Presidente do TJAP reúne com servidores e juízes para discutir melhorias no Fórum de Santana

O presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, Desembargador Carlos Tork, percorreu as dependências do Fórum de Santana, conversou com servidores e reuniu-se com os juízes das varas cíveis e criminais da comarca do município. 

Os magistrados tiveram a oportunidade de apontar sugestões e demandas visando a melhoria e adequação da unidade para melhorar os serviços oferecidos aos jurisdicionados. 

Para a juíza Priscylla Peixoto Mendes esse é o tipo de contato que fortalece o trabalho da magistratura no Amapá. “Aproxima os juízes da gestão e faz com que o presidente tome conhecimento das reais necessidades do Fórum. É uma conversa que vem pra melhorar as condições de trabalho dos juízes, dos servidores e da população que aqui é atendida”. 

O titular da 3ª Vara Cível da Comarca de Santana, juiz José Bonifácio Lima da Mata, que ocupa o cargo de diretor interino do Fórum, elogiou a iniciativa do presidente do TJAP ao anunciar a descentralização das gestões dos fóruns. 

“Isso vai dar mais agilidade e o que é melhor, recursos em caixa para poder tocar e gerir os problemas de cada Fórum. Com a verba descentralizada, tem como a gente, de imediato, fazer alguma coisa que o Fórum necessita”. 

O plenário do Fórum, local da reunião, acabou sendo um dos principais pontos da reivindicação dos magistrados. Em função do tempo de uso, eles solicitaram a troca imediata do carpete que reveste todo o espaço bem como a própria reforma do Tribunal do Júri. 

Também constam na pauta de reivindicações, a construção do muro do Fórum, a aquisição de um gerador de energia e mais segurança, principalmente para os magistrados que atuam no Tribunal do Júri. 

O presidente solicitou aos juízes um levantamento das necessidades de curto, médio e longo prazo. “A demanda gerada em Santana deverá ser incluída no nosso plano de obras do TJAP. Na nossa grande reunião marcada para o dia 17 de abril com todos os diretores de fóruns, vamos dar o andamento necessário a essas reivindicações”.

Comentários

Postagens mais visitadas