sábado, 27 de setembro de 2014

Santana ficará sem energia neste domingo

Pelo menos 12 bairros da área urbana do município de Santana estão programados para ficar sem energia elétrica neste domingo, 28/09. A informação foi divulgada esta semana pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) que, de acordo com a Diretoria Técnica dessa estatal, o pedido foi solicitado pela Gerência Regional das Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte) para efetuarem a substituição de um Transformador de Corrente (TC) em uma das Barras de 13,8KV. 

“Como o consumo de energia elétrica tem se ampliado consideravelmente no Estado do Amapá, principalmente para as cidades de Macapá e Santana, a Eletronorte constatou que precisaria aumentar sua produção de geração, e por isso decidiu substituir um dos seus TC’s para outro com uma capacidade mais superior. Com certeza essa mudança vai corrigir as constantes quedas de tensão que vem ocorrendo no sistema”, explicou o Engenheiro Ubiracy do Amaral, da diretoria da companhia, que também salientou sobre outras melhorias que serão atingidas com o serviço que ocorrerá neste domingo, 28. 

“Esses serviços vão nos garantir até melhores condições para estendermos futuramente nossa rede de distribuição de energia para diversos bairros da capital, ou até mesmo para bairros novos que estão se formando, como foi o caso do bairro Jardim América (ou Marabaixo 4, como muitos conhecem)”, disse Ubiracy. 

O serviço está programado para iniciar às 07:00hs da manhã, com intenção de ser concluído até às 11:00hs da manhã. Serão temporariamente desligados quatro (04) alimentadores elétricos que são gerados pela Usina Termelétrica de Santana (UTE/STN). Além dos 12 bairros urbanos de Santana, o desligamento vai atingir outras 15 localidades interioranas, parte da Rodovia BR-156 (entrando no km-21), e todo o município de Mazagão. Ao todo, calcula-se que 80 mil pessoas ficarão sem energia durante os serviços. 

Os bairros do perímetro urbano de Santana que ficarão sem energia: Jardim de Deus I e II, Parque das Laranjeiras, Fonte Nova, Paraíso, Mutirão do Paraíso, Fé em Deus, Jardim Floresta, Nova União, Nova Brasília I e II, Provedor I, Elesbão, Delta do Matapí, e parte do bairro Comercial.

Seinf inicia serviços de climatização na Escola Estadual do Igarapé da Fortaleza, em Santana

Os alunos da Escola Estadual do Igarapé da Fortaleza, em Santana, receberam uma boa notícia nesta sexta, 26/09. A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) entregou a ordem de serviço autorizando a execução dos serviços de climatização da unidade escola. 

Ao prazo de conclusão dos trabalhos é 60 dias. Os serviços incluem não só a climatização das 16 salas de aula, mas a reforma da parte elétrica, pintura de todos os blocos e reparos na estrutura. O valor do serviço é de R$ 286 mil, mas caso seja necessário, ele pode sofrer um aumento de até 50%, através de um termo aditivo. 

Professor da escola, há nove anos, e diretor de obras da Seinf, o engenheiro Washington Marques, disse estar feliz duas vezes - uma pela secretaria, que tomou a decisão de investir na melhoria do ambiente escolar e outra pela escola, que vai ficar muito mais agradável. 

"É muito gratificante nós virmos aqui, e dar essa excelente notícia aos alunos e aos colegas professores. Era um serviço que todos me cobravam, por eu trabalhar na Seinf, mas que agora iremos realizar, e posso garantir que faremos até antes do prazo de 60 dias", afirmou Washington. 

Aluna do segundo ano, Maria Lúcia Vieira, afirma que a climatização irá melhorar muito o aprendizado dos alunos. "De tarde, turno que estudo, é muito calor, temos que nos abanar e isso desconcentra um pouco. Agora, com as salas climatizadas, não. Vai ser bacana, vai ajudar muito no ensino, e para a gente se concentrar também", disse. 

A professora Cleide Silva, que foi aluna da Escola do Igarapé da Fortaleza, afirma que, tanto para os alunos, quanto para os professores a climatização só vem a contribuir. "O calor atrapalha muito no desempenho dos alunos, mas, agora com a climatização, vai contribuir para deixar os alunos mais confortáveis e, dessa forma, eles irão aprender mais, principalmente no turno das tarde" concluiu.

Novas passarelas melhoram qualidade de vida de moradores

Situada às margens do Rio Matapi, no município de Santana, a Ilha do Japim é a mais nova comunidade beneficiada com a construção de passarelas pelo Governo do Estado. Serão 900 metros de pontes em madeira de lei, que, além de melhorar a mobilidade, vão facilitar a vida de quem mora no local. 

A entrega oficial da ordem de serviço, pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), à empresa que vai realizar os serviços aconteceu nesta sexta, 26/09, mas os trabalhos já iniciaram e a população usufrui dos primeiros metros das novas passarelas. 

Com investimentos na ordem de R$ 391 mil, as passarelas mudam a rotina de vida dos moradores, como a do pescador Josias dos Santos, que antes evitava sair de casa devido a ponte ser estreita e balançar muito. "A gente andava e os paus velhos estralavam. Agora não, a gente vê esses esteios mais grossos e tá bem forte e mais larga. Estou até pensando, quando ficar pronta, em dar umas caminhadas no fim da tarde para melhorar a saúde", confessou. 

Como já é padrão na Seinf, as pontes que dão acesso às casas de cada morador também serão feitas. No total, 900 metros de passarelas serão construídos na Ilha do Japim. 

Além melhorar a mobilidade, as passarelas geram empregos aos moradores. É o caso do carpinteiro Josivam Bahia, que trabalha na obra. 

"Acho muito bom esse emprego, porque eu estava desempregado e agora a gente tá ganhando alguma coisa. As passarelas estão ficando boas, da melhor qualidade. O pessoal (moradores) diz que está ficando bom e melhorando muito, até porque estava tudo caindo", afirmou. 

Tudo fica melhor com a construção das novas passarelas, até mesmo as atividades econômicas dos moradores. A vendedora de açaí Maria Nunes afirma que vai ser bem mais fácil o transporte com as sacas da fruta. 

"Antes estava pra cair e ficava difícil pra gente subir, agora não, vai ficar bem melhor. A ponte é mais larga e vai ficar mais seguro também para as crianças subirem na catraia e irem para a escola, tudo vai melhorar, graças a Deus", finalizou.

Polícia recupera R$ 90 mil roubados durante “saidinha de banco”, em Santana

Um homem identificado como Luenderson Pereira da Costa, 18 anos, foi preso na última quarta-feira, 24/09, em Santana, por homens do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) suspeito de integrar uma quadrilha de assaltantes que na tarde do mesmo dia havia roubado R$ 90 mil de um empresário. 

O assalto ocorreu por volta de 16h em frente a uma agência bancária localizada no Centro de Santana. O comerciante, segundo testemunhas, teria efetuado o saque na boca do caixa e ao sair foi abordado pelos criminosos que já estariam monitorando a vítima. Com revólveres em punho os bandidos tomaram o malote onde estava o dinheiro. 

