Fiscalização da Defesa Civil em Santana sobre uso de cerol implicará em multas de R$ 200

A Prefeitura de Santana, através da Defesa Civil Municipal, iniciou nesta sexta-feira, 14, um trabalho de fiscalização e prevenção de acidentes causados pelo uso de cerol em linhas de pipas na cidade. 

Neste primeiro momento, os agentes do órgão estão apreendendo os pipas, notificando e orientando os responsáveis pelas crianças que são flagradas com o objeto. 

O coordenador da Defesa Civil, Antônio Castro, disse que é a primeira vez que ocorre uma ação nesse sentido no município, cumprindo a Lei Municipal nº 1006, de 2013, que dispõe sobre a prática de empinar pipas, papagaios, rabiolas ou outros objetos desse tipo na área urbana da cidade. 

“Antes não era feita essa fiscalização, mas a Defesa Civil está cumprindo essa missão, para prevenir os acidentes causados por essa prática”, frisou. 

De acordo com o chefe administrativo da Defesa Civil, David Dias, nesse primeiro momento foi realizado a orientação e conscientização, mas posteriormente, e caso de reincidência, será aplicada uma multa de R$ 200 reais. 

O agente da Defesa Civil, Raimundo de Jesus, falou dos riscos de empinar papagaio em área urbana. 

“É uma prática perigosa, pois a linha encerada pode causar cortes em ciclistas e motociclistas e até mesmo causar a morte”, explicou. 

A aposentada Catarina Moraes aprovou a ação da Defesa Civil, que vai reforçar a orientação aos pais sobre a utilização de linhas cortantes pelos filhos. 

“Muitas vezes essa juventude não nos ouve e não acredita que o que ela está fazendo pode causar acidentes graves e até morte, então a presença da Defesa Civil mostra para esses jovens que essa atitude tem consequências”, ressaltou.

Comentários

Postagens mais visitadas