Proposta de reativação da ferrovia Santana-Serra do Navio será apresentada ao BNDES

Ferrovia está parada há mais de três anos
O Governo do Amapá está empenhado na busca pelo desenvolvimento do Estado. Neste contexto, é fundamental articular melhorias para a infraestrutura rodoviária, mas também portuária e ferroviária. 

Nesta terça-feira (18/07), o chefe de Estado recebeu em seu gabinete o diretor-presidente da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski, para tratar, dentre outros assuntos, de uma parceria que viabilize a junção da concessão do Porto de Santana, que é federal, à concessão da Estrada de Ferro do Amapá (EFA), que é estadual.

Segundo o Chefe de Estado, a intenção é levar esta proposta ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A parceria com a Antaq, segundo o governador, fará com que o banco manifeste interesse na questão. 

Autoridades reunidas sobre o assunto
“A proposta é unir as estratégias e não tratar as duas questões de forma isolada. Estando a estrada de ferro articulada com um porto de embarque e desembarque de pessoas, de minério, madeira e outros, o BNDES olhará sob o ponto de vista do desenvolvimento regional e de interesse maior da nação”, pontuou Góes. 

O diretor-presidente da Antaq salientou que o diálogo com o Estado será constante e a força-tarefa já está montada na busca da solução desta demanda. 

“Eu já sabia desta intenção do governador e a minha visita ao Estado consolidou estas tratativas. Seguimos dialogando para que a solução seja, no futuro, um porto e uma ferrovia concluídos e funcionando, visto que ambos são de suma importância para o Estado”, frisou Tokarski.

No encontro ainda estiveram presentes o secretário de Estado do Planejamento, Antônio Teles Junior; o prefeito de Santana, Ofirney Sadala; o deputado federal Vinicius Gurgel, que articulou a reunião; e a deputada estadual Luciana Gurgel. 

“Durante os próximos trinta dias vamos aferir todas as informações necessárias e marcar uma audiência no BNDES onde eu, o secretário de Estado do Planejamento, o diretor-presidente da Antaq e a bancada federal, representada pelo deputado Vinícius Gurgel, apresentaremos formalmente a proposta ao banco”, concluiu o governador Waldez Góes.

Comentários

  1. O diretor diz, seguimos dialogando. Pelo amor de Deus é uma ferrovia que percorre vários municípios do Estado, e o cara diz seguimos dialogando. Pra Cuba foram 4 bilhões e fora o que não sabemos, pro nosso povo, pro brasoleiro, vão seguir dialogando. Já era pra esse investimento está no Amapá a muito tempo; mas não, aproximou-se o tempo das eleições todo mundo fica boninho. E vamos seguir dialogando... pois já são 4 ou 5 anos de abandono. Queremos algo solido. O povo não pode mais viver de ilusões.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas