quinta-feira, 30 de abril de 2015

Benjamin recebe alta hospitalar e espera por adoção

Benjamin encontra-se na Casa da Hospitalidade
Ao completar um ano de vida na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, do Hospital da Mulher Mãe Luzia (HMML), o pequeno Benjamin, o bebê abandonado quando nasceu, recebeu alta na última segunda-feira, 27/04. 

Com o quadro de saúde estabilizado, foi encaminhado para Casa da Hospitalidade em Santana, onde permanecerá até ser adotado. Duas famílias sensibilizadas pela história de luta já se habilitaram para a adoção e aguardam a decisão judicial do processo. 

Benjamin inspira cuidados especiais devido à sequelas neurológicas causadas pela prematuridade. Nasceu com 26 semanas, aproximadamente seis meses de gestação, baixo peso de 635 gramas, insuficiência respiratória e renal, além de hemorragia intracraniana, que causou uma lesão cerebral. 

Com um ano de vida, é uma criança que não fala, nem engatinha ou anda, precisa de reabilitação com fonoaudiólogo e fisioterapeuta, além de acompanhamento médico com pediatra e neurologista. 

"Só poderemos dar um diagnóstico final sobre as limitações de Benjamin quando iniciarem os trabalhos de estímulo no processo de reabilitação", informou a médica Liliane Albuquerque. 

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Gabinete Itinerante em Santana resulta em agilidade de ações

Presidente TJAP Sueli Pini, e Carmo Antônio
A ida da Presidente do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), Desembargadora Sueli Pini, e do corregedor-geral, Desembargador Carmo Antônio de Souza, ao Fórum de Santana, na manhã desta terça-feira (28/04), para realizar a primeira sessão do gabinete itinerante teve seu reflexo bastante positivo quanto ao andamento das demandas pendentes. 

Uma delas foi a decisão da desembargadora Sueli Pini, de ampliar o espaço onde funciona a Central Psicossocial – áreas cível e criminal – do Fórum santanense. Em visita ao local, ela percebeu o espaço pequeno da sala e a necessidade de ampliar para a execução dos trabalhos da equipe multiprofissional. 

“É um avanço essa atitude da presidente e do corregedor do TJAP, de vir olhar nossas necessidades”, reforça a psicóloga, Elizabeth Guedes. 

Em conversa com a equipe da Central, a desembargadora Sueli Pini sinalizou a possibilidade de colocar mais profissionais na Unidade para fazer atendimentos e estudos de casos. 

Na programação, os magistrados conversaram com os juízes da comarca que, de forma particular, apresentaram as reivindicações de suas Unidades. No momento seguinte, a conversa foi com os servidores que agendaram o encontro. 

Para o desembargador Carmo Antônio, a iniciativa do gabinete itinerante nos órgãos da Justiça estadual é de extrema relevância, na medida em que cumpre sua missão de facilitar a relação dos gestores da Instituição com os integrantes do Judiciário e usuários em geral. 

Na visão da desembargadora Sueli Pini, administrar exige escuta e circulação do gestor. Por esse motivo, nas segundas-feiras o atendimento é no Fórum de Macapá, e a cada quinze dias, no Fórum de Santana. 

“Hoje fizemos importantes atendimentos. Para alguns casos, a solução será rápida”, explicou. Para a desembargadora, a administração presencial favorece a eficiência do Judiciário.

Comissariado da Infância de Santana intensifica fiscalização em balneários

Fiscalização foi intensa nos balneários
A Vara da Infância e Juventude da Comarca de Santana, por meio do seu Comissariado, realizou no último final de semana, uma fiscalização nos balneários localizados nos distritos de Matapi, Anauerapucu e Elesbão. A ação, que teve a parceria do Gabinete Militar do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), 4º Batalhão da Polícia Militar de Santana e Conselho Tutelar de Santana, busca coibir qualquer ameaça ou violação dos direitos da criança e do adolescente nestes locais. 

Com o foco em ações preventivas, a equipe por meio das fiscalizações atua através da distribuição gratuita de cartazes informativos com advertência e prevenção quanto ao acesso de crianças e adolescentes em locais de diversão e espetáculos públicos, bem como, sobre a proibição de venda de bebidas alcoólicas ou produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica. 

Observando ainda questões como o comportamento inadequado e possível exploração sexual, o Coordenador do Comissariado Lauro Paula da Luz disse que o órgão tem intensificado a operação nos fins de semana, obedecendo ao cronograma estipulado no município para o ano de 2015. 

Segundo o Artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90, as penas para quem violar os direitos da criança e do adolescente variam entre detenção de seis meses a dois anos, e multa; à detenção de dois a quatro anos, e multa, se o fato não constitui crime mais grave.

Gilmar Domingues é sabatinado pelo Legislativo santanense

Secretário Gilmar Domingues
Atendendo a um requerimento interno ingressado pelos vereadores Ivo Giusti (PSB) e Richard Madureira (PT), o secretário municipal de Saúde de Santana (Semsa) Gilmar Domingues esteve presente na sessão ordinária realizada na noite desta terça-feira (28/04), na tribuna da Câmara de Vereadores de Santana, onde teve que esclarecer publicamente diversos assuntos relacionados à sua pasta gestora. 

Por quase uma hora e meia (90 minutos), o titular da Semsa explicou detalhadamente aos oito vereadores presentes as situações positivas e negativas que vem enfrentando desde que assumiu o referido cargo no último dia 19 de janeiro, assim como também explanou sobre as ações comunitárias que a Secretaria vem desenvolvendo nos bairros da cidade e nas localidades ribeirinhas. 

Medicamentos Vencidos
Entre os inúmeros fatos discutidos e apresentados durante a sessão ao secretário Municipal de Saúde, houve a questão relacionada aos medicamentos encaixotados que estavam sendo discretamente despachados em um antigo depósito da secretaria na madrugada do dia 29 de janeiro (área situada ao lado da agência dos Correios da cidade), onde resultaria na prisão de duas pessoas que supostamente seriam funcionários da Semsa. 

De acordo com Gilmar, as pessoas que se encontravam no local não possuem qualquer vínculo direto com o quadro de funcionários da secretaria, e que minutos após a ação da Polícia Militar, tomou conhecimento da situação, e seguiu em direção aos órgãos de segurança pública (Batalhão da PM e delegacia) para buscar maiores esclarecimentos dos fatos, onde o próprio secretário também registrou uma ocorrência de furto ao patrimônio público, já que dias antes do episódio em questão, foi comunicado do sumiço de vários materiais e equipamentos utilizados nos serviços de dedetização e imunização de vetores. 

