Entre 04 cidades amapaenses, Santana recebe o Selo Unicef por políticas públicas

O esforço e a dedicação do atual Governo do Amapá pelas políticas públicas em prol da melhoria de vida de crianças e adolescentes da região, foram reconhecidos nesta terça-feira, 29/11, pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). No evento, também houve a entrega de certificados de participação dos articuladores do Selo Unicef no Amapá. 

Waldez Góes e Léa Soryana (de Santana)
O reconhecimento da atual gestão em prol da população infantil partiu da coordenadora nacional da área de proteção do Unicef, Casimira Benge, e do coordenador do escritório do Fundo para o Amapá, Fábio Atanásio, que participaram do evento ocorrido no Palácio do Setentrião. 

Representantes dos municípios de Macapá, Vitória do Jari, Santana e Calçoene também receberam o Selo Unicef por terem apresentado índices positivos na vida de crianças e adolescentes. 

“Estamos presentes em 190 países e olhamos com particular atenção para o Brasil, especialmente para a Amazônia. Não podemos avançar em qualquer discurso nesta região se não colocarmos no centro do debates a vida das mais de 25 milhões de pessoas que aqui vivem, principalmente as mais de dez milhões de crianças e adolescentes que, em sua maior parte, vivem em situação de pobreza. Parabenizo o Governo do Estado pelo compromisso e investimento nas políticas públicas voltadas a este público”, disse Casimira Benge. 

O Selo Unicef Município é uma certificação internacional que reconhece avanços reais e positivos para a vida de crianças e adolescentes. Foi criado em 1999 no Ceará, pela Agenda Criança Amazônia, que é um pacto para promoção, proteção e direitos de cada criança e adolescente da Amazônia. 

Em 2015, os nove governadores da Amazônia Legal brasileira assinaram o tratado, a Agenda Criança Amazônia, assumindo compromissos. A iniciativa, baseada na mobilização social, tem apoio dos Estados, da ONG Escola de Formação de Governadores do Maranhão, Instituto Peabiru, entre outras instituições. 

Para conquistar o Selo Unicef foram avaliados três eixos: impacto social, gestão de políticas e participação social. O principal item observado nesta edição foi a diminuição da taxa de mortalidade infantil, redução da distorção idade-série, diminuição da desnutrição em crianças menores de dois anos. 

A segunda edição do Selo Unicef foi lançada em 2013 e encerra este ano. Foram 611 municípios inscritos da Amazônia Legal e monitorados até 2016 em treze indicadores, como abandono escolar, cobertura vacinal, gravidez na adolescência, entre outras. 

“Amapá apresenta números de melhorias quanto a responsabilidade com a criança e o adolescente. Aqui não existe desejo apenas de uma pessoa, pelo contrário, é uma ajuda coletiva. O Unicef sabe nos sensibilizar com a causa de política pública voltada a criança e adolescente, e por isso reafirmo nosso compromisso com esses cidadãos”, destacou o governador do Amapá, Waldez Góes. 

Matéria surrupiada do site do Governo do Amapá

Comentários

Postagens mais visitadas