Após o crime a polícia foi acionada. “Tão logo recebemos a chamada iniciamos as diligências. Seguimos algumas pistas e conseguimos rastrear os suspeitos. Esse elemento havia se escondido em um terreno baldio onde ele procurou refúgio embaixo da vegetação. Felizmente conseguimos localizá-lo”, disse o sargento Genival. 

Com Luenderson foi encontrado o malote com o dinheiro e um revólver calibre 38 utilizado no crime. “Ele próprio confessou que agiu com mais três comparsas que conseguiram fugir, mas já o identificamos e agora vamos tentar prendê-los, também”, concluiu. 

O suspeito foi apresentado na 1º Delegacia de Polícia de Santana (1ª DP) onde ocorreu o indiciamento. Luenderson já cumpriu pena no Iapen por estupro e hoje estava no regime aberto.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Sebrae leva cursos de qualificação para Ilha de Santana

O Sebrae no Amapá realizou ação itinerante na Ilha de Santana, por meio do projeto Atendimento Empresarial de Santana e Mazagão. A ação conta com as parcerias da Secretaria de Municipal de Assistência Social e Cidadania de Santana (Semasc) e Associação dos Agricultores de Santana (Aprosa). 

Durante o evento, o Sebrae capacita diretamente 90 pessoas e realiza mais 12 atendimentos com orientações, por meio de consultorias nos estabelecimentos formais e informais. No fim, os participantes são beneficiados com kits de higiene (avental, luvas, máscara e touca) e a equipe técnica da Semasc apresenta uma palestra motivacional. 

De acordo com a gerente da Unidade de Atendimento Individual do Sebrae no Amapá, Lindeti Góes, os moradores da Ilha de Santana necessitam de trabalhos como a Ação Itinerante do Sebrae, pois capacitações como a realizada dificilmente ocorrem na localidade. 

“Agradeço aos nossos instrutores que não mediram esforços para realizar os eventos, pois os locais eram improvisados e deficientes. As turmas foram persistentes, começaram e terminaram com o mesmo número de pessoas, ou seja, não houve desistência, fato este que caracteriza esforço e determinação”, disse.

Operação "Águas Seguras" tenta evitar sinistros como o naufrágio do ano passado

O Comando do 4º Distrito Naval iniciou neste mês a realização da “Operação Águas Seguras”, em todo o Estado. Segundo informações oficiais da Capitania dos Portos no Amapá, o objetivo é conscientizar tripulantes e usuários de embarcações quanto à segurança da navegação. 

Durante a Operação serão executadas ações de inspeção naval, cursos de capacitação para aquaviários, palestras educativas, além da distribuição de folhetos e cartilhas de conscientização sobre os principais itens de segurança nas embarcações. O enfoque orienta garantir segurança também durante a realização do Círio Fluvial, em outubro. 

O Comandante da Capitania dos Portos, Lúcio Marques garante que a Operação não visa exclusivamente realizar uma ação preventiva específica durante o Círio Fluvial, que será realizado uma semana antes do Dia de Nossa Senhora de Nazaré. “É certo que muitos acidentes têm ocorrido durante a realização do Círio Fluvial, mas o nosso foco é a segurança da navegação como um todo, em todos os municípios amapaenses, exatamente para prevenir a repetição de tragédias nos rios amapaenses”, explica. 

Segundo ele, até o momento, 700 embarcações foram fiscalizadas e destas, sete foram apreendidas por falta de documentos, tripulação e equipamentos de segurança adequados para atender a demanda do veículo. “Notificamos 30 embarcações, mas em primeiro foco visamos a orientação e forma de qual se pode sanar as irregularidades para em uma outra fase iniciar uma fiscalização mais intensa”, frisa. 

A operação conta com o apoio de quatro lanchas e efetivo do grupamento da Patrulha Naval do Norte, com sede em Belém (PA), que intensifica ações em Macapá, Santana e municípios do interior do Estado e do Pará, como Almeirim, Chaves, Breves, Afuá e Gurupá. “Nossa intenção ainda é convidar os proprietários que não registram suas embarcações, especialmente quem vai participar do Círio, que podem vir na capitania, é um procedimento gratuito e garante a segurança de todos”, afirma o comandante. 

A Marinha do Brasil disponibiliza gratuitamente o “Disque Segurança da Navegação”, por meio do telefone 0800-280-7200, o qual pode ser acionado a qualquer momento, pelos passageiros ao detectarem qualquer irregularidade que possa comprometer a segurança da navegação. 

Naufrágio
No ano passado, pelo menos doze pessoas morreram após o naufrágio de um barco que participava do Círio Fluvial de Macapá. Entre os mortos, estava o comandante do barco, cujo corpo foi resgatado pelos Bombeiros. A embarcação, alugada para o Sindicato dos Servidores Públicos Federais, saiu da cidade de Santana por volta das 7h30 do dia 12 de outubro. Ela participava do Círio Fluvial, procissão realizada por cerca de 50 embarcações em homenagem à Virgem de Nazaré, padroeira da Amazônia, saindo de Santana até Macapá. 

O acidente teria acontecido por volta das 10h30, após a chegada ao destino. De acordo com sobreviventes, o barco virou quando se aproximava do distrito de Fazendinha. Corpos foram encontrados no dia seguinte na orla de Macapá, para onde foram arrastados pela correnteza. 

Por Jéssica Alves (Jornal do Dia)

TRE-AP realiza audiências de carga e lacre das urnas

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) iniciou ontem, 23/09, às 9hs, no seu edifício sede as audiências de carga e lacre das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas Eleições de 5 de outubro. O objetivo é garantir a segurança e a credibilidade dos programas computacionais utilizados no pleito. 

De acordo com o assessor de comunicação do TRE-AP, Elton Tavares, o procedimento consiste em carregar as máquinas com os dados dos eleitores de cada seção eleitoral e com os nomes dos candidatos aos cargos de presidente, vice-presidente, senador, deputado federal e deputado estadual. 

De segunda-feira passada (22/09) até amanhã, 25/09, serão preparadas as urnas que atendem a 2ª e 10ª zonas eleitorais, respectivamente, ambas de Macapá. Já no dia 29/09, os equipamentos da 6ª zona eleitoral, do município de Santana, passarão pelo procedimento. O Amapá possui 13 zonas e 1.461 seções eleitorais que funcionarão no pleito deste ano. 

Cada zona fará sua audiência de carga e lacre. As que funcionam nos demais municípios executarão o processo até o dia 3 de outubro de 2014, em suas respectivas sedes. 

As audiências serão acompanhadas por juízes eleitorais, representante do Ministério Público Eleitoral (MPE), fiscais dos partidos políticos, representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AP) e dos técnicos da Justiça Eleitoral. Ao todo, 455.514 amapaenses irão às urnas no dia 5 de outubro deste ano.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Cooperativa de Taxistas realiza ação na área portuária de Santana

Com o intuito de ajudar ao próximo, fortalecer a solidariedade e instigar o espírito de voluntariado, o Sistema OCB/AP (Ordem das Cooperativas do Brasil, seccional do Amapá), em parceria com a Cooperativa dos Taxistas de Santana (Coopertaxi/STN), realizou na manhã do último sábado (20/09), na área portuária do município, uma ação de conscientização social, denominada de “Dia C”, onde houve a reforma visual (limpeza e pintura) do estacionamento público utilizado pelos taxistas santanenses, assim como a distribuição de mais de 500 sacolas recicláveis para lixo, para uso interno desses táxis. 