Vereadores questionaram sobre várias situações
O que mais me surpreendeu foi saber que a Polícia Militar chegou ao local dos medicamentos de uma forma dura, como se achassem que realmente estava ocorrendo algo de errado no depósito. Havia sim, pessoas que não estavam autorizadas a agirem naquele horário, mas que foram pegas de surpresa por uma ação policial, na qual esses policiais estavam acompanhados de outras duas pessoas que se diziam da imprensa e que foram logo abrindo (rasgando) algumas sacolas de medicamentos que estavam no local e alegando por si mesmo que os medicamentos estariam vencidos, o que depois começou a ser comprovado o contrário dessas alegações”, contou o secretário na tribuna. 

O fato – que teve grande repercussão para a opinião pública santanense – gerou abertura de dois inquéritos: um policial e outro administrativo, na qual o secretário informou está acompanhando constantemente o andamento desses inquéritos. 

“Estou somente aguardando a conclusão por parte da polícia para expor mais claramente os fatos que não procedem”, garantiu o secretário, que ainda justificou a razão de não ter logo tomado a frente da situação dias após o ocorrido. “Poderia ter tomado logo a decisão de vim a essa Casa de Leis para explicar o que de fato estava acontecendo, mas para não quebrar um protocolo de hierarquia, aguardei a autorização do prefeito Robson Rocha”, explicou. 

Ações Comunitárias
Junto com os esclarecimentos envolvendo a possível utilização de medicamentos vencidos nos postos de saúde do município e a atual situação dos agentes comunitários e de endemias (que denunciavam estarem trabalhando sem as mínimas condições de trabalho), Gilmar Domingues garantiu que, mesmo diante dos limites orçamentários que a secretaria possui, estão sendo tomadas inúmeras providências para amenizar as poucas condições usadas pelos colaboradores desta área. 

Gilmar esclareceu todos problemas apresentados
“Assim como todo Estado, o município também passa por crises financeiras que vão sendo parcialmente sanados, e aqui na Prefeitura de Santana não seria diferente. Claro que estamos oferecendo todas as nossas condições para evitar que os serviços essenciais da saúde não fiquem sem atender seu principal beneficiário, que é a nossa população”, considerou. 

Gilmar lembrou que em menos de três meses em que já se encontra à frente do cargo, várias medidas administrativas e populares foram efetuadas. 

“Somente nesses primeiros meses do ano fizemos mais de 300 visitas domiciliares através dos agentes de saúde e distribuindo remédios e cloros para combater a dengue, isso sem falar em duas ações comunitárias que juntas atenderam mais de 4 mil pessoas em sete bairros de Santana. Aos poucos vamos caminhando atingir vários bairros com as ações da secretaria”, explanou o titular da Semsa.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Jovem é morto com tiro de Calibre-12 em Santana

Jovem não resistiu ao tiro e morreu
Por volta da 13hs da tarde desta terça-feira (28/04) policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar de Santana foram acionados para atender uma ocorrência no bairro Provedor I, às proximidades da Faculdade Madre Teresa, onde o jovem Luiz Albuquerque Barbosa, de 17 anos, teria sido vítima de arma de fogo. O jovem chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu logo que deu entrada no Hospital de Emergências de Santana. 

De acordo com testemunhas, Luiz estaria consertando uma ponte em frente a casa de uma vizinha quando foi surpreendido por alguns desafetos que dispararam contra ele, não dando qualquer ação de defesa à vítima. 

Segundo um funcionário do Hospital de Santana, o tiro teria sido de uma "Calibre-12" (13 chumbos). 

Pacientes e acompanhantes que estavam no Hospital de Emergências de Santana se surpreenderam com a ousadia dos bandidos, que teriam ido até o local (a Unidade de saúde) para se certificarem da morte de Luiz, o que deixou as pessoas presentes bastante assustadas. 

Na ocasião, a polícia foi acionada e conseguiu capturar alguns elementos que estariam envolvidos no crime. 

Vara da Infância de Santana participa de caminhada organizada pelo Movimento Paz nas Escolas

A participação da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Santana engrossou o movimento Paz nas Escolas, que foi organizado por professores, diretores, estudantes e representantes da sociedade santanense. O movimento foi às ruas no último sábado (25/04) manifestar repúdio a qualquer forma de violência, sobretudo, a que ora prolifera entre os jovens estudantes nas escolas públicas de Santana. 

Somente neste mês de abril, vários casos de violência, que resultaram na morte de estudantes dentro de escolas do município foram registrados. A Vara da Infância e Juventude uniu-se ao movimento, que pediu maior consciência, respeito e fortalecimento do vínculo da boa relação entre as pessoas, principalmente entre os jovens e a família. 

A juíza Larissa Noronha, responsável pela Vara, chama a atenção para o empenho da comunidade santanense, ante às ações criminosas contra estudantes ocorridas nas últimas semanas. “Vejo que a importância está na união de forças contra a violência. É preciso a consciência de que apenas as autoridades constituídas não serão capazes de dar a resposta que a sociedade precisa na diminuição da violência”. 

Para a magistrada, cada um deve fazer a sua parte, dentro de casa, na rua onde mora, na escola dos filhos, no trabalho. O resultado será a construção de caminhos onde a cultura de paz seja o fim almejado à solução dos conflitos, “diferente da atual cultura da violência”, concluiu.

Mesmo em reforma, Escola Estadual em Santana iniciará suas aulas

Ainda em reforma, Escola iniciara suas aulas
A notícia não agradou boa parte da comunidade escolar de uma instituição de ensino pública localizada no bairro Nova Brasília, em Santana, quando foram convidados para uma reunião comunitária que estava marcada para ocorrer na manhã desta segunda-feira (27/04) no pátio da Escola Estadual Francisco Walcy Lima. Porém, segundo informações da diretoria da escola, a reunião teve que ser cancelada por ordens vinda Secretaria de Estado da Educação (SEED). 

“Nos informaram que a reforma que a escola está passando não tem uma previsão final de entrega, e decidiram não realizar essa reunião que iria tratar dessa situação e de outros pontos sobre o ano letivo”, comentou a diretora da escola Andréa Guedes. 

De acordo com a direção, a escola – que atende cerca de 500 alunos distribuídos no ensino fundamental, ensino médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos) – não vem oferecendo condições físicas e técnicas para atender a classe estudantil, oque já vem causando sérios transtornos no calendário do ano letivo. 

