sábado, 31 de março de 2018

Inoperantes: Mais um “feriadão” sem dinheiro nos caixas eletrônicos de Santana

Vários caixas eletrônicos estavam inoperantes
Quem precisou utilizar os serviços de autoatendimento de agências bancárias nos últimos dois dias, na cidade de Santana, encontrou muitas dificuldades. 

Os caixas eletrônicos de algumas unidades do Banco do Brasil (BB) e da Caixa Econômica Federal estão inoperantes desde a última quinta-feira (29/03), prolongando pelo “feriadão”, de acordo com denúncias que chegaram ao blog. 

As reclamações são constantes. Alguns correntistas do BB afirmaram que na manhã desse sábado (31) foram à agência, na Avenida Castelo Branco, no bairro Comercial, e depararam-se com o local lotado, serviços indisponíveis e muitas reclamações. 

“Só havia dois caixas eletrônicos funcionando e nenhum fazia depósito. Cheguei a conversar com outros correntistas e eles afirmaram que esse é um problema que acontece após todo fim de semana”, relatou a correntista Darlene Soares, pelas redes sociais. 

Saque de R$ 15 
Uma situação de transtorno quase idêntico acontece na única agência da CAIXA em Santana. Vários correntistas do banco já cansaram de tentar usar os terminais de autoatendimento existentes, onde os valores de saque são bem mais limitados do que podem tirar. 

“Você passa o cartão e só consegue sacar R$ 15. Acima disso, não tem nem como tentar em outro caixa que o sistema diz que é indisponível para o horário. Isso é uma falta de respeito descarado com seus clientes”, reclamou o mototaxista Adilson Mota. 

Adilson disse que ainda tentou efetuar outros saques nos terminais isolados que estão instalados nas dependências do prédio da Câmara de Vereadores da cidade, mas bateu de frente com o mesmo problema de saque limitado. 

“Quase todo final de semana a gente passa por essa novela. Imagine a dor de cabeça que passamos quando o tem um feriado prolongado como esse da Páscoa”, enfatizou. 

O blog vai buscar esclarecimentos com as agências do BB e da CAIXA na próxima segunda-feira (02/04).

Preço de ovos varia até 40% entre supermercados de Santana

Dezenas de Ovos já foram vendidos na cidade
Faltando apenas um dia para o tradicional Domingo de Páscoa e os dois principais supermercados da cidade de Santana colocaram centenas de ovos de chocolate com preços que variam de acordo com o bolso dos consumidores. 

Além de estarem com preços estáveis (o que não podemos considerar caros, mas também não estão baratos), a variação entre produtos da mesma marca em estabelecimentos diferentes chega na casa de 40% em levantamento feito pelo blog Santana do Amapá, o que aponta a necessidade de uma pesquisa antes de efetivar a compra. 

Dos dois maiores supermercados visitados pelo blog, somente em um deles era possível encontrar ovos personalizados (contendo brindes ou kits), o que ainda vem chamando a atenção de clientes. 

A procura foi grande antes da Sexta-feira Santa
No Fortaleza (supermercado), um dos primeiros a montar as grades com os produtos dessa época, o Diamante Negro da marca Lacta varia de R$ 29 a R$ 40, dependendo do tamanho, enquanto que Santa Lúcia (outro supermercado de alto porte da cidade), o preço vai de R$ 17,99 a R$ 42,99 para o mesmo item ou similares. Ano passado, ele havia sido encontrado por até R$ 26,99. 

Para alguns adeptos da doçura – que se denominam “chocólatras” (viciados em chocolate) – a questão do preço do ovo se torna relativo sobre o tamanho dele. 

“Tem muito ovo de Páscoa em conta se você procurar, mas tem uns que só são grandes no preço”, disse de modo sátiro o professor Adalcir Monteiro. 

Para o professor, o preço ainda pode ser bem “pechinchado” em alguns estabelecimentos comerciais, porém, é preciso ter paciência. 

“Quem pode gastar um pouquinho mais, compra qualquer um. Mas não adianta deixar pra cima da hora, que o negócio fica apertado, bom mesmo, é pesquisar bem antes”, finalizou.

sexta-feira, 30 de março de 2018

Dupla armada foge de viatura, um suspeito é baleado e provoca acidente em Santana

Samu atendendo dupla que perdeu o controle da moto
Dois jovens, um de 23 e outro de 17 anos, foram localizados pela Polícia Militar (PM) do Amapá portando um revólver calibre 38, com três (03) munições intactas. 

O flagrante aconteceu na noite de quinta-feira (29/03), após uma perseguição que só parou quando a dupla que estava em uma moto atingiu a traseira de outro veículo. 

Na fuga, o menor foi atingido por dois tiros, que foram disparados pela PM após ele apontar a arma para a viatura, segundo relato da corporação ao Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes). O caso aconteceu em Santana, a 17 quilômetros de Macapá. 

De acordo com a PM, a equipe viu a dupla em uma motocicleta no bairro Novo Horizonte e pediu que ela parasse. Mas eles não obedeceram e fugiram.

Durante a perseguição, o menor de 17 anos teria apontado a arma e a equipe policial efetuou os disparos, que atingiram a coxa e o pé do jovem. 

O suspeito de 23 anos que conduzia a moto, perdeu o controle da direção no bairro Remédios e bateu na traseira de uma picape. A dupla foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 

Os suspeitos de 23 e 17 anos foram preso e apreendido, respectivamente, e apresentados na 1ª Delegacia da Polícia Civil do município. A motocicleta usada pela dupla estava adulterada, segundo a PM.

Informações do G-1 Amapá

quinta-feira, 29 de março de 2018

Parceria busca capacitar jovens com cursos gratuitos em Santana

Cursos serão realizados na Casa da Juventude
Buscando preparar uma eficaz mão-de-obra jovem para o mercado de trabalho, a Associação dos Jovens Evangélicos do Amapá (Ajeap) formalizou uma importante parceria com um dos órgãos mais ligados à classe em Santana: a Casa da Juventude (Caju). 

Localizado numa área que favorece o acesso para diversas partes da cidade (no bairro Nova Brasília), o local servirá para a realização de cursos 100% gratuitos para a comunidade santanense, coordenados pelo Projeto “Capacitação”. 

Ainda nesta quarta-feira (28/03), diversas mobílias começaram a ser organizadas no auditório da Casa da Juventude, na qual foram cedidas pela Secretaria Municipal de Educação da cidade (Seme). 

Os cursos oferecidos são na área de: Auxiliar de Recursos Humanos, Empreendedorismo, Oratória e Relacionamento Interpessoal. 

A previsão para iniciar os cursos será no próximo dia 09 de abril, no auditório da Casa da Juventude.

quarta-feira, 28 de março de 2018

Ministério Público Federal cobra construção de escola em Comunidade Quilombola no Amapá

A construção de um novo prédio para a Escola Estadual Professor David Miranda, localizada na Comunidade Quilombola São José do Matapi, em Macapá-AP, foi assunto de reunião convocada pelo Ministério Público Federal (MPF) na última quinta-feira (22/03).

Órgãos públicos estaduais, responsáveis pelos trâmites da licitação, estiveram presentes e foram cobrados a apresentar prazos e soluções para o início das obras. 

Representantes da comunidade também participaram da reunião, e destacaram os problemas relacionados a atual sede da escola, que não possui a estrutura necessária para as atividades educacionais. Segundo a comunidade, a escola chegou até a negar matrícula para novos alunos, considerando a precariedade das instalações. 

Glaúcia Maders, representante da Secretaria de Estado de Infraestrutura do Amapá (Seinf), informou que o projeto de construção do novo prédio da escola já está pronto e que há recursos na secretaria para a execução das obras. 

Entretanto, para iniciar a licitação, Glaúcia destaca a necessidade de alteração, pelo Instituto de Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap), do termo de concessão da área destinada à construção da escola. O termo atual prevê apenas a construção de uma quadra de esportes, sendo que no novo termo deve constar a autorização para edificação do novo prédio. 

O Imap se comprometeu a revisar o termo de concessão do direito real de uso, para que passe a constar a destinação específica da construção do novo prédio. Irá também realizar o memorial descritivo da área, com auxílio da Seinf, possibilitando, dessa forma, o início do procedimento licitatório. Outro entrave para a execução das obras seria a ocupação do espaço destinado à escola por invasores. 

Representante da comunidade informou que os ocupantes da área não residem na comunidade, tendo se apropriado apenas para fins de especulação. Sobre o assunto, o procurador do Estado do Amapá, Francisco das Chagas Feijó, afirmou que, no prazo 15 dias, será ajuizada ação de reintegração de posse contra os invasores da área. 

O MPF acompanhará os prazos acordados e manterá contato com os órgãos envolvidos para identificar o cumprimento das pendências. O caso requer celeridade, tendo em vista que o procedimento licitatório deve iniciar até maio de 2018, em razão do início do processo eleitoral, sob pena de ser realizado apenas no exercício de 2019.

Escola em Santana é interditada pela vigilância sanitária; pais pedem reforma

Prédio da escola foi interditado em janeiro pela VS
As aulas para cerca de 200 estudantes na Escola Estadual Novo Horizonte, no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, ainda não iniciaram, devido sérios danos estruturais existentes no prédio da unidade de ensino. 

O local foi interditado em janeiro pela Vigilância Sanitária do município após apresentar rachaduras nas paredes e pilares, e problemas no teto, banheiros e cozinha. 

A Secretaria de Estado da Educação (Seed) informou em nota que realiza um orçamento para os serviços emergenciais que serão feitos na escola. A previsão é que as aulas iniciem em maio. Outra medida que deve ser tomada, segundo a pasta, será a mudança da escola para outro prédio, no segundo semestre. 

Rachaduras nas paredes e pilares da escola
Segundo os pais de estudantes, o prédio da escola é antigo e há, pelo menos, 10 anos, não recebe manutenção. A dona de casa Franciane Ribeiro, de 32 anos, tem uma filha de 7 anos que estuda no 2º ano do ensino fundamental e diz estar preocupada com o andamento do ano letivo da aluna. 

“Nós precisamos dessa escola porque, com esse atraso, as crianças só ficam em casa e acabam com atraso na aprendizagem. Essa situação tem durado anos e agora com a interdição, ficou impossível começar o ano letivo em 2018. É uma situação triste”, lamentou. 

A Vigilância Sanitária, de acordo com auto expedido no dia 19 de janeiro, apontou que o prédio apresentou descumprimento de padrões higiênicos e estruturais, oferecendo riscos para a saúde de estudantes e funcionários da instituição.

Informações do G-1 Amapá

Relatório mostra que desabamento do porto da Anglo estava previsto

Queda do porto aconteceu em março de 2013
Além do depoimento verídico dos familiares das seis vítimas do desabamento do porto de minérios a empresa Anglo Ferrous, ocorrido há exatos cinco anos, existe uma forte evidência que confirma tais afirmações. 

