Sem avisar, Ofirney Sadala comparece à Câmara de Vereadores e assiste discretamente a sessão

Sadala ficou na platéia, assistindo a sessão
Pode-se dizer que o episódio ocorrido na noite dessa terça-feira (23/05) na Câmara de Vereadores de Santana não foi apenas considerada uma situação inusitada, mas também histórica: sem qualquer comunicado antecipado de que iria comparecer àquela Casa de Leis, o prefeito da cidade Ofirney Sadala apareceu de modo inesperado para o edis que estavam realizando a sessão. 

Acompanhado do deputado estadual Jory Oeiras, o líder do Executivo Municipal chegou cerca de duas horas após início da sessão, e de forma bem discreta, preferiu se manter reservado da Tribuna, ficando como um dos inúmeros ouvintes presentes, apenas sentado na plateia. 

Sadala e Jory Oeiras
“Não faz mal aparecer de vez em quando na Câmara e saber o que eles (vereadores) estão tratando”, justificou o prefeito, sentado ao lado do amigo político Oeiras, quando questionado pelo blog.

Apesar de querer se manter limitado com a ocasião, Sadala acabou sendo convidado pela presidente da Câmara de Vereadores para compor a mesa principal da Tribuna. 

Assuntos
Diversos assuntos relacionados ao Executivo estavam sendo debatidos pelos edis quando houve a chegada “surpresa” do prefeito. 

Sessão que ocorria antes da chegada do prefeito
Um deles foi sobre o acidente envolvendo um veículo oficial da Prefeitura de Santana, ocorrido no último dia 09 de maio, onde seis pessoas que estavam no veículo sofreram um capotamento durante serviço municipal. 

O acidente vem sendo acompanhado pela Secretaria Municipal de Saúde que avalia a veracidade dos serviços que de fato ocorriam com o uso do veículo. 

Outro assunto comentado foi sobre as diárias usadas pelo Executivo no início do mês de março, quando o prefeito Ofirney (acompanhado de alguns vereadores) esteve em São Paulo (SP) tratando da questão da mineradora Zamin. 

Sadala foi convidado a compor a mesa da Tribuna
O vereador Marco Aurélio explicou que a necessidade da presença do Executivo e do Legislativo na questão da Zamin só trará benefícios para a cidade, tanto social quanto financeira. 

“Essa visita em São Paulo (SP) nos deu a garantia de que há solução positiva para o caso da Zamin aqui para o Amapá. Assim como também nos deu a certeza sobre R$ 10 milhões em ICMS que ela devia para nós”, explicou o vereador. 

Sadala reservou-se a falar publicamente na Tribuna até o final da sessão, mas conversou abertamente com todos os vereadores após o encerramento do ato, e adiantou: “Sempre que possível, farei outras visitas desse tipo aqui na Câmara”.

Comentários

Postagens mais visitadas