O estacionamento, que fica situado em frente da Unidade Básica de Saúde da Área Portuária, serve diariamente para inúmeros taxistas durante o embarque e desembarque de navios de diversos portes, onde necessitam desses serviços de “chofer” para se deslocarem para qualquer parte da área urbana da cidade. 

“Como o local é bastante utilizado por esses taxistas, que diariamente acompanham esse fluxo de entra e sai de pessoas em nossa cidade, através do porto do Grego, esse trecho do estacionamento constantesprecisava melhorar esse visual para até dar mais valor pros nossos colegas do volante se sentirem mais otimista quando virem deixar ou buscar passageiros nessa área”, comentou Waldez de Oliveira, presidente da Coopertaxi, que ressaltou sobre essa ação, na qual também contou com o apoio institucional da Superintendência de Transportes e Trânsito de Santana (STTrans) e do Sindicato dos Taxistas de Santana (Sintasa), assim como também vem se empenhando na reativação dos serviços de rádio-táxi no município. 

Waldez Oliveira, da Coopertaxi.
“Por infelicidade houve o vencimento na licença de funcionamento da estação, e como tivemos que nos adequar com alguns dos novos requisitos impostos pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para a expansão desse serviço aqui em Santana, só agora aguardando o retorno da estação, que deve no máximo em três meses”, explicou o presidente da Coopertaxi, que informou um dos motivos alegados pela Anatel pela não-renovação da licença de funcionamento da estação de comunicação devido a mesma que estava irregularmente em local impróprio (nas proximidades do Quartel do Corpo de Bombeiros), sendo depois transferida para a Vila Amazonas. 

O evento deste sábado também contou com o apoio de vários taxistas voluntários, além da visita da secretaria da OCB/AP Naiane Videira. 

O “Dia C”
Lançado em Santana no último dia 19 de julho, o “Dia C” (Dia de Cooperar), tem por objetivo desenvolver ações voluntárias, demonstrando o trabalho realizado pelo cooperativismo social de cada cidade que possui cooperativas. 

Para o presidente da OCB/AP, Gilcimar Pureza, esta é uma forma de fazer o bem, ajudar quem precisa e promover a integração entre cooperados e a sociedade em geral. “Nós representamos 76 cooperativas no Amapá. Queremos estimulá-las a promoverem mais ações de responsabilidade social, apoiadas a uma estratégia elaborada e bem organizada. Assim, poderemos divulgar e multiplicar as ações sociais que tantas pessoas precisam”, ressaltou Gilcimar Pureza. 

A analista de Desenvolvimento Social de Cooperativas da OCB, Patrícia Resende, defende que toda e qualquer ação, por mais simples que seja, pode beneficiar e mudar a vida de uma pessoa. “O plano de fundo do projeto é mostrar o que podemos fazer com nossas próprias mãos. É mais que uma campanha de arrecadação e entrega de donativos. É tudo que eu posso fazer pelo meu entorno social. Ajudar na reforma de uma creche, fazer um mutirão. São ações simples que têm impactos positivos enormes para quem precisa”, enfatizou Patrícia. 

Ações desenvolvidas pelo “Dia C”
No último dia 06 de setembro, com apoio de algumas cooperativas situadas no município de Oiapoque, a Cooperativa Mista Fluvial de Catraieiros do Oiapoque (Comfcoi) fez uma grande limpeza na orla das praias daquela cidade fronteiriça. “Trabalhamos nesta ação para conscientizar a população e preservar o rio que é o nosso maior tesouro, pois é a nossa fonte de trabalho e de vida. Precisamos cuidar da nossa água, ela é nossa maior riqueza”, disse o catraieiro José Ribamar Souza, presidente da Comfcoi. 

Segundo Waldez de Oliveira (presidente da Coopertaxi/STN), a próxima ação voluntária ocorrerá no dia 19 de outubro, numa programação dedicada para o Dias das Crianças, e será realizada na sede social da Coopertaxi/STN, localizada na Rodovia Salvador Diniz, no final da Vila Amazonas.

Ministério Público recomenda retificação em Edital de concurso público da CDSA

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), através da Promotoria de Justiça da Cidadania da Comarca de Santana, expediu na quinta-feira passada (11/09), recomendação ao diretor-presidente da Companhia Docas de Santana (CDSA) para que retifique o Edital de Concurso Público nº 001/2014/CDSA e insira, de forma expressa, a previsão de isenção de taxa de inscrição aos candidatos portadores de deficiência, bem como aos candidatos reconhecidamente pobres, na forma da lei. 

A recomendação, emitida pela promotora de Justiça Gisa Veiga Chaves, Titular da Promotoria, destacou que o edital do referido certame, republicado no Diário Oficial em 10/09/2014, não previu a isenção de taxa de inscrição para tais candidatos, contrariando a Constituição Federal de 1988, o Decreto Federal nº 6.593/2008, bem como a Lei Estadual nº 0948/2005. 

A partir da medida adotada pelo MP-AP, a Companhia Docas de Santana deverá prorrogar o prazo de inscrição por pelo menos 15 dias e divulgar as alterações através dos meios de comunicação e do site da CDSA, assim como, republicar a retificação no Diário Oficial, para ciência dos interessados que não puderam se inscrever. 

Foi fixado prazo de 48 horas para a Companhia Docas de Santana informar à Promotoria sobre o efetivo cumprimento da recomendação, sob pena de adoção das medidas judiciais cabíveis. 

“O entendimento jurisprudencial está consolidado, no sentido de que a ausência de previsão de isenção de taxa de inscrição àqueles que não têm recursos financeiros suficientes para efetuar o pagamento da inscrição, viola o princípio do amplo acesso aos cargos públicos insculpido no art. 37, I da Constituição Federal”, explicou a promotora Gisa Veiga Chaves. 

A ferramenta utilizada pelo MP visa garantir agilidade no cumprimento das normas legais, especialmente do princípio da igualdade de acesso aos cargos, empregos e funções públicas, previsto no art. 37, I, da Constituição Federal, o qual garantiu a ampla possibilidade de participação da administração pública, na forma da lei, vedando qualquer discriminação abusiva, que desrespeite o princípio da isonomia.

Ministério Público faz avaliação do Sistema URANO em Santana

O Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação do Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP) realizou reunião na Promotoria de Justiça de Santana, no final do mês passado (28/08). Em pauta, a avaliação da implantação do Sistema de Processo Eletrônico (URANO) nos procedimentos extrajudiciais da Promotoria, além da apresentação das novas funcionalidades deste sistema. Durante a reunião foi apresentada a unidade Plantão da comarca, que irá auxiliar diretamente nas atividades dos membros e servidores plantonistas. 