O porto, que funcionava na área interna da antiga mineradora ICOMI, na cidade de Santana (AP), desabou na madrugada do dia 28 de março de 2013, levando para o fundo das águas do Rio Amazonas, milhões de toneladas de minério, além de seis operários que estavam trabalhando naquela ocasião. 

Desabamento deixou seis operários mortos
Durante o período de resgate das vítimas, apenas quatro puderam ser localizados e identificados, ficando dois trabalhadores considerados como “oficialmente desaparecidos”.

Na época da tragédia, a empresa Anglo ferrous – que respondia pelas ações administrativas e operacionais do porto de Santana – se prontificou em assumir todas as condições em relação ao ocorrido com seus trabalhadores. 

No entanto, segundo os familiares das vítimas, o acordo feito entre as partes precisou seguir para a esfera judicial, devido a mineradora ter recebido acusações de não ter cumprido todas as exigências acertadas com as famílias dos trabalhadores. 

“Fomos lesadas em vários pontos, e até hoje tem muita coisa que ainda precisa ser resolvida”, disse pelas redes sociais a viúva de um dos trabalhadores mortos no desabamento. 

Relatório 
Para os familiares, o desabamento do porto já teria sido premeditado, tanto pelas vítimas, como também foi informado antecipadamente aos diretores da mineradora, que não teria levado a sério o aviso. 

A queda de uma estrutura antes da tragédia
Um relatório produzido pela Anglo em maio de 2014 para a Seguradora Itaú S/A demonstra que vários motivos – de caráter geológico – podem ter apenas contribuído diante de uma área que estaria comprometida com o solo. 

Denominado de “Relatório de Regulação”, o referido documento (contendo quase 150 páginas) é facilmente encontrado na internet e segundo seu conteúdo, foi minuciosamente elaborado por profissionais da área jurídica e da engenharia civil, onde descrevem detalhes históricos e técnicos que levam até a entender que a citada área sofreu “abalos sísmicos” em outros períodos, como em 1955 e o famoso “tremor” de 1993. 

Um desses abalos geológicos teria ocorrido dois meses antes da tragédia – ou seja, em janeiro de 2013 – onde teria deixado apenas danos materiais, mas considerando de certa forma como um “aviso prévio” de que algo mais sério poderia acontecer a qualquer momento. 

De acordo com descrições e relatos no documento, acredita-se que mesmo sabendo das situações comprometedoras que o local apresentava, as operações de equipamentos e máquinas pesadas da mineradora Anglo se mantinham a todo vapor. 

O blog tentou contato com a assessoria de comunicação da mineradora sobre outros incluídos nesse relatório, mas não foi possível falar com qualquer responsável.

terça-feira, 27 de março de 2018

No Remédios, criança morre afogada em área de ponte

Bombeiros tentam reanimar criança
O desespero tomou conta da família de uma criança de apenas um ano e três meses na tarde desta terça-feira (26/03), em Santana. 

Tudo em razão do menor ter sido encontrado praticamente sem vida dentro de um lago, localizado no final da Avenida Francisco de Melo Parente, bairro Dos Remédios. 

De acordo com informações de membros do 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros da cidade (que foram acionados para atender a ocorrência), a criança estaria brincando no pátio de sua casa – localizada numa área de ponte – quando teria caído dentro d’água. 

De momento, sua genitora demorou para perceber sua ausência, quando decidiu por procurar pelo filho, que já foi encontrado por populares dentro do lago (quase debaixo da casa), não apresentando sinais vitais. 

Mesmo com a presença e a experiência técnica dos bombeiros, não foi possível reanimar a criança, que ainda chegou a ser encaminhada ao Hospital de Emergências de Santana, estando já em óbito. 

Para os populares que estiveram acompanhando o resgate da criança, o longo período que a mesma permaneceu dentro do lago teria ocasionado sua imediata morte.

Nota de Repúdio sobre a situação da Escola Francisco Walcy, em Santana

Escola atravessa um verdadeiro descaso público
O Movimento por uma Alternativa Independente e Socialista – MAIS, regional de Macapá, vem por meio deste declarar seu repúdio e denunciar a situação de abandono da Escola Walcy Lobato Lima, localizada no Munícipio de Santana. 

A escola encontra-se com muro caído e muitas salas de aulas estão fechadas por falta de estrutura adequada. São um bloco com cinco salas e metade de outro fechado por causa da ausência de condições infraestruturais, o que tem resultado na superlotação das outras salas em condições de nos turnos da manhã e da tarde. 

No turno da noite a situação é ainda pior, pois alunos, professores e demais servidores encontram-se vulneráveis diante da violência que tem assolado a escola, o que tem feito obrigado os mesmos a fugirem do turno. 

E o que a Secretaria de Estado da Educação (SEED/AP) tem feito a respeito? 

Escola está localizada no bairro Nova Brasília
Infelizmente a SEED/AP não tem tratado a situação com a devida importância e tem se limitado a orientar a transferência dos alunos mais velhos que estudam durante o dia para o turno da noite, como se essa medida resolvesse o problema estrutural da violência resultante da ausência de políticas sérias por parte do Estado na comunidade onde a escola encontra-se inserida, ou como se o fenômeno da violência fosse seletivo “poupando aqueles que tem mais idade” ou que “estudam de dia”. 

