sábado, 30 de junho de 2018

“Arma branca”: Morte de homem assusta moradores da Ilha de Santana

Luiz André foi morto com vários golpes
Com traços bárbaros de crueldade, um homem de 26 anos foi morto com vários golpes de “arma branca” no distrito da Ilha de Santana. 

Segundo as autoridades policiais, o fato ocorreu nas primeiras horas deste sábado (30). 

De acordo com uma versão mantida pela polícia, os motivos teriam se originado de discussões conjugais entre um casal (que não tiveram os nomes revelados pelas autoridades). 

A vítima, identificada pelo nome de Luiz André de Souza – mais conhecido como “Parceiro” – de 27 anos, estava na casa de uma mulher (aparentemente comprometida) quando o acusado teria invadido o imóvel, vindo a desferir Luiz com diversos golpes de “arma branca”. 

“O que me falaram foi que a mulher estava brigada com o namorado e pra fazer ciumes enviou uma foto da vitima de cueca dormindo e o namorado veio tira satisfação e matou o rapais dormindo”, assim disse um parente da vítima, pelas redes sociais. 

Ainda segundo versões, o casal envolvido no crime teria levado o corpo de Luiz para uma área de mata e depois se evadido do local. 

Até o fechamento dessa matéria, a Polícia Militar de Santana ainda não havia localizado os envolvidos no crime.

Residência de dois andares em Santana é parcialmente destruída em incêndio

Um prédio de madeira e alvenaria onde funciona uma residência e uma mercearia foi alvo de um incêndio na madrugada deste sábado (30/06) na comunidade de Delta do Matapi, no município de Santana. 

Quartos e parte da cozinha do local foram atingidos, mas ninguém ficou ferido. 

A causa do fogo ainda não foi identificada e as chamas foram controladas rapidamente. 

Os moradores não detalharam os prejuízos, mas informaram a Polícia Militar (PM) que muita mercadoria do comércio foi destruída.

Em Santana, ex-gerente é presa suspeita de desviar cerca de R$ 500 mil de hotel

Ex-gerente é suspeita de desviar R$ 500 mil
A Polícia Civil cumpriu na manhã deste sábado (30/06) um mandado de prisão preventiva contra uma jovem de 25 anos. Ela é suspeita de desviar cerca R$ 500 mil de um hotel localizado no Centro de Macapá quando exercia a função de gerente. 

Conforme a investigação, a jovem efetuava pagamentos de boletos relacionados a falsos custos do empreendimento. A prisão aconteceu na cidade de Santana, onde ela morava. A imprensa não conseguiu contato com a defesa até a última atualização desta reportagem. 

A polícia informou que o crime teria sido praticado no período de aproximadamente dois anos, mesmo tempo em que ela veio morar no estado. A ex-gerente é natural de Sorriso, interior do estado de Mato Grosso. A investigação deve ser estendida para saber se ela já praticava o crime em outros lugares. 

Segundo a delegada Joseane Carvalho, que está à frente do trabalho, a jovem ostentava um padrão de vida muito acima do salário que recebia no cargo de gerente. Ela fazia compras de produtos de grife e, constantemente, viajava.

Informações do G-1 Amapá

Novo espaço reconhece e valoriza pescadores de Santana: “Eles fomentam nossa economia”

Em meio a um discurso curto, mas firmemente direcionado à classe de trabalhadores que desenvolvem ações na área pesqueira, o vereador de Santana Dr. Fabiano foi uma das muitas autoridades que também reconhece a importância da categoria para a economia do segundo maior município amapaense. 

Ele esteve presente entre centenas de pessoas e outras autoridades políticas durante a entrega da Casa do Pescador, ocorrido no final da tarde desta sexta-feira (30/06) na Ilha de Santana. 

Para Fabiano, o local demonstra o valor que se coloca dos trabalhadores que diariamente contribuem com o desenvolvimento e a economia da cidade. 

“São pessoas que não apenas fomentam nossa economia, como também desenvolvem inúmeros serviços de apoio comunitário”, disse o vereador santanense, que também reconheceu o papel de outras autoridades para a concretização da referida obra. 

“Não é apenas o Governo do Estado, mas as entidades que amparam essa categoria que estão de parabéns pela iniciativa de valorizar o trabalhador ribeirinho que muito faz pelo nosso povo”, disse. 

A Casa do Pescador é tida como a maior construída com recursos públicos no país. Autor da emenda parlamentar que possibilitou a sua construção foi o ex-deputado federal Bala Rocha que fez alguns comentários sobre o empreendimento. 

“Trata-se de uma belíssima obra que contempla não apenas a Ilha de Santana, como também todo o município e as comunidades ribeirinhas, com amplas salas para informática, atendimentos médicos, psicológico, jurídico e social, construída pelo governo do estado por meio de uma emenda parlamentar que destinei entre 2012 e 2013, o que mostra que infelizmente o processo de liberação de emendas é muito lento, pois a obra só está se tornando realidade agora em 2018; de qualquer maneira deu certo, o nosso objetivo foi cumprido e Santana ganha a maior Casa de Pescador do Brasil feita com recursos públicos do Brasil”, comemorou Bala Rocha, arrematando: 

“Aqui estamos inovando, tem auditório para cerca de 200 pessoas e vai ter o trapiche também, que está sendo construído, permitindo o acesso direto de embarcações na Casa, que conta, ainda, com espaço amplo ao redor do imóvel para construir outros benefícios, como área de lazer e uma escola de pesca, por exemplo. Quero parabenizar a Colônia de Pescadores, todos os pescadores amapaenses em nome do Vivaldo e do Raimundo Nobre. A programação de inauguração é ampla, com atendimento médico e social durante todo o dia e à noite toda será de festa, com um forrozão psara comemorar essa grande conquista de todos os amapaenses”, disse. 