“Na maior parte das escolas estaduais o ano letivo começou no início do mês passado (março), enquanto que aqui ainda pensam em iniciar as aulas somente no mês de maio, o que vai nos causar um enorme problema durante as férias”, reclamou Gleice Fernandes, que estuda na referida escola e já imagina que terá que prolongar seu período de estudos durante os meses de dezembro deste ano e o mês de janeiro de 2016. 

Reforma Emergencial
Entre as péssimas condições físicas que a Escola Francisco Walcy apresenta, os moradores dos bairros Nova Brasília, Nova União e Provedor (bairros atendidos pela entidade escolar) enumeram: blocos com piso de acesso quebrados, banheiros com vasos sanitários depredados, ventiladores-de-teto das salas de aula quebrados, instalações elétricas danificadas (sem iluminação noturna e tomadas sem funcionar), paredes de várias salas já apresentando extensas rachaduras, assim como problemas físicos e estruturais que foram anteriormente detectados durante uma vistoria pela pelos órgãos estaduais. 

Várias salas ainda estão passando por reparos
“No início do ano veio uma equipe da Secretaria de Infraestrutura (Seinf) que viu a situação que a escola se encontra e determinou uma reforma imediata para oferecer condições e não atrasar o ano letivo, mas essas obras não foram concluídas”, apontou Cláudio Ronaldo, membro da associação de moradores do bairro Nova Brasília. “Tanto que eles (Seinf) determinaram que fizessem apenas alguns reparos necessários para amenizar a situação e agilizar o início das aulas que já estão com o calendário atrasado”. 

A informação de Cláudio Ronaldo também seria confirmada por uma professora do Ensino Médio. “Dos seis (06) blocos com salas de ensino, inicialmente só vão entregar três por se tratar de caráter de urgências nas aulas, o restante das salas será entregue parcialmente. Esperamos que antes de acabar o semestre todas já estejam no mínimo em condições para uso”, informou uma professora, que não quis se identificar. 

Outra questão que está sendo tratada pela direção da escola envolve a merenda escolar, que deverá ser normalizada somente após o início das aulas. Tanto que uma nova reunião comunitária está agendada para ocorrer na próxima quinta-feira (30/04) para tratar de assuntos relacionados ao âmbito da escola. 

“Já estamos convidando novamente a comunidade para participar dessa reunião no dia 30 de abril, pela manhã, para tratarmos questão sobre o início do ano letivo e conscientizar toda a classe estudantil em mantermos nossa escola em condições que evitem causar atrasos desse tipo no processo de aprendizado dessa classe, como também garantir uma conservação mais digna à instituição”, finalizou a direção.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Mais de 6 mil participaram da Caminhada Pela Paz em Santana

Caminhada percorreu várias vias de Santana
Aconteceu na manhã do último sábado (25/04), nas ruas e avenidas de Santana, a Caminhada Pela Paz, evento este organizado por membros de instituições que apoiam o fim da violência urbana em nossa sociedade, e garantir maior segurança nas escolas do município de Santana. O evento contou com a presença de diversas escolas da rede pública de ensino municipal e estadual da cidade, assim como com a presença de populares em geral que aderiram ao movimento. 

Entre as entidades que apoiavam o Movimento, estava o Comandante do 4°Batalhão da Polícia Militar de Santana, Tenente-Coronel Aldinei que, juntamente com os demais policiais da unidade, também compareceram a caminhada para pedir paz no município santanense. 

O Movimento teve como ponto de partida a Praça da Bíblia, localizada no Centro da cidade, percorrendo diversas vias urbanas da cidade portuária, onde nem mesmo a chuva que caía desanimou a vontade daqueles que prestigiaram o evento. 

De acordo com seus organizadores, estima-se que cerca de seis mil pessoas participaram da Caminhada, contabilizados através das entidades civis e escolares que decidiram erguer a bandeira de apoio ao Movimento. 

Cerca de 6 mil pessoas estiveram na caminhada
“Isso deixa mais do que claro que devemos dar uma basta nessa situação descontrolada que a violência vem causando em nossa sociedade”, alertou Ester de Paula, uma das coordenadoras da Campanha. 

Pelas redes sociais, Regina Sanches, que também integra o Movimento em prol da Paz, expressou sua satisfação pelo resultado positivo da caminhada. 

"Só o amor, muda o que já se fez e a força da paz junta todos outra vez. Venha, já é hora de acender a chama da vida e fazer a terra inteira feliz. Meus amigos, no sábado (25) o povo Santanense mostrou que juntos poderemos fazer a diferença, onde percebemos que o que todos querem é que a paz volte a reinar. De o ponta pé inicial para resgatarmos o que há de melhor em cada um de nós e que está um pouquinho adormecido. Aplicamos uma injeção de esperança em cada pessoa que compareceu à Caminhada pela Paz. Enfim, deixamos que nossos corações falassem de amor através de nossas canções e orações.”, comentou alegremente Regina Sanches.

domingo, 26 de abril de 2015

Tarifa intermunicipal terá reajuste nos próximos dias

Nova tarifa dos ônibus já valerá nos próximos dias
Dois dias após determinar uma nova rota viária para os ônibus que fazem a linha intermunicipal entre a cidade de Santana e a capital amapaense (Macapá), deixando de seguir pelo bairro Fonte Nova – onde a única empresa de ônibus que explora tal serviço de transporte público alega que as vias de acesso não oferecem condições – já circula mais uma péssima notícia para as mais de 20 mil pessoas que utilizam diariamente o transporte intermunicipal: um novo reajuste na tarifa dos ônibus da linha Macapá-Santana. 

Segundo informações repassadas por funcionários da própria empresa arrendatária do serviço intermunicipal, o atual valor unitário da tarifa (que custa R$ 2,35) passará para R$ 2,75 nos próximos dias, sofrendo um acréscimo de 17%. 

“Já tem quase três anos que não ocorre qualquer correção inflacionária nessa tabela de valores, o que já vem causando alguns prejuízos para a empresa de ônibus que procura reajustar anualmente o salário de seus funcionários, mas não tem qualquer isenção do governo ou da prefeitura”, justificou um funcionário da empresa de ônibus Sião Thur, que exerce a função de fiscal de transportes, e não quis se identificar. 

