Encontro discute estratégias de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Santana

A Promotoria da Infância e Juventude de Santana promoveu, no último dia 18 de maio, um encontro com dirigentes da Rede de Proteção à Criança e Juventude, para discutir estratégias de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em Santana. 

O evento foi organizado pelo Promotor de Justiça Miguel Angel Montiel Ferreira, e contou com a presença da Coordenadora do CAOP-IJE, Judith Gonçalves Teles, além de técnicos do Ministério Público, representantes do Conselho Tutelar, do Centro de Referência de Assistências Social - CRAS, do Centro de Referência Especializado - CREAS, do Hospital Estadual de Santana, do Comissariado de Menores da Vara da Infância e Juventude de Santana, da Secretaria Municipal de Assistência Social, do PETI, e da Delegacia Especializada da Infância e Juventude. 

A Assistente Social Iolanda Martins, do CAOP-IJ, destacou a importância do fortalecimento da rede de proteção, sobretudo na realização de atividades integradas, rompendo com o isolamento das pessoas e das organizações. 

Destacou que a rede deve funcionar como uma organização horizontal, sem hierarquia, onde as ações se destaquem na efetivação da proteção integral à criança e do adolescente. 

Segundo o Promotor Miguel Montiel, o sistema de proteção está centrado em três eixos: promoção dos direitos, defesa dos direitos e controle social. 

A criação de um protocolo de atuação que permita a atuação integrada dos órgãos é a única forma eficaz de efetivação dos direitos das crianças vítimas de abuso sexual, pois trata-se de abordagem complexa que busca, de todas as formas, evitar a revitimização e oferecer a proteção integral assegurada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e, sobretudo, interromper o ciclo de violência, com atenção especial na superação dos traumas secundários. 

As regras do protocolo de atuação a ser firmado serão definidas em reunião já agendada para o dia 02 de junho de 2017, ocasião em que será elaborado o fluxograma de atendimento a ser implementado no Município. 

A reunião também contará com a participação de outros Órgãos indispensáveis ao trabalho da rede, a exemplo da Polícia Técnico Científica.

Comentários

Postagens mais visitadas