Na área do Ambrósio, “venda” irregular de água vem causando obstrução na tubulação da Caesa

Em inspeção realizada pela agência regional da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) de Santana, na manhã da última segunda-feira (19/06), na rede de água que atende os moradores da área do Ambrósio, os técnicos da estatal constataram que diversos pontos estavam completamente obstruídos, sendo que em um deles foi retirado um emaranhado de fios de plásticos. 

De acordo com o gerente regional Olenilson Marques Pereira, a obstrução da rede estaria sendo praticada por vendedores clandestinos de água, que não aceitam perder seus clientes para a Caesa, em face dos serviços que estão sendo executados no local em parceria com a Prefeitura de Santana, por determinação do prefeito Ofirney Sadala. 

Para Olenilson Pereira, a ação é um verdadeiro atentado contra a saúde da população, uma vez que tudo que for colocado na rede para diminuir a vasão poderá contaminar a água que chega às torneiras do consumidor, sem contar no fato de que a obstrução total da rede causa enormes prejuízos à população, que fica sem o produto para o seu consumo e seus afazeres domésticos. 

Durante a inspeção, os técnicos da Caesa também constataram que vários moradores continuam instalando bombas d`água na rede de distribuição, o que também contribui para diminuir a vasão do produto. 

“Com base nessa inspeção, estaremos intensificando a fiscalização para evitar todo e qualquer ato praticado irregularmente na rede de distribuição de água tratada no Ambrósio, inclusive, com o apoio da polícia, se for o caso”, disse o gerente regional da Caesa. 

“Não iremos permitir que em benefício de uma minoria, uma população inteira fique prejudicada, até porque estamos fazendo a nossa parte, juntamente com a prefeitura, para resolver o problema da falta de água na Baixada do Ambrósio, e contamos com o apoio da grande maioria dos consumidores que merecem receber um produto de qualidade e em abundância”, concluiu Olenilson Pereira.

Comentários

Postagens mais visitadas