“Coxó”: Justiça decreta prisão de suspeito de assassinar Tainá Barros

A Justiça do Amapá decretou nesta quarta-feira (19/04) a prisão do indivíduo Márcio Roberto Facundes da Silva Rosa, de 30 anos, vulgo “Coxó”, que agora é o principal suspeito de ter assassinado a jovem Tainá Barros Freitas, de 21 anos, que foi encontrada morta por volta das 3 e meia da tarde do último sábado (15), em uma construção abandonada, localizada na Rodovia Duca Serra, em Santana.

A princípio as autoridades policiais suspeitaram que o crime tinha sido cometido pelo namorado de Tainá, Ronaldo Furtado Damasceno, que estava na companhia dela no dia do seu desaparecimento.

Mas o vídeo de uma câmera de monitoramento mudou o rumo das investigações. O vídeo mostra Tainá chegando à Rodovia Duca Serra, por volta das 4 e meia da madrugada de sexta-feira (14). Em seguida, aparece um homem, deficiente físico, seguindo a vítima.

Este, segundo o delegado Sandro Torrinha, que conduz as investigações, seria “Coxó”, que foi reconhecido por cinco testemunhas, inclusive pela esposa dele.

“Coxó” foi preso na casa dele, no bairro Piçarreira, por volta das 9 horas da noite desta quarta-feira (20/04), e foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia de Santana, de onde deverá ser transferido ao Instituto Penitenciário do Amapá (IAPEN).

Comentários

Postagens mais visitadas