Sabemos que essa não é a realidade no estado do Amapá, a violência vitima todos dos dias, de manhã, à tarde, à noite,crianças, idosos, mulheres, negros, pobres, sem distinção. 

O descaso do governo do estado (governo do PDT), por meio da inércia da SEED/AP, pode (e certamente vai) acarretar na evasão em massa de alunos do ensino médio, principalmente do aluno trabalhador que não pode estudar durante o dia, e daqueles alunos que estudam durante o dia, cujos pais não aceitam essa medida arbitrária de transferi-los para o turno da noite, como já está ocorrendo com os pais de alunos que moram no bairro Nova União. 

Nunca é demais lembrar que segundo nossa Constituição Federal de 1988, Art.208, a educação obrigatória vai dos quatro aos dezessete anos, o que inclui os alunos do Ensino Médio. 

É obrigação do Estado (por meio dos governos) garantir o acesso e a permanência desses alunos na escola por meio da “oferta de ensino noturno regular, adequado às condições do educando” (CF 1988, Art. 208, Inc. VI), seguindo o princípio da igualdade de igualdade de condições para o acesso e permanência na escola (CF 1998, Art. 206, Inc. I) e o princípio da garantia do padrão de qualidade (CF 1998, Art. 206, Inc. VII). 

O Artigo 4º da Lei n. 9.394/1996 confirma a escolaridade obrigatória dos 4 aos 17 anos, abrangendo também o ensino médio e a garantia de ensino noturno regular que considere as condições do educando, garantido inclusive aos que forem trabalhadores condições de acesso e permanência na escola (Inc. VII). 

É direito de toda criança e adolescente o acesso à escola pública e gratuita próxima de sua residência (ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, Art. 53, Inc. V). 

Não é favor, é um direito de todo cidadão brasileiro, não podemos aceitar passivamente essa omissão, mais uma do governo Waldez para coma educação pública. 

Esse mesmo governo que abandona a escola Walcy, abandonou inúmeras escolas públicas civis ao demitir 2.000 vigilantes, muitos dos quais atuavam nas escolas do estado; ao deixar essas mesmas escolas sucateadas (não reformou uma escola sequer em sua gestão) e sem merenda de qualidade por conta de inúmeros escândalos envolvendo desvios de recursos da merenda escolar (Operação Migalhas e Operação Senhores da Fome); ao deixar os profissionais da educação com três anos sem reajuste salarial, com salários parcelados e perdas salariais que somam mais de 60%. 

Exigimos que o governo Waldez e a SEED/AP ao invés de promover a militarização das escolas, que efetive políticas de segurança pública que garantam a segurança das pessoas que estudam e trabalham nas escolas civis, promova políticas sociais que estimulem a qualidade do ensino das escolas civis, políticas de combate à violência, à pobreza e políticas de acesso cada vez mais amplo aos serviços de saúde, habitação e demais direitos sociais. 

Exigimos que o SINSEPEAP averigue essa situação e tome medidas em favor dos profissionais da educação que atuam nesta unidade de ensino, denunciando essa situação ao Ministério Público do Estado. 

Convocamos todos os profissionais da escola Walcy Lobato Lima a estarem conosco na luta, nos dias 27 e 28/03/2017, dia de paralisação da educação em defesa dos profissionais da educação Estadual, só a luta muda a vida!

Pânico toma conta de Escola invadida e assaltada em Santana

Alunos saem das salas após assalto em escola
Um momento de pânico descontrolado, somado com um clima de insegurança que parecia nunca ter fim. Assim que os estudantes da Escola Estadual Igarapé da Fortaleza, em Santana, passaram na noite desta segunda-feira (26). 

Segundo informações, um grupo de adolescentes teria invadido a instituição de ensino por volta das 19hs, horário em que algumas turmas já encerravam as aulas, quando um deles teria abordado uma funcionária do local. 

“Eles pularam o muro da escola e cada um carregava uma faca (arma branca)”, relatou um dos estudantes da escola, pelas redes sociais. 

A primeira vítima desses criminosos teria sido uma professora que teve sua bolsa levada (na qual estavam vários pertences, incluindo a chave do seu veículo) e ainda chegou a ser agredida pelos suspeitos. 

Na mesma ocasião, os bandidos também entraram em pelo menos duas salas (que estavam tendo aula), de onde subtraíram pertences de alguns alunos e depois fugiram das dependências da escola.

Após passarem por minutos de pânico nas sala, vários estudantes chegaram a ser socorridos devido terem passado mal com o ocorrido. 

“Isso é mais uma prova da idéia ridícula desse governador q tirou os vigilantes pra colocar segurança eletrônica tai o resultado”, reclamou uma aluna, pelo Facebook. “Quantos pais de família estão desempregados e os alunos e professores sofrendo as consequências. Câmara nao detém ninguém”. 

Dois alunos – além da professora – foram encaminhados à Unidade de Policiamento (UPC) do Igarapé da Fortaleza, onde registraram ocorrência do fato. 

Nenhum suspeito da ação criminoso foi preso ou detido até o momento pela Polícia de Santana.

segunda-feira, 26 de março de 2018

Por motivo fútil, pai e filho quase são mortos no Igarapé da Fortaleza

Dupla tentativa de homicídio teve razões fúteis
Na manhã desta segunda-feira (26/03), um crime chocou os moradores do distrito portuário do Igarapé da Fortaleza, em santana. 

Um homem, que não teve a identidade revelada e seu filho de 14 anos foram feridos por um indivíduo identificado pelo nome de Jair Simões da Silva, de 19 anos, em uma área de ponte. 