Na tarde deste sábado (25), o blog STN/AP ligou inúmeras vezes para o 3281-2116 do escritório da empresa de ônibus Sião Thur (em Santana) para buscar maiores informações sobre tal reajuste tarifário, mas não houve êxito. Tentamos contato via celular com o encarregado-responsável do SETAP (Sr. Artur Sotão) que informou ao blog que existe uma proposta em andamento para tal efetivação do valor em questão, mas que ainda não poderia repassar qualquer afirmação de valores.

TRE-AP capacita pretensos candidatos às eleições de 2016 em Santana

Em reunião ocorrida no Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) foram alinhadas ações para a realização do curso “Política e cidadania: responsabilidade de todos” no município de Santana. A ação visa preparar os pretensos candidatos e membros de Partidos Políticos para as Eleições Municipais de 2016. 

A capacitação será os dias 14 e 15 de maio, no Cartório Eleitoral da 6ª zona, localizada na Vila Amazonas naquela cidade. A capacitação, elaborada pela Escola Judiciária Eleitoral do Amapá (EJE/TRE), foi lançada em Macapá no Encontro de Direito Eleitoral do TRE-AP, ocorrido na semana passada. O curso será realizado, em todo o Amapá, pelo TRE em parceria com o Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), Ministério Público Estadual (MP-AP), Ministério Público Federal (MPF-AP) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AP). 

A capacitação será voltada a pretensos aspirantes aos cargos de vereadores, prefeitos e membros de partidos políticos. O curso abordara os seguintes temas: Partidos Políticos, Atuação Partidária, Convenção Partidária, Inelegibilidade, Registro de Candidatura, Propaganda Eleitoral, Infrações e Crimes Eleitorais, Fiscalização da Propaganda, Captação de Recursos e Prestação de Contas, Das finanças e Contabilidade dos Partidos. O curso, com um total de 16h, 8h em cada dia, será dividida em quatro módulos nas manhãs e tardes. 

Participaram da reunião, que definiu como serão ministrados o cursos em Santana, o presidente do TRE-AP, Desembargador Carlos Tork, os servidores da EJE, Rinaldo Farias e Zelina Pereira, a chefe de Gabinete do Tribunal, Lílian Oliveira, a assessora jurídica do Tjap, Sônia Ribeiro e o representante do MPF, Rafael Martins. Além dos serventuários da Justiça Eleitoral que ministrarão curso: Oziel Brandão, Mylene Lages, Francisco Barros, Manoel Raimundo Fonseca, Lena Mendes, Heverton Fernandes. 

“Queremos preparar membros de agremiações políticas partidárias e pretensos candidatos para agirem dentro da legislação.

Santana fica sem inseticida para combater vetor da malária

Agentes de endemias do município de Santana, paralisaram as atividades pela falta de inseticidas para combater o Anopheles, mosquito transmissor da malária. Os trabalhadores dizem ter interrompido o serviço sob recomendação da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (CVS) por causa da validade dos produtos. Os agentes estariam usando por mais de um ano inseticidas vencidos desde 2013. A Prefeitura de Santana informou que aguarda um laudo para saber se existe a possibilidade de continuar usando os produtos. 

Um dos agentes de endemias, que preferiu não se identificar, afirmou que os produtos eram usados mesmo fora do prazo de validade estipulados pelos fabricantes. “A eficiência não é a mesma porque o mosquito acaba criando uma resistência aos efeitos dos produtos”, disse o agente. 

O presidente do Sindicato de Agentes de Endemias, Erinelson Ladislau, diz que além da validade, os produtos são armazenados de forma irregular na CVS. “O inseticida precisa ser guardado de maneira que não perca a sua eficiência porque às vezes, mesmo fora do prazo, ainda é possível usar por um tempo”, disse. 

O secretário municipal de saúde de Santana, Gilmar Domingues, confirmou que os produtos estão fora da validade. Ele disse que um laudo a pedido da prefeitura vai atestar se os inseticidas podem continuar sendo usados. “Os produtos estão realmente vencidos. Isso não acontece somente em Santana, mas também em outros municípios porque todos receberam na mesma época. Aguardaremos um laudo para saber se podemos dar continuidade no uso do produto”, afirmou Domingues. 

A interrupção da atividade por falta do inseticida, segundo os agentes, deixa a cidade em risco pela possibilidade de infestação do mosquito transmissor da malária. Cada agente borrifava nove casas diariamente.

Corpo é encontrado em mata fechada em Santana

Corpo ainda não foi identificado
Moradores do bairro Fonte Nova, em Santana, encontraram casualmente na manhã desta sexta-feira, 24/04, um cadáver em avançado estado de putrefação. De acordo com informações da assessoria de imprensa do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), o corpo estava em uma área de mata fechada próxima a uma emissora de rádio local. Pelas informações iniciais a vítima seria do sexo masculino. 

O suposto homem estava vestido apenas com uma bermuda xadrez. A vítima estava de bruços com o braço esquerdo transpassado por baixo do corpo. O delegado plantonista da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Santana foi comunicado para requerer a remoção do cadáver para o Departamento Médico Legal (DML) da Polícia Técnico Científica (Politec). 

Não havia qualquer documento que pudesse levar à identidade da vítima. Investigadores já estão na região para levantar informações que possam ajudar na identificação.

sábado, 25 de abril de 2015

Violência urbana é discutida em Audiência Pública em Santana

Aconteceu nesta manhã de sexta-feira (24/04), no plenário da Câmara de Vereadores do Município de Santana, a audiência pública "Discutindo a violência em Santana." 

Tal solenidade foi organizada pelo Vereador Ronilson Barriga, e pelo movimento pela paz e segurança nas escolas e no Município de Santana, e teve como objetivos identificar as possíveis causas da violência no Município, e criar alternativas para combatê-la. 

O evento contou com a presença da comunidade escolar, entre diretores, professores e alunos, com o Conselho Tutelar, órgãos da segurança pública, como a Polícia Militar e Polícia Civil, além de autoridades políticas como os vereadors Drº Fábio Santos, Adelson Rocha, Charles Marques e o Deputado Estadual Jory Oeiras. 

O Comandante Geral da Polícia Militar do Amapá, Coronel CARLOS e o Comandante do 4° Batalhão da Polícia Militar em Santana Coronel Aldinei, expuseram ao público o trabalho preventivo e repressivo que vem sendo realizado pela Polícia Militar no Município, como os projetos sociais e operações realizados em todo o Estado.Além disso, foi enfatizado a importância de um trabalho conjunto envolvendo a Polícia, escola e família para a redução da violência.

