Convênio garante R$ 6 milhões para serviços de coleta de lixo e limpeza urbana de Santana

Prefeito Ofirney Sadala assinando convênio
Na tarde dessa sexta-feira (06/01), ocorreu no plenário da Câmara de Vereadores de Santana, a solenidade de assinatura de um convenio entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Santana, onde serão investidos mais de R$ 7,8 milhões em serviços de limpeza urbana, coleta diária de lixo e a destinação final de resíduos sólidos da cidade de Santana. 

O valor firmado terá contrapartida de R$ 1,8 milhão do município e o restante virá da parte do Governo do Amapá. O convênio, que contou com a presença de diversas autoridades políticas e sociais, aponta a importância que a área ligada ao asseio público tem sido vista em favor da sociedade santanense. 

“Tem semana que o carro do lixo não passa e fica aquela quantidade de urubus querendo espalhar a ‘lixarada’ toda pela rua, com certeza esse trabalho em grupo (Governo e Prefeitura) deva mudar essa imagem”, disse o autônomo Amilton Correa, residente no bairro do Elesbão. 

Segundo o autônomo, além do próprio Poder Público, a população também deve contribuir com essa parceria. 

“Também não adianta a prefeitura fazer a parte dela de coletar o lixo nos dias certos se o povo não ajudar”, ressaltou. 

Vale ressaltar que o termo assinado trata de uma renovação de serviços contratuais, que foi anteriormente assinado em dezembro de 2015, vindo agora a dar uma continuidade mais extensa dos trabalhos. 

“O principal beneficiado tem que ser apenas a população de Santana, nada além deles”, deixou dito o prefeito de Santana Ofirney Sadala. 

Acompanhamento de serviços
Grande parte da classe de vereadores de Santana esteve presente na assinatura do convênio, procurando descrever a participação do legislativo municipal durante as ações públicas da Prefeitura de Santana.

Entre os edis, o vereador Fabiano Leandro (PR) comentou sobre o papel a ser aplicado pelo representante do legislativo municipal em ocasiões como essa. 

“Compete aos vereadores fiscalizar a execução desse tipo de convênio, sendo importante também não esquecer que todos nós precisamos manter a cidade limpa, começando pela calçada da nossa própria casa”, disse Fabiano. 

Pela parte do Poder Estadual, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) é quem ficará responsável em acompanhar e fiscalizar a execução do recurso. O convênio tem vigência de 12 meses.

Comentários

Postagens mais visitadas