Sem qualquer apoio, Campeonato Feminino de Futebol segue mostrando seus talentos locais

Comissão organizadora do Campeonato
Se para manter uma pequena equipe de futebol – sendo ela do bairro ou do distrito – já é “pesado” em termos técnicos e materiais, imagine arcar com a responsabilidade de um campeonato municipal, que consiste na locação de um campo exclusivamente direcionado para o evento, além da nomeação confiável dos árbitros que irão gerenciar as partidas e (principalmente) a aquisição de materiais esportivos, como rede de trave, bolas, apitos, bandeiras, cartões e outros acessórios usados durante os jogos programados. 

Ainda mais quando não há apoio do Poder Público ou privado para investir em iniciantes que, por um presente do destino, pode está preparando futuros talentos para o futebol local ou até nacional. 

É dentro dessas condições que o desportista José Alberto (mais conhecido popularmente como “Cafú”) vem procurando realizar desde o início do mês de março um Campeonato Feminino de Futebol na cidade de Santana. 

De forma bem modesta – mas bem organizada –, apenas oito times foram inscritos para os certames que acontecem nos dias de quintas-feiras e nos sábados, garantindo um público notoriamente positivo em cada jogo, que ocorre na arena da Praça Poliesportiva do bairro Fonte Nova. 

Jovens talentos participam do campeonato
Sem Patrocínio
Segundo Cafú, várias tentativas foram realizadas para firmar parcerias de apoio com entidades públicas e privadas, porém, nenhum se mostrou interessado. 

“Já enviei dois ofícios à Prefeitura de Santana falando desse projeto, mas nenhum obtive resposta”, disse Cafú, que ainda revelou o custo aproximado para a realização de um simples campeonato. “Se for colocar na ponta da caneta, não sai por menos de R$ 5 mil reais”. 

Apesar de carregar sozinho a realização desse evento, Cafú se ver satisfeito pelos bons resultados que são vistos pelas participantes que, em sua maioria, composta de meninas entre 13 e 18 anos, que residem em diversos bairros de Santana. 

“Temos contribuído de modo positivo dentro da sociedade, que boa parte dessas jogadoras já demonstram um talento que estava escondido para si”, revelou.

Comentários

Postagens mais visitadas