O pai teve apenas um ferimento leve em um dos braços, mas o menor, atingido no pescoço, está em coma no Hospital de Emergências (HE). 

De acordo com informações do 4º Batalhão da Polícia Militar em Santana, testemunhas disseram que a dupla tentativa de homicídio teve motivação fútil: o menor, que mora em uma are de ponte, saiu de casa de bicicleta para comprar o almoço e durante o trajeto esbarrou, sem querer, em um isopor, pertencente a uma turma que estava bebendo e provavelmente consumindo drogas. 

Até o fechamento dessa matéria, principal suspeito do ato ainda não havia sido preso ou detido pelas autoridades.

Sermão da Montanha: Mais de 20 mil pessoas são esperadas no evento em Santana

Evento ocorre nas proximidades da Semana Santa
Cerca de 20 mil pessoas são esperadas para participar de mais uma edição do tradicional Sermão da Montanha, que ocorrerá em Santana, na próxima sexta-feira (30 de março). O encontro religioso também será realizado no sábado (31) em Macapá. A intenção é celebrar a morte e ressurreição de Jesus Cristo. 

Organizado pela Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) há mais de uma década, o evento está previsto para iniciar às 19h, com ministração do supervisor estadual da igreja no Amapá, pastor Guaracy Junior, com apoio também do Pastor José Mercúrio. 

Na programação musical, estão agendados shows de bandas e artistas locais da música gospel, além da participação nacional da cantora Lauriete, com louvores de Samuel Mariano e Deusmar Costa. 

A programação acontece anualmente em três municípios amapaenses (Macapá, Santana e Vitória do Jarí), mas nos últimos quatro anos as cidades de Laranjal do Jarí e Mazagão passaram a aderir o evento, considerado um dos mais esperados pela classe evangélica do Amapá durante o percurso do ano. 

O “Sermão da Montanha” é um evento que marca a Semana Santa de evangélicos, através da ministração, inspirado na passagem bíblica em que Jesus era seguido por uma multidão e passou um dos maiores ensinamentos em uma montanha, antes de ser crucificado. 

Programação do 11º Sermão da Montanha no Amapá 

Dia: 30 de março (sexta-feira) 
Local: Praça Cívica, no Centro de Santana 
Hora: a partir de 19h 
Entrada franca 

Dia: 31 de março (sábado) 
Local: em frente ao Macapá Hotel, na orla de Macapá 
Hora: a partir de 19h 
Entrada franca

domingo, 25 de março de 2018

Morre o empresário Alessandro Sabino

Morreu na madrugada deste domingo (25/03), na capital paraense, o empresário Alessandro Sabino, bastante conhecido por atuar no ramo do empreendedorismo e do comércio de transporte marítimo. 

Nascido com o nome de Márcio Alexandre Flexa de Oliveira, era natural de Santarém (PA), vindo ao mundo no dia 7 de agosto de 1973, filho de José Sabino de Oliveira Filho e Maria das Graças Flexa de Oliveira. 

Chegou ao Amapá em 1992, implantando uma empresa pioneira no ramo dos transportes marítimos, além de ajudar no assistencialismo comunitário no segundo maior município amapaense. 

Em meio à sua contribuição na sociedade, passou a ter olhos para a política, lançando-se pela primeira vez ao cargo de deputado federal pelo Estado do Amapá em 2002. 

Filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) em 2005 e obteve uma suplência nesta legenda nas eleições novamente para deputado federal, já realizadas no ano seguinte (em 2006). 

Em 2007 foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de captação ilícita de votos durante a campanha, tendo sido absolvido em janeiro de 2008 pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE- AP). 

Ainda em 2008 assumiu o cargo de deputado federal entre o período de 30 de junho e 24 de outubro, em virtude de licença da titular Fátima Pelaes (PMDB-AP). Neste período, Alessandro Sabino foi titular da Comissão Permanente de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio. 

Recentemente, os familiares do empresário comentaram sobre os problemas renais que lhe afetaram, mas não confirmaram oficialmente se isso teria sido o motivo de sua morte neste domingo. Alessandro era divorciado, e deixa três filhos.

Família busca recursos para transladar corpo de servidora falecida em Rondônia

Dona Eugênia lutava contra um câncer
A família da servidora Eugênia Braga Nascimento, falecida na última sexta-feira (23/03), vem buscando condições financeiras para transladar o corpo da servidora do Estado de Rondônia (RO). 

A servidora estava desde 1999 no quadro efetivo da Prefeitura de Santana na função de Agente Comunitária de Saúde e há cerca de um ano descobriu está com câncer de mama.

Em razão da doença, foi buscar recursos de tratamento no Estado de Rondônia (RO), porém, veio a falecer na última sexta-feira (23). 

Não tendo como transladar o corpo da servidora para o Amapá, a família vem realizando uma campanha nas redes sociais, com o propósito de conseguirem dinheiro suficiente para o translado.

As pessoas que puderem ajudar de formam solidaria, devem fazer o seguinte depósito bancário descrito abaixo: 

BANCO DO BRASIL 
AGÊNCIA 3346-4 
CONTA 35956-4

Projeto “Anjos da Saúde” realiza atendimento no bairro mais isolado de Santana

Moradores procuraram pelos serviços do Projeto
Os moradores que residem no bairro Jardim Floresta, na zona norte do segundo maior município do Amapá, receberam na manhã deste sábado (24) uma valiosa ação coordenada pelos “Anjos da Saúde”, contendo vários serviços na área da saúde. 