Criado pela equipe do Departamento de Tecnologia da Informação (DTI/MP-AP), o URANO, que está em fase de instalação em todo o Equipe de TIEstado, automatiza os procedimentos extrajudiciais, em cumprimento a uma exigência do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) que instituiu a implantação de um gerenciador de processos eletrônicos em todo o Brasil. No MP-AP, o sistema está em funcionamento na Ouvidoria Geral, MP Comunitário, nas Promotorias Especializadas da Saúde, Meio Ambiente, Cidadania, Infância e Juventude, Patrimônio Público e em todas as Promotorias de Santana, além, das Comarcas de Ferreira Gomes, Tartarugalzinho, Calçoene, Mazagão, Pedra Branca do Amaparí e Serra do Navio. 

O presidente do Comitê Estratégico de TI, promotor de Justiça Paulo Celso Ramos, destaca as fases de implantação do sistema no MP. “O sistema Urano vem seguindo um cronograma de implantação que foi aprovado pelo Comitê Estratégico da Tecnologia da Informação (CETI) e tem o objetivo de dar subsídios para que, tanto os membros, quanto os servidores, possam atuar de uma forma mais imediata e transparente. Isso dá para a população maior segurança, principalmente no que tange a rapidez do trabalho nesses processos, e ajuda a facilitar o trabalho do Ministério Público”, finalizou Paulo Celso Ramos.

domingo, 21 de setembro de 2014

Bope deflagra Operação Checkpoint em Macapá e Santana

As ações repressivas contra a criminalidade foram intensificadas desde sexta-feira, 19/09, em Macapá e Santana, com o reforço dos batalhões de área e unidades como o Batalhão de Operações Especiais (Bope) que deflagra a operação ‘checkpoint’ durante o final de semana. Por volta de 17h de sexta, mais de 50 homens do Bope iniciaram uma blitz no cruzamento da Rua São José com a Avenida Marcílio Dias, na entrada do bairro Perpétuo Socorro. 

“É uma ação integrada com homens do BPTran para verificar a questão de documentos de veículos e seus condutores, porém, o objetivo do Bope é abordar motos e carros suspeitos para revista. É uma ação repressiva de combate ao tráfico de drogas, recaptura de foragidos e retirada de armas e outros materiais ilícitos das ruas, é essa nossa missão” disse o capitão Rogério. 

“Acho muito importante esse tipo de trabalho repressivo. Nós, cidadãos de bem, nos sentimos mais seguros quando avistamos uma blitz como essa. Já os bandidos, claro, temem. Polícia nas ruas significa mais segurança para a população, e menos crimes. Aprovo a medida e espero que possa ser rotineira”, disse o motociclista Joel de Almeida Santos, 32 anos, que foi parado na blitz, apresentou a documentação pessoal e do veículo que estavam em dia. 

“A população acena de forma positiva a esse trabalho e isso nos gratifica. Vamos reforçar esse tipo de operação para reduzir os índices de criminalidade e colocar na cadeia aqueles criminosos que insistem em enfrentar o aparelho público de segurança”, completou o capitão Rogério, do Bope.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Docas de Santana lança Projeto "CDSA Comunidade"

A Companhia Docas de Santana (CDSA) irá realizar Neste sábado, 20/09, no bairro Novo Horizonte, a partir das 8hs, a primeira ação do Projeto “CDSA Comunidade”. Assim como o Projeto “CDSA de mãos dadas com o Esporte e a educação”, o “CDSA Comunidade” também foi criado com o intuito de atender as comunidades próximas ao Porto da empresa. 

Segundo Regina Canezin, assistente social da CDSA, o projeto foi idealizado este ano, mas deverá ter duas edições ao ano. “Nossa idéia é proporcionar para as famílias da comunidade um momento de recreação e ao mesmo tempo ofertar serviços básicos”, afirmou Regina. 

Nessa primeira edição do Projeto, serão ofertados serviços nas áreas de saúde, educação, cidadania e lazer. Durante a programação as famílias receberão atendimentos: jurídico, psicológico, orientação sobre programas sociais municipais e federais, orientação sobre cursos do Pronatec, Sebrae e Ifap, aferição de pressão arterial, exames de glicose, HIV, Sífilis, hepatite B e C, exame de prevenção de câncer ginecológico, saúde Bucal, vacinação para adultos e crianças, apresentações culturais, sessões de cinema, oficinas de artes, entre diversos outros serviços. 

Além da colaboração de funcionários da CDSA, o projeto também contará com a ajuda de profissionais Sesc, Sesi, Senac, governo do Amapá, prefeitura de Santana, Conselho Tutelar de Santana, Ciamport, Rotary Club, Beleza Centro Técnica, Defenap,Troama, Circo Roda Ciranda e Escola Madre Tereza. 

A estimativa é que mais de 200 pessoas sejam atendidas nesta primeira edição do “CDSA Comunidade”.

Santana ganha mais uma Praça nesta sexta-feira

O município de Santana ficará ainda mais bonito com um novo espaço que trará qualidade de vida aos seus moradores. O Governo do Amapá, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), executa os últimos preparativos para entregar a primeira etapa da Praça do Fórum. 

Localizada na Avenida Cláudio Lúcio Monteiro, na Vila Amazonas, a praça é construída com financiamento de R$ 1,7 milhão do Programa Calha Norte, do Ministério da Defesa, com contrapartida estadual de R$ 770 mil. 

Nessa primeira etapa destacam-se dois espaços voltados para a cultura: um palco coberto de dois andares com elevador para cadeirantes, dois camarins, banheiros masculinos e femininos, (inclusive para cadeirantes); e um anfiteatro com arquibancadas para apresentações a céu aberto. 

A parte esportiva foi beneficiada com uma pista de skate/patins, área com equipamentos para exercícios e uma academia ao ar livre. Um playground em madeira de lei também foi construído para as crianças. 

Outros destaques são os dois restaurantes e uma lanchonete que, com arquitetura moderna, contam com cozinha, despensa e banheiros masculinos e femininos. Completam a estrutura da praça uma ciclofaixa, pavimentação, paisagismo, bancos de concreto e caramanchão. 

Nesta quarta-feira, 17/09, a Seinf fez os primeiros testes de iluminação e os moradores da redondeza aproveitaram para passear e ter a primeira impressão do local. 

"Achei maravilhoso porque agora tem um espaço para as crianças brincarem, vai dar para a gente passear com elas. Aqui antes era um matagal, o pessoal botava fogo e era arriscado pegar nas casas, sem falar que havia consumo de drogas também", lembrou a dona de casa Zulina Fonseca, que cria sozinha os quatro netos, sendo que uma delas é cadeirante. 

A entrega oficial da Praça do Fórum acontece nesta sexta-feira, 19/09, às 17hs, com uma grande programação cultural.

Sistema de água do bairro Provedor II, em Santana, entregue nesta quinta-feira

Moradores do bairro Provedor II, em Santana, recebem do Governo do Estado nesta quinta-feira, 18/09, às 17h, o novo Sistema de Abastecimento de Água da comunidade. Além de receber um produto de qualidade nas torneiras, o Provedor teve a rede de distribuição recuperada e ampliada para atender toda a área. 