Situado na Ilha de Santana, o novo espaço tem sete salas distribuídas, onde estarão lotados serviços de assistência social, jurídica, além de oferecer serviços técnicos relacionados à área de pesca. 

O local também conta com um auditório para mais de 200 pessoas a ser utilizado em programas de atendimento social e de saúde, reuniões e congressos da categoria.

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Presos por oferecer falsas vantagens para créditos na Afap são soltos pela Justiça

Após audiência de custódia nesta sexta-feira (29/06), a juíza Eliana do Nascimento Pingarilho revogou a prisão em flagrante dos três homens detidos por suspeita de estelionato em Santana. 

Eles foram detidos após denúncias de que ofereciam falsas vantagens para créditos de financiamento da Agência de Fomento do Amapá (Afap), órgão do governo do estado que oferece empréstimos a microempresas. 

O trio vai responder ao crime em liberdade, pois segundo a juíza, a prisão não vai afetar o andamento do processo. Foi apontado também que eles não tem antecedentes criminais, possuem residência fixa e ocupação ilícita. A liberação foi mediante fiança de R$ 600 para cada um. 

A Polícia Civil fez a prisão na quinta-feira (28) quando o grupo recebia o dinheiro de uma das vítimas. De acordo com as investigações, dois homens do grupo, um empresário, de 54 anos, e um técnico em construção civil, de 51 anos, se passavam, respectivamente, por presidente da Afap e por assessor da presidência da agência. 

Eles buscavam as empresas e apresentavam uma ficha de cadastro, que qualquer empresário tem acesso nas unidades da Afap. O trio cobrava de R$ 1 mil a R$ 5 mil de microempreendedores e empresários em troca de falsas vantagens para garantir linhas de crédito. 

O grupo também atuava usando roupas sociais, e, com isso, conseguia ter a confiança das vítimas, disse a 2ª Delegacia de Polícia, que fez a prisão. 

O terceiro envolvido, um técnico em contabilidade, de 41 anos, não teria se apresentado como funcionário da Afap, mas seria um mediador de informações das vítimas para os outros homens que foram presos. 

A Afap informou que nenhum dos presos é vinculado ao órgão e que a agência não realiza esse tipo de abordagem. Ainda não há informações se há outros envolvidos no esquema. 

A delegacia informou que 12 pessoas já haviam feito denúncias como vítimas do grupo. Também não há um valor fechado de quanto teria sido pago aos estelionatários.

Informações do G-1 Amapá

Virada Afro Cultural agita a cidade de Santana

Programação começa nesta sexta-feira (29)
A segunda maior cidade do Amapá já está no pique da Virada Afro Cultural, realizada pela Fundação Cultural Palmares (FCP). Embora a programação oficial aconteça da sexta-feira (29) a domingo (1º), várias atividades já ocorrem no município. 

A solenidade de abertura será nesta sexta-feira, às 17h, na Feira AfroCultural, na Avenida Santana, e contará com a presença do presidente da Fundação Palmares, Erivaldo Oliveira. 

Nestas terça-feira (26) e quarta-feira (27), foi realizada na Casa do Idoso a Qualificação de Professores, Gestores Educacionais e Coordenadores Pedagógicos da Rede Municipal de Ensino por meio do projeto Conhecendo nossa história: da África ao Brasil. 

Haverá feira com empreendedores negros
Esta iniciativa da Fundação Palmares, em parceria com a prefeitura local e o Ministério da Educação (MEC), promove a educação da cultura afro-brasileira nas escolas junto com a discussão de temas importantes para a população negra, como racismo, intolerância religiosa e promoção da mobilidade social. 

De quinta-feira (28) a sábado (30), Januário Garcia ministra a Oficina de Fotografia em Celular, também na Casa do Idoso, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Na sexta-feira, o fotógrafo faz um passeio com os alunos para uma aula prática usando os conhecimentos adquiridos. No sábado, às 18h, Januário inaugura sua exposição Herança Viva, no mesmo lugar da oficina. 

Naná Martins está na programação da Virada Afro
Música 
As apresentações artísticas integram outro importante momento da Virada. No sábado, a partir de 18h, na Avenida Santana, grupos culturais locais animam o público. Às 22h, sobem ao palco as cantoras Naná Martins, de Alagoas, e Grazzi Brasil, ex-participante do programa The Voice Brasil, da Rede Globo. 

Em seguida, o tempero baiano agita a Virada. O grupo Olodum promete chacoalhar os amapaenses com a força dos seus tambores. À meia-noite, Margareth Menezes fecha a festa. Com mais de três décadas de carreira, a cantora e compositora mostra a força das raízes afro em sua combinação de gêneros como samba, pop, axé e reggae. 

Outra capacitação da Virada Afro Cultural é o Curso de Elaboração e Gestão de Projetos Culturais, na Casa do Idoso. Uma das grandes lacunas na área cultural no Brasil diz respeito justamente à dificuldade dos agentes desenvolverem seus projetos de acordo com as exigências legais, o que muitas vezes termina na desclassificação e, consequente, impossibilidade de captação dos recursos. 