Apesar da chuva forte, o centro comunitário do bairro – onde ocorreu o evento – recebeu muitas pessoas, que procuraram por orientação e atendimento médico. 

A ação conjunta, realizada numa parceria entre a Associação de Moradores do bairro e o Projeto “Anjos da Saúde”, ofereceu durante toda a manhã os serviços médicos de aferição de pressão e glicemia capilar, coleta de PCCU, renovação de receitas, atualização de cartão de vacinação, além de encaminhamentos, odontologia e testes rápidos. 

Odontologia foi bastante procurada pelos moradores
Mais de 120 atendimentos foram efetuados durante a presença dos “Anjos”, que é composto por cerca de 30 profissionais voluntários, todos da área da saúde, entre eles: odontólogos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem e agentes de saúde. 

Procura Considerável 
O ex-feirante Joacir Pinheiro foi uma das pessoas atendidas durante a ação, além da esposa Rilda (grávida de seis meses), na qual o casal reside no bairro e se sentiu satisfeito com o que ouviram do médico. 

Exames como testes rápidos foram realizados
“Já tive que sair duas vezes aqui do bairro durante a noite e me virar de alguma maneira para arranjar um carro que pudesse levar minha esposa ao hospital, mas vendo uma ação dessas, fico mais aliviado para explicar as condições que ela tá passando por estar grávida”, relatou com satisfação o ex-feirante. 

Após passar por uma triagem e ser consultada pelo médico do Projeto, Rilda recebeu atendimento médico e uma prescrição, considerada essencial para o reestabelecimento de sua saúde e da sua gestação. 

O autônomo Manoel Benedito também aproveitou a oportunidade. Aos 46 anos, ele diz que há algum tempo não fazia exame que detectasse qualquer alteração sanguínea. 

“A gente acha que está forte e que não precisa se cuidar. Custo a fazer o exame, também pela falta de tempo. Por isso é importante ações como esta. Saí pra fazer umas compras e vi a ação, já parei aqui e fiz. Facilita muito a vida da gente”, comentou. 

Para a presidente do bairro Vera Costa, a ação veio em um momento importante para a comunidade, que não requer de condições institucionais da região para usufruírem de tais serviços. 

Líder Vera Costa sendo atendido durante a ação
“Houve uma ação antes no bairro, mas essa veio no momento certo, devido esse período chuvoso onde as doenças são mais expostas e consideradas de alto risco para os nossos moradores”, considera a presidente do bairro. 

Atendimentos 
A própria líder comunitária Vera Costa foi quem também prestigiou dos serviços oferecidos na ação, devido ter sofrido um acidente automobilístico há cerca de um mês no bairro Central de Santana. 

“Ele (o médico) avaliou o raio-X e constatou se há necessidade de cirurgia ou não, isso demonstra a importância de um projeto desses para um bairro isolado como o nosso”,disse.

Segundo o coordenador do Projeto Dr.º Victor Amoras, a ideia da ação é facilitar o acesso à saúde para comunidades desfavorecidas desses serviços públicos. 

Centro comunitário do bairro serviu para o evento
“Fazemos esse atendimento à população e também a avaliação as condições sociais que eles vivem, onde detectamos a presença de vários tipos de doenças que poderiam ser eliminadas se houvesse uma atenção mais assistida pelas autoridades competentes, o que nem sempre é o que acontece”, explicou Victor. 

Jardim Floresta 
Localizado numa área onde seria construído um cemitério municipal, o bairro surgiu no final de 2013, após ser invadido por famílias que diziam não ter condições de adquirirem um “pedaço de terra”, se mantendo no local sob aval do prefeito da época Robson Rocha. 

Profissionais voluntários envolvidos na ação
A área fica fora dos limites urbanos do município, sendo atualmente considerado um bairro conforme a Lei Municipal 039/2016, mas não dispõe de escolas e posto de saúde, itens básicos do serviço público municipal. 

Contendo mais de 900 famílias espalhadas no local, possuem um sistema de abastecimento isolado de água e energia elétrica estável, porém, o acesso é limitado por um ramal que cruza pela antiga ferrovia Santana-Serra do Navio, sendo o principal atalho de acesso é somente pela Rodovia Duca Serra (na altura do Trevão que dá acesso do Rio Matapí). 

Não sendo diferente de outros bairros que são oprimidos pelo descaso do poder público, o bairro Jardim Floresta também sofre por promessas de dias melhores, segundo alega os próprios moradores. 

“Lutamos a cada dia para tornar esse bairro um lugar bom desse viver e tendo os serviços necessários para os moradores, como escola para as crianças e um posto que possa suprir nossos anseios, mas infelizmente as autoridades somente nos procuram quando querem voto”, relatou a doméstica Ana Letícia, que procurou atendimento durante a ação.

sábado, 24 de março de 2018

Curso prepara jovens do Ambrósio para o mercado de trabalho

Buscando preparar a classe de jovens para o mercado de trabalho, a Associação dos Jovens Evangélicos do Amapá (Ajeap) realizou o Curso de Auxiliar administrativo para dezenas de novatos que desejam ingressar numa carreira profissional. 

O curso foi ministrado na manhã deste sábado (24/03) nas dependências interna da Escola Municipal Navegantes, localizada na área portuária do município, tendo como coordenadora a professora Ana Thalia. 

