seu nome nas entrelinhas da história do esporte amapaense. 

Passou pelo Amapá Clube, para a glória daquela agremiação que se orgulhou de vê-lo defendendo-o. para quem sempre esteve nas arquibancadas, a emoção era pouco de ser controlado quando tínhamos o privilégio de ve-lo correndo para alcançar seus objetivos. 

Como jogador, Praxedes ergueu 03 taças oficiais
Não pude testemunhar essa época tão marcante que os mais antigos costumam contar para as novas gerações, mas tive a oportunidades de sentar ao seu lado por algumas ocasiões e pude entrevista-lo para que um dia outras tantas pessoas conheçam a sua história e um exemplo que deixaria marcado nessa área. 

Acredito que a imagem pública que Praxedes nos deixa estampará por muito tempo a certeza de que o futebol amapaense ainda pode ser valorizado, pois, nomes como ele, se eternizarão nas faixas contínuas dos campos de futebol pelo mérito que tomou de levar a maior paixão brasileira no peito e consagrar seu nome entre os gênios que tivemos a honra de conviver bem de perto. 

Praxedes, obrigado é pouco para expressar a gratidão do povo amapaense pelo que fizeste em prol do futebol do Amapá, mas sabemos que sua participação somou grandes e bons resultados para inúmeras elites esportivas do nosso atual Estado! 

Nos gratificamos por sua nobre contribuição, gigante do futebol santanense!

Prefeitura de Santana quer emitir Título Definitivo de propriedade em até 45 dias

Uma equipe escolhida pelo próprio prefeito Ofirney Sadala já começou a analisar centenas de processos de títulos definitivos de propriedade em Santana. 

Documentos que estavam paralisados nas salas da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento e Habitação (Semduh) há quase 20 anos. 

“Nós encontramos muitos processos em nossos arquivos, que pararam por questões burocráticas, mas que poderiam ter sido resolvidas até mesmo dentro da secretaria. Então, nós já começamos a notificar os posseiros interessados na regularização dos seus lotes”, explicou Lindenberg Mota, secretário da Semduh. 

O ordenamento territorial é uma das prioridades na gestão de Ofirney Sadala, que já assinou os primeiros quatro títulos na última quinta-feira, 19/01. A meta da nova gestão é reduzir o prazo de emissão para, no máximo, 45 dias. 

Com o trabalho da força- tarefa, a prefeitura quer chegar à marca de 100 títulos expedidos por mês. 

Para isso, a equipe montada pelo prefeito é composta por profissionais das áreas administrativa e jurídica, que podem dar mais agilidade na análise dos processos. 

Promessa
“Durante a campanha, prometemos que quando o morador de Santana viesse até a prefeitura adquirir o seu título, ele receberia o documento em, no máximo, 45 dias, e isso nós já começamos a fazer. Inclusive, vamos trabalhar em regime de mutirão para analisar todos os processos, incluindo os que foram indeferidos, para que sejam novamente analisados, até porque percebemos que a maioria desses processos pode ser deferida, dependendo da interpretação”, disse Sadala. 

Com o titulo definitivo, o proprietário tem a garantia jurídica sobre o imóvel e pode buscar crédito para financiamento de construção e reforma, além de valorizar o seu terreno. A regularização fundiária também traz benefícios pra o município, que passa a recolher o IPTU. 

Ascom/Prefeitura de Santana

domingo, 22 de janeiro de 2017

Durante 05 dias, CEA fará desligamentos na rede elétrica em Santana

As equipes de manutenção da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) estarão realizando no período entre os dias 22 e 27 de janeiro, na área urbana do município de Santana, serviços programados de manutenções preventivas e corretivas no sistema de distribuição de energia elétrica, com o propósito de garantir um fornecimento elétrico de melhor qualidade. 

Entre as ações a serem tomadas durante esses desligamentos programados está a retirada de vegetação, substituição de postes e cabos, além da ampliação de circuitos e instalação de equipamentos de proteção da rede de distribuição. 

Somente para o segundo maior município do Amapá, o resultado direto desses serviços e manutenções preventivas desta semana, beneficiarão mais de 500 residências com energia estável. 

No biênio 2017/2018 deve ser investido no Sistema Elétrico do Estado mais de R$ 300 milhões em expansão e modernização visando fortalecer a estrutura do parque elétrico. 

Além de energia de qualidade aos clientes CEA, os investimentos também contribuem para o crescimento econômico do Amapá. 

