Prefeitura de Santana discute sobre combate ao transporte clandestino no município

Atendendo uma solicitação dos taxistas, o prefeito de Santana, Ofirney Sadala, se reuniu na manhã desta segunda-feira, 03/04, com a classe para discutir ações de combate ao transporte clandestino e a regularização de taxistas e mototaxistas no município. 

Durante a reunião, o gestor santanense garantiu o reforço na fiscalização dos clandestinos, com a inclusão de mais 15 agentes de trânsito, que serão inicialmente contratados através do projeto de lei que regulamenta a terceirização. 

“Até o final de abril faremos a contratação desses profissionais para reforçar a fiscalização de trânsito no município”, explicou. 

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Santana (Sintasa), Lauro Freitas, falou que a fiscalização sobre o transporte clandestino é essencial, a fim de garantir que os veículos credenciados para oferecer transporte público e particular possam atuar no município.

“Sem o clandestino, ganha o ônibus, o táxi e o passageiro que acaba tendo mais segurança é um serviço de qualidade”, salientou. 

Esse posicionamento também foi reforçado pelo presidente do Sindicato de Transportes do Amapá (Setap), Décio Santos, que falou da dificuldade dos transportados regularizados em competir com os inúmeros clandestinos que atuam de forma irregular no município. 

“O clandestino trabalha sem dar nenhuma contribuição ao município, enquanto nós pagamos nossos impostos e só queremos nosso espaço para trabalhar”, ressaltou Décio. 

O superintendente de Transporte e Trânsito de Santana (STTrans), Josiney Alves, garantiu que a prefeitura não medirá esforços para garantir o trabalho da classe dentro do município. 

“Vamos intensificar as fiscalizações e legalizar quem tivermos que legalizar, para garantir que cada profissional atue dentro das diretrizes municipais”, destacou Josiney.

Comentários

Postagens mais visitadas