De acordo com técnicos da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), responsáveis pelo abastecimento em Santana, há mais de dez anos os moradores sofriam com a qualidade da água devido ao forte teor de ferro e à deficiência do sistema que atendia em torno de 20% da população. Em 2012, o governo, por meio da Caesa, investiu na qualidade da água. 

Em 2014 iniciaram as obras do novo sistema, com a recuperação do elevado e da rede de distribuição, perfuração de um novo poço e interligação do sistema à linha tronco do sistema central. O Estado investiu R$ 179 mil na recuperação do sistema. 

A obra faz parte dos investimentos em saneamento básico realizadas em Santana pelo Governo do Amapá, incluindo a entrega do novo sistema central em março passado à população santanense. De acordo com o presidente da Caesa, Ruy Smith, os investimentos no município somam cerca de R$ 20 milhões.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Prefeitura de Santana concede benefício para Casa da Hospitalidade

Uma luta que começou no final da década de 1970, dessa vez conquistou mais uma vitória em favor de uma das instituições de amparo social e assistencial, respeitadas e conhecidas do Amapá: a Casa da Hospitalidade, que se mantem fielmente abrigando mais 200 internos de diversas faixa etária (entre idosos, crianças e pessoas excepcionais), foi contemplada com o título definitivo da área que se encontra erguida há quase 40 anos. 

A solenidade de entrega do documento aconteceu na última sexta-feira (12/09), na própria instituição assistencial, que contou a presença do prefeito de Santana Robson Rocha (PTB) e do vereador Jailson Matos (DEM), que foi o responsável pelo Projeto de Lei Municipal (PL) que concederia a área, situada no bairro Hospitaldade, para ser doada àquela instituição. 

“Essa luta veio se estendendo há anos, mas sempre houve alguns empecilhos burocráticos que impediam a conclusao desse processo de liberação dessa área. Se outros prefeitos tivessem olhado com mais humildade, saberiam o tamanho do significado que essa instituição tem feito aqui pra Santana. Mas somente agora podemos comemorar com toda força, essa vitória alcançada na gestão do prefeito Robson Rocha”, elogiou o vereador Jailson Matos, que reconheceu o interesse do gestor santanense em legalizar a situação, que iniciou no início de 2005. 

De acordo com a Irmã Aretuza, diretora da Casa da Hospitalidade, a entrega do documento oficial que concede, sob título gratuito do poder público, a área com mais de 4.000 metros quadrados, descreve o valor social que a entidade vem desenvolvendo junto à população. “Além de abrigarmos mais de 200 pessoas, entre crianças e adultos, nossa entidade oferece vários cursos profissionalizantes, em alguns períodos do ano, para pessoas carentes da nossa sociedade. Isso não apenas demonstra nosso trabalho comunitário, como também prepara essas pessoas para o mercado de trabalho. Procuramos sempre está a disposição da sociedade para o que for possível, e ao nosso alcance”, explicou a diretora da instituição, que também não escondeu sua emoção sobre a conquista recém-adquirida. “Esse não é apenas o resultado positivo de uma árdua luta que vinha sendo enfrentada há quas 40 anos, mas também uma vitória a favor do município, que nos fará manter com mais vontade esse projeto que não apenas abriga vidas oprimidas, mas constrói famílias que buscam adotar novos membros desse nosso trabalho”, finalizou Aretuza.

Judiciário entrega valor arrecadado no Juris Bazar à Casa da Hospitalidade

O Juizado da Infância e Juventude de Macapá - Área de Políticas Públicas e Execução de Medidas Socioeducativas, entregou simbolicamente, na última quinta-feira (11/09), um cheque na importância de R$ 16 mil, que vai ajudar na compra de equipamentos novos para o setor de fisioterapia da Casa da Hospitalidade. 

Uma das coordenadoras da instituição, Gisela Carvalho, destacou como de suma importância o olhar humanitário do Judiciário. A ajuda ao setor fisioterápico vai possibilitar aos acolhidos uma vida de qualidade, na medida em que vai contribuir para o melhoramento motor dos pacientes da Casa, e garantir maior liberdade de locomoção e interação. “O nosso muito obrigada a cada um de vocês que contribuíram com essa belíssima oferta”. 

A fisioterapeuta Flankneide Viana, responsável pelo setor, ressaltou que as limitações não têm ajudado no atendimento mais eficiente. “Temos poucos equipamentos para o número de acolhidos na Casa, e para a dimensão do que a fisioterapia de qualidade necessita. Com aparelhos novos e mais modernos os resultados serão com maior qualidade, uma vez que o quadro de evolução dos pacientes com deficiência motora ou neuropsíquico serão refletidos no dia a dia”, afirmou. 

O esforço das fisioterapeutas foi testemunhado por uma cadeirante da Casa da Hospitalidade, ao salientar a atenção do Judiciário para essa área. Ela crê que novos aparelhos serão de grande importância no tratamento dos amparados. “Quando cheguei à instituição tinha muita dificuldade com o braço direito. O trabalho a que fui submetida me ajudou bastante. Como podem comprovar hoje movimento sem dificuldades e sinto que posso ir além das minhas limitações”. 

Na solenidade, a servidora da equipe psicossocial do Juizado, Ângela Martins, agradeceu as parcerias e o apoio dos integrantes do Judiciário, na ação, ao doarem roupas e outros materiais à realização do 1º Bazar Júris e os donativos descontados, com consentimento, em folha de pagamento. 

A juíza Ilana Kabacznik Luongo, responsável pela área de medidas e políticas públicas, ressaltou a aprovação e o amparo do Tribunal de Justiça, de ter aberto as portas para concretizar ação de tão significante contribuição. E pontuou, ainda, que, muito mais que o valor monetário, está a garantia da equipe de fisioterapia poder prestar um trabalho de qualidade, tendo em vista um digno tratamento aos acolhidos da instituição. “Sozinho não se consegue fazer muita coisa. O esforço de todos da Justiça do Amapá garante essa alegria”. 

O evento foi abrilhantado com a apresentação de um balé formado por crianças, adolescentes e adultos da Casa e também pela Orquestra Essência, uma das parceiras nas ações do Juizado. Integrantes da Casa da hospitalidade e parceiros prestigiaram o acontecimento.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Educandário Religioso de Santana recebe doação de micro-ônibus

O Governo do Amapá através da Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social e o Ministério da Defesa (pelo Programa Calha Norte) objetivou, em agosto de 2012, o pedido de aquisição de um micro-ônibus para o Educandário Dom Alexandre/Betânia (Casa da Acolhida), localizado no município de Santana, conforme uma indicação parlamentar, publicada para o Orçamento Geral da União de 2012 (nº 11350009), de autoria da Deputada Federal Janete Capiberibe (PSB-AP), visando, assim, garantir o acesso à população demandatária de sua ação bem como o atendimento de crianças e adolescentes de ambos os sexos de faixa etária de 10 a 18 anos que ora se encontravam em situação de risco pessoal e social. 

Haja vista que este Educandário já atendia cerca de 150 crianças e adolescentes vítimas de violências domésticas abusos e exploração sexual. Nele, são oferecidos cursos a esse público através de regime de internato e educação integral, objetivando promover o fortalecimento dos laços familiares e comunitários, garantindo assim inclusão social e possibilidades de integração à sociedade melhorando ainda a qualidade de vida as oportunidades de lazer e expressão da cidadania. Essas crianças e adolescentes já necessitavam de cuidados especiais e de políticas públicas voltadas ao atendimento de suas necessidades. 

Porém, somente na última terça-feira (09/09), que o educandário receberia o novo micro-ônibus, que agora contemplará todas as atividades internas e externas dessa instituição religiosa, pois, além da proteção integral às meninas, também ofertam cursos em parceria com várias organizações governamentais e não governamentais e a sociedade santanense é que ganhará com esses feitos sociais. 

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania de Santana (Semasc), através de sua secretária Socorro Sandin, também fez parte deste projeto que torna-se realidade, viabilizando nas parcerias de contato para agilizar na aquisição do veículo. 

O valor total de aquisição do micro-ônibus foi de R$ 330 mil, sendo R$ 300 mil repassados pela União (OGU), e o restante (R$ 30 mil) numa contrapartida do Poder Estadual.

Prefeitura de Santana beneficia Escolinhas de Futebol

A Prefeitura Municipal de Santana, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc), entregou na tarde do último sábado (06/09), para cerca de 20 instituições que desenvolvem a prática de esportiva de futebol infanto-juvenil, kits para serem utilizados por mais de 200 alunos que participam dessa modalidade. 

A solenidade, que aconteceu no Campo de futebol da Associação Esportiva e Recreativa do Bairro Jardim Paraíso (Aerpa), contou com a presença de diversas autoridades municipais e até estaduais, assim como a sociedade em geral. 

Segundo o Coordenador Municipal de Desporto e Lazer da Prefeitura de Santana, Biraga Rocha, a entrega do material demonstra claramente a preocupação do Executivo Municipal em relação ao esporte santanense. “O prefeito Robson Rocha tem visto a área de esportes em nosso município de uma maneira especial que no qual procura atender, dentro das condições da prefeitura, para estimular essas gerações de jovens e adolescentes que estão ingressando agora no futebol amador”, comentou Biraga, que também explicou sobre o procedimento licitatório para aquisição desses materiais esportivos. 

“Desde o início da gestão do prefeito Robson que venho recebendo pedidos solicitando a doação de materiais para escolinhas de futebol de Santana, tanto que a prefeitura achou mais viável abrir em junho passado uma licitação para a contratação de uma empresa que pudesse fornecer esses materiais dentro de um preço mais em conta, que não pudesse atingir o orçamento que seria utilizado em outros fins como a realização de alguns campeonatos que devem ocorrer ainda esse ano”, explicou Biraga sobre a contratação de uma empresa existente na capital (Macapá) que forneceria todo o material solicitado na licitação. 

Para a secretária Socorro Sandin Góes (Semasc), a ocasião também foi possível graças a diversas reuniões que foram realizadas por sua Secretaria Municipal e os diretores das escolinhas de futebol. “Fizemos várias reuniões com os diretores e monitores dessas escolinhas de futebol como forma de conscientiza-los sobre o uso e até a preservação desses kits que estão sendo entregues, para que no futuro possamos também formalizar novas parcerias com essas mesmas escolinhas”, falou a secretária Socorro Sandin, descrevendo que cada kit esportivo possui um par de luvas (goleiro), uma rede para traves, duas bolas de futebol e dez (10) camisetas personalizadas. 

Vale ressaltar que a Semasc/stn é o órgão executivo responsável pelas políticas sociais da Administração Municipal de Santana.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Hospital Estadual de Santana inaugura o novo refeitório nesta quarta-feira

O Hospital Estadual de Santana (HES) inaugura nesta quarta-feira, 10/09, o novo refeitório da instituição. O ambiente foi totalmente reformado e adaptado para atender as demandas de alimentação daquela unidade. A solenidade acontece às 9h. 

Segundo o diretor do HES, Eliseu Almeida, além do refeitório, a sala de recepção e sala de controle de alimentação também receberam serviços de melhorias. 

Com os ambientes de alimentação readequados, o hospital passa a oferecer um serviço de alimentação mais organizado e completo. O diretor Eliseu Almeida ressaltou que com a contratação da empresa Primo José, responsável pelo fornecimento dos alimentos, o hospital garante a oferta de 22 mil refeições/mês destinada a pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde. 

Em média, são servidas 500 refeições por dia aos profissionais de saúde e 150 refeições destinada a pacientes e acompanhantes. 

O diretor ressaltou que há mais de cinco anos o refeitório do Hospital Estadual de Santana não recebia nenhuma obra de reforma e adaptação. 

Revitalização
Além do Hospital de Santana, o Governo do Amapá revitalizou o refeitório do Hospital de Clínicas Alberto Lima. O ambiente conta com recepção, despensa seca, espaço para o pré-preparo dos alimentos, sala dos equipamentos operacionais desses processos alimentares, distribuição, refeitório para os funcionários e distribuição de alimentos, higienização de panelas e utensílios, entre outros.

Mais de 15 mil reais arrecadados no 1º “Juris Bazar” organizado pelo Juizado da Infância de Santana

O 1º Juris Bazar, organizado pelo Juizado da Infância e Juventude - Área de Políticas Públicas e Execução de Medidas, encerrou na quinta-feira passada (04/09) com a arrecadação de mais de 15 mil reais, destinados à Casa da Hospitalidade. 

Durante três dias, produtos doados por juízes, servidores e empresas parceiras foram vendidos no Juris Bazar, que ocorreu no Fórum da Comarca de Macapá. No primeiro momento, a arrecadação tem o objetivo de estruturar a seção de fisioterapia da Casa da Hospitalidade, em Santana. 

O projeto começou tímido, segundo a juíza Ilana Kabacznik Luongo, e foi ganhando proporções maiores, com o intenso apoio da administração do Tribunal de Justiça do Amapá, de juízes, servidores das diversas unidades do Judiciário e colaboradores. 

“O Judiciário abriu a doação com desconto em folha de pagamento aos servidores, o que possibilitou a colaboração com a ação. Estamos satisfeitos com esse resultado”. 

Durante os três dias da ação, além da grande movimentação para a compra dos produtos, houve ainda apresentação da Orquestra Essência, sob a regência do maestro Elias Sampaio e do Coral do Tribunal de Justiça do Amapá. 

A Juíza Ilana afirmou que esse é o primeiro Bazar de muitos que virão. A magistrada destacou ainda os bons resultado obtidos durante esse período. 

"Posso concluir que o bazar foi de fato um sucesso, as pessoas colaboraram tanto com doações quanto com aquisições. Os números foram acima do que a gente esperava". 