DESLIGAMENTOS EM SANTANA 

Dia: 23/01/2017
Local: Rua Maria Jacira Ferreira de Brito c/ Travessa Benedito Jesus Cardoso (Bairro: Novo Horizonte)
Horário: 08h às 11h.
Motivo: Retirada de vegetação.
Nº de residências beneficiadas: 97 

Dia: 24/01/2017
Local: Rua Euclides Rodrigues entre as Av. José de Anchieta e Castro Alves (Bairro: Paraíso)
Horário: 08h às 11h.
Motivo: Substituição de Condutores de baixa tensão e retirada de vegetação.
Nº de residências beneficiadas: 185 

Dia: 25/01/2017
Local: Rua Adálvaro Cavalcante entre Trav. Manoel Pereira Rocha e Nelciana Vasques (Bairro: Nova Brasília).
Horário: 08h às 11h.
Motivo: Substituição de Condutores de BT
Nº de residências beneficiadas: 96 

Dia: 26/01/2017
Local: Travessa L11 c/ Travessa L09 (Bairro: Provedor)
Horário: 08h às 11h.
Motivo: Substituição de poste
Nº de residências beneficiadas: 134 

Dia: 27/01/2017
Local: Rua Machado de Assis c/ Av. Castro Alves (Bairro: Comercial)
Horário: 14h às 17h.
Motivo: Divisão de circuito.
Nº de residências beneficiadas: 128 

Informações repassadas pela Assessoria de Comunicação da CEA

Mãe aos 15, estudante santanense é aprovada em 03 universidades (uma Federal)

Eduarda concluiu Ensino Médio
Com um olhar sereno e aspectos físicos de uma menina entre 14 ou 16 anos, logo se percebe que a adolescente Eduarda Cardoso Lopes ainda esteja cursando o Ensino Médio. Pode-se dizer que sim, e que na verdade já concluiu este grau de Ensino onde esteve matriculada nos últimos três anos. 

Para seus colegas de sala de aula e até professores da Escola Estadual Rodoval Borges, localizada no bairro Fonte Nova, Eduarda é um exemplo claro de que não há barreiras sociais e nem pessoais que impedem o ser humano de alcançar seus objetivos. 

“Elas sempre se mostrou uma excelente aluna para todos que a conhecem na escola, não existe uma reclamação e nem questionamentos negativos sobre ela”, reconheceu a diretora da escola Iraciara da Rocha. 

Incentivos
Segundo a estudante, um de seus maiores incentivos partiu de sua avó – falecida há cerca de um ano atrás – e que também atuava na área da educação. 

“Morávamos juntos (incluindo a avó) e sempre recebi o apoio de todos da minha família. Quando minha avó faleceu, ficamos mais unidos e isso ajudou no meu empenho com os estudos”, contou Eduarda. 

Eduarda e a filha de 02 anos
Além da avó, outro incentivo que a estudante teve foi com a chegada precoce de sua filha quando tinha 15 anos. A gravidez inesperada não impediu que continuasse os estudos. 

“Tá certo que não tinha sido planejado, mas em momento algum pensei em abortar essa gravidez, e sempre tive o apoio da minha família, mesmo nesse período”, continuou Eduarda, que é mãe da pequena Manuel Hermínia, hoje com dois anos de vida. 

O nome para a filha foi complementado em homenagem à sua avó (que se chamava Sebastiana Hermínia). 

Aprovações
Colecionadora de vários prêmios como “Aluna Destaque” de sua escola, a capacidade intelectual de Eduarda ultrapassou o Ensino Médio, vindo a conquistar a aprovação em pelo menos três (03) universidades localizadas em Macapá, sendo que uma é instituição de âmbito federal: 

- Faculdade de Macapá (FAMA), ficando em 1º lugar no Curso de Letras;
- Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP), aprovada no Curso de Contabilidade;
- Universidade Federal do Amapá (Unifap), ficando em 1º lugar no Curso de Letras, sendo convocada na 2ª chamada. 

Planos Futuros
Após a aprovação em três das mais renomadas e conceituadas entidades de ensino superior do Estado do Amapá, um dos próximos passos que já vem sendo tomado por Eduarda é sua preparação para o SISU (Sistema de Seleção Unificada), por ter tido uma boa colocação nas notas do último ENEM, o que a faz pensar em outros planos de sucesso pessoal. 

“Inicialmente escolhi ficar com o curso de Letras da Unifap, mas vou continuar fazendo cursinhos e já me preparando para os concursos públicos que virão neste ano de 2017”, garante a estudante, hoje com 18 anos.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Pré-matrícula para as escolas municipais de Santana começa dia 24

Coordenador Pedagógico Alexsandro Silvestre
A Secretaria Municipal de Educação de Santana já informou que no período de 24 a 27 deste mês, estará sendo realizada, através do site da Escola Pública, a pré-matrícula on-line dos alunos, cujos responsáveis realizaram a chamada escola. 

O técnico pedagógico e coordenador da matrícula, em Santana, Alexsandro Silvestre, reforça que somente quem fez a chamada escolar, no período de 18 de outubro a 28 de novembro do ano passado, é que está apto a realizar a pré-matrícula, tendo, ainda, a oportunidade de escolher a escola em que deseja estudar. 

