Escola pioneira da Fortaleza entra em reforma geral

Segundo prefeito de Santana Robson Rocha, as
reformas na escola começam ainda este ano.
A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Piauí, localizada no distrito portuário do Igarapé da Fortaleza, entrará em processo de reforma geral ainda esse ano. 

O anúncio foi dado na manhã desta terça-feira (24/11) pelo prefeito de Santana Robson Rocha, durante solenidade entrega de centenas equipamentos mobiliários para a rede de ensino da cidade, em evento realizado na quadra da própria escola, que funciona há quase meio século numa região distrital situada nos limites entre os municípios de Macapá e Santana. 

“Todos os anos, a escola tem sido bastante procurada pela comunidade do Igarapé da Fortaleza, mas temos uma demanda muito elevada para receber novas matrículas”, explicou o diretor da escola Nei Carlos, durante o evento, considerando que atualmente existem quase 1.000 alunos matriculados na instituição. “Vai do ensino infantil ao EJA (Educação de Jovens e Adultos), e a população tem cobrado por mais espaço na escola”. 

A carência de novos espaços no local foi vista pela Secretaria Municipal de Educação de Santana (SEME) como uma prioridade a ser executada o quanto antes, assim comentou a professora Zenil Melo, que responde interinamente pela pasta. 

Comunidade estudantil e comunitária da Fortaleza
estiveram presentes no evento.
“Todos nós sabemos que a educação é a principal base na formação do ser humano, e o que melhor podemos levar dessa vida. E com certeza não podemos deixar que empecilhos atravessem os objetivos que podem ser atingidos com a formação que a educação nos oferece”, explicou a secretária Zenil Melo. 

Para a aposentada Raimunda do Carmo, que reside há mais de 30 anos no distrito da Fortaleza, a reforma da escola já era necessária há muito tempo. “Meus filhos já estudaram nessa escola e agora são meus netos, e essa reforma já era preciso de muito tempo. Isso só vai beneficiar os alunos”, disse a aposentada, que também estudou no curso supletivo da escola em meados da década de 1980. “Naquele nosso tempo, não nos preocupávamos tanto com as condições do prédio da escola, e sim, com o aprendizado. Mas hoje tem que ter um prédio adequado para oferecer melhores condições para os nossos filhos”. 

De acordo com o prefeito de Santana Robson Rocha, a intenção do Executivo municipal é entrar o ano letivo de 2016 com uma nova escola a ser construída. “Será feita toda uma adaptação física e institucional na escola, além de receber um sistema de climatização completo, tanto nessa escola, como em muitas outras que já estamos reformando”, disse o prefeito de Santana, se referindo às obras de reformas que já estão sendo executadas em algumas escolas municipais, como a Ilnah Almeida (bairro Provedor), Gentila Nobre (bairro Fonte Nova) e Ângelo Biraghi (bairro Paraíso), sendo que esta última será uma das maiores entidades de ensino municipal de Santana. 

“Como ela está localizada no maior bairro de Santana, a escola Padre Ângelo Biraghi terá mais salas de aula para atender outros bairros adjacentes ao Paraíso”, acrescentou Robson. 

De Escola Isolada à EMEF
Construída em 1968, a EMEF Piauí foi idealizada por um grupo de moradores que trabalhavam nas serrarias existentes nas imediações do Igarapé da Fortaleza, atendendo inicialmente 52 alunos, todos filhos de operários das serrarias. Seu 1º nome foi Escola Isolada da Fortaleza. 

Escola Municipal Piauí já existe há quase 50 anos.
No início da década de 1970, a pequena entidade de ensino já atendia cerca de 120 alunos, passando a receber apoio da ICOMI com materiais escolares, sendo agora denominada de Escola da Serraria da Fortaleza, por está situada numa área que também funcionava uma serraria, de propriedade do Senhor Amadeu Ferreira. 

Somente em 1976, que o então prefeito de Macapá Cleiton Figueiredo de Azevedo decidiu construir um prédio próprio para a escola, que funciona às margens da Rodovia Salvador Diniz (até hoje), recebendo a denominação de Escola Municipal Piauí, que homenageia o Estado Brasileiro onde o prefeito Cleiton Figueiredo nasceu. 

Com a criação do município de Santana em 1987, a Escola Piauí passou para o patrimônio institucional do município em 1990, recebendo apenas três reformas físicas entre 1993 e 2005. 

Atualmente, com a denominação de EMEF Piauí, atende 946 alunos distribuídos em três turnos, possuindo 74 funcionários lotados, estando na direção o professor Nei Carlos.

Comentários

Postagens mais visitadas