Residente no trecho do km-09 da Rodovia Duca Serra, Thalia se interessou em querer também se tornar uma das colaboradoras do Projeto “Capacitação”, com o propósito de dividir seus conhecimentos e práticas com outras pessoas. 

Foram cerca de 80 jovens (na faixa etária entre 15 e 18 anos) que puderam ser contemplados com o curso e adquirirem novas etapas na formação profissional.

“O Projeto é de grande importância para a nossa comunidade que recebe mais qualificação e assim mais oportunidade para ingressar no mercado de trabalho”, disse uma moradora da comunidade do Ambrósio, participante do curso. 

Para Jasson Gomes, que preside a Ajeap, a realização do curso demonstra a capacidade de acreditar nos jovens locais em relação à facilidade na procura de empregos. 

“Isso que nos motiva bastante. Acreditamos que esse projeto vai dar oportunidade para muitas pessoas do Estado do Amapá”, reconhece Jasson.

Episódio final de ‘Dragon Ball Super’ terá exibição especial em Santana

Goku, personagem do anime Dragon Ball Super
“Dragon Ball Super”, animação japonesa de sucesso mundial, terá a exibição do último episódio na madrugada de domingo (25/03), no horário local. 

Após uma mobilização através de redes sociais, os fãs da saga no Amapá vão poder assistir transmissões ao vivo em espaços públicos de Macapá, Santana e Laranjal do Jari. 

As prefeituras dessas cidades informaram que organizaram as exibições após campanhas nas redes sociais dos órgãos, pedindo fossem feitas as transmissões gratuitas para os fãs.

Só na quinta-feira (22), por exemplo, a prefeitura de Macapá informou que recebeu mais de 150 mensagens na página oficial no Facebook. Na capital, um telão será montado a partir das 22h de sábado (24), na Praça Floriano Peixoto, no Centro, para exibir o anime. 

Além do episódio, haverá apresentações de DJs e encontro de fãs da saga. A expectativa é que pelo menos 3 mil pessoas estajam presentes no evento. 

Episódio será exibido na Casa Brasil, em Santana
“Por favor, prefeito, põe telão para assistirmos o episódio de Dragon Ball”, comentou um internauta em uma publicação na página da prefeitura da capital. “Quero saber é do Dragon Ball Super num terão em algum lugar”, escreveu outra pessoa. 

A animação também será exibida no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá. No sábado, um telão vai passar a exibir o episódio a partir das 22h30, no auditório da Casa Brasil, espaço de inclusão digital e social, segundo a Coordenadoria de Políticas Públicas para a Juventude do município. 

“Foram muitos pedidos feitos, principalmente pelos jovens. E para atender aos pedidos dos fãs que enviaram milhares de mensagens para a prefeitura, será feita a exibição do último episódio da série. O anime Dragon Ball é muito popular em todo o mundo", destacou o coordenador Thales Silva. 

Em Laranjal do Jari, os fãs também poderão acompanhar gratuitamente o desfecho da saga. A programação inicia às 22h, na quadra da Praça Central João da Silva Nery. O evento foi confirmado pela assessoria de comunicação da prefeitura. 

Segundo as prefeituras das três cidades, os responsáveis para contratar a exibição do episódio em local público foram acionados e os eventos são feitos de maneira legal, com a aprovação do estúdio responsável pela produção do desenho no Japão. 

Mobilização 
As exibições públicas dos últimos episódios de "Dragon Ball Super" tem ocorrido em cidades de diversos países, como México, Chile, Argentina e Equador, segundo sites de notícias desses países. 

Com isso, fãs em várias cidades no Brasil iniciaram mobilizações para que as prefeituras autorizassem a transmissão simultânea. 

A saga “Dragon Ball GT” saiu do ar em 1997 e retornou após 18 anos, com a produção da série “Dragon Ball Super”. A franquia japonesa foi criada por Akira Toriyama. 

Originalmente iniciada com uma série de mangá que foi escrita e ilustrada por Toriyama, a saga tem revistas, filmes e games publicados. O próximo filme está previsto para ser lançado ainda em 2018.

Nota de Pesar pelo falecimento da Drª Patrícia do Carmo

Patrícia era médica no Hospital de Santana
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Governo do Amapá emitiu na noite desta sexta-feira (23/03), uma Nota de Pesar, onde lamenta o falecimento da especialista médica Patrícia do Carmo Barcellos. 

Dr.ª Patrícia tinha 62 anos, e estava atualmente lotada no Hospital Estadual de Santana, onde desenvolvia atividades desde 2003 nas áreas de Pediatria e Clínica Geral. 

No início da semana, a médica sofre um Ataque Vascular Cerebral (AVC), sendo imediatamente internada no Hospital São Camilo, em Macapá – onde ali também desempenhava atividades médicas particulares. 

Pelas redes sociais, um dos assuntos mais comentados nas últimas 48 horas vinha sendo sobre o seu quadro delicado de saúde, que somente vinha se agravando. 

Por infelicidade, no final da tarde desta sexta-feira (23/03), a direção médica do Hospital São Camilo comunicou oficialmente o seu falecimento naquela casa de saúde. 

Além do Poder Público, diversas autoridades da política e da sociedade também externaram sua solidariedade sobre o ocorrido. 

Até o fechamento da matéria, a família da médica ainda não havia confirmado detalhes sobre o endereço do velório.

sexta-feira, 23 de março de 2018

Da teoria à pratica: alunos do IFAP/Santana criam e comercializam pallets

Com o objetivo de incentivar os estudantes a criarem e comercializarem produtos, o professor do campus Santana do Instituto Federal do Amapá (Ifap), Rogério Ramos, propôs aos alunos do curso de Comércio Exterior o desafio de desenvolver e negociar produtos artesanais. 