O coordenador ressalta que o município oferece vagas para educação infantil (maternal II e 1º e 2º períodos), anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano) e Educação de Jovens e Adultos. 

Já no período de 30 de janeiro a 03 de fevereiro, no horário das 8 às 12 e das 14 às 18 horas, os responsáveis deverão entregas os documentos e realizar a confirmação de matrícula nas creches e/ou escolas, valendo ressaltar que o responsável que não cumprir essa etapa perderá a vaga. 

Para quem não fez a chamada escola, pré-matrícula online ou não compareceu na creche e/ou escola para confirmação de matrícula ainda terá nova oportunidade de conseguir uma vaga, no período de 13 a 17 de fevereiro, devendo fazer a pré-matrícula através do site www.escolapública.ap.gov.br, que estará disponível a partir das 14 horas, sendo que os pais que cumprirem essa etapa deverão entregar os documentos e confirmarem a matrícula nas creches e/ou escolas no período de 14 a 20 de fevereiro, no horário das 8 às 12 e das 14 às 18, diretamente nas creches e/ou escolas.

CIEE e Santana: Futura parceria garantirá vagas de Estágio aos estudantes e profissionais locais

Visando buscar uma futura parceria institucional para o segundo maior município do Estado do Amapá, entidades como o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) tem sido bastante citado entre as classes estudantis – de diversas faixas etárias – que buscam um aprimoramento e um capacitação diretamente vinculada às área profissionais em vão atuar formalmente. 

Dentro desta visão que busca garantir a valorização profissional dessas pessoas, que o vereador Fabiano Leandro tratou do assunto diretamente com o supervisor da Unidade de Operação do CIEE no Amapá Ismael Ângelo, na manhã desta quinta-feira (19/01), onde tratam aproveitou a ocasião para discutirem outras ações que possam fomentar o ingresso de mais profissionais através desta entidade, que já está conciliada com os princípios sociais de profissionalização há mais de 50 anos. 

“Temos um sistema contendo o cadastro de quase 2 mil pessoas que nos procuram e ingressamos com seus dados estudantis e qualificações profissionais (caso alguns tenham), quando realizamos constantes cursos e treinamentos (gratuitos) para preparar essas pessoas para o mercado de trabalho, através de convênios e outras parcerias”, explicou Ismael. 

Segundo o supervisor da Unidade no Estado, o CIEE/AP mantém atualmente cerca de 50 estagiários conveniados com entidades públicas federais (como Agências Bancárias) e empresas privadas do ramo do comércio alimentício e de confecções (como supermercados e grupos como a “Jumbinha”). 

“Nos últimos 16 anos que o CIEE está no Amapá, não existe nenhum registro de convênio direto com o município de Santana que também pudesse consolidar essa ideia para muitos jovens daquela cidade, e isso com certeza seria valioso, tanto para as classes beneficiadas como para o próprio município”, continuou Ismael. 

Para o vereador Fabiano, a ideia de formalizar essa parceria entre o CIEE e o município de Santana deixa bem claro os propósitos que são desenvolvidos pelo entidade, que manterá uma positiva aproximação entre o estudante, a instituição educacional e a empresa contratante dos estagiários. 

“Isso pode se tornar um fato inédito para o município, que não apenas ganhará com a qualidade de seus serviços como também formará mais um profissional para o mercado de trabalho”, conceituou o vereador. 

Apesar do assunto já ter sido levado ao conhecimento da presidência do Legislativo santanense, com o objetivo de demonstrar interesse na proposta, o assunto também será levado ao Executivo Municipal, para que possa declara sua posição em relação às oportunidades que poderão ser dadas para dezenas de profissionais que se preparam periodicamente. 

“O CIEE pode se tornar um grande parceiro nas empresas e até para o Legislativo e o Executivo, pois, podem utilizar de seus serviços de intermediação nas contratações de estagiários, dando oportunidades aos jovens para a complementação de sua formação acadêmica com uma prática direta de seus ensinos no ambiente de trabalho”, disse Fabiano. 

Programa Aprendiz Legal
A Lei de Aprendizagem (pontuada pela Lei Federal Nº 10.097/2000) garante ao jovem, com idades e 14 a 24 anos incompletos, a formação técnico-profissional, no ambiente de trabalho, através do Contrato de Aprendizagem, com todos os direitos trabalhistas e previdenciários. 

Essa legislação fixa a cota do número de aprendizes equivalente a no mínimo 5% e no máximo 15% dos trabalhadores existentes em funções que demandem formação profissional. 

A Lei permite que a contratação e a formação dos jovens seja feita através dos órgãos ligados ao Sistema S (Senai, Senat, Senac, Senar e Sescoop) como também pelas escolas técnicas e organizações sem fins lucrativos, como o CIEE. 

