Vídeo mostra estudante sendo esfaqueado durante assalto em via pública

O fato teria ocorrido na tarde dessa segunda-feira (08/05) na Avenida 07 de setembro, no Centro de Santana. 

De acordo com informações um grupo composto de três estudantes retornavam da Escola José Barroso Tostes quando foram surpreendidos por um elemento que vinha conduzindo uma bicicleta. 

Identificado pelas iniciais O.M.F., de 16 anos – por se tratar de um menor – com o apelido de “Patati”, o mesmo não conseguindo usufruir do seu ato criminoso, tentou agredir fisicamente um dos estudantes que foi atingido pela “arma branca” do criminoso na altura do pescoço e logo em seguida fugiu do local. 

David Costa (esquerda) com a família
O estudante ferido nas imagens – identificado pelo nome de David Costa, de 15 anos – recebeu ajuda de populares que perceberam o movimento dos fatos e entraram em contato com a Polícia Militar. 

“Só enxerguei ele (o estudante) com a mão no pescoço e pedi que ficasse calmo até que chegasse algum carro para leva-lo para o hospital”, disse uma moradora das proximidades do crime. 

David é filho de um conhecido casal de pastores de uma igreja evangélica na cidade de Santana, que estão acompanhando o estado de saúde do estudante, que seguiu ainda ontem (08) para Macapá, onde passaria por um procedimento cirúrgico. 

“O corte que sofreu no pescoço atingiu duas artérias”, informou amigos do estudante. 

A direção da escola onde David cursa o 3º ano do Ensino Médio adiantou que também está acompanhando a situação do aluno.

Comentários

  1. Como assim não pode identificar o marginal pelo nome por ele ser de menor, e pode identificar a vítima que também é de menor?

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente a justiça do nosso país acaba encontrando "brechas" na legislação para favorecer um cidadão dessa periculosidade.
    Como já respondi judicialmente por situações de editorial que citavam o nome de criminosos (mesmo sendo de menores), o Código Civil não permite a divulgação direta do nome desses elementos que cometem delitos, mas favorece a divulgação espontanea do nome da vítima.
    Pelo fato do estudante ser filho de pessoas bastante conhecidas em Santana, ele é muito respeitado (e querido) e com a repercussão da matéria apenas engrandeceu ainda mais os interesses das autoridades em logo capturar o suspeito e se fazer uma justiça mais correta e digna.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas