Foragido por roubo que fingia ser policial para enganar mulheres é preso em Santana

Agentes da 2ª Delegacia de Polícia Civil (2ª DP) de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, prenderam nesta quarta-feira (27/03) um homem de 33 anos condenado por furto qualificado e investigado por falsa identidade ao se apresentar como agente para seduzir mulheres em trocas de empréstimos financeiros. 

Josielso Monteiro Lopes teria enganado pelo menos quatro mulheres no município, alegando ser policial civil formado no concurso mais recente para a segurança pública, realizado em 2017. Ele ganhava a confiança das vítimas e pedia vantagens financeiras, porém foi preso antes de receber o dinheiro das vítimas. 

O falso agente mandava fotos para as mulheres com colete e até distintivo da corporação, explicou a delegada Luiza Maia, a qual Josielso relatava para as mulheres ser sua companheira de trabalho. 

“Quando investigávamos a sua localização encontramos uma mulher que não quis ser identificada e ela disse que estava prestes a procurar a delegacia porque o ‘Bonitinho’ se apresentava como policial civil e tava lotado na 2ª DP e faria parte da minha equipe de investigação”, disse. 

A delegacia busca saber se Josielso fez outras vítimas na cidade e se chegou a obter alguma vantagem financeira. Nem o colete, nem o distintivo descrito pelas mulheres foi localizado. 

“Foi preso por conta do mandado, mas vamos instaurar processo porque ele se passava por policial civil. É uma situação grave, porque uma pessoa que não é policial usando o nome da instituição, não podemos concordar com isso”, completou a delegada.

Informações postadas no G-1 Amapá

Comentários

Postagens mais visitadas