Serviço 

3ª Virada Afro no Amapá 
Dias: de 29 de junho a 1º de julho (sexta-feira a domingo) 
Hora: a partir das 17h 
Local: corredor da Avenida Santana, no Centro da cidade 

Oficinas 

Fotografia em Celular 
Datas: de 28 a 30 de junho (de quinta-feira a sábado) 
Hora: das 8h às 12h e das 14h às 18h 
Local: Casa do Idoso 

Curso Elaboração e Gestão de Projetos Culturais da Escola Olodum 
Dia: 28 de junho (quinta-feira) 
Local: Casa do Idoso 
Hora: 10h 

Exposição Herança Viva 
Dia: 30 de junho (sábado) 
Hora: 18h 
Local: Casa do Idoso 

Programação cultural 

29 de junho – sexta-feira 
17h – abertura da Feira AfroCultural, na Av. Santana 
24h - Show do Grupo Olodum 

30 de junho (sábado) 
18h - grupos culturais locais 
22h – shows de Naná Martins e Grazzi Brasil 

1º de julho (domingo) 
24h - Show de Margareth Menezes

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Em Santana, estelionatários são presos oferecendo linha de crédito em nome da Afap

Três homens foram presos na tarde desta quinta-feira (28/06) acusados de estelionato no município de Santana, distante 17 quilômetros de Macapá, durante uma ação da 2ª Delegacia de Polícia Civil (2ª DP) sob comando da delegada Luiza Maia. 

Segundo a delegada, os homens presos se passavam por servidores da Agência de Fomento do Amapá (Afap) e ofereciam liberação de créditos de até R$ 150 mil para pequenos empreendedores com a promessa deliberar o crédito em no máximo 15 dias, mediante pagamentos que variavam entre R$ 1 mil e R$ 5 mil. 

“Eles se apresentavam sempre muito bem trajados, com fichas cadastrais que podem ser acessadas por qualquer cidadão que queira realizar uma proposta de empréstimo junto à Afap, e conheciam de certa forma o trâmite legal de empréstimo. Eles diziam que conseguiam liberar o crédito de forma célere, mas para isso cobravam uma porcentagem. Inclusive, no momento das prisões eles estavam recebendo esse adiantamento de uma das vítimas que havia feito a denúncia”, revelou a delegada, acrescentando que mais de uma dezena de pessoas já haviam procurado a delegacia para denunciar a fraude. 

O mentor do grupo foi identificado como José Gregório de Almeida, de 54 anos, que se apresentava como gerente da agência. Os outros dois são Francinaldo Loureiro dos Santos – que se passava por subgerente – e Carlos Lopes Marques, que seria o contador do grupo. 

“Serão indiciados por estelionato e ainda vamos verificar a questão de uso de documento público na aplicação do golpe. Pedimos a todas as pessoas que foram vítimas dessas pessoas que nos procurem para formalizar a denúncia”, alertou a presidente do inquérito. 

A Afap informou que nenhum dos presos foi ou é servidor da agência, e que nunca realiza esse tipo de abordagem, explicando que é o interessado em obter o crédito que procura a central, e que não existe de forma alguma pagamento para disponibilizar a liberação da linha de crédito. 

Os estelionatários diziam às vítimas que conseguiriam o crédito, mesmo que a pessoa estivesse negativada juntos aos órgãos de proteção ao crédito, e que a liberação sairia em até no máximo 15 dias. Porém, o processo oficial de análise, aprovação e liberação dos recursos leva em média 90 dias. 

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

Operação ‘Actum Est’ reprime tráfico de drogas em Macapá e Santana

A Polícia Civil (PC) deflagra na manhã desta quinta-feira (28/06), nos municípios de Macapá e Santana, a Operação ‘Actum Est’, que cumpre 43 ordens judiciais entre mandados de prisão, busca e apreensão. 

A operação ocorre de forma integrada com a Polícia Militar (PM), sob coordenação da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp). 

Cerca de 200 policiais civis e militares participam da operação. Em Macapá as ordens são cumpridas em bairros como Perpétuo Socorro e Cidade Nova, na zona leste da capital. Em Santana, um dos principais alvos é a Baixada do Ambrósio. 

O principal foco da operação é o combate ao tráfico de drogas. Até às 7h20 pelo menos três pessoas já haviam sido presas, sendo uma delas na fronteira dos bairros Pacoval e Cidade Nova, em Macapá, onde o delegado Sidney Leite, da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) comandou a prisão. Na casa do alvo foram encontrados cadernos de anotações e drogas, segundo as informações iniciais. 

A operação conta com apoio do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), de Santana, Batalhão de Força Tática (BFT), Batalhão de Operações Especiais (Bope), 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM), em Macapá, Núcleo de Operações e Inteligência (NOI), Departamento de Polícia Especializada (DPE) e Coordenadoria de Inteligência e Operações Especiais (CIOP) da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp). 

Reportagem: Elden Carlos e Jair Zemberg 
Fotos: Jair Zemberg 

Informações do Diário do Amapá

Ministério Público do Trabalho faz audiência pública sobre terminal pesqueiro de Santana

O Ministério Público do Trabalho no Amapá (MPT-AP) realizará no próximo dia 13 de julho (sexta-feira), a partir das 13h, audiência pública relacionada às condições de trabalho no Terminal Pesqueiro Público do município de Santana. O evento tem como objetivo debater com entidades, órgãos da administração pública e demais cidadãos interessados questões relacionadas ao Terminal. 

Estão sendo convidadas a participar da audiência autoridades federais, estaduais e municipais, além de representantes de entidades sindicais e colônias de pescadores do estado do Amapá. O evento acontecerá no auditório da Promotoria de Justiça do Ministério Público do Estado do Amapá (Complexo do Cidadão), na Avenida FAB, Macapá. 

Iniciada em 2005 e concluída em 2009, com custo de mais de R$3 milhões, o terminal foi entregue em 2012, mas nunca foi usado por pescadores. A Controladoria-Geral da União (CGU) identificou através de auditoria diversas irregularidades na obra, resultado do Convênio 42/00/2005 (SIAFI 537437), celebrado entre a então Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca (SEAP) e a Prefeitura Municipal de Santana (PMS). 

