Sesa intensifica estratégia de monitoramento e avaliação da dengue no verão

Embora o Amapá tenha apresentado redução nos números de casos de dengue no Estado, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (CVS), tem intensificado as ações de prevenção e combate a doença. Uma das estratégias tem sido a capacitação dos técnicos de epidemiologia dos 16 municípios, profissionais que atuam diretamente no diagnóstico da dengue.

O chefe da Divisão de Epidemiologia da CVS, Patrício Almeida, reforça que ainda este semestre, a Sesa vai oferecer o Curso Básico de Vigilância Epidemiológica, voltado para os 16 municípios. "A proposta é descentralizar cada vez mais as ações que são de competência dos municípios. Hoje, a maioria das notificações de dengue é feita na rede pública estadual, que detém maior estrutura laboratorial e humana para este serviço".

Patrício Almeida ressalta que o Estado continuará com as atividades de monitoramento, avaliação, capacitação e a contrapartida técnica em caráter suplementar para os municípios. "Independente das solicitações dos municípios, a Secretaria de Estado da Saúde tem intensificado suas ações com o objetivo de atingir e manter a redução da dengue no Estado, principalmente no verão".

Estatística
Segundo dados estatísticos divulgados pela CVS, de janeiro a julho deste ano foram confirmados 445 casos de dengue no Estado, apontando uma redução de 88,4%, comparado ao mesmo período de 2011, que contabilizou 3.850 casos da doença.

Os números indicam que a capital Macapá registrou 372 casos confirmados de dengue entre janeiro a julho deste ano, alcançando uma redução de 79,7%, comparado ao mesmo período do ano passado, que chegou a 1.832 casos confirmados só na capital. A cidade de Oiapoque, na fronteira com a Guiana Francesa, contabiliza 23 casos de dengue com redução de 94,63% comparado a 2011, que registrou 428 casos. Patrício Almeida diz que a redução se deve aos investimentos que o Estado tem feito nos municípios em capacitação, monitoramento, avaliação e auxílio técnico.

Conforme os dados nos últimos cinco anos, o Amapá contabilizou 5.284 casos de dengue em todo o Estado, incluindo apenas os números de janeiro a julho de cada ano. Desse total, 98,4%, o equivalente a 5.202, foram casos de dengue clássico contra 1,15% de dengue com complicação, o equivalente a 61 casos. No mesmo período foram registrados 18 casos de dengue hemorrágica, representando 0,34% do total de casos confirmados no Estado.

Em Macapá, nos últimos cinco anos foram registrados 3.638 casos, o equivalente a 68,8% do total; Santana ficou com 698 casos, o equivalente a 13%; Oiapoque 531 casos, 10%; Calçoene 173 casos, 13,27%; Serra do Navio 86 casos, 1,63% e Porto Grande 106 casos, o equivalente a 2%.

Comentários

Postagens mais visitadas