Segundo a Juíza, o que for arrecadado nas próximas ações do “Juris Bazar” será destinado ao Instituto do Câncer Joel Magalhães e à Associação Educacional e Cultural Essência”.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Candidata a estadual tem carro incendiado em Santana

No início da madrugada de ontem, 04/08, o carro da candidata a deputada estadual Helena Lima (PSDC),(detalhe), sofreu um incêndio em frente à casa dela, no bairro novo Horizonte em Santana. De acordo com levantamentos preliminares, O incêndio pode ser criminoso. 

Segundo a candidata, o motorista deixou-a em sua residência por volta das 23h30, onde chegou após cumprir agenda de campanha. O carro ficou estacionado em frente à residência, enquanto o motorista foi a uma lanchonete. 

“Nesse intervalo ocorreu o incêndio. Testemunhas disseram que um carro Celta de cor azul estava dando cobertura para dois homens que estavam em uma moto, aproximaram-se do veículo, e utilizando-se supostamente de uma garrafa pet com gasolina atearam fogo no carro, modelo S10 de placa NEY-7996”, ressalta Helena, informando que o veículo é utilizado para viagens de campanha. 

Familiares e vizinhos tentaram conter o incêndio que só foi controlado após a chegada do corpo de bombeiros. Helena Lima é irmã de Melquizes Lima que é ex-vice prefeito e ex-secretário de cultura e educação de Santana. 

Helena fala em perseguição política, pois desde que se candidatou a uma vaga no legislativo estadual vem sofrendo atentados. De acordo com ela, anteriormente a este fato, quatro homens encapuzadas e de posse de arma branca (tipo terçado) invadiram a chácara de sua propriedade, no Distrito do Coração, e ameaçaram um amigo da candidata que é pastor. 

A candidata registrou Boletim de Ocorrência na 2ª delegacia de Santana e pediu proteção policial, pois teme sua segurança e da família.

MP-AP recomenda à Prefeitura de Santana que veículos oficiais sejam identificados

O Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP), através da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, da Cidadania e do Consumidor da Comarca de Santana, expediu Recomendação ao prefeito do município de Santana, Robson Rocha, devido à falta de identificação nos veículos oficiais que estão a serviço da Prefeitura Municipal de Santana (PMS). A promotora de justiça Gisa Veiga recomenda que a medida seja tomada de imediato, incluindo os veículos que prestam serviço à administração pública municipal. 

O documento solicita que no prazo de dez dias a Prefeitura Municipal de Santana encaminhe a relação de veículos à disposição de cada secretaria municipal e os relatórios sobre as providências adotadas para o atendimento da Recomendação. 

Os veículos deverão ser identificados, externamente, por adesivos com o brasão do município contendo a frase legível de Uso Exclusivo em Serviço, além de dados que identifiquem o órgão ao qual pertencem, de forma que permita sua leitura a, pelo menos, 20 metros. 

Segundo a promotora Gisa Veiga, “a Constituição Federal já impõe o dever de agir com probidade e transparência na administração da coisa pública, compelindo o gestor público a envidar seus melhores esforços no sentido de permitir amplo controle social e institucional sobre seus atos, fazendo-se necessário, portanto, identificação de todos os veículos à disposição da administração municipal de Santana, para garantir melhor controle e fiscalização do uso da coisa pública’’. 

Destacou, ainda, Gisa Veiga, que a recomendação tem eficácia imediata e a sua desobediência acarretará responsabilidade no âmbito administrativo, civil e criminal dos envolvidos. O prefeito de Santana deverá, também, manter cadastros atualizados dos veículos próprios e alugados.

Caesa licita projetos de saneamento para Macapá e Santana

A Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), realiza licitações e contrata empresas para a elaboração de projetos de macrodrenagem para Macapá e Santana. 

De acordo com o diretor-presidente da Caesa, Ruy Smith, o Amapá dispõe de R$ 16 milhões, destinados somente a elaboração desses projetos. Os recursos foram liberados em 2013 pelo Governo Federal, através do Ministério das Cidades, como resultado da credibilidade do Amapá, resgatada junto à União. 

Com a conclusão dos projetos, o passo seguinte será a captação de recursos para a execução das obras, cujos resultados concretos deverão ocorrer, segundo Ruyh Smith, dentro de 15 a 18 meses. 

"Como o Amapá não dispõe de recursos necessários para o tamanho dos investimentos, o passo seguinte será captar esses recursos. Há várias instituições onde é possível buscar financiamento para mudar a realidade do saneamento básico em Macapá e Santana", acredita. 

Com os projetos prontos, a expectativa do Governo do Amapá é captar entre R$ 480 milhões a R$ 700 milhões para esgoto e drenagem nas duas maiores cidades do Estado. Quanto aos demais municípios, Ruy Smith afirma que a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) trabalha na elaboração de projetos para atender dez deles, devendo também alocar recursos para a execução das obras. 

Os projetos fazem parte da política de investimento em saneamento básico, iniciada em 2011 pelo atual governo, com a elaboração de projetos e a destinação de recursos para abastecimento de água. Atualmente, o Estado investe mais de R$ 300 milhões na construção de sistemas abastecimento de água tratada para atender à população de 14, dos 16 municípios amapaenses. 

Na capital Macapá, são mais de R$ 200 milhões em água e outros R$ 13 milhões na recuperação da rede de esgoto.

Tensão em Santana entre vigilantes da LMS e nova empresa

A polêmica em torno do contrato da vigilância das escolas estaduais pode terminar de forma inusitada e com violência. Vigilantes da empresa LMS estariam sendo ameaçados por vigilantes da empresa que venceu a licitação, mas que teve o resultado suspenso por uma decisão da Justiça há cerca de duas semanas. O temor é que existam casos de agressão entre os funcionários das duas empresas. No município de Santana, desde a noite de domingo (30/08) já tem escola com vigilantes das duas empresas. 

Em junho, a Secretaria de Educação do Estado (Seed) anunciou o fim do processo de licitação para contratar a nova empresa, mas o resultado foi suspenso pelo juiz João Guilherme Lages depois que o Sindicato das Empresas de Vigilância alegou irregularidades como, por exemplo, o prazo de 30 minutos para recurso. 

Enquanto a Justiça não decide em definitivo, em Santana os ânimos andam exaltados. Vigilantes da LMS dizem que estão sendo abordados por funcionários de outra empresa e “intimados” a abandonar os postos. Em uma escola no Bairro Provedor I, há dois vigilantes com uniformes diferentes. “Supervisores estão nos orientando a registrar as ameaças no livro de ocorrência e chamar a polícia”, comentou um vigilante da LMS.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Prefeitura promove audiência pública para debate sobre cursos do câmpus Santana

Na última sexta-feira (29/08), o Instituto Federal do Amapá (Ifap) realizou em Santana uma audiência pública com objetivo de identificar as demandas e os indicadores populares para os cursos a serem ofertados pela instituição com a implantação do Câmpus no município. A audiência aconteceu na Câmara Municipal de Vereadores e contou com a presença de autoridades, organizações sociais, representantes da iniciativa privada e alunos da rede pública. O ato marcou um momento importante para a implantação do Câmpus Santana, sendo resultado dos trabalhos da Comissão Mista formada por servidores do Instituto Federal, Prefeitura de Santana, Câmara dos Vereadores e Sociedade Civil Organizada. 

