Sine Santana funcionará no Centro “Vitória Régia”

Centro Vitória Régia funciona na Rua Ubaldo
Figueira, bairro Comercial de Santana.
A Secretaria Estadual do Trabalho e Empreendedorismo (Sete) vem estruturando uma sala, dentro do prédio do Centro de Convivência Vitória Régia, para abrigar o novo posto do Sistema Nacional de Emprego (Sine), no município de Santana. Atualmente, os serviços do órgão são prestados na agência do Super Fácil, localizado na Área Portuária. 

A mudança tem por finalidade facilitar o acesso dos trabalhadores e da população de um modo geral aos serviços do Sine. Antes de entrar em funcionamento, o novo espaço passa por reformas nas redes elétrica e hidráulica, serviços de limpeza e pintura, além do layout de identificação e instalação de equipamentos. 

“É um local de fácil acesso ao trabalhador de Santana. O Centro Vitória Régia fica localizado na Rua Ubaldo Figueira, no Centro. Estamos preparando um ambiente para atender com rapidez e eficiência o cidadão”, destacou Raimundo Tavares, gerente do Sine Santana. 

Foi adaptada uma sala funcionar o Sine/STN
Atendimento provisório
Para garantir a continuidade do atendimento à população, a Sete instalou os serviços do Sine Santana no prédio do Super Fácil da Área Portuária. O horário de funcionamento é das 7h30 às 17h. 

“Optamos por não parar os serviços para que o trabalhador não seja prejudicado. Por isso, desde o início de novembro, estamos provisoriamente no Super Fácil, realizando a intermediação de mão de obra, seguro desemprego, captação de vagas junto ao comércio e orientação trabalhista. Em breve, vamos voltar a promover os cursos de qualificação para preparar a população de Santana ao mercado de trabalho”, afirmou Marciane Santo, secretária de Trabalho e Empreendedorismo. O Sine Santana conta, atualmente, com um efetivo de oito servidores. 

Para equipar os postos do Sine, inclusive o de Santana, a Sete buscou parceria com outras instituições, entre elas o Tribunal de Justiça do Amapá. Em outubro deste ano, a secretária Marciane Santo esteve em audiência com a presidente do TJAP, desembargadora Sueli Pini, para solicitar apoio. 

“Tivemos uma boa sinalização do Judiciário quanto à doação de equipamentos para o Sine e à Central do Trabalhador Autônomo (CTA). É um projeto que atende aos anseios da coletividade amapaense”, finalizou a gestora da Sete.

Comentários

Postagens mais visitadas