Polícia paraense prende acusado de matar Sargento da PM do Amapá

Cleber estava foragido desde 23/10
A Polícia Militar do Estado do Pará, sob o comando do Tenente-Coronel Carlos, que está à frente do 3º BPM no município de Santarém (PA), prenderam na tarde desta sexta-feira (04/11), o elemento Cleber Pantoja de Lima, de 22 anos. 

Cleber é o principal acusado de matar o 1º Sargento da Polícia Militar do Amapá Agenildo Quaresma Ferreira Júnior (SGT Agenildo), em fato ocorrido no último dia 23 de outubro, quando o militar se deslocava numa área de ponte situada no bairro Hospitalidade, em Santana (AP)

Além de Cleber, outros dois suspeitos também estavam envolvidos na morte do policial, sendo Cleber era o único que estava o mais procurado, em razão de ter fugido com a arma (pistola) que pertencia ao militar. 

De acordo com a imprensa paraense, o assassino do policial foi encontrado escondido em uma casa no bairro do Santarenzinho, onde a PM de Santarém fez um imediato levantamento (consulta de antecedentes) e constatou que Cleber era foragido do Estado do Amapá. 

Com isso, a Polícia Militar de Santarém considerou a prisão do foragido um sucesso, pois, também conseguiram buscar informações com o acusado sobre a arma pertencente ao SGT Agenildo, na qual, com apoio das equipes de Rádio Patrulhamento do Batalhão do município de Santana (AP), chegaram até o local indicado por Cleber (onde estariam as armas, bem como uma arma caseira que foi possivelmente utilizada no crime do policial), sendo estas levadas para a Delegacia de Polícia do distrito do Igarapé da Fortaleza

Armas encontradas com Cleber
Morte do Sargento
O crime aconteceu na tarde do dia 23 de outubro (um domingo), quando o SGT Agenildo teria ido buscar um irmão seu numa área de pontes denominada de “Ponte do Padeiro”, localizada no final da Avenida Brasília, no bairro Hospitalidade. 

A referida área de ponte fica também nas proximidades de uma “boca de fumo”, onde o militar acabou sendo recebido por tiros, que lhe atingiram no braço e no abdômen. 

SGT Agenildo estava desde 2004 na PM do Amapá
Agenildo chegou a ser socorrido por populares e imediatamente levado para o no Hospital de Emergência (HE) da cidade, onde passou por um intenso processo cirúrgico para a retirada dos fragmentos das balas. 


O blog tentou contato com a Assessoria de Comunicação do Comando da Polícia Militar do Estado do Pará para confirmar sobre a transferência de Cleber para o Amapá, mas não obteve êxito nos contatos.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas