Vereador Griti e sua esposa vão depor sobre morte ocorrida no “Vilelão”

Vereador Griti e sua esposa Sueli vão depor
O Vereador Francisco do Carmo “Griti” (PRB) e sua esposa Sueli do Socorro estão intimados a depor nesta quarta-feira (28/02) sobre a morte de Almir da Silva Costa, um morador bastante conhecido de Santana (também chamado de “Mimica”), que foi brutamente assassinado. 

“Mimica” foi encontrado com várias lesões e bastante numa obra abandonada, onde seria construído um estádio municipal denominado de Vilelão. Não resistindo à gravidade dos ferimentos, a vítima viria a falecer dias depois. 

Todos teriam envolvimento na fuga do acusado
Na ocasião foram apontados dois nomes de suspeitos, que conseguiram ser presos há poucos dias, sendo que, segundo as investigações, um dos suspeitos – identificado pelo nome de Sandro Vasconcelos Lobato (vulgo “Cara de Piçarra”) teria recebido apoio de pessoas ligadas ao vereador Griti para a fuga. 

A delega Luiza Maia, da 2ª DP de Santana, que preside o caso, quer saber o envolvimento do vereador na situação e concluir parte do inquérito. 

Além do vereador Griti e da esposa, outras duas pessoas também serão ouvidas, que são: Fabrício Vasconcelos e Ana Paula, irmão do “Cara de Piçarra”, para assim entender o envolvimento dos quatro sobre a fuga deste último citado. 

Segundo os autos da investigação, um veículo de propriedade do vereador teria sido cedido a Fabrício Vasconcelos para dar fuga ao “Cara de Piçarra”, além de testemunhas envolvidas no caso que teriam sido ameaçadas pelos irmãos Vasconcelos para assim facilitar na fuga. 

O vereador Griti emitiu uma Nota de Esclarecimento, onde diz se solidarizar com a situação e pede justiça diante do caso.

Comentários

Postagens mais visitadas