Santana: Demorou para criarem, mas criaram!

Imagem aérea de Santana na década de 1990
Os primeiros sinais que indicariam a emancipação política do Distrito de Santana ocorreram ainda no início da década de 1980, quando o objetivo despertava interesse de algumas novas caras na política amapaense. 

Em 1982, o então vereador da capital Aroldo Góes já realizava inúmeras reuniões comunitárias com a população de Santana, buscando convencer o povo de que a transformação da região em município do então Território Federal do Amapá traria melhores condições de infra-estrutura e melhoramento social. 

Prefeito Rosemiro Rocha durante inauguração em 1989
O resultado dessas reuniões somente levaria dois moradores popularmente conhecidos daquele distrito para a Câmara Municipal de Macapá: Rosemiro Rocha Freires e Redimilson Anselmo Nobre começaram suas vidas políticas a partir do momento que levariam as solicitações de seu povo para as autoridades municipais. Com a reeleição desses vereadores em 1986, começava a ser traçado os primeiros planos de formação socioeconômicos para emancipá-lo. 

Prefeito Geovani Borges (de 1993-1996)
Em setembro de 1987, o assunto volta a ser discutido com a Bancada Federal do Amapá, levando ao interesse público através da Deputada Federal (constituinte) Raquel Capiberibe, que passou a pressionar as autoridades por um apoio popular. 

Somente a partir de dezembro daquele ano, que a Deputada apresentou o projeto de criação dos distritos de Santana, Tartarugalzinho, Ferreira Gomes e Laranjal do Jarí em municípios do então Território Federal do Amapá. 

Prefeito Tadeu Medeiros (1997-2000)
No dia 02 de dezembro daquele ano (1987), em pronunciamento na Câmara Federal, a Deputada constituinte Raquel Capiberibe solicita que os distritos de Santana, Tartarugalzinho, Ferreira Gomes e Laranjal do Jarí, sejam transformados em municípios do então Território Federal do Amapá. 

Rosemiro Rocha retorna à Prefeitura (2001-2004)
Somente no dia 17 de dezembro (numa quinta-feira), o então Presidente da República José Sarney sancionaria a Lei Federal nº 7.639 que cria os municípios de Santana, Tartarugalzinho, Ferreira Gomes e Laranjal do Jarí. (ver Diário Oficial da União de 18/12/1987) 

E quem foram os idealizadores dessa criação?
Não se pode negar que alguns políticos de nossa terra muito trabalharam pela emancipação de Santana, Laranjal do Jarí, Ferreira Gomes e Tartarugalzinho. O primeiro a emergir buscando a transformação de Santana em município foi reconhecidamente o vereador Aroldo Góes, isto em 1982 quando ele ainda era do PDS. 

Nogueira ficou duas gestões (2005-2012)
Depois veio o ex-governador do Amapá Comandante Anníbal Barcellos (PFL-AP), o então vereador Rosemiro Rocha e a Deputada Federal Constituinte Raquel Capiberibe. Esta, responsável inclusive pela subemenda que dá autonomia a Santana e Tartarugalzinho. 

Longe nós tentarmos essas colocações menosprezar demais políticos que tenham lutado pelas emancipações das citadas regiões. Porém, de forma inconteste mesmo usando sistemas diferentes, foram exatamente Aroldo Góes, Rosemiro Rocha, Anníbal Barcellos e Raquel Capiberibe os grandes baluartes dessas transformações. 

Isto sem mencionar o Deputado Federal Constituinte Genibaldo Corrêa (PMDB-BA), José Lourenço (PFL-BA), Amaral Neto (líder do PDS-RJ), Gastone Righi (PTB-PR), Brandão Monteiro (PDT-MA), Luís Inácio Lula (PT-SP), e principalmente, o Deputado Bonifácio de Andrade (PSDB-MG) que, com seu substitutivo datado de 02 de setembro do ano corrente, oportunizou a deputada Raquel Capiberibe entrar com uma subemenda na sessão de 22 de outubro de 1987, propondo a criação de mais dois municípios, isto é, os de Santana e de Tartarugalzinho. 

Robson Rocha: atual prefeito (2013-2016)
Isto forçaria o então Deputado Constituinte pelo Amapá Anníbal Barcellos a retirar o seu Projeto de criação de Santana em município. Na ocasião, o parlamentar amapaense salientava a retirada de seu projeto desde que a subemenda de Raquel fosse aprovada. 

Ou seja, Resumindo: Diretamente Barcellos e Bonifácio de Andrade foram os responsáveis pela transformação de Ferreira Gomes e Laranjal do Jarí em municípios do Amapá. Enquanto que Raquel Capiberibe, com a subemenda introduzida ao substitutivo do deputado Bonifácio de Andrade, é a responsável pela emancipação de Tartarugalzinho e Santana, sob a idéia dos vereadores citados no início do texto.

Comentários

Postagens mais visitadas