Rota intermunicipal de ônibus em Santana é novamente alterada

Coletivos estão seguindo nova rota
Os moradores que residem em pelo menos cinco (05) bairros suburbanos de Santana foram novamente surpreendidos na manhã desta sexta-feira (24/04) com a ausência de um serviço essencial para o deslocamento entre as duas maiores cidades amapaenses: a tradicional rota intermunicipal realizada pelos mais de 20 ônibus da única empresa de transporte público da cidade deixou de seguir o itinerário convencional, alegando não haver mais condições viáveis nos trechos. 

“Aguardamos demoradamente por uma posição positiva das autoridades sobre essa questão das ruas por onde fazemos a rota dos ônibus diariamente, mas não tomaram qualquer providência de ajeitá-las, agora foi preciso evitar que esses veículos (ônibus) continuassem sofrendo danos nessas vias”, explicou o fiscal Antônio Ribeiro, que trabalha na Secretaria Estadual de Transportes (Setrap), informando que a referida de empresa de ônibus – que explora a linha intermunicipal Santana/Macapá – já havia feito vários requerimentos direcionados ao Governo do Amapá, comunicando antecipadamente sua mudança de rota dos coletivos caso a recuperação de pelo menos três vias (ruas e avenidas) do bairro Fonte Nova não fossem efetivadas em tempo hábil. “Quando cortamos caminho pelas vias já usadas, procuramos de alguma foram amenizar essa questão de ausência de transporte público, mas agora não teve mais condições de acessar por essas vias”, disse o fiscal. 

A conhecida rota dos coletivos intermunicipais descia pelo bairro Fonte Nova, mesmo independente das péssimas condições para seu tráfego. 

“O ônibus segue normalmente a linha pelo Centro da cidade, mas quando chega no bairro Paraíso, ele corta na Rua Tancredo Neves, pegando logo depois a Rodovia Duca Serra com sentido para Macapá”, explicou um cobrador da empresa de ônibus que não quis se identificar, quando era questionado por algum usuário sobre a mudança da rota dos ônibus. 

Porém, mesmo reclamando das péssimas condições das vias de acesso, diversos usuários do transporte público consideraram a decisão como “uma atitude covarde”. 

“Não fizeram qualquer comunicado antecipado dessa mudança, e quem mais sofre somos nós que dependemos desse serviço. Isso foi uma atitude bastante errada”, reclamou o acadêmico Rogério Pereira, que utiliza diariamente o transporte público para se deslocar para a capital amapaense. 

Retorno Arriscado
Assim como ocorreu há pouco mais de um mês, quando os coletivos também deixaram de fazer a referida rota pelo bairro Fonte Nova, os usuários que residem nos bairros Jardim de Deus I e II, Parque das Laranjeiras, Fé em Deus e Fonte Nova, já estão preocupados com o retorno às suas residências, principalmente no horário da noite. 

Alguns ônibus estão saindo direto pela Rodovia
“Se quando os ônibus ainda passavam por uma rua mais próxima da antiga, já era perigoso de descer à noite, imagine agora que temos que andar quase 1km para chegar nesse ponto do ônibus durante a madrugada, não havendo ninguém nas ruas”, teme o autônomo Márcio Colares, que utiliza o transporte por volta das 05hs da manhã diariamente. 

A nova rota determinada pelo Departamento de Tráfego da empresa “Sião Thur” segue normalmente até chegar no cruzamento da Avenida Princesa Izabel com a Rua Tancredo Neves (Bairro Paraíso), sendo que o ônibus da linha “Coração” desvia sua rota pela Rua Tancredo Neves, saindo na Rodovia Duca Serra, no sentido Macapá. Já os ônibus da linha “Fazendinha” fazem o mesmo desvio pela Rua Tancredo Neves, pegando depois a Avenida Santana, no sentido do Centro da cidade, para depois seguir pela Rodovia Salvador Diniz (sentido distrito de Fazendinha). 

Segundo informações, a referida mudança desse itinerário vem causando transtornos para mais de 20 mil pessoas que trafegam no trecho Santana/Macapá.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Santana registra dois crimes em menos de 12 horas

Um dos crimes ocorreu no bairro Elesbão
As informações partiram do 4º Batalhão da Polícia Militar de Santana, onde o primeiro crime trata-se de um corpo encontrado numa extensa área que pertence a uma emissora de rádio, localizada no bairro Fonte Nova, em Santana. 

De acordo com populares que avisaram a polícia no início da noite de ontem (23), o corpo de um homem (contendo cerca de 25 a 30 anos) já estava em estado bastante avançado de decomposição. Segundo a polícia, a vítima havia não foi oficialmente identificada, mas acredita-se que possa ser um dos detentos que fugiu do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) há cerca de 15 dias, conhecido pela alcunha de "Paulo Psicopata", porém, ainda será feito um relatório para ser divulgado à imprensa ainda essa semana.

Outro Crime
Trata-se de um homem que foi perseguido por um carro e derrubado da moto antes de ser executado a tiros, também no fim da tarde de ontem, 23. O crime ocorreu no Bairro Elesbão, próximo ao complexo de armazenagem de combustíveis do grupo Texaco. 

Segundo a polícia, Délio Roberto Gomes Gemaque, de 35 anos, já tinha sido preso por tráfico de drogas. Por volta das 17h40min, testemunhas viram ele sendo perseguido por outros homens em um carro branco pelas ruas do Elesbão. Próximo aos tanques da distribuidora ele foi alcançado e derrubado. 

Dois homens desceram do carro e atiraram seis vezes nele. Gemaque foi atingido por cinco disparos e morreu ainda no local. Os homens fugiram, mas a Polícia Civil afirma ter pistas que podem levar à prisão dos assassinos nas próximas horas. 

A tese é de acerto de contas por causa do tráfico. Parentes informaram à equipe do 4º Batalhão da Polícia Militar que atendeu a ocorrência que Gemaque vinha sofrendo ameaças de morte.

Prefeitura de Santana retoma com a coleta de lixo na cidade

Provisória, nova empresa assume a coleta de lixo
A informação foi repassada ontem (23/04) pelo secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Resíduos Sólidos de Santana Anselmo Brandão, que apresentou à sociedade santanense a nova patrulha coletora de lixo do município. 