A CGU chegou a apontar o abandono e a falta de manutenção no local, inadequação no sistema de abastecimento de água, instalações incompatíveis para a atividade, falta de licença de operação, além de erros na execução da obra que causaram prejuízo financeiro de R$ 246 mil. A ausência de atividades no local desde 2009 está provocando prejuízos na estrutura e nos equipamentos, além da depredação do prédio e furto de objetos. 

Em julho do ano passado, o prefeito de Santana, Ofirney Sadala, esteve visitando o Terminal Pesqueiro para, segundo ele, conhecer a situação das máquinas da fábrica de gelo, instalada nas dependências do empreendimento. Atualmente o Terminal Pesqueiro pertence ao Ministério de Indústria, Comércio e Desenvolvimento, que teria o intuito é repassar a obra para a prefeitura.

Informações do Diário do Amapá

Empresa de energia solar inicia processo para se instalar no Distrito Industrial do Amapá

Representantes da Empresa de Energia Solar de Minas Gerais (Minasol) - Painéis Fotovoltáicos estiveram na Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (Agência Amapá) para tratar da implantação da fábrica de painéis solares para atender demanda de energia renovável nos mercados interno externo do Estado. Há seis anos atendendo várias regiões do país, a empresa encontrou no Amapá novas oportunidades mercadológicas e logísticas para exportação. 

Além de amplo mercado, localização estratégica no mapa e incidência solar na Linha do Equador, os benefícios fiscais da Área de Livre Comércio de Macapá e Santana e da Zona Franca Verde foram os principais atrativos para que os empresários da Minasol optassem por se instalar no Amapá. 

Durante reunião com a diretora-presidente da Agência Amapá, Tânia Maria, os empresários Cleverson Rosa e Carlos Braz, acompanhados do diretor comercial Abdias Pontes e da engenheira bioenergética Paula Fernandes, explicaram que a Minasol vê o Estado do Amapá como grande potência para os negócios. Eles afirmaram que a implantação no Distrito Industrial vai gerar cerca quinhentos novos postos de empregos diretos e indiretos, que devem contribuir, significativamente, para o fomento da economia local. 

“O Amapá é uma potência em crescimento e a Minasol já tem grandes demandas no Estado. Neste sentido, queremos aproveitar as vantagens da política de industrialização aqui desenvolvida e alinhar com a vontade do cliente de fugir dos altos preços da energia elétrica. Com a implantação da indústria iremos gerar novos postos de emprego e contribuir para o fomento da economia amapaense”, destacou Cleverson. 

Ainda de acordo com Tânia Maria, o Amapá estará sempre disposto a contribuir com a implantação de indústrias que venham, não só fomentar a economia como gerar emprego e renda, mas também ofertar alternativas que facilitem a vida do povo amapaense. 

“Estamos atentos a tudo que possa contribuir de forma significativa para desenvolver o Amapá. Energia solar é um serviço que vem crescendo e trazendo alternativas de economia para a população, e o caminho é este: ofertar propostas que atraiam investidores que façam, de fato, o crescimento acontecer”, salientou Tânia Maria. 

Segundo os empresários, a primeira instalação da Minasol no Amapá será nos próximos 30 dias: uma miniusina de energia renovável com capacidade para produzir 38.500kwh/mês, o maior empreendimento de energia renovável já construído no norte do país, segundo os donos da empresa, Cleverson Rosa e Carlos Braz. 

Quadro atual 
Ainda são poucos os prédios públicos e residências no Amapá que utilizam a energia solar. Com o incentivo do governo estadual, a expectativa é de que mais unidades consumidoras adotem o novo modelo de geração de energia. 

No ano passado, a Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) aprovou a criação de linhas de crédito, pelo Banco da Amazônia, para sistemas fotovoltáicos residenciais. A proposta foi feita pelo governador Waldez Góes, em 2017, durante o Fórum dos Governadores em Porto Velho (RO). 

BNDES 
Recentemente, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou mudanças no Programa Fundo Clima. A partir de agora, no subprograma Máquinas e Equipamentos Eficientes, pessoas físicas terão acesso a financiamentos para instalação de sistemas de aquecimento solar e sistemas de cogeração (placas fotovoltáicas, aerogeradores, geradores a biogás e equipamentos necessários). 

Trata-se de mais uma ação do BNDES para incentivar o cidadão brasileiro a investir em sustentabilidade e economia de energia. Os recursos poderão ser contratados em operações indiretas somente por meio de bancos públicos.

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Membros do judiciário de Santana participam de evento internacional sobre Direito Sistêmico

Os juízes Marcus Quintas e Larissa Noronha, titulares da 1ª Vara de Família, Órfãos e Sucessões da Comarca de Macapá e Vara da Infância e Juventude da Comarca de Santana, respectivamente, e a oficial de Justiça do TJAP, Artilamar Quintas, participaram do 1º Congresso Internacional Hellinger de Direito Sistêmico, que aconteceu na cidade de São Paulo/SP, nos dias 22 e 23 de junho. 

Os representantes do Amapá destacaram os pontos altos do evento: as palestras de Sophie Hellinger e do Juiz de Itabuna (BA) Sami Storch, que apontaram as possibilidades do Brasil se tornar o primeiro país com um Poder Judiciário de olhar sistêmico, sendo que tal movimento não ocorre em nenhum outro local com a força que vem ocorrendo no Brasil.

O juiz Marcus Quintas, que também é subcoordenador das Varas de Família do TJAP, falou da troca de experiências entre os mediadores sistêmicos de diversos países onde a prática é difundida nas mais diversas áreas do conhecimento, não apenas no setor jurídico, mas também nos ramos da pedagogia, psicologia e outros campos de atuação. 

