quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Docas de Santana lança Projeto "CDSA Comunidade"

A Companhia Docas de Santana (CDSA) irá realizar Neste sábado, 20/09, no bairro Novo Horizonte, a partir das 8hs, a primeira ação do Projeto “CDSA Comunidade”. Assim como o Projeto “CDSA de mãos dadas com o Esporte e a educação”, o “CDSA Comunidade” também foi criado com o intuito de atender as comunidades próximas ao Porto da empresa. 

Segundo Regina Canezin, assistente social da CDSA, o projeto foi idealizado este ano, mas deverá ter duas edições ao ano. “Nossa idéia é proporcionar para as famílias da comunidade um momento de recreação e ao mesmo tempo ofertar serviços básicos”, afirmou Regina. 

Nessa primeira edição do Projeto, serão ofertados serviços nas áreas de saúde, educação, cidadania e lazer. Durante a programação as famílias receberão atendimentos: jurídico, psicológico, orientação sobre programas sociais municipais e federais, orientação sobre cursos do Pronatec, Sebrae e Ifap, aferição de pressão arterial, exames de glicose, HIV, Sífilis, hepatite B e C, exame de prevenção de câncer ginecológico, saúde Bucal, vacinação para adultos e crianças, apresentações culturais, sessões de cinema, oficinas de artes, entre diversos outros serviços. 

Além da colaboração de funcionários da CDSA, o projeto também contará com a ajuda de profissionais Sesc, Sesi, Senac, governo do Amapá, prefeitura de Santana, Conselho Tutelar de Santana, Ciamport, Rotary Club, Beleza Centro Técnica, Defenap,Troama, Circo Roda Ciranda e Escola Madre Tereza. 

A estimativa é que mais de 200 pessoas sejam atendidas nesta primeira edição do “CDSA Comunidade”.

Santana ganha mais uma Praça nesta sexta-feira

O município de Santana ficará ainda mais bonito com um novo espaço que trará qualidade de vida aos seus moradores. O Governo do Amapá, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), executa os últimos preparativos para entregar a primeira etapa da Praça do Fórum. 

Localizada na Avenida Cláudio Lúcio Monteiro, na Vila Amazonas, a praça é construída com financiamento de R$ 1,7 milhão do Programa Calha Norte, do Ministério da Defesa, com contrapartida estadual de R$ 770 mil. 

Nessa primeira etapa destacam-se dois espaços voltados para a cultura: um palco coberto de dois andares com elevador para cadeirantes, dois camarins, banheiros masculinos e femininos, (inclusive para cadeirantes); e um anfiteatro com arquibancadas para apresentações a céu aberto. 

A parte esportiva foi beneficiada com uma pista de skate/patins, área com equipamentos para exercícios e uma academia ao ar livre. Um playground em madeira de lei também foi construído para as crianças. 

Outros destaques são os dois restaurantes e uma lanchonete que, com arquitetura moderna, contam com cozinha, despensa e banheiros masculinos e femininos. Completam a estrutura da praça uma ciclofaixa, pavimentação, paisagismo, bancos de concreto e caramanchão. 

Nesta quarta-feira, 17/09, a Seinf fez os primeiros testes de iluminação e os moradores da redondeza aproveitaram para passear e ter a primeira impressão do local. 

"Achei maravilhoso porque agora tem um espaço para as crianças brincarem, vai dar para a gente passear com elas. Aqui antes era um matagal, o pessoal botava fogo e era arriscado pegar nas casas, sem falar que havia consumo de drogas também", lembrou a dona de casa Zulina Fonseca, que cria sozinha os quatro netos, sendo que uma delas é cadeirante. 

A entrega oficial da Praça do Fórum acontece nesta sexta-feira, 19/09, às 17hs, com uma grande programação cultural.

Sistema de água do bairro Provedor II, em Santana, entregue nesta quinta-feira

Moradores do bairro Provedor II, em Santana, recebem do Governo do Estado nesta quinta-feira, 18/09, às 17h, o novo Sistema de Abastecimento de Água da comunidade. Além de receber um produto de qualidade nas torneiras, o Provedor teve a rede de distribuição recuperada e ampliada para atender toda a área. 

De acordo com técnicos da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), responsáveis pelo abastecimento em Santana, há mais de dez anos os moradores sofriam com a qualidade da água devido ao forte teor de ferro e à deficiência do sistema que atendia em torno de 20% da população. Em 2012, o governo, por meio da Caesa, investiu na qualidade da água. 

Em 2014 iniciaram as obras do novo sistema, com a recuperação do elevado e da rede de distribuição, perfuração de um novo poço e interligação do sistema à linha tronco do sistema central. O Estado investiu R$ 179 mil na recuperação do sistema. 