“Tivemos alguns problemas administrativos com a antiga empresa que coletava o lixo da cidade, e isso acarretou em grande parte desse acúmulo de lixo que existe na cidade”, explicou Anselmo Brandão, justificando sobre os mais de 10 dias em que não houve qualquer ação de coleta de lixo na área urbana de Santana, levando a população a reclamar constantemente à imprensa. 

Segundo o secretário, a nova empresa coletora somente foi contratada em caráter emergencial, como forma de amenizar a situação. “Ela atuará na coleta de lixo pelo prazo de 90 dias, tempo de realizarmos um novo processo licitatório para contratar uma empresa específica que ficará com o serviço”, disse o secretário. 

Ainda ontem (23) à tarde, a nova patrulha – composta por 05 carros-coletores e 03 caçambas – já estava nas ruas da cidade realizando várias coletas por bairros como Hospitalidade e Nova Brasília, sendo que haverá um cronograma fixo para atender os mais de 15 bairros do município. 

“A partir da próxima segunda-feira (20) estaremos divulgando um cronograma com os dias semanais de coleta para cada bairro como forma de agilizar a retirada desses entulhos que estão espalhados em toda cidade”, finalizou Anselmo.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Criação de pólos de acolhimento de crianças e adolescentes é discutida no Fórum dos Prefeitos

Desembargadora Stella Ramos (esq.)
A Desembargadora Stella Ramos, que esta à frente da Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude, esteve ontem (22/04) presente no Fórum dos Prefeitos, evento promovido pela Associação dos Municípios do Amapá (Ameap), e que ocorreu na Superintendência Regional da Caixa Econômica. 

A desembargadora falou sobre questões e problemas da área da Infância e Juventude e principalmente o que se refere aos serviços de acolhimento de crianças e adolescentes nos municípios do interior do Amapá. No Estado, apenas Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Pedra Branca do Amapari ofertam serviços de acolhimento. 

“Eu precisava falar com os prefeitos dos municípios, e aproveitei esse momento. Apesar de não estarem todos os prefeitos presentes, a ideia a ser lançada é a criação de mais pólos de serviço de acolhimento para crianças e adolescentes nas regiões. Hoje quase todo o acolhimento dos menores em situação de risco e conflito é feito em Macapá”. 

A magistrada informou que as prefeituras que não ofertam esses serviços geram um ônus aos demais municípios, pois crianças e adolescentes acolhidas fora do seu município geram dificuldades para a reinserção das mesmas em suas famílias de origem. 

“Por exemplo, se tirarmos uma criança de Tartarugalzinho e a abrigarmos aqui, isso dificulta o trabalho do Judiciário, a convivência da criança que foi afastada de sua família de origem e dificulta as prefeituras de poderem fazer essa aproximação da família por causa da localidade da criança”. 

A desembargadora Stella Ramos destacou que alguns municípios já estão cooperando com Judiciário, como é o caso da construção de um Centro de Acolhimento Institucional no município de Porto Grande em parceria com a Empresa EDP Energia do Brasil. O projeto beneficiará cerca de 30 a 40 crianças e adolescentes na faixa etária de 0 a 17 anos, com histórico ou ocorrência de maus tratos, abuso ou exploração comercial em regime de acolhimento e poderá beneficiar uma media de 500 adolescentes na faixa etária de 13 a 18 anos em dois turnos nos cursos profissionalizantes. 

“Esse é o nosso primeiro contato, e já combinei com o prefeito Clécio Luis, de realizarmos uma pequena ação de trabalho para seguirmos com esse tema. Espero que todos os prefeitos presentes tenham essa compreensão e que levem para os seus municípios essa proposta. A Coordenação da Infância e Juventude irá ao longo desse ano trabalhar muito com essa questão para termos um lugar e atendimento adequado aos menores”.

Judiciário do Amapá adere ao Movimento pela Paz nas escolas

Judiciário também levanta essa bandeira de apoio
Com o objetivo de discutir medidas que visem diminuir os índices de violência nas escolas de Santana, propostas foram apresentadas na última segunda-feira (20/04) à Presidente do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), Desembargadora Sueli Pini, que agregou outras informações e orientou o grupo. 

Dentre as propostas elencadas estão: construção de creches, aumento do policiamento escolar e emenda parlamentar para conseguir recursos para melhorar o sistema de segurança das escolas, entre outros. 

A Presidente do TJAP somou alguns pontos que precisam ser incluídos, como maior iluminação nas escolas, construção de creches e manter o Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD). 

Segundo o grupo de professoras que participou da reunião, os servidores educacionais sentem-se ameaçados devido aos vários casos de violência. Por medo, não denunciam e a medida que encontraram foi pedir ajuda pessoalmente aos Poderes. 

A Presidente do TJAP, Desembargadora Sueli Pini enfatizou que a violência é um grave problema na sociedade atual e precisa de medidas que a contenham. “Trabalhamos todos os dias julgando e prendendo pessoas, mas precisamos ver o que é possível fazer na prevenção. Algo precisa ser feito, não podemos ficar de braços cruzados”. 

No dia 24 de abril acontecerá uma audiência pública sobre violência no Município de Santana. Já no dia 25 será realizada uma caminhada pelo Centro Comercial da cidade para buscar conscientizar a população. A carta de intenção será entregue ao TJAP, Governo do Estado e outros órgãos após a caminhada.

Educação de Santana e Movimento pela Paz se unem pelo fim da violência

Movimento e SEME se unem pelo fim da violência
Nas últimas semanas, o Estado do Amapá vem vivendo um caos descontrolado pelo registro de casos de violência junto à sociedade. Casos que vão de agressão e tentativas de morte entre estudantes aos mais extremos homicídios que até repercutiram nacionalmente. 

O caso mais recente tratou-se de uma violência familiar (ocorrido no município de Santana), onde uma menina de 08 anos de idade foi espancada pela própria mãe, numa ação covarde que foi filmada discretamente por um parente da menina e sendo compartilhada mais de 700 mil vezes. 

Buscando discutir e amenizar essa triste situação que já vem preocupando as autoridades públicas que foi criado um Movimento pela Paz e Segurança nas instituições de ensino de Santana, trazendo como tema de frente da ação a frase “Eu Quero Paz: Chega de Violência”

O movimento, que nasceu de um grupo de professores que utiliza das redes sociais (principalmente o WhatsAap) para debater e articular ações que reduzam esse índice de violência, já programou duas importantes ações que serem realizadas ainda essa semana para tratar do assunto. Na próxima sexta-feira (24/04) será realizada uma audiência pública no plenário da Câmara de Vereadores de Santana que tratará do assunto. E no sábado (25), ocorrerá uma caminhada pelas principais ruas da cidade, pedindo pela paz social. 

