Mulher tem pescoço cortado por cerol e leva 30 pontos

Motocicleta conduzida pela vítima do "cerol"
Uma mulher, de 28 anos de idade, foi gravemente atingida no pescoço por uma linha de pipa (também conhecida popularmente como “rabiola”) com cerol. O fato ocorreu no início da noite desta quinta-feira (28/07), no bairro Remédios I. 

Segundo informações divulgadas pelo 4º Batalhão da Polícia Militar do município de Santana, a vítima vinha transitando em uma motocicleta na Rua Cláudio Lúcio Monteiro, nas proximidades do Fórum da cidade, quando algumas crianças se encontravam nas imediações soltando pipas nas vias (ruas). 

De forma despercebida, a vítima teria sido surpreendida pela linha da pipa (que estava consumida pelo cerol), vindo a atingir instantaneamente seu pescoço, fazendo um corte profundo. 

Ainda de acordo com a PM de Santana, foi acionada uma equipe do Corpo de Bombeiros, que providenciou o socorro imediato à vítima, que foi levada ao Pronto-Socorro de Santana, onde precisou passar por um procedimento cirúrgico, que resultou em 30 pontos em seu pescoço. 

Fiscalização
Desde junho de 2013, existe uma Lei Municipal em Santana, de autoria do vereador Anderson Almeida (PR), que restringe o uso de cerol na prática de empinar pipas ou papagaios nos logradouros do município de Santana, cabendo fiscalização por parte do sistema de segurança pública municipal e multa àqueles que desrespeitarem a nova lei municipal. 

Este é o 1º caso registrado em 2016 na cidade, segundo o Policiamento Escolar, que vem intensificando uma campanha de fiscalização, que busca combater o uso de cerol em linhas de pipas durante o perídio das férias de julho. Semanalmente, o Policiamento Escolar vem realizando a apreensão de diversos rolos de linhas com cerol no município.

Comentários

Postagens mais visitadas