A obra faz parte dos investimentos em saneamento básico realizadas em Santana pelo Governo do Amapá, incluindo a entrega do novo sistema central em março passado à população santanense. De acordo com o presidente da Caesa, Ruy Smith, os investimentos no município somam cerca de R$ 20 milhões.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Prefeitura de Santana concede benefício para Casa da Hospitalidade

Uma luta que começou no final da década de 1970, dessa vez conquistou mais uma vitória em favor de uma das instituições de amparo social e assistencial, respeitadas e conhecidas do Amapá: a Casa da Hospitalidade, que se mantem fielmente abrigando mais 200 internos de diversas faixa etária (entre idosos, crianças e pessoas excepcionais), foi contemplada com o título definitivo da área que se encontra erguida há quase 40 anos. 

A solenidade de entrega do documento aconteceu na última sexta-feira (12/09), na própria instituição assistencial, que contou a presença do prefeito de Santana Robson Rocha (PTB) e do vereador Jailson Matos (DEM), que foi o responsável pelo Projeto de Lei Municipal (PL) que concederia a área, situada no bairro Hospitaldade, para ser doada àquela instituição. 

“Essa luta veio se estendendo há anos, mas sempre houve alguns empecilhos burocráticos que impediam a conclusao desse processo de liberação dessa área. Se outros prefeitos tivessem olhado com mais humildade, saberiam o tamanho do significado que essa instituição tem feito aqui pra Santana. Mas somente agora podemos comemorar com toda força, essa vitória alcançada na gestão do prefeito Robson Rocha”, elogiou o vereador Jailson Matos, que reconheceu o interesse do gestor santanense em legalizar a situação, que iniciou no início de 2005. 

De acordo com a Irmã Aretuza, diretora da Casa da Hospitalidade, a entrega do documento oficial que concede, sob título gratuito do poder público, a área com mais de 4.000 metros quadrados, descreve o valor social que a entidade vem desenvolvendo junto à população. “Além de abrigarmos mais de 200 pessoas, entre crianças e adultos, nossa entidade oferece vários cursos profissionalizantes, em alguns períodos do ano, para pessoas carentes da nossa sociedade. Isso não apenas demonstra nosso trabalho comunitário, como também prepara essas pessoas para o mercado de trabalho. Procuramos sempre está a disposição da sociedade para o que for possível, e ao nosso alcance”, explicou a diretora da instituição, que também não escondeu sua emoção sobre a conquista recém-adquirida. “Esse não é apenas o resultado positivo de uma árdua luta que vinha sendo enfrentada há quas 40 anos, mas também uma vitória a favor do município, que nos fará manter com mais vontade esse projeto que não apenas abriga vidas oprimidas, mas constrói famílias que buscam adotar novos membros desse nosso trabalho”, finalizou Aretuza.

Judiciário entrega valor arrecadado no Juris Bazar à Casa da Hospitalidade

O Juizado da Infância e Juventude de Macapá - Área de Políticas Públicas e Execução de Medidas Socioeducativas, entregou simbolicamente, na última quinta-feira (11/09), um cheque na importância de R$ 16 mil, que vai ajudar na compra de equipamentos novos para o setor de fisioterapia da Casa da Hospitalidade. 

Uma das coordenadoras da instituição, Gisela Carvalho, destacou como de suma importância o olhar humanitário do Judiciário. A ajuda ao setor fisioterápico vai possibilitar aos acolhidos uma vida de qualidade, na medida em que vai contribuir para o melhoramento motor dos pacientes da Casa, e garantir maior liberdade de locomoção e interação. “O nosso muito obrigada a cada um de vocês que contribuíram com essa belíssima oferta”. 

A fisioterapeuta Flankneide Viana, responsável pelo setor, ressaltou que as limitações não têm ajudado no atendimento mais eficiente. “Temos poucos equipamentos para o número de acolhidos na Casa, e para a dimensão do que a fisioterapia de qualidade necessita. Com aparelhos novos e mais modernos os resultados serão com maior qualidade, uma vez que o quadro de evolução dos pacientes com deficiência motora ou neuropsíquico serão refletidos no dia a dia”, afirmou. 

O esforço das fisioterapeutas foi testemunhado por uma cadeirante da Casa da Hospitalidade, ao salientar a atenção do Judiciário para essa área. Ela crê que novos aparelhos serão de grande importância no tratamento dos amparados. “Quando cheguei à instituição tinha muita dificuldade com o braço direito. O trabalho a que fui submetida me ajudou bastante. Como podem comprovar hoje movimento sem dificuldades e sinto que posso ir além das minhas limitações”. 

Na solenidade, a servidora da equipe psicossocial do Juizado, Ângela Martins, agradeceu as parcerias e o apoio dos integrantes do Judiciário, na ação, ao doarem roupas e outros materiais à realização do 1º Bazar Júris e os donativos descontados, com consentimento, em folha de pagamento. 

A juíza Ilana Kabacznik Luongo, responsável pela área de medidas e políticas públicas, ressaltou a aprovação e o amparo do Tribunal de Justiça, de ter aberto as portas para concretizar ação de tão significante contribuição. E pontuou, ainda, que, muito mais que o valor monetário, está a garantia da equipe de fisioterapia poder prestar um trabalho de qualidade, tendo em vista um digno tratamento aos acolhidos da instituição. “Sozinho não se consegue fazer muita coisa. O esforço de todos da Justiça do Amapá garante essa alegria”. 