“O Congresso foi um importante marco para difundir o Direito Sistêmico como prática integrativa e complementar para a resolução de conflitos no Judiciário Brasileiro. Representou um novo olhar mais humanizado ao processo, trazendo uma nova cultura para a gestão sistêmica pelo juiz dos casos submetidos a sua apreciação, onde o mais importante é a pacificação das partes”, enfatizou o magistrado. 

A 1ª Vara de Família, Órfãos e Sucessões de Macapá, da qual o juiz é titular, foi precursora no uso da Constelação Familiar no Judiciário amapaense, prática que vem sendo utilizada desde o início do ano de 2016. 

De acordo com a juíza Larissa Noronha, o Amapá já está inserido neste contexto do Direito Sistêmico. Na Vara da Infância e Juventude de Santana os exercícios sistêmicos são utilizados no curso de pretendentes à adoção, além do curso com Marilise Einsfeld que vem sendo desenvolvido para servidores e juízes. 

“Com mais de mil participantes de diversas áreas do conhecimento (direito, saúde, física, ciências exatas e humanas) e de todos os cantos do país, o compartilhamento de experiências com os colegas foi fantástica, nos encorajando para o uso ainda maior da percepção sistêmica no trabalho diário”, ponderou a magistrada. 

A juíza ainda destacou a exposição feita durante o painel da experiência do estado de Alagoas, onde são utilizadas as constelações para casais em processo de adoção e nas instituições de acolhimento. 

“O conhecimento das experiências encoraja e fortalece o caminho na utilização cada vez maior da técnica”, finalizou. 

A consteladora e servidora do TJAP, Artilamar Quintas, atualmente única profissional certificada em Constelação Familiar no Judiciário do Amapá, também esteve presente no Congresso. A servidora atua com a prática em processos da Justiça, sendo designada pelos magistrados das Varas de Família de Macapá.

terça-feira, 26 de junho de 2018

“Prefeito quer pagar despesas de sua casa com dinheiro público”, acusa vereador

Edil aponta serviços pessoais do prefeito na LDO
Um assunto bastante discutido nas redes sociais essa semana foi a inclusão de serviços de caráter pessoal do atual prefeito de Santana Ofirney Sadala na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). 

A situação foi amplamente abordada por diversos vereadores na sessão desta semana, que criticaram duramente a postura tomada pelo chefe do Executivo Municipal. 

“Isso é um absurdo, sou totalmente contra de um prefeito querer pagar despesas de sua casa com dinheiro público”, disse o vereador Anderson Almeida. 

Anderson postou nas redes sociais a cópia de um documento referente à LDO, destacando como prioridade da lista. 

“Essa é boa, em vez de colocar dinheiro pra melhorar a cidade, vão separar dinheiro pra custear serviços na casa do prefeito. Isso é o cúmulo mesmo”, declarou o servidor Antônio Cordeiro, em tom de indignação, na qual esteve acompanhando a sessão. 

O blog tentou contato com a chefia de gabinete da Prefeitura de Santana, mas até o fechamento dessa matéria, nenhuma Nota foi oficialmente divulgada.

Ministério realiza ação social neste sábado (30) em Santana

O Ministério Social da União de Mocidades das Assembleias de Deus de Santana (UMADSAN) tem a honra de convidar você e sua família para participar de uma grande Ação Social no dia 30/06 de 08h às 13h, no Vale da Bênção na Assembleia de Deus - Santana. 

Serão ofertados serviços dos profissionais da saúde: Médico, Enfermagem, Psicólogo e Massoterapia. Serviços Jurídicos e atendimento do Super fácil, entre outras ofertas, como Corte de Cabelo, Limpeza de Sobrancelha, Núcleo de Mediação e Práticas Restaurativas. 

Contamos com sua presença!

Moradores do bairro Fonte Nova estão sem água nas torneiras há dez dias

Ficar um dia sem o bem mais precioso do mundo – a água - já é difícil, imagine ficar por mais de dez (10) dias seguidos. É o que moradores do bairro Fonte Nova, situado na área norte de Santana, estão enfrentando com a falta d’água na comunidade. 

A denúncia foi feita ao blog pelos próprios residentes e eles mesmos falaram que isso é um problema constante, que ocorre há anos. 

As avenidas mais afetadas do bairro são a 15 de novembro e a José de Anchieta. 

De acordo com a dona de casa Edinalva Feitosa, de 36 anos, a falta da água tem causado transtornos e chegou até o ponto dela ir para uma casa de uma amiga para lavar roupas do marido, um motorista carreteiro. 

“Tive que fazer isso, se não ele iria trabalhar de roupa suja e os problemas só iriam aumentar”, disse. 

Já a pensionista Josefa do Socorro relatou que já gastou mais de R$ 50 em garrafões de 20 litros. Segundo ela, este foi o jeito que encontrou para ter água em casa. 

“Nós precisamos de água para fazer tudo em casa: comida, lavar louça, para beber, tomar banho, então com mais de 10 dias sem tive que comprar do meu bolso mesmo”, relatou. 

A nora dela, Silvana, contou também que precisou ir a casa de amigos de outros bairros para poder fazer os serviços. “Nossa vida ficou muito mais complicada”, disse. 

Estima-se que mais de 10 mil pessoas estejam sofrendo com a falta de água no bairro. A gerência da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) em Santana foi procurada pelo blog, mas ninguém quis se pronunciar oficialmente sobre a situação.

Comunidade em Santana está há cinco dias sem energia elétrica

A comunidade da Ilha de Santana, localizada em frente à sede municipal está sofrendo há quase uma semana pela falta de energia elétrica. 