De Mãos dadas com a SEME
Na tarde desta quarta-feira (22/04), representantes do movimento foram recebidos pela secretaria municipal de Educação de Santana (SEME) professora Antônia Guedes e sua equipe pedagógica, onde debateram sobre as ações que ocorrerão neste final de semana sobre o assunto e firmar uma parceria institucional que, segundo seus representantes, poderá levar essas ações de conscientização para as escolas municipais. 

“Se a sociedade precisa de um empenho para mudar esse quadro que se encontra a violência em nosso município, é dever das autoridades competentes de agir o quanto antes. Por isso resolvemos cobrar do poder público, essas ações, e se preciso, até ajudarmos no que for necessário”, justifica Regina Sanches, uma das coordenadas do movimento. 

Outra coordenadora do movimento é a ex-vereadora santanense Esther de Paula, que também já foi secretaria estadual de políticas públicas para as mulheres, e está levantando a bandeira da paz, trazendo consigo várias propostas. 

“A caminhada que ocorrerá neste sábado (25) é apenas o primeiro passo para vários planos que pretendemos desenvolver com os órgãos públicos. Ainda faremos palestras que falarão da violência contra professores e sobre a possível implantação de um sistema de monitoramento nas escolas do município, como forma de afastar esse alto índice que está elevando a violência”, explicou Esther de Paula, que também leciona no magistério do município. 

Segundo informações, somente este ano em Santana, já foram registrados dois casos de alunos assassinados na própria escola, sendo que o mais recente aconteceu no último dia 14 de abril, com o assassinato brutal do estudante André Marques Pereira, de 20 anos, em frente de uma escola estadual localizada no distrito do Igarapé da Fortaleza. O crime teria sido passional: onde o estudante foi morto a facadas por que estaria se relacionando com a namorada de um bandido que ainda não foi preso.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Homem é encontrado morto na área interna de estádio abandonado

Estádio santanense está abandonado há anos
Um homem identificado pelo nome de Jonas Fortunado de Souza, de 42 anos, foi encontrado morto numa parte interna do Estádio Municipal Antônio Vilela (também conhecido como “Vilelão”), no Centro de Santana. 

Segundo as primeiras informações repassada pelo 4º Batalhão de Polícia Militar do município, a vítima estava ao lado de um colchão manchado de sangue, apresentando ainda marcas de espancamento na região da cabeça (superior ao crânio). 

A polícia informou que há dois suspeitos de terem cometido o crime, no entanto não quiseram ainda repassar maiores detalhes para a imprensa. Testemunhas informaram aos militares que o local é frequentado por pessoas que se reúnem para ingerir bebida alcoólica. 

O referido local (estádio) encontra-se abandonado há vários, aguardando por uma reforma por parte do poder público, servindo atualmente apenas como moradia para mendigos e pessoas sem qualquer condição social de habitação.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Área da Zamin em Santana está abandonada

Parlamentares viram toda área da Zamin em Santana
Os deputados Fabrício Furlan (PSOL) e Augusto Aguiar (PMDB) encontraram um verdadeiro abandono na visita que fizeram na quarta-feira passada (15/04), na área onde está instalada a mineradora Zamin, no município de Santana. Dos 2.500 funcionários que a empresa havia contratado, 1.390 já foram demitidos. Os que ainda estão trabalhando não recebem salários há quatro meses. “Muito triste a situação dos trabalhadores”, comenta o deputado Fabrício Furlan. 

O deputado também ficou preocupado com o minério que está estocado coberto apenas com lonas plásticas. “Com certeza esse minério está escorrendo para o leito do rio”, registrou. Furlan e Aguiar também tiveram acesso ao local onde que ocorreu o acidente na madrugada do dia 28 de março de 2013, quando a estrutura do porto da empresa Anglo Ferrous desabou. “A empresa Anglo deixou um total de R$ 80 milhões para a reconstrução do porto, e até o momento nada foi feito”, denuncia o deputado. 

Os deputados que integram a Comissão de Obras da Assembleia Legislativa vão fazer levantamento e mostrar a real situação da mineradora, que na avaliação de Furlan, não tem mais condições de atuar no Estado do Amapá. O relatório será encaminhado ao Governador do Estado, Waldez Góes, ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), ligado ao Ministério de Minas e Energia.

“Boquinhas”: Um Método pioneiro para a Educação do Amapá

Projeto pioneiro na educação do Amapá
A Prefeitura Municipal de Santana, através de sua Secretaria Municipal de Educação (SEME), lançou na semana passada um projeto pioneiro a ser desenvolvido com as crianças matriculadas de 1° a 3° ano do ensino fundamental. 

Denominado de “Método das Boquinhas”, visa favorecer a aquisição de leitura e escrita em estágios iniciais para essa classe estudantil, oferecendo a elas (crianças dessa faixa etária escolar) condições diversificadas e consistentes, numa forma multissensorial que combina som/letra/boquinha. 

Idealizado pelo Departamento de Apoio Interprofissional ao Educando (DAIE) da SEME/STN, o referido Projeto pretende atingir um índice de 95% de alfabetização entre os alunos de 1° ano da rede municipal de ensino de Santana. 

Escola Piloto
Como ponto de partida para o Projeto no âmbito da educação no Estado, o DAIE escolheu como escola-piloto, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Gentila Anselmo Nobre, localizada no bairro Fonte Nova que, durante este ano letivo de 2015, desenvolverá semanalmente (todas as terças-feiras) as ações do Método, com uma turma do 1º ano do ensino fundamental. 

Seu desenvolvimento pedagógico se dará através de um trabalho conjunto, contando com a professora do 1º ano do Ensino Fundamental e com o corpo técnico da escola, sendo todos assessorados pela fonoaudióloga Roberta Ferraz Almeida, diretamente indicada pelo DAIE/SEME. 

Assessoria pedagógica
Esse assessoramento pedagógico da SEME se dispõe, primeiramente, na sala de aula, onde (diariamente) é feita a orientação quanto ao som de cada letra trabalhada, como também com sua articulação oral e sua escrita. 

Posteriormente é que ocorrerá os encontros semanais, (todas às terça-feiras), com a citada professora especializada, que assim definirá as atividades de assistência linguística, e as orientações sobre as atividades que poderão ajudar as crianças no processo de alfabetização propriamente dito, e nas etapas posteriores. 