Motivados pelo desafio, o grupo formado pelos alunos Leonardo dos Santos, Karlla Ferreira e Pedro Vitor se destacou com a criação dos pallets, um tipo de estrado de madeira versátil, muito usado como artigo decorativo, como base para a montagem de móveis, porta copos, descanso para panelas, enfeites. 

De acordo com o docente, a princípio, os pallets funcionavam apenas como suporte para produtos em feiras, depósitos, estabelecimentos comerciais. 

“Hoje podemos observar sua multifuncionalidade, também, como artigo de decoração. Os alunos usaram a criatividade e produziram um produto muito bonito, com um acabamento impecável, valorizando as peças. Futuramente irão trabalhar com exportação, atividade dos profissionais que gerenciam operações de comércio exterior”, falou Ramos. 

Para a aluna Karlla Ferreira a experiência de produzir e vender o produto foi maravilhosa. “Sempre gostei de artesanato, acho muito bonito. Fabricando os produtos, além de valorizar mais os trabalhos feitos pelos artesãos, aprendi na prática as estratégias para vendas. Tivemos muita demanda, não esperávamos vender tantas peças”, comemorou Ferreira.

Abertura dos Programas Sociais 2018 da Polícia Militar em Santana

Na manhã desta quinta-feira, dia 22, a Divisão de Ensino e Programas Sociais (DEPS) do 4° Batalhão da Polícia Militar de Santana, participou da abertura dos programas sociais da Polícia Militar em 2018. 

O evento foi promovido pela Diretoria de Ação Social e Cidadania (DASC), o Comando Geral (PMAP) e marcou o início das atividades de todos os programas sociais desenvolvidos pela Polícia Militar do Estado do Amapá. 

A PMAP, através de seu 4° Batalhão em Santana desenvolve no município os programas sociais: Cidadão Mirim e PROERD, atendendo crianças e adolescentes de aéreas de vulnerabilidade social, e ainda o Grupo da melhor idade Vida Feliz atendendo cerca de 300 idosos todo ano no município de Santana. 

Divisão de relações públicas e imprensa do 4°BPM /DRPI

quinta-feira, 22 de março de 2018

Suspenso o reajuste na tarifa de energia elétrica cobrada no Amapá

CEA ainda será notificada sobre a decisão
A Justiça do Amapá concedeu tutela provisória determinando a suspensão do reajuste na tarifa de energia elétrica pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), pelo prazo de 90 dias, após intimação da estatal. 

A decisão é resultado de ação pública ingressada em novembro de 2017, pela Federação do Comércio do Amapá (Fecomércio), contra a CEA e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por ocasião de três tipos de reajustes percentuais no preço da energia. 

No dia 28 de novembro, a Aneel validou a Revisão Tarifária Periódica da CEA, aumentando o preço da energia elétrica no Amapá em três tipos de tarifas, sendo 37,36% para consumidores de Baixa Tensão e Alta Tensão, 38,59% para consumidores de Alta Tensão (AT – indústrias) e 37,02% para consumidores de Baixa Tensão (BT). 

Para os empresários amapaenses, os aumentos acarretam “vários prejuízos para a sociedade, como o desequilíbrio econômico, fechamento de muitas empresas e aumento no desemprego”, falou, à época, Eliezir Viterbino, presidente da Fecomércio. 

A CEA deverá ser notificada sobre a decisão.

Informações do site do Seles Nafes

quarta-feira, 21 de março de 2018

Vereadores procuram Secretaria de Educação para buscar esclarecimentos sobre o início das aulas

Vereadores conversam com secretária municipal
Preocupado com o início das aulas do ano letivo de Santana, um grupo de vereadores procurou ainda nesta terça-feira a Secretaria Municipal de Educação (Seme) para obter informações sobre a referida pendência. 

Recebidos pela titular da pasta, a secretária Carmen Queiroz esclareceu que houve imprevistos logísticos em algumas escolas da rede municipal, mas que ainda nesta quarta-feira (21/04), o problema será solucionado. 

“Alguns imprevistos relacionados à contratação de professores e outros agentes de apoio não puderam preencher todos os requisitos que esperávamos, e isso contribuiu para esse cancelamento inesperado”, explicou a titular. 

Houve atraso no início das aulas
Para o vereador Dr.º Fabiano, que acompanhava a comitiva do legislativo municipal até a Seme, a garantia de que as aulas em Santana retornariam o quanto antes, trás mais alívio aos pais e responsáveis de alunos. 

“Estivemos buscando notícias porque a educação precisa estar em dia. Nosso mandato prioriza o povo estudantil e por isso estamos contribuindo para que as aulas retornem logo”, disse o vereador Dr. Fabiano. 

As escolas que ficaram inviáveis de iniciar as aulas nesta quarta-feira (20) foram: Escolas Paraíso da Cidadania, Ângelo Biragui e Redimilson Nobre. 

O atraso no ano letivo acabou tendo grande repercussão devido centenas de pais terem que retornar para suas casas em razão de não haver aula nessas instituições.

‘Novo Amapá’: Peça teatral lembra 39 anos do naufrágio com poesia e homenagens

Os 39 anos do maior naufrágio do estado serão lembrados com poesia e homenagens no espetáculo "Novo Amapá", que acontece no sá...