O assunto foi pautado na sessão desta terça-feira (26/06) pelo vereador da cidade Dr. Fabiano, que não poupou crítica sobre a situação que os moradores da localidade estão atravessando. 

“Não vamos ficar calados! A ilha pede socorro. Já fizemos vários requerimentos e ofícios a CEA , a maioria foi atendido, porém os problemas de infraestrutura permanecem”, disse o vereador, no plenário do legislativo. 

A comunidade tem mais de seis mil habitantes, onde a maioria desenvolve trabalhos de produção rural, onde já apresentando seus sinais de prejuízos. 

“A ilha tem um problema sério nos Geradores de Energia , sobrecargas é uma má infraestruturas atrapalha toda a distribuição de energia , sem contar também as inúmeras ligações clandestinas que também influenciam diretamente nas conta de energia”, apontou o vereador. 

Procurada pelo blog, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou que além das constantes sobrecargas no sistema de distribuição que atende a ilha, um defeito no cabo que atravessa o rio também vem apresentando problemas e que providências já estão sendo tomadas para normalizar a situação o quanto antes.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Comarca de Santana realiza Blitz de Combate às drogas nesta terça (26)

A Comarca de Santana, por meio da Vara da Infância e Juventude e do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), realizará, nesta terça-feira (26), uma blitz educativa de sensibilização em referência ao Dia Internacional de Combate as Drogas. 

A data foi escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para combater e alertar a população sobre os riscos do uso de drogas. 

Segundo Lauro Luz, coordenador do Comissariado, a campanha tem como objetivo principal conscientizar crianças, adolescentes e responsáveis sobre os malefícios do uso de narcóticos. 

“Queremos incentivar a denúncia transformando-a em uma estratégia eficiente de apuração e combate à impunidade”, acrescentou. 

A ação será realizada em frente ao Fórum da Comarca de Santana, a partir das 8 horas, e contará com o apoio do Gabinete Militar do TJAP, Delegacia Especializada da Infância e Juventude de Santana, Conselho Tutelar de Santana, 4° Batalhão da Polícia Militar, Batalhão de Policiamento Rodoviário, Escolas Estaduais e Municipais, Superintendência de Trânsito e Transportes de Santana (STTRANS) e Centro de Atendimento as Famílias – Pastoral Familiar da Paróquia da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 

SERVIÇO 
Situações de uso ou comércio ilegal de drogas, especialmente envolvendo crianças e adolescente, podem ser denunciadas pelos seguintes canais: 

- Vara da Infância: Whatsapp: 98414-0423; telefone: 0800-285-1581; pela internet (via formulário eletrônico) no portal www.tjap.jus.br 

- Conselho Tutelar: 99169-3597 

- Polícia Militar: 190; Whatsapp: 991634084 

- Delegacia da Infância e Juventude: 3283-2920 

- Disque Denúncia: 100

domingo, 24 de junho de 2018

Apoiado por alianças regionais, Drº Fabiano lança sua pré-candidatura a deputado estadual

O vereador do município de Santana, Dr. Fabiano Leandro, lançou na noite deste sábado (23/06), sua pré-candidatura a deputado estadual pelo PR no Estado. A presença do governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), ampliou o ato junto à militância e lideranças regionais. 

No evento aberto pelo pastor Jasson Gomes, lideranças defenderam a política praticada por Fabiano no município. O líder do Executivo estadual, Waldez Góes, confirmou seu apoio, elogiando a atuação do parlamentar e disse acreditar no resultado expressivo na disputa pela vaga na Assembleia Legislativa. 

“Dr. Fabiano é um político que trabalha escutando e buscando soluções para os problemas que atingem o povo de Santana e seu novo projeto objetiva contemplar todo o Estado”, disse o chefe do executivo estadual. 

Com o apoio do partido que governa o Estado, e amparado por alianças regionais e lideranças comunitárias, o pré-candidato se mostrou confiante no novo desafio e vai trabalhar uma plataforma de pré-campanha pautada na necessidade de renovação. 

“Temos coragem para fazer diferente, é possível melhorar a vida das pessoas fazendo política séria. Quem me acompanha, já conhece o trabalho que desenvolvemos na Câmara de Vereadores, e é com esse mesmo compromisso que vamos chegar ao restante do Estado. Vai ter Dr. Fabiano sim, pela mudança que queremos, pela renovação que a nossa juventude tanto deseja”, finalizou o parlamentar.

PM encontra 28 quilos de carne de jacaré sendo vendidos ilegalmente em Macapá

Flagrante foi feito em bairro de Macapá
Cerca de 28 quilos de carne de jacaré foram apreendidos na manhã deste domingo (24/06), em Macapá. O material estava sendo comercializado ilegalmente em uma rua do bairro Marabaixo 4, na Zona Oeste. Uma pessoa foi presa pelo Batalhão Ambiental que fez o flagrante. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), a equipe foi informada sobre a irregularidade na Travessa Vasco da Gama por denúncia anônima. A maioria da carne que estava sendo comercializada era de animais filhotes. 

O homem que foi preso pela irregularidade informou à equipe que recebeu o produto de fornecedores da Ilha de Santana, no município da Santana, a 17 quilômetros da capital. 

Ele foi apresentado no Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciosp) do bairro Pacoval. A carne deve ser doada para alimentação de animais na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) – Revecom e no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Amapá, gerenciado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Informações do G-1 Amapá

Em jogo histórico, o “Canário” de Santana enfrentou o time oficial do Fluminense (RJ)

Time do Fluminense (RJ), no Estádio de Macapá
Em meados de 1959, a seleção oficial do Fluminense Futebol Clube, do Rio de Janeiro (RJ), recebeu um cordial convite da gerência da mineradora ICOMI para participar de algumas partidas amistosas com clubes residentes no então Território Federal do Amapá. 

