quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Amapá vive racionamento de energia, admite Eletronorte

A gerência regional da Eletronorte no Amapá admitiu nesta terça-feira, 14/10, que os apagões de energia que vem atingindo os bairros da capital (Macapá), de Santana, Mazagão e outros municípios adjacentes, há mais de duas semanas, são fruto de racionamento de energia. A informação foi confirmada pelo diretor regional da estatal no Amapá, Engenheiro Marcos Drago. 

Todo o parque da Eletronorte gera hoje 270 megawatts. Já a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), que possui um parque térmico, produz cerca de 50 megawatts. Toda a produção está no limite da demanda. “Quando há desligamentos entre às 13 horas e às 15 horas, período de pico da demanda, é porque nós tivemos que fazer o corte, pois a demanda ultrapassou o nível de produção”, explicou o diretor. “Não é um racionamento comum, com datas e horários pré-definidos, mas naquele momento é um racionamento”, acrescentou Drago. 

O consumidor amapaense não deveria estar passando por um novo racionamento se a estrutura de rebaixamento da energia que vem pelo Linhão de Tucuruí já tivesse sido construída pela CEA. O Linhão de Tucuruí já está energizado. 

Marcos Drago, Diretor Regional da Eletronorte/AP
O rebaixamento da energia consiste na construção de três linhões que precisam fazer a conexão com as subestações “Santana”, “Macapá II”, e “Equatorial”. A CEA chegou a anunciar que a obra estaria pronta em maio, depois outubro e agora a nova previsão oficial é fim de dezembro. “Mas não estamos vendo essas obras acontecendo, o que é preocupante”, comentou o diretor. 

A obra de rebaixamento também impede que a capital e outros municípios também recebam energia das hidrelétricas de Santo Antonio, em Laranjal do Jari, da Alusa, no município de Ferreira Gomes. As duas já estão produzindo em fase de testes. A CEA não quis se pronunciar sobre o assunto. 

Os pequenos racionamentos podem ficar maiores se o reservatório do Paredão baixar muito o nível e houver uma demora na chegada das chuvas na cabeceira do Rio Araguari. “Por enquanto o nível está normal. Mas se baixar muito teremos mais problemas”, avisou Drago.

domingo, 12 de outubro de 2014

Banco de Leite Humano recebe doação de frascos

A Faculdade Madre Tereza, de Santana, doou 500 frascos de vidro arrecadados durante um ciclo de palestras de TCC do curso de Enfermagem da instituição para ajudar o Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Mãe Luzia (HML). A inscrição para cada palestra era um pote de vidro de café solúvel ou maionese à coleta de leite materno. 

Segundo a coordenadora do BLH, Andréia Marvão, a iniciativa dos colaboradores da faculdade serve de exemplo para estimular outras instituições a fazerem parte dessa campanha tão importante. Um gesto de solidariedade que fez com que a ação tivesse um ótimo resultado. 

“A sensibilidade dessas pessoas mostra a boa vontade de ajudar o próximo. Esses frascos vão ajudar a salvar vidas. É nesse potinho que é acondicionado o leite que vai alimentar o bebê prematuro, quando principalmente a mãe não o tem em quantidade suficiente”, destacou Andreia Marvão. 

“A Faculdade Madre Tereza tem um compromisso com o social e é muito gratificante poder contribuir com um trabalho tão importante para nossa sociedade”, afirmou Felipe Borges, colaborador da instituição.

Antônio Nogueira anuncia que corrente liderada por ele no PT apoia Waldez Góes

Petista histórico, o ex-prefeito de Santana e ex-deputado federal Antônio Nogueira surpreendeu, nessa sexta-feira, 10/10, ao declarar apoio a Waldez Góes (PDT) no 2º turno: “Não estou muito preocupado com a questão partidária. Minha maior preocupação é com o futuro do Amapá e com o povo amapaense. O município de Santana está esquecido, o governo atual foi um desastre para a população santanense e para o próprio PT, que não recebeu a atenção merecida por parte do PSB, e só diminuiu nesses quatro anos”. 

Ao justificar o apoio ao candidato do PDT, Antônio Nogueira não hesitou: “É o melhor candidato para o Amapá todo, em especial para Santana. O Waldez prometeu que vai priorizar obras de infra-estrutura para o município, principalmente pavimentação asfáltica, dando prioridade, também, para as áreas de segurança pública, saúde e educação. Eu acredito no Waldez, e tenho certeza que ele não vai ficar dando a desculpa esfarrapada, dada por muitos, de que vai precisar ‘de um tempo’ pra ‘arrumar a casa’, porque a casa ele conhece muito bem; já foi governador por dois mandatos consecutivos; possui experiência, é competente e sabe honrar os seus compromissos. O Waldez tem palavra”, atestou. 