Tal professora também é orientada quanto aos exercícios que devem ser realizados em classe, que propiciará no desenvolvimento da consciência fonológica e na comunicação, através de vivências de linguagem oral (dramatizações, ouvir e contar histórias, promover a construções de histórias em sentenças e encorajar o relato de experiências). 

A Legislação
O Método das Boquinhas foi aprovado como Tecnologia Educacional pelo Ministério da Educação (MEC) em novembro de 2009, sendo atestado como eficiente para alfabetizar e recuperar a alfabetização de crianças, jovens ou adultos. 

Na sua fundamentação teórica de base multissensorial, o “Método das Boquinhas” propicia rapidez e segurança na associação do fonema ao grafema (som à letra) uma vez que é uma metodologia concreta e sinestésica e acrescenta o diferencial do articulema (boquinhas), contribuindo para o real aprendizado e recuperação da leitura e escrita.

Presa a mãe que agrediu filha de 07 anos em filmagem

Francinete foi localizada através de denúncias
A dona de casa Francinete Moreira, de 28 anos, filmada agredindo a filha de 7 anos com chutes e tapas, foi presa na manhã desta terça-feira (21/04) na casa onde mora, em Santana. A Polícia Civil cumpriu mandado de prisão contra ela expedido na segunda-feira (20), mesmo dia em que o vídeo foi amplamente compartilhado em redes sociais. Na delegacia, ela disse que está arrependida da agressão, e que quer manter uma boa relação com a filha. 

“Me arrependi, e vou buscar ajuda. Não esperava que o vídeo fosse ser postado. Nesse dia [dia da agressão], ela e as primas estavam brigando no quarto, e toda hora a minha filha me chamava chorando e eu disse ‘vem para cá’. Ela não veio e eu comecei a bater nela. Não pensei que fosse postar, mas ela postou”, disse a agressora, atribuindo a autoria do vídeo a uma sobrinha com quem teria divergências familiares. Até a publicação desta reportagem o vídeo havia sido visto mais de 700 mil vezes e compartilhado por 25 mil pessoas. 

Durante a entrevista, Francinete pediu que a filha fosse deixada com a avó materna, e não entregue ao pai, como foi feito pelo Conselho Tutelar. “Não quero que ela fique com o pai, pois ele também batia nela. Até uma chave de fenda ele já jogou nela. E toda vez ele dava uns ‘tapões’ nela, pois queria estar na casa dele somente com o bebezinho”, disse a mãe, referindo-se a outro filho deles, que tem dois anos. 

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela juíza Eliana Nunes Pingarilho, da Comarca de Santana. Na decisão, ela alegou: “Trata-se de crime praticado com violência contra a criança no seio familiar. Das imagens, conclui-se que a representada é pessoa agressiva e que a prática de violência contra a vítima é reiterada, uma vez que as imagens foram captadas de forma direta e não demonstram qualquer constrangimento por parte da agressora”, escreveu. 

Francinete foi levada para a 1ª Delegacia de Polícia de Santana e segue ainda nesta terça-feira para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). 

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Mais de 500 jovens santanenses serão atendidos por Programa Socioesportivo

Cerca de 500 jovens participarão do Programa
O Governo do Amapá, através da Secretaria Estadual de Desporto e Lazer (SEDEL), lançou na semana passada (16/04), no Ginásio Poliesportivo do município de Santana, o Programa “Bem Estar: Saúde, Esporte e Lazer”, na qual contou com a presença de diversas autoridades políticas e sociais, entre elas, o governador Waldez Góes, o prefeito de Santana Robson Rocha, o secretário estadual de Esportes e Lazer Edinoelson Trindade e vários vereadores santanenses, assim como entidades esportivas do município e lideranças comunitárias. 

O Programa Bem Estar tem a intenção de unificar todas as atividades esportivas e de lazer que são desenvolvidas pelos centros didáticos e núcleos socioeducativos de responsabilidade da SEDEL. Buscando promover uma melhoria das práticas esportivas, a secretaria estadual já está realizando um levantamento da realidade de toda infraestrutura física e institucional de seus centros didáticos, onde já estarão recebendo breves reparos emergenciais para atender às ações em questão. 

“Pretendemos atender, inicialmente, cerca de 500 jovens dentro de várias faixas etárias que escolherão as modalidades que melhor se enquadram”, garantiu Ednoelson Trindade, secretário da SEDEL. 

O Executivo Estadual ainda pretende investir na melhoria de equipamentos adequados para uso no projeto e na valorização dos profissionais que irão coordenar o Projeto. O programa atenderá diversas faixas etárias (incluindo a melhor idade), como também pessoas portadoras de necessidades especiais (deficiência), comunidades quilombolas, ribeirinhos e indígenas. 

Autoridades presentes no lançamento do Programa
As modalidades esportivas que estarão sendo inicialmente ofertadas no Programa são: basquete, handebol, futsal, futebol-de-salão, tênis de quadra, dança de salão, ballet, hidroginástica, ginástica, atletismo, vôlei, pilates, badminton e jogos para a terceira idade. Entre as novidades estão as aulas de Ginástica Rítmica, que ofertará 60 vagas, e ocorrerá somente no Ginásio Avertino Ramos (Macapá). Estima-se que cerca de 10 mil vagas serão ofertadas em todas as modalidades. 

Atualmente, já fazem parte do Programa os projetos: Quinta Feliz, Jogos da Terceira Idade, Jogos Especiais, Jogos Ribeirinhos, Caravana do Esporte, Jogos Afrodescendentes, Campeonato Feminino de Futebol de Interbairros, Festa de São Tiago, Jogos Indígenas, Jogos Radicais, Copa de Futsal Indígena e Ruas da Copa. 

Locais do Programa
O Programa Bem Estar estará sendo desenvolvido nos seguintes Centros Didáticos de Macapá: Ginásio Avertino Ramos, Ginásio Paulo Conrado, Centro Raimundo Adamor, Centro Rosa Ataíde, Piscina Capitão Euclides da Cunha, Praça Chico Noé, quadra do CEPA, e Estádio Milton de Souza Corrêa (Zerão). 

Em Santana: Estádio Augusto Antunes (Augustão), e Ginásio Poliesportivo de Santana.

‘Novo Amapá’: Peça teatral lembra 39 anos do naufrágio com poesia e homenagens

Os 39 anos do maior naufrágio do estado serão lembrados com poesia e homenagens no espetáculo "Novo Amapá", que acontece no sá...