Sem colocar qualquer obstáculo, a diretoria do “Tricolor das Laranjeiras” desembarcou em Macapá com sua delegação na manhã do dia 12 de junho daquele ano, com intuito de participar de três (03) certames futebolísticos com times locais que eram: Amapá Clube, Trem Desportivo Clube e Santana Esporte Clube. O clube carioca permaneceria na cidade por dez dias, tempo suficiente para a realização dos jogos marcados. 

O primeiro jogo ocorreu no dia 14 de junho, no Estádio Municipal de Macapá (atual Estádio Glicério Marques), onde o Fluminense pelejou com o Alvi-negro macapaense (Amapá Clube), saindo o time carioca como vencedor com o resultado final de 3 x 0. 

A partida consecutiva aconteceu no dia 18 de junho contra o Trem Desportivo Clube, no mesmo estádio, porém, ocorrendo duas anormalidades em campo: a expulsão de um jogador meio-campo do time local e a anulação de um possível gol do jogador Maracá (Fluminense) que ficou inválido por ele está em posição de impedimento, o que foi contrariado pelos dirigentes cariocas, mas acabou sendo nulo pelo juiz da partida, que era o desportista Wilson Sena. 

A partida encerrou com outra vitória para o Tricolor carioca em 2 x 0. A partida final que encerraria a programação de excursão esportiva do time carioca pelo Amapá ocorreu no dia 21 de junho (numa quarta-feira), onde enfrentaria o “Canário Amapaense”. 

Esse jogo foi tão concorrido pelo público da época que a venda de ingressos foi liberada no mesmo dia que ocorreu o certame contra o time “Ferroviário” do Trem e esgotou sua venda de ingressos um dia antes do jogo final. 

Pelo time carioca jogavam: Castilho; Jair Marinho e Pinheiro; Edmilson, Clóvis e Altair; Marinho, Telê, Valdo, Jair Francisco e Romeu. 

Equipe do Santana Esporte Clube, em 1959
Já pela seleção santanense estavam: Vasconcelos, Aristeu II e Varela; Joãozinho, Maranhão e Olivar; Lacerda, Wlademir, Toinho, Zeca Santos e Vavá (este substituído por Bandeira). 

Sob a arbitragem do paraense Francisco Lima, o jogo iniciou com um gol formulado pelo jogador Vavá (Santana) em favor de seu time, mas a partir daí não tiveram outras chances mais fáceis durante a partida, deixando os convidados efetuarem quatro (04) gols ainda no primeiro tempo do jogo. No placar final estaria o único tento para o “Canário” e quatro para o Fluminense. 

 Historicamente, esse jogo foi registrado com o maior público de arquibancada do estádio macapaense daquela década, onde acredita-se que mais de 3 mil pessoas tenham comparecido ao estádio macapaense naquele dia. 

E outro fato histórico que também marcaria essa ilustre visita da delegação carioca nas terras tucujus foi o fato de que o Santana Esporte Clube foi o único dos três times que jogaram com o Fluminense que ainda conseguiu um gol durante as partidas, algo que nem mesmo os maiores clubes do Norte Brasileiro conseguiram fazer quando o Tricolor excursionou os Estados nortistas naquele ano de 1959.

sábado, 23 de junho de 2018

Drº Fabiano: Vereador de Santana lança pré-candidatura a Deputado Estadual

Vereador Dr Fabiano lança candidatura ao Estadual
Acontecerá hoje (23/06) o lançamento da pré-candidatura do vereador santanense Dr.º Fabiano (do PR) para uma das vagas do Legislativo Estadual. 

Eleito em 2016 com 1.050 dos votos válidos na segunda maior cidade do Amapá, o vereador tem se destacado por inúmeros trabalhos voltados em prol do município de Santana, muitos tendo até repercussão em âmbito estadual. 

Entre os trabalhos conhecidos do vereador está a questão da insatisfação dos serviços oferecidos pela CEA (Companhia de Eletricidade do Amapá), que inclui as cobranças exorbitantes nas faturas de consumo, o que gerou diversas audiências públicas e judiciárias, que trouxeram resultado positivos para a sociedade. 

Outro trabalho de sua autoria está relacionado à juventude local, com o projeto “Capacitação”, que realiza cursos profissionalizantes e que já capacitou dezenas de jovens na cidade. 

“Confesso que não tem sido fácil, mas apesar de pouco tempo de mandato, temos avançado bastante”, disse o vereador, que continuou: “Nosso mandato é presente nos bairros, nas comunidades e nos distritos de Santana. Temos lutado em grandes causas sociais, algumas nos faz sair da cidade e buscar apoio no contexto estadual e nacional”. 

O evento de lançamento de sua pré-candidatura à vaga de Deputado estadual está marcado para acontecer neste sábado (23) na Villa Show Eventos, a partir das 18h30minutos.

Governo Federal define para setembro leilão de parte do Porto de Santana

Empresas vão atuar na movimentação de cargas
A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) marcou para 28 de setembro de 2018 a realização do leilão que vai arrendar uma área de 22 mil metros quadrados do Porto de Santana, um dos principais do Norte do país. O lance mínimo da disputa é de pouco mais de R$ 5 milhões e o investimento inicial está previsto em R$ 60 milhões. 

A concessão será de 25 anos e o espaço será cedido para a movimentação de carga vegetal, com foco no cavaco de madeira, extraído de árvores para a produção de celulose e móveis em geral. 