Nogueira revelou, ainda, que em caso de eleição de Waldez Góes, ele será o representante do governo do estado nos projetos direcionados para o município de Santana. “Dessa forma, poderei acompanhar pessoalmente e cobrar do governador a execução das obras que serão feitas em benefício da população”, disse o petista. 

A adesão de Nogueira não é individual: “Todo o meu grupo político, que é o de Santana, acompanha-me nesta nova empreitada. Estamos todos unidos por Santana e pelo Amapá”. Indagado sobre o comentado rompimento dele com Marcivânia Flexa, eleita deputada federal, Antônio Nogueira disparou: “Nunca houve rompimento. Tenho excelentes relações com a Marcivânia. Ela tem brilho próprio e inegável potencial político, por isso optou em fazer carreira solo. É compreensível e respeito essa decisão”.

Ministério Público fortalece fiscalização no interior do Estado

O trabalho de membros do Ministério Público do Amapá (MP-AP), com atuação junto ao Ministério Público Eleitoral (MPE-AP), intensificou a fiscalização em todos os municípios do estado durante o pleito realizado no último domingo, 05/10. Balanço inicial da atuação dos promotores eleitorais auxiliares revela a ocorrência de vários crimes, especialmente tentativas de compra de voto e prática de conduta vedada pela legislação. 

Em Santana, o MPE-AP apreendeu R$ 5 mil em dinheiro, agenda de contabilidade e material de campanha da candidata Roseli Matos (DEM). O valor e os objetos foram encontrados após abordagem a dois carros no bairro Elesbão. 

Ainda em Santana, a equipe da 6ª zona eleitoral encaminhou à Polícia Civil quatro pessoas flagradas na prática de aliciamento de eleitores (crime de compra de votos previsto no art. 299 do Código Eleitoral). Com elas havia R$ 300 e dezenas de ingressos para show. 

Em Mazagão, denúncia de moradores resultou na apreensão de veículo em que o condutor transportava cerca de R$ 7 mil. Ao realizar a abordagem, a equipe do promotor eleitoral Ricardo Crispino confirmou a veracidade das informações. O dinheiro estava separado em notas de R$ 100 e R$ 50. 

Na cidade de Amapá, uma lista de contabilidade financeira foi encontrada na cueca de um cabo eleitoral. Durante a ronda, uma equipe coordenada pelo promotor eleitoral Manoel Edi flagrou pai e filho com cerca de R$ 1 mil e material de campanha de Luciana (PHS) e Vinícius Gurgel (PR). 

Na cueca do jovem, foi encontrada lista com anotações de valores. Pelos cálculos, R$ 50 mil já haviam sido distribuídos. Os dois foram abordados, por volta das 11h30 do domingo (5), no centro de Amapá. A dupla foi encaminhada para a Polícia Civil. 

Em Calçoene, Ministério Público Eleitoral (MPE/AP) e a Justiça Eleitoral, com apoio da Polícia Militar, fecharam um comércio, onde, além dos alimentos armazenados em caixas, prontos para entrega, foram apreendidos R$ 800. No estabelecimento, também foi encontrado material de campanha dos candidatos ao cargo de deputado estadual Luciana Gurgel e Rogério Luz, ambos do PHS. 

No extremo sul do estado, a atuação do MPAP, pela Promotoria Eleitoral de Laranjal do Jari, com apoio da PM e PF, resultou em dois mandados de busca e apreensão, sendo um na residência do vereador Zezão e no depósito de sua propriedade, locais onde foram apreendidos aproximadamente 1000 litros de combustível, bem como, diversos documentos, dentre os quais relação com nomes de eleitores e suas respectivas seções eleitorais. 

A outra apreensão foi realizada na residência do ex-vereador Tarugo, apoiador da candidata à deputada federal Euricélia, onde foram encontrados diversos documentos subtraídos da prefeitura de Laranjal do Jari concernentes da época em que a candidata exercia o cargo de prefeita. 

Ainda em Laranjal do Jari, foram realizadas três prisões em flagrante por transporte indevido de eleitores, incluindo a de Airton Nobre, vice-prefeito da cidade. O gestor foi encaminhado para a delegacia de polícia do município. No carro do vice-prefeito havia santinhos do candidato ao governo do estado, Waldez Góes (PDT). A ação foi coordenada pelo promotor de Justiça Rodrigo Celestino Pinheiro. 

Houve um flagrante delito por corrupção eleitoral, dois termos circunstanciados pela prática do crime de entrega de veículo a pessoa não habilitada e direção perigosa. Também foi colhido depoimento de proprietário de embarcação flagrado recebendo combustível de agente público.

