Tarifa de ônibus: depois da urbana, vem o reajuste na intermunicipal

Tarifa intermunicipal deve sofrer reajuste
O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amapá (Setap) vem aguardando apenas um aval positivo, em relação ao reajuste que foi solicitado no final do ano passado, em relação à tarifa urbana em Macapá – que deve saltar de R$ 2,75 para R$ 3,10 – que o próximo alvo será nas linhas intermunicipais. 

Em entrevista concedida a uma emissora da TV na última sexta-feira (03/02), o presidente do Setap Décio Melo informou que o reajuste tarifário para a capital deve-se ao aumento da inflação e outras taxas ligadas ao setor. 

“Temos um custo alto com o óleo diesel nos veículos, além das questões de salários dos trabalhadores que são periodicamente corrigidos”, justificou Décio. 

O pedido de reajuste na tarifa urbana de Macapá foi protocolado no último dia 12 de dezembro, para conhecimento da Coordenadoria Municipal de Transportes de Macapá (CTMac), que ainda não deu seu parecer sobre a situação, pois, ainda deverão fazer uma análise técnica do pedido, com resultado que será dado publicamente nos próximos dias. 

Empresário de transportes Décio Melo
Intermunicipal
Segundo fontes internas do órgão, após a conclusão sobre o reajuste na tarifa urbana, o Setap levará a frente o pedido sobre a tarifa intermunicipal (Macapá-Santana), que deve subir de R$ 3,00 para R$ 3,50, de acordo com uma das propostas já discutidas pela única empresa de ônibus que explora a linha entre os dois municípios. 

Esse possível reajuste de quase 16% emcima da atual tarifa intermunicipal também se carrega os mesmos motivos colocados sobre o reajuste de Macapá, no entanto, a empresa que responde pelo itinerário entre as duas maiores cidades amapaenses se comprometeu de melhorar sua frota de veículos em 2017. 

“Com essa demanda de uso se ampliando a cada dia, é preciso ter mais ônibus circulando, e isso já vem sendo bastante discutido”, considerou o empresário Décio Melo, que completou: “Vai melhorar a frota e os horários de deslocamentos”.

Comentários

Postagens mais visitadas