O porto, que fica às margens do rio Amazonas, é gerido pela prefeitura através da Companhia Docas de Santana (CDSA). Mesmo com o leilão a concessão da administração do porto continua com o poder público. 

Gerência do porto continua com o poder público
O espaço colocado em leilão é parte do utilizado desde a década de 1990 pela empresa Amapá Florestal e Celulose (Amcel), que deverá participar da nova disputa. O edital não prevê adequações significativas no espaço, com isso, mantendo a capacidade atual de escoamento que gira em torno de 750 mil toneladas anuais. 

“As atividades no Terminal MCP-01 envolvem: recebimento de toras de madeira, retirada da casca e galhos, picador de madeira, classificação dos cavacos e formação de pilhas de cavacos. A área do Terminal, em sua maior parte, não possui impermeabilização, sendo o solo coberto, em alguns trechos, com gramíneas. O pátio de estocagem tem piso de concreto”, diz documento do edital. 

A empresa vencedora será aquela que der o maior lance, e os investimentos iniciais são para melhorias na área cedida, como substituição de esteiras e shiploaders. Poderão concorrer empresas ou consórcios, que deverão apresentar propostas à comissão. 

Porto de Santana é um dos maiores da Região Norte
Para o Ministério dos Transportes, o arrendamento do porto vai beneficiar o desenvolvimento econômico do estado e resultar no aumento da movimentação de cargas e da geração de empregos. 

Com a nova lei dos portos, sancionada em 2013 pelo Governo Federal, os terminais de uso privados não serão usados exclusivamente para exportar e importar mercadorias da empresa vencedora da concessão. Ela poderá compartilhar o uso do local com outros empreendimentos que buscam utilizar o terminal. 

O porto de Santana foi construído na década de 1950, pela Indústria de Comércio de Minérios (Icomi), para o embarque de manganês. Atualmente, além de escoar minérios, grãos e cavaco, o porto também é local de embarque e desembarque de contêineres.

Informações do G-1 Amapá

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Menina de 6 anos morre atropelada ao soltar a mão do pai para atravessar via em Santana

Uma menina de 6 anos foi vítima de acidente de trânsito na tarde desta sexta-feira (22), no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá. 

Segundo a polícia, ela estava acompanhada pelo pai, que foi atravessar uma via central da cidade e a criança teria soltado a mão dele e corrido. 

Sem conseguir desviar, um taxista bateu a menina. Ela chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu. 

O acidente ocorreu por volta das 13h, na Avenida Santana. A criança foi socorrida e levada para o Hospital de Emergências de Santana por populares, mas a direção da unidade de saúde informou que ela já chegou morta. 

De acordo com o Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) do Amapá, o condutor do veículo é um taxista que ficou no local do acidente para prestar ajuda. Ele foi submetido ao teste de etilômetro, cujo resultado deu normal, e todas as documentações do carro e os dele estavam em dia. 

Para o BPRE o acidente foi uma fatalidade, mas o condutor deve responder processo por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Informações do G-1 Amapá

quinta-feira, 21 de junho de 2018

VÍDEO mostra populares linchando suspeitos de assalto a ônibus em Santana

Pelo menos dois rapazes – entre 18 e 20 anos – foram identificados por inúmeros moradores de um bairro em Santana (AP) após realizarem um assalto a um coletivo que faz linha intermunicipal entre as duas maiores cidades amapaenses. 

O fato foi registrado na tarde desta quinta-feira (21). 

Segundo informações, quando um ônibus que vinha no sentido Macapá/Santana acabou sendo alvo de uma dupla de assaltantes que, após está entrando na cidade – nas proximidades da Vila Amazonas. 

Na ocasião, os meliantes teriam se evadido do coletivo quando chegaram em frente a um conhecido estabelecimento farmacêutico da cidade, descendo por uma das travessas localizadas no bairro Provedor I. 

Mas a fuga dos suspeitos durou poucos minutos. De acordo com vídeos que circulam pelas redes sociais, os dois suspeitos conseguiram ser pegos por populares, que ainda lincharam os envolvidos até a chegada de uma viatura do 4º Batalhão da Polícia Militar de Santana.

“Roubou aqui no bairro, é peia”, satirizou um dos moradores do bairro, pelas redes sociais.

Abaixo, um dos vídeos que mostra quando os suspeitos do assalto ao ônibus intermunicipal Macapá/Santana foram detidos pelos moradores: 

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Paisagismo em Santana ganha força com plantio de 500 mudas pela cidade

No município de Santana, a atuação do Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanismo de Santana, realizou o plantio de 500 mudas de árvores. 

A ação, ocorrida na Semana do Meio Ambiente, no período de 5 a 8 de junho, visa a arborização e paisagismo da cidade. 

As ações ambientais ocorreram na sede da Promotoria de Justiça de Santana, com o plantio de pupunheiras no jardim da horta na Escola Municipal Piauí, e um projeto de paisagismo na Escola Estadual Joanira Del Castillo, ambos educandários na referida cidade. 

O titular da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanismo de Santana, Adilson Gargia reitera a importância da atenção e cuidados com o meio ambiente, seja nas escolas, ou na sociedade em geral. 

“É importante que a sustentabilidade seja prioridade para a sociedade, para que a conservação do meio ambiente possa ser alcançada. A conscientização é a melhor forma de obter um meio ambiente sustentável e saudável para todos nós”, comentou o promotor de Justiça, Adilson Garcia.

Delta do Matapí: Equipe do 4º Batalhão de Santana prende homem por tráfico de drogas

Neste domingo (10), uma equipe da Companhia Especializada em Rádiopatrulhamento Motorizado do 4º Batalhão de Polícia de Santana, prendeu...