Titular de cartório surpreende com boa votação para federal

Pela primeira vez se lançando a cargo eletivo, para deputado federal, Ofirney Sadala, titular do Cartório de Imóveis de Santana, obteve 10.286 votos, conseguindo a segunda suplência da coligação a que pertence o seu partido, o PTdoB. 

Em recente entrevista para uma emissora de rádio, Ofirney disse que já na segunda-feira, 06/10, o day after das eleições gerais de 2014, fazia política em Santana, na Baixada do Ambrósio, onde viveu quando infantil. Na Baixada do Ambrósio ele pensa montar uma academia de MMA para receber jovens em situação de riscos sociais que residem no bairro. 

Apesar de ter efetivamente enveredado na política, Ofirney Sadala ressaltou que não tem planos pessoais para as eleições municipais, mas que começou a trabalhar para eleger um irmão dele em Vitória do Jari, coomo vereador. 

No vale do Jari, envolvendo os municípios de Laranjal e Vitória, Ofirney Sadala foi um dos mais bem votados candidatos a deputado federal. Ele, originalmente, pertence à adjacência daquela região. Nasceu em Almeirim, no Pará. 

O titular de cartório é concurseiro inveterado, e bem sucedido. Por meio de concursos, foi juiz de direito no Amapá e promotor de justiça no estado do Pará. Conseguiu o Cartório de Imóveis de Santana, também através de concurso. Uma das maiores metas de Ofirney é regularizar as terras de Santana e Macapá, na área urbana e no campo.

Delegada corre contra o tempo para concluir inquéritos

A delegada Luiza Maia, titular da 2ª Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio, do município de Santana, intensificou os trabalhos para concluir inquéritos abertos a partir de 2010. 

Segundo ela, os principais crimes são furtos e roubos cometidos naquela cidade, cujos autores estavam sendo procurados. Muitos deles foram identificados e indiciados. Foi o caso de um rapaz, que nesta terça-feira, 07/10, prestou depoimento sobre o envolvimento dele em um crime. 

A delegada ressalta que, já se aproxima o fim do ano e os procedimentos antigos devem ser fechados e encaminhados ao Ministério Público da comarca local, para que outras providências sejam tomadas, referentes à conduta dos acusados. 

"Trabalhamos no combate aos crimes contra o patrimônio, mas nos últimos dois anos, nos deparamos com uma situação preocupante, ou seja, pessoas envolvidas com furto e roubo estão também se envolvendo com tráfico de drogas, cuja conivência visa à troca de produtos oriundos da criminalidade por porções de drogas", enfatiza. 

Embora não sendo especializada na repreensão ao trafico, a 2ª DP de Santana já apreendeu aproximadamente 110 quilos de substâncias entorpecentes de diversos tipos em suas ações individuais ou em operações planejadas. 

A delegada considera que uma resposta positiva tem sido dada à população, de acordo com o que é registrado e demandado pelos policiais na resolução dos casos.

Polícia Civil combateu crimes eleitorais e instaurou procedimentos

A Polícia Civil instaurou procedimentos relacionados as ocorrências envolvendo crime eleitoral, registradas no domingo passado, 05/10, no município de Santana, segundo maior colégio eleitoral do Amapá. 

De acordo com o delegado José Neto, da 1ª Delegacia de Polícia, um dos casos considerados mais graves foi de uma pessoa flagrada com material de campanha, adesivos e santinhos de dois candidatos. 

No veículo, os policiais encontraram também ingressos de festas, que seriam distribuídos aos eleitores gratuitamente, provavelmente em troca de votos, além de dinheiro. 

“De acordo com o juiz eleitoral da Comarca de Santana, fomos orientados a repassar esta ocorrência à Polícia Federal, para fazer uma investigação minuciosa e apurar o envolvimento dos pleiteantes a cargos políticos”, revelou o delegado. 

Segundo ele, outras quatro pessoas foram levadas à delegacia, acusadas de estarem com material de candidatos, fazendo boca de urna e transportando eleitores em carros particulares as seções eleitorais. 

O material de campanha foi apreendido. Contra os suspeitos, foi lavrado Termo Circunstanciado (TC). Eles ficaram detidos e, poucos minutos antes do término do horário de votação, foram liberados para votar, mas vão responder pelos atos à Justiça Eleitoral. 

Durante todo o domingo, pelo menos quatro veículos foram apreendidos e recolhidos ao quartel do 4º Batalhão da Polícia Militar, por suspeita de estarem fazendo campanha irregular. 

O delegado José Neto ressalta, no entanto, que o processo eleitoral municipal de 2012 foi mais movimentado do que deste ano.