Essas organizações devem possuir o parecer favorável do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do município onde for executado o Programa. O objetivo da Lei de Aprendizagem é oferecer aos jovens uma preparação para o exercício profissional, garantindo a inclusão social com empregabilidade. 

Durante o período de dois (02) anos o jovem recebe uma capacitação específica, concomitantemente à prática profissional relacionada àquela capacitação.

CIEE e Santana: Futura parceria garantirá vagas de Estágio aos estudantes e profissionais locais

Visando buscar uma futura parceria institucional para o segundo maior município do Estado do Amapá, entidades como o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) tem sido bastante citado entre as classes estudantis – de diversas faixas etárias – que buscam um aprimoramento e um capacitação diretamente vinculada às área profissionais em vão atuar formalmente. 

Dentro desta visão que busca garantir a valorização profissional dessas pessoas, que o vereador Fabiano Leandro tratou do assunto diretamente com o supervisor da Unidade de Operação do CIEE no Amapá Ismael Ângelo, na manhã desta quinta-feira (19/01), onde tratam aproveitou a ocasião para discutirem outras ações que possam fomentar o ingresso de mais profissionais através desta entidade, que já está conciliada com os princípios sociais de profissionalização há mais de 50 anos. 

Ismael Ângelo, do CIEE
“Temos um sistema contendo o cadastro de quase 2 mil pessoas que nos procuram e ingressamos com seus dados estudantis e qualificações profissionais (caso alguns tenham), quando realizamos constantes cursos e treinamentos (gratuitos) para preparar essas pessoas para o mercado de trabalho, através de convênios e outras parcerias”, explicou Ismael. 

Segundo o supervisor da Unidade no Estado, o CIEE/AP mantém atualmente cerca de 50 estagiários conveniados com entidades públicas federais (como Agências Bancárias) e empresas privadas do ramo do comércio alimentício e de confecções (como supermercados e grupos como a “Jumbinha”). 

“Nos últimos 16 anos que o CIEE está no Amapá, não existe nenhum registro de convênio direto com o município de Santana que também pudesse consolidar essa ideia para muitos jovens daquela cidade, e isso com certeza seria valioso, tanto para as classes beneficiadas como para o próprio município”, continuou Ismael. 

Para o vereador Fabiano, a ideia de formalizar essa parceria entre o CIEE e o município de Santana deixa bem claro os propósitos que são desenvolvidos pelo entidade, que manterá uma positiva aproximação entre o estudante, a instituição educacional e a empresa contratante dos estagiários. 

Vereador Fabiano exibe vídeo institucional do CIEE
“Isso pode se tornar um fato inédito para o município, que não apenas ganhará com a qualidade de seus serviços como também formará mais um profissional para o mercado de trabalho”, conceituou o vereador. 

Apesar do assunto já ter sido levado ao conhecimento da presidência do Legislativo santanense, com o objetivo de demonstrar interesse na proposta, o assunto também será levado ao Executivo Municipal, para que possa declara sua posição em relação às oportunidades que poderão ser dadas para dezenas de profissionais que se preparam periodicamente. 

“O CIEE pode se tornar um grande parceiro nas empresas e até para o Legislativo e o Executivo, pois, podem utilizar de seus serviços de intermediação nas contratações de estagiários, dando oportunidades aos jovens para a complementação de sua formação acadêmica com uma prática direta de seus ensinos no ambiente de trabalho”, disse Fabiano. 

Programa Aprendiz Legal
A Lei de Aprendizagem (pontuada pela Lei Federal Nº 10.097/2000) garante ao jovem, com idades entre 14 a 24 anos incompletos, a formação técnico-profissional, no ambiente de trabalho, através do Contrato de Aprendizagem, com todos os direitos trabalhistas e previdenciários. 

Futura parceria garantirá dezenas de estágios
Essa legislação fixa a cota do número de aprendizes equivalente a no mínimo 5% e no máximo 15% dos trabalhadores existentes em funções que demandem formação profissional. 

A Lei permite que a contratação e a formação dos jovens seja feita através dos órgãos ligados ao Sistema S (Senai, Senat, Senac, Senar e Sescoop) como também pelas escolas técnicas e organizações sem fins lucrativos, como o CIEE. 

Essas organizações devem possuir o parecer favorável do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do município onde for executado o Programa. O objetivo da Lei de Aprendizagem é oferecer aos jovens uma preparação para o exercício profissional, garantindo a inclusão social com empregabilidade. 

Durante o período de dois (02) anos o jovem recebe uma capacitação específica, concomitantemente à prática profissional relacionada àquela capacitação.

Delta do Matapí: Equipe do 4º Batalhão de Santana prende homem por tráfico de drogas

Neste domingo (10), uma equipe da Companhia Especializada em Rádiopatrulhamento Motorizado do 4º Batalhão de Polícia de Santana, prendeu...