Ambulantes são orientados sobre comercialização durante o Carnaval-2017

A Coordenação do Carnaval de Santana realizou a primeira reunião com os trabalhadores interessados em atuar como vendedores ambulantes durante o evento, que acontecerá no período de 24 a 28 de fevereiro, no Corredor da Folia, na Avenida Santana. 

O encontro foi realizado na Casa da Juventude na segunda-feira, 30/01, e contou também com a presença de técnicos da Agencia de Fomento do Amapá (Afap) e da Vara da Infância e Juventude. 

Uma das principais orientações passadas pelo coordenador de Cultura, Mário Brandão, foi quanto ao cadastro dos ambulantes, haja vista que só assim será possível realizar a distribuição do material de identificação, como camisa, chapéu e crachá. 

Mário Brandão também anunciou o tabelamento no preço dos produtos, valendo para todos os ambulantes, e alertou sobre a proibição da venda de qualquer bebida em garrafa de vidro. 

A proposta da prefeitura é permitir aos ambulantes comercializarem seus produtos até 5h, uma hora após o termino dos desfiles dos blocos. 

O coordenador da Vara da Infância e Juventude de Santana, Lauro Paulo da Luz, aproveitou para reforçar a proibição da venda de bebidas alcoólicas e produtos entorpecentes, como cigarros, para menores de 18 anos. 

Caso algum vendedor seja flagrado, terá seu produto recolhido e poderá ser preso ou pagar multa de um a 20 salários mínimos. 

Cadastro e crédito
O cadastro para trabalhar no Carnaval pode ser realizado na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, onde o empreendedor preencherá uma ficha e efetuará o pagamento da taxa relativa a sua atividade, sendo R$ 100 o valor para o carrinho e R$ 150 para barraca. 

Após o pagamento, o vendedor receberá um comprovante no qual poderá solicitar um empréstimo da Agência de Fomento do Amapá, no Super Fácil. O valor pode variar entre R$ 100 a R$ 2 mil, que poderão ser pagos em até trinta dias após o evento.

Comentários

Postagens mais visitadas