O Reitor em exercício e presidente da Comissão de Implantação, professor Mário Rodrigues, destacou a atuação do Ifap nesses quatro anos no estado e em números apresentou os avanços da instituição. As estimativas de avanços estruturais correspondem, disse Rodrigues, em investimentos de cerca de R$ 128 milhões. Segundo ele, além do crescimento estrutural, o investimento na qualificação dos técnicos e docentes e a qualificação profissional refletem os bons resultados. 

“Isso é só o começo, a educação pública e com qualidade é o nosso compromisso. Essa é a nossa missão. Neste momento teremos uma nova oportunidade de iniciar um novo processo nessa longa caminhada” destacou o reitor em exercício. 

A diretora geral do Câmpus Santana, Angela Irene Farias de Araujo Utzig, agradeceu àqueles que “acreditaram na realização desse processo” e destacou a importância do município como local estratégico para o desenvolvimento do estado, além do empenho do Ifap para colaborar com este processo. 

O momento mais significativo da audiência pública correspondeu a apresentação da proposta da Comissão Mista para os cursos. A diretora de Ensino do Câmpus Santana, Hanna Patrícia, destacou os eixos tecnológicos e os cursos técnicos sugeridos foram: Eletromecânica, Comércio Exterior, Logística, Marketing, Transporte Aquaviário, Comunicação Visual, Rádio e Televisão, Paisagismo e Publicidade. 

Os presentes na audiência pública responderam ao questionário sugerindo os cursos com base na proposta apresentada. O questionário será analisado pela comissão que emitirá parecer com o resultado da audiência.

MP-AP celebra Termo de Cooperação Técnica com o município de Santana

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), representado pela Procuradora Geral de Justiça, Ivana Cei, celebrou no dia 11 de agosto passado, um Termo de Cooperação Técnica com o município de Santana, representado pelo prefeito da cidade, Robson Rocha. A intenção é implantar o projeto “Círculos Restaurativos” focado em famílias imersas em situações de conflitos, como forma de complementar a atuação do poder judiciário, Ministério Público do Amapá, Prefeitura de Santana e Instituições da Rede de Atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e demais órgãos de amparo às famílias na esfera municipal. 

Caberá ao município de Santana designar servidores, preferencialmente efetivos, para participar do curso de Formação de Facilitadores de Círculos Restaurativos. “Vamos colaborar oferecendo apoio logístico, sempre que um círculo restaurativo puder ser realizado nas instalações de órgãos ligados à Prefeitura de Santana”, ressaltou o prefeito Robson Rocha. 

O Ministério Público do Amapá se incumbirá de fornecer dados, informações, apoio técnico e material necessários, além de orientar e supervisionar as ações do Termo de Cooperação, através da equipe de coordenação do projeto. “Iremos fornecer nossas instalações para execução do termo, além de disponibilizarmos material de expediente e ambiente adequado ao atendimento das famílias, a ser executado na Promotoria de Justiça de Santana”, frisou Ivana Cei. 

Participaram da assinatura do documento a promotora de Justiça Silvia Canela, da 2ª Promotoria Cível de Santana, a juíza Michelle Farias, do Juizado de Violência Doméstica de Santana, duas das responsáveis pela execução do projeto, e, ainda, a juíza Larissa Antunes, da Vara de Infância e Juventude de Santana. 

Projeto Círculos Restaurativos 
O uso da metodologia dos “Círculos Restaurativos” objetiva disseminar a concepção e os valores de uma cultura de paz, respeito e tolerância junto à comunidade local. Nesse sentido, será criado o espaço de colhimento, um ambiente de diálogo seguro e respeitoso entre as partes envolvidas em determinado conflito. 

O primeiro curso de capacitação para “Facilitadores de Círculos Restaurativos” está ocorrendo na Procuradoria Geral de Justiça, divididos em três módulos, cujos custos serão rateados entre as instituições parceiras, MP-AP e Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJAP). O serviço de atendimento às famílias em conflito será implantando inicialmente na Comarca de Santana.

Gestores debatem sobre Concurso Público em Santana

Diretores e chefes de setores municipais da Prefeitura de Santana estiveram reunidos no início de agosto (04/08), para debaterem sobre a realização de Concurso Público para o quadro de servidores do município. 

De acordo com a secretária municipal de Administração de Santana, Izabel Silva, o andamento das atividades de todo processo vem sendo acompanhado por membros do Ministério Público do Estado, como forma de garantir maior credibilidade no certame que deve ter seu Edital lançado ainda esse ano. 

“A participação do Ministério Público transparece para a sociedade o tamanho da nossa seriedade sobre esse concurso. Esperamos concluir nos próximos dias com essas reuniões e repassar um relatório para o prefeito Robson Rocha antes do dia 15 de setembro. Acreditamos que esse Edital deva ser lançado, no máximo, no início de 2015”, explicou a secretária Izabel Silva sobre as reuniões realizadas, esperando agora concluirem um levantamento necessário para saberem a quantidade de vagas a serem oferecidas no edital. 

Na atual gestão municipal, o Edital recém-lançado pela Prefeitura de Santana, foi o concurso público para preencher 08 vagas na Companhia Docas de Santana, nas áreas técnicas e administrativas. 

Outras informações sobre esse processo de realização do concurso e suas principais decisões serão divulgadas em um link especifico no site da Prefeitura de Santana.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Estudantes santanenses protestam contra descaso do Governo do Amapá

Na manhã desta terça-feira (02/09), quem precisou passar pela Rua Salvador Diniz, uma das principais de Santana (nas proximidades do Hospital Estadual de Santana), se deparou com um forte aparato estudantil. 

Alunos da Escola Estadual Augusto Antunes, ocuparam parte da via com cartazes e muito barulho, para chamar a atenção do governo do Amapá. Alguns estudantes usavam nariz de palhaço. Motoristas precisaram forçar o acelerador para conseguir passar. Por pouco, alguns estudantes não foram atropelados. 

Filas enormes carros e motos se formaram em frente à escola. Os estudantes estavam decididos a não deixar ninguém passar. A polícia foi chamada. 

Os alunos afirmam que o colégio, apesar de está recebendo reforma, continua sem estrutura. Um dos pavilhões que já foi entregue pelo estado, apresenta vários problemas. 

Eles cobram ainda agilidade, nos serviços de manutenção da quadra esportiva. Segundo o diretor da escola, os serviços continuam, mas em ritmo lento. 

"É inadmissível! Essa é uma escola tradicional e o Camilo faz isso? Covardia com nós estudantes. Quando chove aparecem as goteiras no pavilhão que ele já entregou. E mais, esse tal de governador ainda mostra no horário político a escola, dizendo que está tudo bem" disse estudante Ronaldo Beijamim, vice presidente da União Municipal dos Estudantes - UMES.

Sem tendas, população aguarda atendimento bancário sob sol escaldante em Santana

População aguarda debaixo de sol escaldante Desde a semana passada que centenas de pessoas enfrentam duas grandes batalhas ao procurar...