O evento foi abrilhantado com a apresentação de um balé formado por crianças, adolescentes e adultos da Casa e também pela Orquestra Essência, uma das parceiras nas ações do Juizado. Integrantes da Casa da hospitalidade e parceiros prestigiaram o acontecimento.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Educandário Religioso de Santana recebe doação de micro-ônibus

O Governo do Amapá através da Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social e o Ministério da Defesa (pelo Programa Calha Norte) objetivou, em agosto de 2012, o pedido de aquisição de um micro-ônibus para o Educandário Dom Alexandre/Betânia (Casa da Acolhida), localizado no município de Santana, conforme uma indicação parlamentar, publicada para o Orçamento Geral da União de 2012 (nº 11350009), de autoria da Deputada Federal Janete Capiberibe (PSB-AP), visando, assim, garantir o acesso à população demandatária de sua ação bem como o atendimento de crianças e adolescentes de ambos os sexos de faixa etária de 10 a 18 anos que ora se encontravam em situação de risco pessoal e social. 

Haja vista que este Educandário já atendia cerca de 150 crianças e adolescentes vítimas de violências domésticas abusos e exploração sexual. Nele, são oferecidos cursos a esse público através de regime de internato e educação integral, objetivando promover o fortalecimento dos laços familiares e comunitários, garantindo assim inclusão social e possibilidades de integração à sociedade melhorando ainda a qualidade de vida as oportunidades de lazer e expressão da cidadania. Essas crianças e adolescentes já necessitavam de cuidados especiais e de políticas públicas voltadas ao atendimento de suas necessidades. 

Porém, somente na última terça-feira (09/09), que o educandário receberia o novo micro-ônibus, que agora contemplará todas as atividades internas e externas dessa instituição religiosa, pois, além da proteção integral às meninas, também ofertam cursos em parceria com várias organizações governamentais e não governamentais e a sociedade santanense é que ganhará com esses feitos sociais. 

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania de Santana (Semasc), através de sua secretária Socorro Sandin, também fez parte deste projeto que torna-se realidade, viabilizando nas parcerias de contato para agilizar na aquisição do veículo. 

O valor total de aquisição do micro-ônibus foi de R$ 330 mil, sendo R$ 300 mil repassados pela União (OGU), e o restante (R$ 30 mil) numa contrapartida do Poder Estadual.

Prefeitura de Santana beneficia Escolinhas de Futebol

A Prefeitura Municipal de Santana, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc), entregou na tarde do último sábado (06/09), para cerca de 20 instituições que desenvolvem a prática de esportiva de futebol infanto-juvenil, kits para serem utilizados por mais de 200 alunos que participam dessa modalidade. 

A solenidade, que aconteceu no Campo de futebol da Associação Esportiva e Recreativa do Bairro Jardim Paraíso (Aerpa), contou com a presença de diversas autoridades municipais e até estaduais, assim como a sociedade em geral. 

Segundo o Coordenador Municipal de Desporto e Lazer da Prefeitura de Santana, Biraga Rocha, a entrega do material demonstra claramente a preocupação do Executivo Municipal em relação ao esporte santanense. “O prefeito Robson Rocha tem visto a área de esportes em nosso município de uma maneira especial que no qual procura atender, dentro das condições da prefeitura, para estimular essas gerações de jovens e adolescentes que estão ingressando agora no futebol amador”, comentou Biraga, que também explicou sobre o procedimento licitatório para aquisição desses materiais esportivos. 

“Desde o início da gestão do prefeito Robson que venho recebendo pedidos solicitando a doação de materiais para escolinhas de futebol de Santana, tanto que a prefeitura achou mais viável abrir em junho passado uma licitação para a contratação de uma empresa que pudesse fornecer esses materiais dentro de um preço mais em conta, que não pudesse atingir o orçamento que seria utilizado em outros fins como a realização de alguns campeonatos que devem ocorrer ainda esse ano”, explicou Biraga sobre a contratação de uma empresa existente na capital (Macapá) que forneceria todo o material solicitado na licitação. 

Para a secretária Socorro Sandin Góes (Semasc), a ocasião também foi possível graças a diversas reuniões que foram realizadas por sua Secretaria Municipal e os diretores das escolinhas de futebol. “Fizemos várias reuniões com os diretores e monitores dessas escolinhas de futebol como forma de conscientiza-los sobre o uso e até a preservação desses kits que estão sendo entregues, para que no futuro possamos também formalizar novas parcerias com essas mesmas escolinhas”, falou a secretária Socorro Sandin, descrevendo que cada kit esportivo possui um par de luvas (goleiro), uma rede para traves, duas bolas de futebol e dez (10) camisetas personalizadas. 

Vale ressaltar que a Semasc/stn é o órgão executivo responsável pelas políticas sociais da Administração Municipal de Santana.