Liberados R$ 16 milhões para APLs de Macapá e Santana

A Secretaria de Desenvolvimento Regional, do Ministério da Integração Nacional, emitiu nessa terça-feira, 08/10, nota de empenho no valor de 5 milhões de reais para o fortalecimento do Projeto de Arranjos Produtivos Locais do Pescado, Hortifrutigranjeiros, Açaí e Ecoturismo no Igarapé da Fortaleza. 

O recurso liberado é apenas parte da verba total de 16 milhões de reais, advinda de dotação extraorçamentária do governo federal, destinada ao projeto que foi minuciosamente desenvolvido por diversos setores do governo do estado, sob iniciativa e a interlocução do senador João Capiberibe (PSB-AP) junto ao Ministério da Integração Nacional. O restante do valor será repassado em 2014. 

A cooperação técnica entre o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, e o ministro Fernando Bezerra Coelho, da Integração Nacional, foi anunciada em junho deste ano e, desde então, aguardava-se a emissão do empenho para que o convênio fosse assinado, o que deve acontecer nos próximos dias. 

O APL terá grande impacto sobre as famílias agroextrativistas ribeirinhas, que sobrevivem da pesca artesanal - com o beneficiamento de sua produção e a integração aos roteiros eco turísticos da região - e os agricultores familiares assentados no Polo Hortifrutigranjeiro e Mini Polo de Fazendinha - também com o beneficiamento da produção. A gestão ficará a cargo da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR), com apoio da equipe técnica das instituições governamentais estaduais. 

Dessa forma, entre as ações propostas pelo APL estão: implantação de uma unidade de beneficiamento de camarão com capacidade de processar 5 toneladas/dia do produto, gerando empregos e agregando valor com a produção de camarão descascado congelado, camarão defumado e subprodutos como adubo e ração, que serão definidos ao longo do processo de implantação da agroindústria; capacitação em boas práticas para o manuseio do camarão desde a pesca até o repasse para beneficiamento garantindo a qualidade final do produto e implantação de um porto de embarque e desembarque de produtos agroextrativistas (camarão, peixes, frutos), cargas e passageiros, entre outras.

Comentários

Postagens mais visitadas