Bolsistas do TJAP participam de palestra sobre Protagonismo Juvenil e Planejamento Financeiro

Os bolsistas do Tribunal de Justiça do Amapá, Fóruns de Macapá e Santana, Juizados Virtual, Sul e Norte, participaram da palestra “Protagonismo Juvenil e “Planejamento Financeiro”. O evento promovido pelo Centro Integrado Empresa-Escola (CIEE) foi realizado no Plenário do TJAP. Atualmente, cerca de 370 bolsistas estão inseridos no programa, trabalham quatro horas por dia e recebem meio salário mínimo. 

O objetivo da palestra foi mostrar aos bolsistas do Judiciário do Amapá a importância que o jovem possui na edificação de uma boa sociedade. Atitudes contundentes e responsáveis, sejam em casa, na escola, no trabalho ou até mesmo nos momentos de lazer, servem para elevar a conduta ética, pessoal e profissional. 

O momento serviu para uma melhor compreensão da necessidade de desenvolver senso crítico sobre as consequências das atitudes individuais sobre a coletividade, principalmente o protagonismo juvenil no cenário social do Amapá, além da ênfase dada à organização e ao planejamento financeiro orientando a maneira correta de investir o incentivo financeiro que o Tribunal de Justiça do Amapá propicia todos os meses. 

Gisele Maria Madureira Nascimento, pedagoga, instrutora do CIEE, e que ministrou a palestra, destacou a ansiedade e a vontade que os jovens possuem de mudar a sociedade em que vivem, porém ressaltou a necessidade de ter equilíbrio nas dívidas que contraem e que devem fazer bons investimentos com o incentivo que recebem do TJAP. 

“Os jovens não podem se tornar alvos fáceis do consumismo inconsequente. É preciso ter consciência daquilo que é essencial para a vida e saber se preparar para um bom futuro. A vida atual pede organização, planejamento e dedicação nas tarefas que realizamos no cotidiano para podermos atingir as nossas metas, principalmente sobre controle financeiro”, declarou. 

Rosilene Campos, diretora do Departamento de Pessoas do TJAP, frisou que o objetivo do ciclo de palestras é demonstrar os melhores caminhos para cada bolsista fazer a sua própria história. “A palestra serve para revigorar as reflexões dos jovens sobre suas atitudes e suas escolhas. O jovem deve perceber sua missão como protagonista na história da sociedade, e que é preciso se preparar bem para o mercado de trabalho, aumentando seus conhecimentos através do estudo permanente e da leitura de bons livros, que visa além do crescimento profissional dos jovens, o aprendizado para formação de bons de cidadãos”, disse. 

O bolsista William Guillaumette, de 17 anos, natural do Haiti, declarou aos mais de cem jovens que participaram da palestra, o que faz com o valor que recebe todos os meses do Tribunal de Justiça. O seu testemunho serviu para mostrar aos jovens que a responsabilidade financeira não pode ser deixada para depois. 

“Eu tenho um planejamento e um sonho a realizar. Do dinheiro que recebo, deposito 150 ou 200 reais, a cada mês. Estou organizando as minhas finanças e me preparando para o futuro. Quando completar 18 anos quero viajar para ver minha mãe que está longe de mim e ser feliz ao lado de minha família”, frisou. 

Para a presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, Desembargadora Sueli Pini, a intenção da palestra é despertar nos jovens a plena consciência da importância deles no protagonismo da prosperidade social e do controle financeiro. 

“Esses jovens, em breve, estarão à frente de empresas e de instituições públicas e é nosso dever contribuir na preparação deles. Neste encontro, o principal foco é a educação financeira pessoal dos bolsistas. Nossa intenção é criar em cada um a consciência do efetivo valor do incentivo financeiro que eles recebem do Tribunal de Justiça e que devem saber bem aplicá-los”, finalizou.

Comentários

Postagens mais visitadas